LAGOS ANDINOS

Montanhas com neve, lagos com diferentes tonalidades, árvores e vegetação incrível, pássaros voando baixo em volta do cenário, friozinho, hospedagem confortável, culinária saborosa, bons vinhos e sucos deliciosos, atendimento de qualidade, isso e muito mais te esperam nos Lagos Andinos.

A região da Patagônia já é conhecida por suas belezas naturais, mas o destaque para a travessia dos lagos é a estrutura perfeita para a comodidade do turista. Ideal para lua de mel ou relaxar.

O percurso ocorre entre a cidade chilena de Puerto Varas e a argentina Bariloche. Qualquer que seja a origem, a viagem é incrível. E o melhor, você tem opções: pode percorrer a localidade de barco ou de ônibus. Descrevemos as alternativas, informações e dicas para auxiliá-lo nos preparativos da sua viagem. Confira mais abaixo.

DSC03750.JPG

LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

QUANDO IR

A melhor época é o verão, que vai de dezembro até o mês de  março.

A região é de clima instável pela influência do continente antártico. Assim, as chuvas são espalhadas durante o ano, embora estatisticamente mais intensas em abril e no inverno.

As temperaturas médias no verão ficam entre 15º C e 20º C, mas as noites são frias (casaco é sempre fundamental). No inverno, ficam em torno de 0ºC, mas é bem raro nevar. Você só vê neve mesmo nos picos dos vulcões entre junho e setembro.

DSC03759.JPG

CASCATA DE LOS CANTÁROS – LAGOS ANDINOS

COMO CHEGAR

Já mencionamos que você pode dar início tanto por Bariloche quanto por Puerto Varas. Essa escolha vai determinar a compra da sua passagem. Nossa escolha foi começar pelo Chile, comprando passagem para Santiago e depois o trecho Santiago-Puerto Montt (Santiago até Puerto Montt leva 1h45) e de lá um ônibus rápido para Puerto Varas. Você pode já comprar da sua cidade origem até Puerto Montt, não fizemos essa compra pois queríamos aproveitar também Santiago.

Se der início por Bariloche, a lógica é a mesma: pode comprar passagem direta pra Bariloche, ou primeiro para Buenos Aires e depois Bariloche.

Para consultar passagem aérea a empresa que geralmente oferece melhores preços é a LATAM. Outros meios de consulta: site da GOL ou do DECOLAR.

DSC03703.JPG

LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

VISTO

 Isso não é uma preocupação, pois nem o Chile e nem a Argentina exigem visto. Você não precisa nem mesmo levar o passaporte pois a carteira de identidade (desde que esteja em bom estado de conservação) já é aceita. Na fronteira entre um país e outro é feito o controle, mas tudo ocorre de maneira rápida e sem transtorno algum.

FUSO HORÁRIO

UTC -4. Isso significa 1 hora a menos que o horário de Brasília. Todavia, pelo fato de a região iniciar o horário de verão em um período diferente do brasileiro, em alguns poucos meses o horário é idêntico ao oficial do Brasil.

MOEDA

A moeda oficial do Chile é o peso chileno e a da Argentina, o peso argentino. Para facilitar sua vida, sugerimos que viagem com reais ou dólares por serem moedas aceitas em ambos os países e de fácil conversão. Se quiser já sair com a moeda dos dois países do Brasil é possível, mas saiba que nos aeroportos poderá fazer a conversão e em Puerto Varas também há casas de câmbio e caixas eletrônicos.

DSC03771.JPG

TRILHA POR BOSQUES PATAGÔNICOS – LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

IDIOMA

Espanhol, mas entendem bem o português (sobretudo, em Bariloche).

QUANTO TEMPO FICAR
Sugerimos que você já saia do Brasil com a travessia dos lagos andinos fechada, isso já direcionará a programação da sua viagem. O que consideramos mais viável, pensando sempre no caso dos que têm maior limitação de tempo e dinheiro, é a estada por uma semana. Com esse período de permanência você conseguirá fazer a travessia dos lagos (1 ou 2 dias) e aproveitar o melhor de Puerto Varas e Bariloche. Se puder passar mais tempo, vale à pena para conhecer as lindas cidades vizinhas como Frutillar e Pucón (Chile) e Villa La Angostura (Argentina).
DSC03656

CAMINHO PARA PUERTO BLEST – LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

COMO FAZER A TRAVESSIA DOS LAGOS ANDINOS o-que-conhecer

Você pode escolher fazer a travessia entre Chile e Argentina de ônibus ou através dos lagos por barco. De qualquer forma, você vai apreciar belíssimas paisagens. O que vale mais à pena realmente é fazer por barco, mas a via terrestre é bem mais barata.

