SALVADOR

A capital baiana, fundada em 29 de março de 1549,  foi a primeira capital do Brasil. O local foi palco de muitos eventos históricos e guarda até hoje monumentos e documentos que registram muito do que fez nosso país ser o que é hoje; nosso começo.

Hoje é famosa também por festas, culinária muitas vezes apimentada, povo comunicativo e receptivo, cultura rica e, principalmente, belas paisagens.

dsc01905

IGREJA NO PELOURINHO – BAHIA

COMO CHEGAR

Avião –  O aeroporto de Salvador é bem estruturado e recebe alto número de voos procedentes de diversas localidades por dia. Sendo assim, passagens não costumam registrar altos valores, exceto quando trata-se de períodos de feriados ou festas como o carnaval.

O tempo de voo, partindo de São Paulo é de aproximadamente 2h, Recife 1h (aproximadamente), Porto Alegre 3h (além da espera na conexão; não localizamos voo direto), Brasília pouco mais de 1h30, e Mato Grosso do Sul 3h30 (sem contar o tempo de conexão; também não achamos voos diretos). Isso para você ter uma noção de distância. Para voos, horários e valores atualizados, confira os sites da DECOLAR, LATAM, GOL, AVIANCA, AZUL e TRIPADVISOR.

CarroFazendo seu percurso de carro, o principal acesso a cidade é através da BR-116 ou, pra quem vem do Norte, atraves da chamada Linha Verde (BA-099).

QUANDO IR

Se você gosta de grandes festas e agito, carnaval ou reveillon devem ser a sua escolha! A cidade recebe milhares de turistas e fica super animada, os preços ficam elevados e os pontos turísticos, mais concorridos; mas, se o objetivo é curtir, é a época que você deve ir.

Fora isso, a cidade fica mais tranquila e perfeita para quem quer exatamente fugir das multidões, apesar de ter opções para se divertir o ano inteiro. Não existe muita variação climática que torne algum mês não indicado, mas é certo que no verão as temperaturas são mais altas.

Enfim, procure ir no começo do ano para aproveitar os festejos ou no fim do inverno, para fugir da chuva.

CLIMA

O sol bate ponto quase sempre na cidade, e o frio é raro. No verão a temperatura média é de a 27°C e no inverno 24°C.A época mais chuvosa fica entre abril e julho.

DDD

71

QUANTO TEMPO FICAR

Seguindo a linha que sempre adotamos, qual seja, falar o mínimo possível de tempo de permanência para conhecer o essencial, considerando as restrições de tempo e dinheiro, acreditamos que 3 dias é o tempo que deve ficar.

Procure ficar mais tempo (1 semana no total) para poder conhecer as belezas do Morro de São Paulo na mesma viagem. Se gostar da sugestão, leia nosso post sobre a citada vila.

COMO SAIR DO AEROPORTO

O aeroporto fica próximo à cidade de Lauro de Freitas, sendo sua distância do centro de Salvador de aproximadamente 28km.

O táxi  geralmente é caro, ficando acima de R$ 70,00, mas muitos ônibus fazem o percurso até o centro por valores abaixo de R$10,00, sendo grande a oferta de opções. Não é a mais confortável nem a mais rápida, mas é a alternativa mais barata.

HOSPEDAGEM

 São muitas opções de acomodação, mas acho que na cidade o principal critério para sua escolha é a segurança. Verifique as referências do lugar para evitar locais menos movimentados ou mal iluminados.

Sobre a localização Pituba, Rio Vermelho e Ondina são boas escolhas. O centro histórico apesar de ser incrível para facilitar seu acesso ao que pretende conhecer pode ser um lugar perigoso à noite, por abrigar casarões antigos e ruas que, sem a luz do dia, ficam pouco frequentadas. Rio Vermelho deve ser sua opção principal se está pensando em curtir a madrugada.

Pra economizar, a Barra geralmente tem bons valores e tem acesso fácil a meios de transporte.

Separamos algumas alternativas bem avaliadas pelos turistas no Booking:

Para mais opções, confira no site super útil da Trivago. Caso prefira alugar um apartamento, casa ou quarto por uma temporada, acesse o Airbnb.

 

O QUE CONHECER

Pelourinho – É considerado Patrimônio da Humanidade pelo Unesco e um lugar incrível que tem a cara da Bahia. Nele você encontra belíssimos monumentos e igrejas, restaurantes e lojas de artesanato. Tem mais de 800 casarões do século 17.

Igreja e Convento de São Francisco – A mais rica do país. É muito ouro. Essa igreja situada no Pelourinho é incrível.

Elevador Lacerda – Famoso e talvez o ponto mais fotografado da cidade, liga a parte baixa a parte alta da cidade por um valor de deslocamento cobrado com poucos centavos.

