BANGKOK

Pense em um país lindo! Pense nas praias mais bonitas do mundo! Pense agora em templos monumentais! A Tailândia é isso tudo e mais ainda! É um país com uma culinária super diferente e uma cultura fascinante. Lugar perfeito tanto pra quem quer festa, curtir a vida de solteiro, quanto para quem pretende relaxar ou caprichar no destino da lua de mel! Difícil? Com tantas possibilidades para todos os gostos, difícil é deixar de ir para esse verdadeiro mundo de belezas excêntricas. As fotos, por mais que não consigam mostrar o quanto realmente é lindo, podem dar uma amostra do potencial do país!

E Bangkok? Cidade incrível. Dizem que é um tipo de lugar que você ama ou odeia. Sim. Pode até ser. No nosso caso, amamos. É fato que a poluição é grande, o trânsito é confuso, apresenta todos os problemas que uma cidade grande brasileira nos mostra mas… como bônus: templos lindíssimos, arranha-céus impressionantes, restaurantes perfeitos, ruas super animadas, festas, passeio de barco. É, a nosso ver, a melhor síntese  de modernidade e pujança com tradições e hábitos milenares. Uma cidade que não combina com rótulos ou estereótipos. Além de tudo isso, a capital tailandesa serve de excelente base para você conhecer outras cidades fantásticas do país ou mesmo além das suas fronteiras.

Você decidiu ir? Perfeito! Mas, vamos a parte trabalhosa! Informações que consideramos importantes seguem para você.

DSC08394

GRAND PALACE – BANGKOK/TAILÂNDIA

QUANDO IR

Melhor época para ir – Novembro a abril (Para fugir da época das monções). Cuidado com isso!

VISTO

Não é necessário.

VACINA OBRIGATÓRIA

Vacina contra febre amarela  é obrigatória, assim como cartão internacional de vacinação para comprovar. (Leia sobre no post “GUIA PRÁTICO – ÁSIA“)

COMO CHEGAR

Achar passagem para Ásia por um preço bacana não é uma missão simples, mas existem maneiras de facilitar a busca. Uma dica é ter o aplicativo “Passagens baratas”, ele notifica o usuário acerca dos sites de viagens que estão, naquele momento, veiculando alguma promoção. É interessante também ficar de olho no site “Melhores Destinos” e criar alertas de preço de passagem no site “Decolar.com”. Quando surgir a promoção, é só aproveitar! Ou, caso você não queira esperar a promoção, simule comprando por trechos, do Brasil pra algum país da Europa e depois para um país do sudeste asiático. Diante do alto valor da passagem, vale a pena simular bastante até encontrar a passagem perfeita para o seu orçamento.

Ah! Cuidado com a quantidade de conexões e com o tempo que você ficará nos aeroportos esperando. São mais de 20 horas voando. Chegar na Ásia é extremamente cansativo.

COMO SAIR DO AEROPORTO

Bangkok tem 2 aeroportos: SUVARNABHUMI (BKK) – O BKK fica a cerca de 25 km do centro de Bangkok-, o maior deles, que recebe a maioria dos voos internacionais, e o aeroporto DON MUEANG (DMK), o menor e mais antigo.

 ATENÇÃO!!! Você precisa lembrar que, ao chegar, vai ter que apresentar sua carteirinha de vacinação internacional para comprovar que tomou a vacina da febre amarela!

A fila da imigração do aeroporto  SUVARNABHUMI (BKK) é bem grandinha. Se você chegar no fiscal e não estiver com isso validado, vai ter que retornar até o posto de verificação e depois encarar a fila inteira de novo.

Você precisará passar por isso sempre que chegar de um voo internacional em Bangkok – mesmo que você já tenha feito-  se você vai trocar de países pela Ásia e retornar, vai repetir o procedimento.

Metrô/trem do aeroporto – SUVARNABHUMI (BKK)

Existe o sistema chamado Airport Rail Link – composto por três linhas de trens de alta velocidade: a linha azul, a amarela e vermelha. O trânsito é bem chatinho na cidade. Por isso, acaba sendo a melhor maneira.

ATENÇÃO! A linha vermelha chega na estação Makkasan e a linha amarela chega na estação Phaya Thaiessa segunda é a mais próxima para você chegar na Khao San Road. Você vai ter que desembarcar e pegar um taxi ou tuk tuk – pois não é  tão perto assim para ir andando e você provavelmente vai estar muito cansado e com malas.

aeroporto-bangkok

REDE DE METRÔ – BANGKOK/TAILÂNDIA

Ônibus – SUVARNABHUMI (BKK)

Existe um terminal de ônibus no aeroporto. Você pode escolher entre 12 linhas municipais. Mas o trânsito é complicado por lá, você estará com malas e cansado do voo. Se for por economia, acredito que metrô resolva melhor a sua vida.

