CINGAPURA

Cingapura (ou Singapura, na versão internacional) impressiona pela organização, limpeza, beleza, arquitetura e planejamento, além da diversidade da população que a habita (chineses, malaios, executivos ocidentais – um verdadeiro caldeirão cultural, em que todos coexistem com incrível respeito e tolerância).

Um lugar que, se você descumprir as regras, sofre multas de alto valor (moradores e turistas cumprem à risca para evitar transtornos). Um lugar riquíssimo – é um dos Tigres Asiáticos -, e que choca o turista pela infraestrutura impecável. Não é exagero dizer: trata-se de um local onde TUDO funciona!

É uma cidade-estado, assim como Mônaco e o Vaticano (no mundo, só existem essas três). Localiza-se no Sudeste Asiático e é uma ótima escolha caso esteja indo para a região e queira mesclar templos e praias com modernidade e luxo.

IMG_4568

MARINA BAY – CINGAPURA

QUANDO IR

Por ser um lugar com clima tropical (quente e úmido, com temperaturas que quase não variam com o passar dos meses – de 32 a 24°C), não há restrições no tocante a quando ir, como em outros países do Sudeste Asiático. Seu território não fica na rota das chuvas torrenciais das monções. Cingapura possui clima quente e úmido durante todo o ano.

Para efeito de comparação, seu clima é similar ao de Belém/PA, considerando a mesma distância entre elas para a linha do Equador. Outra semelhança com a referida capital paraense, é que em Singapura a chuva cai com muita frequência, mas são chuvas passageiras. Os meses menos chuvosos correspondem ao período de abril a julho (as maiores precipitações ocorrem de novembro a janeiro).

Para maiores detalhes sobre clima e chuvas de Singapura, clique aqui.

COMO CHEGAR

Avião – Sede do espetacular aeroporto Changi, Cingapura é rota de diversas companhias aéreas. Sendo assim, você vai encontrar muitas opções: saindo do Brasil (sobretudo, de São Paulo ou Rio de Janeiro), há voos pela Turkish Airlines, Lufthansa, Emirates, KLM, Qatar, entre outros; embarcando a partir do Sudeste Asiático, recomendamos as companhias low costs (Scoot, Thai Lion Air, Tigerair, Air Asia, Jetstar, etc.). Para consultar e simular as alternativas, utilizamos o SKY SCANNER

Mas existem outras opções para chegar ao destino:

Ônibus – Se você deseja sair de Kuala Lumpur (capital da Malásia), sua viagem vai durar em torno de 6 horas. É uma opção barata e relativamente rápida.

Trem –  É uma opção lenta e que pode ser bastante cansativa. Principalmente considerando as várias paradas que provavelmente você encontrará no percurso, mas é possível sair de várias cidades, inclusive Bangkok, com destino a Singapura.

VISTO

Não há necessidade de visto. Para entrar em Singapura você precisará de passaporte com validade de no mínimo 6 meses após data de entrada, do certificado internacional de vacina emitido pela ANVISA e a passagem de saída.

FUSO HORÁRIO

11 horas a mais que o Brasil (GMT+8).

IMG_4562

MERLION – CINGAPURA

MOEDA

Dólar de Singapura. Os custos são bem elevados, destoando das despesas mais baixas nos países vizinhos.

Para conversão atualizada de moedas, clique no atalho do Banco Central.

IDIOMA

Inglês é o idioma oficial.

QUANTO TEMPO FICAR

Em 3 dias completos dá para você conhecer bem a cidade (inclusive, os pontos mais distantes), mas se quiser curtir o Parque da Universal ou as praias da Ilha Sentosa, 4 dias será melhor, para evitar a correria.

COMO SAIR DO AEROPORTO

Metrô (MRT) – uma das inúmeras comodidades do Aeroporto Changi é contar com uma estação de metrô na sua entrada (linha verde ou 3). Para chegar até ela, caso seu terminal não esteja próximo, pegue um Skytrain (sim, o aeroporto também conta com esse rápido monotrilho, que liga os terminais gratuitamente). O metrô partindo do aeroporto é uma excelente opção, caso seu hotel esteja próximo de alguma estação.

Ônibus – embora não seja exclusivo para turistas (assim, com espaço para bagagem não muito folgado), a linha mais indicada para os viajantes deixarem o aeroporto rumo ao centro turístico é a 36. Este ônibus (com ar condicionado, igual a todos os outros e aos metrôs) passa por todos os terminais e tem sua parada final é a Suntec, localizada na região de Marina Bay. Se for voltar desta forma para o aeroporto, preste atenção no seu terminal de seu destino e avise ao motorista.