Uma boa opção, caso compre a passagem de ida e volta por avião partindo e saindo do mesmo país, é fazer a travessia primeiro através dos lagos (barco) e retornar para a cidade de partida de ônibus. Dessa forma, você vai poder apreciar as duas modalidades e provavelmente fará economia em relação a passagens aéreas. Saiba mais sobre a via terrestre e o trajeto através dos lagos nos tópicos seguintes.

DSC03789.JPG

MONTANHAS NEVADAS E LAGO DE DEGELO – LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

TRAVESSIA DOS LAGOS ANDINOS – VIA TERRESTRE preenchimento-de-carro-da-vista-frontal_318-72875

O percurso através da via terrestre entre Puerto Varas e Bariloche é de apenas 140 km se fosse considerada uma linha reta. Tratando-se de um terreno cheio de montanhas e curvas, a viagem de ônibus dura em torno de 6 horas. Mas não se preocupe, a vista durante todo o trajeto é bastante agradável, dependendo da época, com neve pelo caminho.

Durante o percurso existem duas paradas para o controle de saída do primeiro país e entrada no seguinte, nada que tome muito tempo, pois o procedimento é ágil e sem grande burocracia (apenas conferência de documentação e se alguém carrega algo ilegal na bagagem).

O valor da passagem custa em torno de 40 dólares, podendo o preço variar. Destacamos aqui as empresas que fazem o trajeto para sua consulta atualizada: Via BarilocheCruz del Sur e Andesmar. Nós utilizamos a Cruz del Sur e gostamos.

DSC03672

COMPANHIA NA TRAVESSIA DOS LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

TRAVESSIA DOS LAGOS ANDINOS – CRUISE ANDINO ship_318-142317

A melhor maneira de fazer o percurso entre Puerto Varas e Bariloche, ou se preferir, Bariloche e Puerto Varas. E que fique claro: a travessia é a melhor parte da viagem apesar das duas cidades serem maravilhosas.

O trajeto passa por vulcões, diferentes e lindos tons nos lagos (em virtude do degelo dos glaciares próximos), montanhas impressionantes com e sem neve, vegetação incrível, pássaros acompanhando o barco durante parte do percurso (é possível alimentá-los, eles comem na mão dos turistas – literalmente) e contemplar parte da famosa região da Patagônia.

O percurso total leva em média 12 horas sendo possível escolher fazer em 1 ou 2 dias. A diferença no número de dias está na escolha em apenas almoçar na linda e pacata cidade de Peulla ou permanecer e dormir por lá (dizem que o céu de lá é super estrelado). São várias as empresas que oferecem essa possibilidade, sem grandes mudanças no que oferecem. O diferencial entre as mesmas é a categoria dos barcos.

Explicando melhor o percurso: serão utilizados 4 ônibus e 3 barcos com a já mencionada parada em Peulla. Nada cansativo. Tudo feito com muito conforto e sempre com um visual incrível para que possa apreciar.

DSC03723.JPG

PUERTO ALEGRE – LAGOS ANDINOS – ARGENTINHA/CHILE

Separamos algumas empresas para sua consulta de valores e condições da travessia pelos lagos andinos:

Cruce andino (nossa escolha)

Turisur

Chiletourism

Cruce de lagos

A parte ruim desse passeio é o valor, que custa a partir de 150 dólares por pessoa.

É bom saber também que pode haver cancelamento da travessia de acordo com as condições climáticas. Vamos explicar abaixo que tivemos problemas em virtude de atividade do vulcão Calbuco, mas a empresa prontamente prestou esclarecimentos e providenciou devolução integral do valor que havia sido paga através de cartão de crédito.

mapa-cruce-lagos.jpg

MAPA DO PERCURSO – LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

NOSSA EXPERIÊNCIA

Escolhemos o mês de maio para realizar a viagem em virtude da temperatura agradável, mas sem frio intenso. Porém, tivemos o azar e/ou sorte do vulcão Calbuco, depois de muitos anos adormecido, registrar explosões que impediram a saída do cruzeiro pelos lagos.

A parte da sorte é que em Puerto Varas foi lindo avistar a atividade do Calbuco e o Osorno (outro vulcão). Claro, dava medo, mas não tinha como não achar lindo. E a viagem não ficou perdida: fomos de Puerto Varas para Bariloche de ônibus e pudemos fazer passeio pelos lagos (não a travessia completa) partindo de Bariloche.

O azar foi o cancelamento da travessia completa e também as cinzas que atingiram principalmente Bariloche, tornando a respiração mais difícil. A Cruce Andino, empresa que havíamos contratado fez a devolução do valor integral e prestou toda a assistência necessária sem nenhum tipo de transtorno, apesar da situação.

lagos andinos.jpg

LAGO LLANQUIHUE E VULCÃO OSORNO E CALBUCO – CHILE

Mas isso não é impedimento para sua viagem. Acredita-se que os vulcões da região devem passar mais algumas décadas sem nenhum tipo de manifestação. Não é possível prever esse tipo de acontecimento, mas é certo que não é algo tão frequente.