Táxi – SUVARNABHUMI (BKK)

É bom saber que é difícil você conseguir que  algum dos taxistas ligue o taxímetro para sair do aeroporto. O preço deles é padrão e fica perto de 700 bahts.

Saindo e chegando do DON MUEANG (DMK)

Esse aeroporto também é longe  do centro da cidade. Para chegar, as opções são táxi ou tuk tuk. Não há linha de metrô até ele. Muito cuidado com o trânsito para chegar ao aeroporto! Saia com antecedência.

FUSO HORÁRIO

UTC +7. Isso significa que são 10 horas a mais que o horário de Brasília.

MOEDA

A moeda oficial é o Baht tailandês.

1 Dólar equivale aproximadamente a 35 Baht tailandês. Para saber a cotação atualizada, confira o link do Banco Central.

QUANTO TEMPO FICAR

No mínimo 3 dias. Isso se estiver realmente sem tempo. O lugar tem muito para ver e fazer em cidades próximas também.

HOSPEDAGEM

Bangkok oferece desde hospedagens de luxo impressionantes até albergues bem simples. Depende do seu bolso e disposição. Um fator importante para escolher sua hospedagem é a localização. O trânsito na cidade não é dos melhores e você acaba ganhando tempo ficando próximo ao que pretende visitar. Uma boa opção é ficar próximo aos templos (Grand Palace, Wat Pho, Wat Arun – eles ficam bem próximos) para isso, tem a referência da Khao San Road (que é a rua dos mochileiros; nela você encontra muitas festas à noite e os famosos espetinhos de escorpião e outros “bichinhos” exóticos).

Uma boa forma de pesquisar e reservar é pelo nosso parceiro Booking, nele você pode escolher por categorias – colocando a referencia da localização que pretende ficar próximo – e por valor da hospedagem. Veja as fotos do local com cuidado e avalie os comentários. Seguem algumas opções bem pontuadas pelos turistas:

Nós ficamos hospedados na Khao San Road (pousada Sawasdee Bangkok Inn). Quanto à proximidade com os templos, a festas animadas, acesso a bons restaurantes e comidas de rua, não poderia ter sido melhor. Lá tem muitas agências de turismo também, pacotes turísticos e lojas de todos os tipos para os visitantes, bom pra conhecer pessoas. Por sua vez, no que diz respeito a conforto, higiene, sossego para descansar um pouco, não poderia ser pior. Nosso veredicto: fuja dela! Essa pousada, se assim podemos chamá-la, é horrível. Há infinitas opções muito melhores na rua do lado, colada na Khao San Road: a Rambutri. Ela é toda iluminada, charmosa, animada na medida e o melhor, você consegue dormir em paz!

Se quer ficar muito bem hospedado, acho que vale a pena olhar o Lebua. É um hotel lindo, super confortável e que no último andar ( 64º) oferece um restaurante e um sky bar fantástico (Sirocco). A vista é sensacional, a iluminação impressiona, a música local e a energia do pessoal que visita é contagiante – mesmo se não ficar hospedado lá, vale à pena ir para conhecer.

CULINÁRIA LOCAL

Pad Thai é o prato típico mais gostoso que experimentamos, mas as opções são muitas. Se você gosta de variar, vai encontrar muita opção. Só cuidado com a pimenta. Tudo é muito forte para o nosso gosto. Encaramos, mas com um pouco de desespero. Rs

DICA: Em qualquer restaurante da Tailândia, faça questão de pedir para não colocarem gelo na sua bebida. A água lá é bastante duvidosa. Procure sempre verificar o lacre das garrafas, preferindo o consumo de refrigerantes ou bebidas alcoólicas.

RESTAURANTES

1- Sky Bar (Sirocco)

Lembra do filme “Se beber não case 2”? Tem cenas filmadas lá. Falei um pouquinho sobre o lugar logo acima. É um bar, ao lado um restaurante que fica no 64º andar do hotel Lebua. Vale à pena pelo visual impressionante que você terá de Bangkok e pela estrutura do lugar. Imperdível. Você pode ter mais informações no site que colocamos logo abaixo.