Táxi – só use se puder dividir com outros passageiros, se tiver dinheiro sobrando, se estiver muito apressado ou querendo um conforto maior. A corrida é muita cara.

HOSPEDAGEM

Esse quesito talvez seja o que mais requer atenção em relação a sua viagem para Cingapura. Os valores não são convidativos. Se o orçamento está apertado, prepare-se para pesquisar muito para encontrar algo que caiba no programado. Agrupamos em regiões as informações para que você possa direcionar sua pesquisa de hospedagem conforme a localização que pretende ficar.

Marina Bay – É a região do Marina Bay Sands (aquele hotel enorme famoso com uma piscina em formato de barco; colocamos fotos nesse post). É essa a região que deve nortear sua pesquisa caso procure hotéis 5 estrelas e de alto padrão. Caso fique nessa região, será possível conhecer muitas atrações a pé.

IMG_4318

CHINATOWN – SINGAPURA

Chinatown – Talvez pelo nome da região, você imagine bagunça ou um local com pouca higiene. Ao contrário, a região é extremamente agradável e organizada. Nela você encontra opções de alimentação e compras mais baratas, mas tudo funciona bem. Tudo é muito limpo. As opções de hospedagem na região devem ser consideradas, em virtude do valor mais acessível que em outros bairros e a ótima localização, considerando o metrô que serve Chinatown.

Riverside – Se está pensando em vida noturna, é nessa região que deve ficar. O Clarke Quay fica nela (mais abaixo, traremos mais informações acerca desse complexo de bares e entretenimento). Sobre os preços…estão na faixa mediana, comparando com outras opções em Cingapura. Mas, considerando a realidade de muitos outros lugares do mundo, ainda é bem cara.

Little India  – A região é interessante para passeio e oferece opções mais em conta de hospedagem, mas é bom observar que não se trata de uma região tão bem organizada quanto as outras e o fluxo de turistas é menor. Talvez por isso, não transmita uma sensação de segurança semelhante às outras regiões.

Civic District – É a região dos belos monumentos históricos (todos restaurados), museus e pontes, colada aos grandes e modernos prédios do Business District. Sobre a faixa de preço, a região tem desde albergues até hotéis de luxo. É uma opção muito boa em relação à, localização e segurança.

IMG_4519.JPG

BUSINESS DISTRICT – CINGAPURA

Orchard – É a área das grandes lojas, grandes marcas, grandes shoppings e muito luxo! É a região ideal para hospedagem, se estiver focado em compras. Também é bem servida de metrô e te dá acesso fácil aos principais pontos turísticos.

Changi – é  região do aeroporto. Só é interessante caso tenha voo muito cedo e pretender ficar próximo ao aeroporto.

Para pesquisar sua hospedagem, o Booking , o Agoda e o Trivago são opções para busca. Vale lembrar que quase tudo tem ar condicionado em Singapura, e não sem motivo. Por isso, procure uma opção que conte com esse item.

Vale relembrar que o valor das diárias é bem mais caro que o comum. Por isso, considere pesquisar albergues ou outras opções para não deixar de fora do seu roteiro esse destino incrível.

Seguem algumas alternativas bem avaliadas pelos turistas:

*Para locação de apartamento para uma temporada, acesse o Airbnb.

O QUE CONHECER

O Hotel Marina Bay Sands – Essa maravilha da arquitetura moderna, com três torres duplas tortas que sustentam uma estrutura em formato de barco (com bares e a piscina mais alta do mundo, com borda infinita), além de concentrar um complexo com shopping, estação de metrô, galeria, museu e restaurantes, é o cartão postal desse país. Para conhecer o interior a cobertura desse famoso hotel, lembre-se que chinelos e vestuário inapropriado não são permitidos. Existe controle de acesso.

ArtScience Museum – é um museu que tem a forma de uma enorme flor de lótus. Faz parte do complexo do Marina Bay Sands.

Gardens By The Bay – É um parque aberto extraordinário, voltado para o tema da sustentabilidade. Mistura a tecnologia com plantas, energia solar, reproduzindo ambientes naturais no meio do concreto da cidade. Sua maior área de visitação é gratuita. Nele você encontra duas enormes e lindas estufas: Flower Dome e a Cloud Forest.

