VITÓRIA

A capital do Espírito Santo, famosa por sua moqueca capixaba, é uma das três capitais situadas em ilha no Brasil, juntamente com São Luís e Florianópolis.

Indevidamente ignorada por turistas, sua pequena fama como destino de lazer traz, curiosamente, o grande trunfo da cidade, que possui tudo o que se deseja em um pequeno território (ótimos restaurantes, relevo montanhoso, mar com bons pontos para banho, boa infraestrutura hoteleira, pouco trânsito) sem tanta aglomeração e a preços acessíveis.

Aproveite para conhecer esse agradável lugar antes dele virar moda e despertar as dificuldades dos grandes centros turísticos. Veja como e porque nas informações abaixo!

img_3697

CURVA DA JUREMA – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

COMO CHEGAR

A maneira mais fácil e prática de chegar em Vitória é de avião. Por estar cercada por estados com cidades mais renomadas no cenário nacional, muito provavelmente seu voo fará conexão em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Salvador ou São Paulo.

As companhias aéreas que operam na cidade são: LATAM, GOL e AZUL. Consulte o melhor preço e simule diferentes formas de chegar através do DECOLAR.

Para quem prefere ir de carro, as vias de acesso são BR-040 e BR-262 (passando por Brasília e Belo Horizonte); BR-101 (para quem vem de Salvador, ao norte, ou do Rio de Janeiro, ao sul).

Dá para ir de ônibus também. A rodoviária fica na Avenida Alexandre Buaiz, 350 – Ilha do Princípe, Vitória – ES, 29020-300 (perto do centro). As principais empresas que realizam o trajeto até a capital são: São Geraldo, Itapemirim e Águia Branca. Funciona 24h. Para mais informações e compra de passagens de ônibus online, acesse esse link.

Outra opção é chegar de trem. Isso mesmo! Para desembarcar em Cariacica, região metropolitana de Vitória, é possível ir pela Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), administrada pela Vale, em um percurso de 13 horas, saindo de Belo Horizonte e passando por outras cidades mineiras. Para informações mais detalhadas sobre o itinerário e compra de passagens, clique nesse atalho.

QUANDO IR

A gente sempre trata esse assunto considerando a época de chuvas, temperatura e maior agito turístico. Considerados esses critérios, o período entre maio e setembro é o historicamente menos chuvoso, além de ter temperaturas amenas. As chuvas e o calor são bem mais intensos entre novembro e janeiro, principalmente em dezembro.

Em relação ao movimento da cidade, ela nunca fica lotada de visitantes. A alta temporada, com mais eventos, acontece nos meses de verão.

O Carnaval de Vitória não é muito forte, destacando-se o desfile de escolas de samba uma semana antes do Carnaval tradicional brasileiro. Blocos de rua e clubes mais animados acontecem em regiões como Guarapari, Manguinhos e Iriri.

Entre o final de abril e começo de maio acontece a Festa da Penha (terceiro maior evento religioso do Brasil), em homenagem à padroeira do estado, mais precisamente na cidade-vizinha de Vila Velha.

Diante disso, indicamos os meses de julho a setembro para visitar a cidade. Você evitará o forte calor e chuvas de verão, além de poder combinar a viagem com uma visita à linda e aconchegante região serrana de Pedra Azul (menos de 2h30 de Vitória). Caso não se importe com muito calor, nossa sugestão fica para os meses de janeiro e fevereiro, meses em que sua visita pode combinar muito bem com a alta temporada de férias e carnaval em Guarapari.

dsc01358

PORTO DE VITÓRIA – ESPÍRITO SANTO

CLIMA

Tropical, úmido. A média anual é de 24ºC.

O inverno na cidade costuma oscilar entre 17º e 23ºC. Já o verão, entre 26ºC e 32ºC, mas com sensação térmica próxima aos 40ºC.

DDD

27

QUANTO TEMPO FICAR

Para conhecer exclusivamente a capital, 2 dias são suficientes. Agora, aproveite que está na cidade e fique mais tempo para conhecer Guarapari, o balneário mais famoso do Espírito Santo (a menos de 1h de carro em rodovia excelente) e a região serrana de Domingos Martins e Pedra Azul. Você conhecerá belos e diferentes cenários em pequenos trajetos partindo de Vitória. Um período razoável para ver tudo isso é de 7 dias.

img_3655

PRAIA DO CANTO – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

COMO SAIR DO AEROPORTO

A melhor forma é de táxi. A corrida até as regiões com maior concentração de hotéis da capital (Camburi e Praia do Canto) dificilmente ultrapassará R$ 40,00. Se você dividir a conta com mais passageiros, fica quase tão barato quanto pegar ônibus. Considere essa alternativa principalmente se seu voo chega à noite.