Endereço: The Dome at lebua 63rd floor, 1055/42 Silom Road, Bangrak, Bangkok 10500, Tailândia (Você pode ir de táxi ou tuc-tuc – pergunte o valor antes de entrar, peça desconto)

IMPORTANTE: Existe controle de acesso para o Sirocco. Se estiver mal arrumado (com roupa de banho, short, chinelo e outros), você não entra. Mas fique tranquilo, não são tão rigorosos, é só você colocar uma calça, tênis ou sapatilha que você já pode subir tranquilamente. Prepare-se para um visual lindo, muita gente arrumada e preços altos – caso resolva consumir.

2-Sala Rattanakosin

Esse restaurante não é tão impactante e luxuoso quanto o Sirocco e o Vertigo, que ficam no topo de arranha-céus, mas na nossa opinião é o mais charmoso.

A vista para o templo Wat Arun (Templo do Amanhecer) é muito linda. Fora que, o restaurante oferece andares com difentes ambientes, em que você pode escolher a melhor vista: um terraço, caso queira ficar fora do ar condicionado e coladinho no Rio Chao Phraya; mesas e iluminação mais românticas, em outra seção; e, no último andar, tem um bar/lounge com vista para outros templos (o Wat Pho e um pedaço do Grand Palace). Enfim, agrada (e muito) a todos os gostos.

Os preços não são tão altos quanto os mais famosos (Sirocco e Vertigo) e tem a grande vantagem de ser bem próximo aos templos que você provavelmente já pretende visitar (economia de tempo e dinheiro com táxi ou tuk-tuk).

Endereço: 39 Maharat Road Tha Thien, Alley, Bangkok 10200, Tailândia

3 – Vertigo

O Vertigo fica no no 61º andar! Só pela informação, já entendeu que a vista que te aguarda é demais! Consideramos mais romântico que o do Lebua (que falamos logo acima). Também oferece a opção bar (caso só queira consumir aperitivos e bebidas) e restaurante. Vale muito à pena dar uma conferida.

Os preços também são elevados, mas compatível com o visual que oferece. Se não está com orçamento tão folgado, relaxa! Você pode consumir apenas uma bebida. Apesar de também inflacionada, o desfalque será menor que uma refeição e não deixará de proporcionar uma experiência muito boa.

Não vimos o controle de acesso em relação às roupas. Mas, pelo padrão que todos estavam vestidos, acredito que também não seja conveniente tentar ir de chinelo ou short. Caso não queira fazer uma super produção para conhecer o lugar, coloque uma sapatilha ou tênis e calça e pronto. Você já não corre o risco de chegar e não poder subir.

Endereço: 21 S Sathorn Rd, Bangkok 10120, Tailândia  (Você pode ir de táxi ou tuc-tuc – pergunte o valor antes de entrar, peça desconto)

4- Comer na Khao San Road ou na Rambuttri

Um mundo de opções à sua disposição,  Mc Donald’s e Burger King também marcam presença. Restaurantes charmosinhos, banquinhas de comida, espetinhos exóticos. Você pode escolher como bem entender.

Só cuidado com a higiene. Ouvimos muitos relatos de gente que passou realmente muito mal e acabou perdendo a viagem por conta de alimentação contaminada. Não foi o nosso caso, não tivemos problema algum com isso, mas realmente vimos muitos lugares com condição de higiene ZERO. Não arriscamos muito para garantir a segurança.

Os espetinhos de insetos, larvas e afins têm gosto de pipoca. Trata-se de uma iguaria apenas para turista tirar fotos. Os nativos não comem isso normalmente. Não sabíamos se encararíamos, mas é bem sequinho, bem fritinho… sem gosto desagradável. Provamos outras coisas, teoricamente mais tradicionais para os tailandeses (sopa Tom Yum, por exemplo), muito piores que os espetinhos. Apesar de estranho, recomendamos os espetinhos. É algo que não dá para esquecer.

img_5560

ESPETINHOS DE BICHOS PEÇONHENTOS – BANGKOK

O QUE CONHECER

1- Grand Palace: O Grande Palácio Real é um conjunto de edifícios em Bangkok, que serve como residência oficial do rei de Tailândia desde o século XVIII até ao século XX.

ONDE FICA: Na Phra Lan Rd, Phra Nakhon, Bangkok, 10200, Tailândia. Dele você por ir andando por Wat Arun e Wat Pho. Fica próximo também do Restaurante Sala Rattanakosin que indicamos acima. Lá você tem muitas opções de Tuk-Tuk e táxis. A Khao San Road fica a 15 minutos de caminhada.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Aberto diariamente das 8:30 as 15:30. Não é gratuito para entrar, ingresso custando em torno de 500 Baht por pessoa. O ingresso inclui o Templo do Buda de Esmeralda, Museu Têxtil da Rainha e ao Pavilhão real com moedas e adornos.