Explicando melhor nossa viagem: partimos de Brasília com destino a Santiago, aproveitamos a cidade (você pode conferir o post de Santiago) e depois partimos de Santiago para Puerto Montt (nossas passagens foram compradas pela empresa LATAM). De Puerto Montt partimos do aeroporto através de um ônibus para Puerto Varas, num percurso bem rápido que não chega a 40 minutos.

Ficamos hospedados no sensacional Bellavista. O hotel é lindo, super confortável e a melhor parte é a vista incrível para o lago e vulcões. A localização também é perfeita no aspecto de estar próximos a restaurantes e cafés bastante charmosos, sendo possível ir caminhando beira lago. Se quiser saber mais sobre Puerto Varas, temos post com maiores informações desse lugar incrível.

DSC03733.JPG

PUERTO BLEST – LAGOS ANDINOS – CHILE/ARGENTINA

Devido ao cancelamento do cruzeiro pelos lagos andinos, seguimos de ônibus pela empresa Cruz del Sur para Bariloche. A estrada é linda e o percurso foi bastante interessante para apreciar paisagens, sendo a duração em torno de 6 horas. Sem problemas em relação ao controle de fronteiras Chile e Argentina.

Bariloche é linda! Pelo que observamos é interessante ir para lá em diferente estações. No inverno é neve por toda parte, verão com céu azul, primavera florida e o que nós pegamos foi o outono com folhas amarelas e temperaturas já amenas. Amamos e queremos voltar! Preparamos um post para também compartilhar com mais detalhes nossa experiência no lugar.

DSC03692.JPG

LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

Fizemos parte da travessia dos lagos saindo de Bariloche pois o percurso completo estava impossibilitado em virtude da atividade vulcânica já explicada acima. De toda forma, achamos incrível. Conhecemos Puerto Blest e pudemos ver paisagens incríveis dos lagos. É impressionante como tudo muda e melhora em um intervalo pequeno de tempo.

A mensagem que a gente aprendeu e quer deixar aqui é bem clichê, mas foi o que realmente a gente enfrentou: não desanimar na adversidade; quando você está viajando, não tem como a experiência ser ruim. Procure adaptar com o que você tem disponível. Deixamos de fazer a tão sonhada travessia de barco, mas, se não fosse a erupção do Calbuco, a gente não assistiria a um espetáculo da natureza raríssimo e impressionante, tampouco aproveitaríamos mais tempo para conhecer a deliciosa Puerto Varas e a espetacular Bariloche. E a gente teve a chance de curtir em um passeio de barco parte do trajeto original, passando por Puerto Blest e Puerto Alegre. Tudo excelente e incomparável.

DSC_6480.JPG

CAMINHO PARA PUERTO BLEST – LAGOS ANDINOS

DICAS

⇒ Agasalhos. Você vai precisar. Capriche na mala.

⇒ Evite o inverno pois passeios deixam de sair em épocas mais frias.

⇒ Não deixe de conferir nossos posts: Puerto Varas e Bariloche.

CURIOSIDADES

→ Sobre os vulcões citados no post, Osorno teve sua última erupção em 1850 e o Calbuco em 2015.

→ A região tão conhecida e comentada que recebe o nome de Patagônia não possui fronteiras delimitadas de modo específico. Fica dentro do sul da Argentina e do Chile. Sua beleza se deve entre outros fatores a presença das Cordilheiras dos Andes e a presença do Oceano Pacífico e Atlântico. A Patagônia ocupa mais de 1.043.070 quilômetros.

→  O  clima na região  é extremamente instável devido à proximidade da Antártica.

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

DSC03784

MONTANHAS NEVADAS ÀS MARGENS DOS LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

dsc03796

BARILOCHE – REGIÃO DOS LAGOS ANDINOS – ARGENTINA

dsc03690

PUERTO BLEST – LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

DSC03764.JPG

LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

DSC03698.JPG

PUERTO ALEGRE – LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

DSC03674.JPG

LAGOS ANDINOS – ARGENTINA/CHILE

DSC03693.JPG

LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

dsc03718

LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

DSC03730.JPG

PAISAGEM DA TRILHA ENTRE O PUERTO BLEST E O PUERTO ALEGRE – LAGOS ANDINOS

dsc03754

PUERTO BLEST – LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

DSC03768.JPG

LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

DSC03771

LAGOS ANDINOS – CHILE E ARGENTINA

 

 ⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

 

7 comentários sobre “LAGOS ANDINOS

  1. Pingback: PUERTO VARAS
  2. Pingback: BARILOCHE
  3. Pingback: BUENOS AIRES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s