Um grande destaque é o surpreendente espetáculo de luzes e sons no setor das Supertrees Grove. Acontece todos os dias às 19:45. Quem gostou muito do espetáculo no castelo da Cinderela do Magic Kingdom, não pode perder esse. Mesmo os que não gostaram tanto assim, vale à pena conferir.

Trata-se de um show de mudança de cores de neon, em sincronia com a variação do andamento da música. Imperdível! É muito legal a sensação de estar ali. Vale à pena procurar o lugar ideal para apreciar.

Sentosa– uma ilha toda construída, super moderna e que oferece diversas opções de lazer para os moradores e também para os turistas que conseguem um tempo para encaixar a atração no roteiro. Para chegar, você pode usar um teleférico (no Mount Faber, perto da saída B da estação de metrô Harbour Front) ou pode ir de ônibus direto (que sai de Chinatown, Marina Bay Sands, Orchard, Singapor Flyer). Se viaja com criança, é um bom lugar para levá-las.

Merlion Park – É esse o principal símbolo, o que realmente marca Singapura. Não só pela estátua do leão com corpo de peixe, o lugar vale à pena pelo visual que oferece.  O Marina Bay Sands chama a atenção, do outro lado da baía.

IMG_4551

MERLION – SINGAPURA

Singapore Flyer–  Essa é considerada a segunda maior roda gigante do mundo (a maior está em Las Vegas), e oferece um visual fantástico dos principais pontos de Singapura. Seu giro completo é lento (dura 30 minutos) e, assim, é possível relaxar e admirar todos os detalhes da paisagem. Se você está com dinheiro sobrando e quer fazer um programa diferente, vale à pena consultar sobre o jantar na roda gigante. Não é necessário comprar o ingresso com antecedência como em outros lugares do mundo, a fila é super rápida e sem maiores transtornos. O valor atual da volta simples (sem bebidas ou jantar) está em 33 dólares de singapura por pessoa.

Orchard Road – Essa é a avenida de shoppings mais famosa de Singapura. Lá você encontra as lojas das maiores marcas do mundo.

IMG_4609.JPG

SHOPPING ION – CINGAPURA

Little India – é uma amostra da Índia em Singapura, com templos hindus coloridos e lojas que vendem tecidos, tapetes e quinquilharias. Bem diferente do que você vai ver nos outros bairros. Bacana, mas só vale à pena se estiver com tempo sobrando em Singapura.

Chinatown – É  bastante interessante andar pelas ruas de Chinatown, comprar lembrancinhas com um preço interessante e encontrar restaurantes também mais acessíveis.

Arab Street – rua de cultura árabe. Muitas pinturas e esculturas.

Botanic Garden – É um jardim botânico super bem estruturado, com restaurantes, setores com diferentes tipos de flores (destaque para o orquidário “National Orchid Garden“, cuja entrada custa 5 dólares de Singapura), lagos, teatro, obras de arte e espaços para crianças brincarem. É um passeio bastante agradável, principalmente se você gosta de apreciar a natureza.

National Museum of Singapore – Museu da história de Singapura, localizado no Civic District, perto da prefeitura.

Singapore River Cruise – Passeio de barco pelo rio que leva até a baía. Você pode subir no barco em diferente pontos (nós o fizemos no píer do Clarke Quay, e recomendamos). É ótimo para ver a cidade por um outro ângulo. Não deixe de fazer! As luzes de Singapura à noite são incríveis. A região do Marina Bay Sands, com a roda gigante atrás, é um cenário deslumbrante.

IMG_4971.JPG

VISTA DO PASSEIO DE BARCO – CINGAPURA

Clarke Quay – À noite, os bares se enchem de luz e música nesse complexo com vários bares e restaurantes com música ao vivo e atividades divertidas. É o ponto de encontro dos forasteiros e nativos que querem animação noturna. Um ótimo lugar para tomar uma cerveja e jantar por lá antes de voltar para o hotel.

IMG_4509

CLARKE QUAY

Outras atrações:

Singapore Zoo, Night Safari e Jurong Bird Park.

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

A Pé – sensacional maneira de conhecer a região turística, e perfeitamente possível de ser feita a partir do Civic District/Business District até o Marina Bay Sands, Gardens by the Bay e Singapore Flyer (até a roda gigante a caminhada é longa, mas os monumentos pelo caminho a tornam muito prazerosa).