Mercado Modelo – Maior centro de artesanato da América Latina. Descendo o elevador Lacerda, você logo vai o encontrar.

Farol da Barra – Conhecendo o  Farol da Barra você conhece também o Forte de Santo Antônio da Barra (que é está o Farol) e conhece também o Museu Náutico da Bahia que funciona junto ao farol. O por do sol no lugar é lindo.

Igreja do Bonfim – Essa é marcada principalmente pelas fitinhas coloridas e a escadaria onde é celebrada a festa religiosa e cultural da lavagem da escadaria do Bonfim. É linda por dentro e por fora e por estar situada mais ao alto, oferece uma visão legal.

Ponta de Humaitá – Local charmoso que oferece uma bonita vista para baía de todos os Santos.

Solar do Unhão, Museu de arte moderna da Bahia –  Um fica do lado do outro. O Solar do Unhão é parte do conjunto arquitetônico da orla de Salvador, lá você confere também apresentações de jazz. O Museu de Arte Moderna oferece exposição ao ar livre.

Arena Fonte Nova – belo estádio de futebol reconstruído para a Copa do Mundo que recebe grandes jogos e eventos artísticos.

Dique do Tororó – lago vizinho ao estádio anterior com estátuas coloridas do candomblé e que conta com um calçadão ao redor onde os locais e turistas praticam atividades físicas.

Mercado do Peixe – local que agrupa vários bares e restaurantes. Boa opção gastronômica e para curtir badalação.

Ribeira – Esse bairro é conhecido pela ”segunda-feira gorda” que é um evento com comida, música e também agito. O bairro também é conhecido como uma boa opção para final de tarde, para apreciar o por do sol.

Praia do Rio Vermelho e da Ondina.

Ilha de Itaparica – Se você está com tempo e pretende explorar os arredores da cidade, essa é uma boa opção. Existem várias opções de barco que seguem para ilha.

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Para conhecer a cidade de forma segura, prática e econômica nossa sugestão principal é o ônibus de turismo. Isso porque ele te leva para todos os principais pontos, sendo um transporte de dois andares, bem estruturado e com áudio guia. O intervalo entre os ônibus é curto e os usuários recebem mapas e orientações, fora que você vai estar em contato com turistas como você e pode interagir e tirar dúvidas que podem surgir. Para sua consulta, disponibilizamos o link da empresa.

Ônibus de linhas também passam com frequência e através dele você consegue circular por toda a cidade. Já os táxis são conhecidos por cobrar valores pouco acessíveis. Se pretende economizar, evite essa opção.

Se for alugar carro, faça sua pesquisa pela RentCars. Porém, alertamos que a cidade enfrenta engarrafamento nos horários de pico.

CULINÁRIA LOCAL

Esse é um traço marcante na cidade. A culinária local é bastante apreciada até mesmo internacionalmente. Pratos como moqueca de peixe ou marisco, bobó de camarão, ximxim de galinha, casquinha de siri, feijoada e o famoso acarajé são sempre comentados.

E o  vatapá? Sabe o que é? Trata-se  de purê feito de camarão seco, amendoim, castanha, leite de coco e  vários temperos.  E tem também o caruru, que é feito com quiabo,  camarão seco e azeite de dendê. Eles estarão presentes no seu acarajé ( que é um bolinho feito de de feijão fradinho que é frito no azeite de dendê). Falando assim, você não terá noção do quanto é bom. Só provando pra saber o motivo da fama. Fora que é bastante legal comprar diretamente com as baianas.
Tem também o abará, que é como um acarajé, mas é enrolado em folha de bananeira e cozido na água. Pode ser comido puro ou também com caruru e vatapá.
Alertamos para tomar cuidado com a pimenta na cidade. Se não tem costume, pegue leve! E como em qualquer outro lugar, escolha somente locais recomendados ou que você possa verificar os padrões de higiene.
RESTAURANTES
  • Acarajé da Cira – O acarajé mais famoso da cidade, com fila para comprar;
  • Amado – restaurante sofisticado muito elogiado pelos frutos do mar (conta mais cara);
  • A Casa Vidal – cozinha contemporânea perto do Farol da Barra;
  • Paraíso Tropical – mistura inusitada com iguarias baianas;
  • Casa de Tereza – autêntica comida baiana. Para muitos, o local da melhor moqueca da cidade;
  • La Pulperia – um dos melhores restaurantes de carnes da cidade, com ambiente bem agradável abaixo de árvores

 

COMPRAS

Artesanato variado, com peças de barro, muitas fitinhas coloridas, bolsas, camisas,  artefatos religiosos, objetos de decoração e muitos outros.