DICAS: Assim como em outros templos, você precisa estar vestido adequadamente para entrar, cobrir as pernas e não usar camisas decotadas. Para entrar nos templos que fazem parte dos complexos você, muitas vezes, terá que tirar o calçado. Por isso, sugerimos um que seja fácil para tirar e colocar inúmeras vezes.

Para visitar o Grand Palace é interessante chegar cedo ou já perto do final do horário de funcionamento. O movimento de turistas é muito grande, e o calor é forte. Não existe ar condicionado em nenhum lugar do Grand Palace. Se vai com criança ou idosos, cuidado. É realmente muita gente e muito quente. E olha, visitamos no fim da tarde! Mesmo assim, estava ruim em relação a esses 2 aspectos. Mas fique tranquilo, tudo que você vai ver, fará esquecer esses “detalhes”.

Cuidado! São muitos os relatos de golpes próximos ao Grand Palace. Evite conversar com pessoas fora do complexo. Os golpes mais comuns estão relacionados a avisos de que os templos estão fechados e ofertas para te levar para outros templos.

IMG_0711

GRAND PALACE – BANGKOK

IMG_0694

DETALHES DO GRAND PALACE – BANGKOK

IMG_0738

GRAND PALACE – BANGKOK

DSC08395

GRAND PALACE – BANGKOK

DSC08413

ENTRADA DO TEMPLO DO BUDA DE ESMERALDA- BANGKOK

DSC08396

GRAND PALACE – BANGKOK

 

DSC08438

GRAND PALACE – BANGKOK

DSC08442

GRAND PALACE – BANGKOK

2- Buda de Esmeralda: Dentro do complexo do Grand Palace está o  Templo do Buda de Esmeralda (Wat Phra Kaew), onde está localizado o pequeno – porém, de grande importância – Buda da cor citada. Este Buda é esculpido em jade, usa trajes feitos a fios de ouro que são trocados conforme a estação do ano.

ONDE FICA:Na Phra Lan Rd, Phra Nakhon, Bangkok, 10200, Tailândia. Dentro do Grand Palace.

3- Wat Pho: Wat Pho é famoso, é nele que fica o maior Buda reclinado da Tailândia, com 43 metros de comprimento e 15 metros de altura, coberto de folhas de ouro. Fora isso, o complexo tem  lindíssimos pátios com estruturas que impressionam pela altura e pela riqueza de detalhes. Tudo extremamente bem feito, bem pensado. A sensação de estar ali é muito agradável. Em Wat Pho, também localiza-se a famosa escola de massagem (você pode experimentar a típica massagem tailandesa em vários outros lugares da Tailândia também).

ONDE FICA: Sanamchai Road, Grand Palace Subdistrict, Pranakorn District, Bangkok 10200, Tailândia. Pertinho do Grand Palace e do Wat Arun.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Diariamente das 8:30 às 18:30. Não é gratuito para entrar, ingresso custando em torno de 100 Baht por pessoa.

DICAS: Da mesma forma que o mencionado para o Grand Palace, aqui é necessário o uso de roupas adequadas para entrar, de forma que as pernas não fiquem à mostra e sem decotes nas blusas. Procure utilizar um calçado de fácil manuseio.

IMG_0334

WAT PHO – BANGKOK

IMG_0297

WAT PHO – BANGKOK

IMG_0346

WAT PHO – BANGKOK

4- Wat Arun: seu nome significa “templo do amanhecer”, localizado na margem oeste do rio Chao Phraya. Quando fomos, estava em reforma. =( Mas dizem que apesar do cansaço dos muitos degraus que você sobe, a vista compensa o esforço. Para chegar lá, você atravessa rapidinho o rio, é legal a vista à medida que o barco aproxima-se do citado templo. É só pegar uma balsa no Tha Tien, em frente do Wat Pho, a balsa cruza o Chao Phraya em torno de 5 minutos e é bem barato (centavos).

ONDE FICA: 158 Wang Doem Rd, Wat Arun, Bangkok Yai, Bangkok 10600, Tailândia

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Aberto diariamente das 8:30 as 18:00. Entrada na faixa de 50 bath.

DICAS: A mesma dica de vestuário apropriado para o ingresso nos outros templos aplica-se a este.