Metrô (MRT) –  o metrô de Singapura é de primeira categoria. Extremamente organizado, limpo e eficiente, com muitas placas sinalizando as saídas e plataformas. Como se não bastasse, há funcionários prestativos que orientam o passageiro desavisado. Ele é tão impressionante que em algumas estações há três andares, com diferentes linhas e metrôs. Importante: vale lembrar que uma das multas mais comuns cobradas em Singapura é aplicada se você comer ou beber dentro do metrô. Muita atenção!

As principais linhas para o turista são a vermelha (NS) – com paradas na Marina Bay, na Orchard Road, Chinatown, Little India; a verde (EW), que leva até o aeroporto – necessário fazer a baldeação para a linha CG (a partir da estação Tanah Merah); a amarela (CC) – a melhor para chegar no Marina Bay Sands; azul (DT) para ir até o Jardim Botânico.

mrt_sys_map_3_Fotor

REDE DE METRÔ – CINGAPURA

Ônibus – opção limpa e confortável, com ar condicionado. Mesmo assim, sua única vantagem em relação ao metrô é poder circular vendo o caminho.

Táxi – opção mais cara de transporte, mas também de boa qualidade. Importante: depois das 18h, eles cobram uma taxa adicional (bandeira 2 de Singapura).

CULINÁRIA LOCAL

Existe uma mistura étnica muito grande em Singapura, o que se reflete na culinária local. Você vai encontrar opções variadas, mas nada tipicamente criado em Singapura. Os preços são atrativos em barraquinhas em Chinatown.

Em vários pontos da cidade, há os “Hawkers” – espaços simples, com várias lanchonetes e fast foods, com mesas compartilhadas. São praças de alimentação cobertas e com comida a preços mais acessíveis.

COMPRAS

Se você quer conferir as opções de compras em Singapura, deve colocar no seu roteiro a Orchard Road, comentada acima;  o Shoppes (Marina Bay Sands)  e Chinatown. Esta é a única com preços populares.

NOSSA EXPERIÊNCIA

Passamos três dias em Singapura. Ficamos hospedados no Lulu Hotel, em Chinatown. Conhecemos Marina Bay Sands, Gardens by the Bay, Singapore Flyer (roda gigante), Civic District, região da baía no lado do Complexo Fullerton Heritage (com os hotéis tradicionais/históricos e o Merlion Park – estátua do leão que jorra água, símbolo do país). Fizemos passeio de barco à noite, saindo do Clarke Quay. Visitamos o Jardim Botânico e o Shopping Ion, na Orchard Road. Também atravessamos a linda ponte Helix Bridge (em formato helicoidal, de DNA).

Tudo foi extraordinário. Gostamos tanto que, se fosse para morar em algum lugar do Sudeste Asiático, escolheríamos Singapura. O lugar é realmente muito agradável e é feito para os forasteiros. A qualidade do serviço e da infraestrutura é impressionante. Nada falha. Não há fissuras no asfalto. O transporte público é mais que excelente. As fachadas das casas nos bairros mais simples são impecáveis, conservadas, pintadas.

Mas nossas preferências foram: o espetáculo no setor Supertrees Grove (Gardens by the Bay), o passeio de barco noturno a partir do Clarke Quay e a vista para o Marina Bay Sands a partir do Merlion Park. Se tiver pouco tempo e for para esses pontos, você terá uma ótima impressão dessa beleza que é Singapura.

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

IMG_4743.JPG

CLOUD FOREST – CINGAPURA

IMG_4706

CLOUD FOREST – SINGAPURA

IMG_4754

DETALHES DAS SUPERTREES – CINGAPURA

IMG_5002

MICA BUILDING – CINGAPURA

IMG_4525

CIVIC DISTRICT -CINGAPURA

IMG_5035

VISTA DA SEGUNDA MAIOR RODA GIGANTE DO MUNDO – CINGAPURA

IMG_4580.JPG

HELIX BRIDGE – CINGAPURA

DSC09736

VISTA DO PASSEIO DE BARCO NOTURNO – CINGAPURA

DSC09752

VISTA DO ALTO DO MARINA BAY SANDS – CINGAPURA

IMG_4441

SUPERTREES – CINGAPURA

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do facebook!

8 comentários sobre “CINGAPURA

  1. Herculano disse:

    Impressionante local, cidade estado super moderno! “Gardens by the Bay” parece coisa de outro mundo, futurista!
    Parabéns pelo novo endereço na web, mais fácil, dinâmico, com mais recursos.
    É isso aí! Continuem firmes!

    Curtir

  2. Pingback: VENEZA
  3. Pingback: SIEM REAP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s