O local mais famoso para achar tudo relacionado é o Mercado Modelo, que é considerado o maior centro de artesanato da América Latina. Outra excelente opção é o Pelourinho.

Para quem não perde os  shoppings: Salvador Shopping, Iguatemi e Shopping Barra.

VIDA NOTURNA

Salvador tem muitas opções, como teatro, festas, eventos culturais e bares animados.

O bairro Rio Vermelho é o mais famoso para quem gosta do agito noturno. Essa área concentra muitos bares, boates, restaurantes e estabelecimento de show. Tem também muitas barraquinhas com baianas vendendo acarajé e outras delícias da culinária local.  E a noite não acaba cedo na região, o agito vai até o dia amanhecer.

NOSSA EXPERIÊNCIA

Fomos para Salvador no mês de junho, aproveitamos os principais pontos turísticos soteropolitanos e depois aproveitamos para conhecer Morro de São Paulo.

Dos pontos turísticos, os que destacamos como mais interessantes são: Farol da Barra, Pelourinho e Dique do Tororó. A cidade está reforçando a segurança pública, mas caminhar à noite ainda exige atenção e muito cuidado.

Outro ponto alto da viagem, com certeza, é a culinária! Nós dois amamos acarajé e tudo mais que Salvador oferece. Muitos frutos do mar, muito tempero, tudo muito bom!

dsc01842

FAROL DA BARRA – SALVADOR/BA

 

DICAS

Roupas leves, principalmente no verão. Não esqueça o protetor solar. Calçado confortável para andar no Pelourinho.

Como dissemos acima, se você quer agito, o carnaval é ideal. Mas se não gosta, sua viagem pode se tornar uma furada nessa época do ano. Se não gosta, fuja da cidade nessa época e também no réveillon.

⇒ Reserve com antecedência tudo possível se for no carnaval ou réveillon. A cidade fica cheia nesse período, muitos estabelecimentos esgotados e os preços bem acima da tabela normal.

Muito cuidado com a segurança. Evite andar sozinho. Evite ruas pouco movimentadas ou mal iluminadas e de preferência, não fale com estranhos. Fuja de “presentes”! Existem pessoas que oferecem fitinhas de presentes, amarram com nó no seu braço e posteriormente cobram preços extorsivos. Principalmente no Pelourinho, golpes aplicados nos turistas são frequentes. Atenção.

Se for durante a semana, evite sair em horário de pico se não quiser ficar engarrafado.

⇒ Que tal conhecer nosso post sobre Morro de São Paulo e sobre a Chapada Diamantina, dois locais com paisagens tão diferentes e incríveis na Bahia? Acesse nos links destacados.

CURIOSIDADES

A capital baiana foi a primeira capital brasileira, tendo assim permanecido até 1763, com o declínio o ciclo econômico baseado na cana-de-açúcar e a ascensão da exploração do ouro no centro-sul brasileiro, o que ensejou a mudança da capital para o Rio de Janeiro.

É a cidade mais populosa do maior estado do Nordeste (e quinto maior do Brasil).

  A influência negra é muito verificada em todo o estado, sobretudo em Salvador, onde se concentra a maior porcentagem de negros do Brasil e a maior fora do continente africano. Isso justifica também ser conhecida como “Roma Negra”.

→ Os nascidos em Salvador são conhecidos como soteropolitanos, em virtude de Soterópolis, que significa “cidade do Salvador” em grego.

O nome original da cidade era São Salvador da Baía de Todos os Santos.

Salvador é também apelidada de “Capital da Alegria”, por causa das festas o ano inteiro, com destaque para o Carnaval, que já foi considerado o maior do mundo pelo Guiness Book, reunindo mais de 2 milhões de pessoas que circulam por 3 circuitos atrás de trios elétricos.

→ O símbolo da cidade, Elevador Lacerda, é o primeiro elevador urbano do mundo.

→ O porão do Mercado Modelo já serviu de local de comércio de escravos africanos. Na verdade, os escravos esperavam lá até serem leiloados. Hoje o Mercado é centro de artesanato muito frequentado por turistas.

 

253784_138665669540830_1341976_n

FITAS DO NOSSO SENHOR DO BONFIM – PELOURINHO – SALVADOR/BA

 

264324_138665882874142_4926801_n

FORTE EM SALVADOR/BA

 

dsc01874

ELEVADOR LACERDA – SALVADOR/BA

 

dsc01834

DIQUE DO TORORÓ – SALVADOR/BA

 

thumbnail_img-20160926-wa0020

ELEVADOR LACERDA – SALVADOR/BA

 

dsc01912

PELOURINHO – SALVADOR/BA

 

dsc01908

PELOURINHO – SALVADOR/BA

 

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

10 comentários sobre “SALVADOR

  1. Pingback: CHAPADA DIAMANTINA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s