Se puder escolher a ordem dos templos a visitar, deixe o Grand Palace por último. Ele é o maior, mais completo e mais bonito de todos. Apesar de distinto dos demais, caso ele seja um dos primeiros da sua sequência, os próximos podem não causar o mesmo impacto.

Tente ir no Wat Arun no final da tarde para acompanhar o por do sol.

OBSERVAÇÃO: São inúmeros os templos em Bangkok. Todos com sua beleza própria inegável (a título de exemplos: Wat Saket, que é o templo no alto da Golden Mountain; Wat Benchamabophit, ou templo de mármore, entre outros). No entanto, por experiência própria, a visita aos três primeiros acima descritos – Grand Palace, Wat Pho e Wat Arun – é suficiente para ter uma excelente noção das práticas budistas e do estilo peculiar de sua arquitetura. Caso tenha tempo e vontade sobrando de conhecer outros exemplares, indicamos as construções de Ayutthaya – antiga capital tailandesa, destruída em 1767 pelo exército birmanês, localizada a 80 km ao norte de Bangkok.

DSC08491

TEMPLO DE MÁRMORE – BANGKOK

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Você vai ver tuk-tuk por toda parte. Oferta de táxi também é grande. Taxímetro eles praticamente não usam. O valor pode ser negociado antes de entrar no veículo e se você agradecer recusando, o preço muitas vezes cai. Nunca aceite a primeira oferta.

O QUE MAIS CONHECER

  • 1- Khao San Road

Uma rua cheia de lojas, barraquinhas, agências de turismo, restaurantes, festas, hotéis e muita gente! Gente de todos os tipos, vários idiomas, bares animados até madrugada adentro, lojas de aplicação de tatuagem, opções de lembrancinhas para comprar, coisas exóticas, massagem tailandesa, shows de pompoarismo, espetinhos de escorpião, entre outras coisas lícitas e ilícitas (lembrando que o porte de drogas é proibido e severamente punido na Tailândia). Vale à pena conhecer. Famoso como a rua dos mochileiros, ela fica bastante diferente durante a noite.

  • 2- Jantares, festas nos barcos e/ou jantares românticos em embarcações

Dependendo do seu perfil, você pode escolher uma das várias opções pelo rio Chao Phraya.

  • 3- Tiger Temple

Muita gente condena, outros adoram. Depende do seu gosto, tempo e vontade. Eles garantem que os tigres são extremamente bem tratados, alegam que não estão sedados considerando o fato que são animais noturnos e que trata-se de um passeio seguro.

IMG_5656.JPG

TIGER TEMPLE – A 3H DE VAN SAINDO DE BANGKOK

  • 4- Ayutthaya
  • 5- Saída para outras cidades e países
  • 6-Mercado Flutuante
dsc08349

MERCADO FLUTUANTE – A 1H30 SAINDO DE BANGKOK

OBSERVAÇÃO: Relembrando o que foi escrito anteriormente, na Khao San Road você encontra diversas agências de turismo oferecendo muitas opções para conhecer outras cidades e até países próximos.

COMPRAS

Existem muitas opções, mas o que mais chamou atenção foi a Khao San Road. Lá você encontra de tudo, e esse tudo é bem variado mesmo. rs

São roupas, calçados, espetinhos de insetos, passeios, lembrancinhas, brinquedos…

Para compras mais sofisticadas, há muitos shoppings espalhados pela parte moderna da cidade (perto da estação de skytrain BTS Ploenchit), como o MBK Mall, Siam Paragon, Central Embassy e a loja de departamento Central Chidlom.

VIDA NOTURNA

Sobre a vida noturna, existem opções de restaurantes como acima falamos românticos e luxuosos, bem como muitas festas e animação.

Os pontos mais conhecido da badalação que entra madrugada a dentro são a Khao San Road e a Rambutri (rua que fica do lado).

NOSSA EXPERIÊNCIA

Passamos 3 dias na cidade, entrando na Ásia e antes de sair, lá foi nossa base para conhecer a Tailândia e também outros 4 países do sudeste asiático.

Esse período foi suficiente para conhecermos 5 templos (incluindo os três mais famosos), ir em três restaurantes muito elogiados (entre eles, o Sirocco foi nosso preferido), curtir as noites na Khao San Road e na Rambuti, fazer os passeios para o Mercado Flutuante e o Templo dos Tigres.

No dia da chegada, foi possível conhecer o Wat Pho e o Wat Arun (o Grand Palace fecha mais cedo, antes das 17h), jantar no Sala Rattanakosin e aproveitar a noite agitada da rua dos mochileiros. No dia seguinte, fomos para o Mercado Flutuante, para o Grand Palace, Templo de Mármore e Gold Mountain e jantamos no Sirocco, passando novamente no fim do dia na Khao San Road e na Rambutri. No último dia, fomos para a Ponte do Rio Kwai e o Templo dos Tigres, jantamos no Vertigo, e nos despedimos da Khao San Road comendo os espetinhos de bichos fritos (escorpião, grilo e larva, que é a mais gostosa), arriscando o delicioso Pad Thai daquela rua e comprando lembranças de lá.

Ficamos hospedados na Khao San Road, famosa como a rua dos mochileiros, por ser um ponto de fácil acesso ao comércio e principalmente os templos que são mais conhecidos e mais gostaríamos de visitar. Não gostamos tanto da experiência de dormir nessa rua pois, além do fuso horário atrapalhar, a música alta das festas que ocorrem na rua, tornam o descanso uma missão quase impossível. A localização é ótima, mas tem essa desvantagem. Já a rua lateral, a Rambutri, tem o bônus da localização privilegiada sem o ônus do barulho excessivo. Quando estiver indo pra lá, considere essa informação antes de fechar sua hospedagem.

Adoramos conhecer os templos (principalmente, o Grand Palace) e os incríveis restaurantes badalados da cidade. Curtir uma noite na Khao San Road é também sensacional.

Andamos pela cidade com sensação de boa segurança. O povo é simpático e cordial, esforçado em ajudar a compreensão do diálogo. Os custos não são altos. O trânsito é doido, mas similar a de capitais populosas brasileiras, e bem abaixo do que presenciamos em Hanói.

A comida é colorida e muito apimentada em todos os lugares. A higiene, em geral, no preparo dos pratos é mínima. Procure se arriscar em locais melhores apresentados, com aparência de melhor limpeza. Na Khao San Road, prefira comer nas redes fast food ou só beber enlatados (cerveja, refrigerantes). Evite, de todas as formas, beber em copos com gelo! Prefira qualquer bebida a suco e água.

Além disso, surpreendeu-nos bastante o avanço e pujança de alguns locais da cidade, com arranha-céus e propagandas em neon impressionantes, viadutos e asfaltos gigantes e bem feitos, muitos executivos trabalhando. Muito bacana observar a modernidade e a tradição nas ruas da cidade.

Experiência única, excelente.

DICAS

Cuidado com as roupas escolhidas. Nada de shorts, decotes ou ”alcinhas”. Roupas consideradas inadequadas podem impedir seu acesso aos templos.

Não aceite caronas ou acredite em qualquer coisa que digam a você. Existem diversos golpes aplicados nas proximidades dos templos mais famosos, incluindo dizer que o templo está fechado e a oferta de te levar para outro muito melhor.

⇒ Não deixe de conferir os restaurantes que indicamos. São realmente lugares fantásticos. Vá nem que seja apenas para apreciar o visual.

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

dsc08174

BUDA RECLINADO – WAT PHO – BANGKOK/TAILÂNDIA

dsc08201

WAT PHO – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_0166

WAT PHO – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_0182

WAT PHO – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_0512

SALA RATTANAKOSIN – VISTA PARA O WAT ARUN – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_5526

RESTAURANTE VERTIGO – BANGKOK/TAILÂNDIA

dsc08525

BAR E RESTAURANTE SIROCCO – LEBUA HOTEL – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_5543

LANCHE DIFERENT NA KHAO SAN ROAD – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_5589

CURTINDO A NOITE NA KHAO SAN ROAD – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_5571

KHAO SAN ROAD – BANGKOK/TAILÂNDIA

dsc08399

GRAND PALACE – BANGKOK/TAILÂNDIA

dsc08443

GRAND PALACE – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_0825

GRAND PALACE – BANGKOK/TAILÂNDIA

dsc08426

GRAND PALACE – BANGKOK/TAILÂNDIA

img_0695

GRAND PALACE – BANGKOK/TAILÂNDIA

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do facebook!

20 comentários sobre “BANGKOK

  1. Virgínia disse:

    Pessoal, o blog está sensacional! Incrível como vocês conseguem sintetizar todas as informações importantes com uma leitura leve e instigante! Meu próximo roteiro é Tailândia e já vim conferir todas as dicas aqui! Parabéns!

    Curtir

  2. Pingback: SIEM REAP
  3. Pingback: YANGON

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s