Caso prefira economizar ou esteja com pouco volume de bagagem, há também a opção dos ônibus. As linhas principais para as mencionadas áreas hoteleiras são: 122 (Aeroporto/Rodoviária Av. Vitória),   163 (Aeroporto/Parque Moscoso Via Maria Ortiz), 212 (Aeroporto/ Santo Antônio Via Beira Mar). As paradas ficam na Av. Ciro Vieira da Cunha, na calçada do outro lado do aeroporto. Para número de linhas e itinerários, consulte aqui.

Outra boa opção, principalmente para quem quer curtir as atrações turísticas no estado, é alugar carro no aeroporto. As locadoras de carro mais comuns são: Localiza, Unidas, Avis, King Automóveis e Hertz. Reserve com antecedência pela RENTCARS.

Não existe metrô em Vitória.

HOSPEDAGEM

As melhores áreas para hospedar-se em Vitória são Praia do Canto e Camburi, respectivamente. Querendo economizar, há ofertas de pousadas mais simples no centro da cidade. Leve em conta que a região central é mais perigosa à noite e afastada dos bares mais animados da capital.

Listamos a seguir opções de hospedagem bem avaliadas por turistas:

Para mais alternativas, consulte o site do BOOKING, TRIVAGO ou TRIPADVISOR. Caso deseje alugar um quarto, um apartamento ou uma casa por uma temporada, acesse o AIRBNB.

O QUE CONHECER

– Orla da Praia de Camburi: o calçadão da maior praia capixaba é cheio de quiosques bonitos e simples, estações de bicicleta para alugar, coqueiros, vendedores de água de coco, além de dar acesso aos campos de futebol e futevôlei. Nos domingos, um dos sentidos da avenida beira-mar (Av. Dante Michelini) fica fechado para o passeio apenas de pedestres, skatistas, ciclistas e patinadores.

img_3619

PRAIA DE CAMBURI – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

– Orla da Praia do Canto-Enseada do Suá: calçadão mais sombreado e bem agradável, que passa pela Praça dos Namorados, Praça da Ciência (com vários equipamentos dinâmicos, em que é possível aprender interagindo), Curva da Jurema, em trechos de mar mais apropriados para banho do que a Praia de Camburi.

dsc01346

PRAÇA DA CIÊNCIA – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

– Curva da Jurema: trecho da praia entre a Enseada do Suá e a Ilha do Boi com grande concentração de quiosques, com música ao vivo e prática de esportes. Fica bem pertinho do Shopping Vitória.

– Ilha do Boi: uma das áreas mais nobres de Vitória, cheia de belas casas e com ótimos pontos para apreciar as belezas da cidade. Destaque para a Rua Kléber José de Andrade (a seguir descrita) e para a Praia da Direita e Praia Grande (melhores lugares para banho de mar da capital).

– Rua Kléber José de Andrade: nesse lugar, de frente para o único condomínio de prédios da Ilha do Boi, fica uma das vistas mais bonitas da cidade, de frente para os cartões-postais do Convento da Penha, Terceira Ponte e Morro do Moreno.

Palácio Anchieta: indo em direção ao centro, na entrada da Cidade Alta, fica esse belo edíficio, que é a sede do governo estadual, construído sobre as ruínas da antiga Igreja e Colégio de São Tiago. De frente para ele fica o porto de Vitória e muito perto daí fica o  lindo morro do Penedo (bloco de granito de 136 metros de altura), na entrada da baía de Vitória. Há visitas guiadas para os ambientes do palácio.

dsc01354

PALÁCIO ANCHIETA – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

 

– Catedral Metropolitana: fica na Cidade Alta, precisamente na Praça Dom Luiz Scortegagna. Iniciada em 1918, sua construção apenas foi concluída na década de 1970. Possui arquitetura eclética com caractéristas predominantemente neogótica. Destaque para os belos vitrais em suas paredes. Bem pertinho daí fica a Capela de Santa Luzia, a edificação mais antiga de Vitória (endereço: Rua José Marcelino, Centro). Para conseguir informações sobre visitas gratuitas, clique no e-mail desse link.

dsc01363

CATEDRAL METROPOLITANA – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

Theatro Carlos Gomes: inaugurado em 1927, com fachada em estilo predominantemente neoclássico, esse centro de espetáculos foi inspirado no Teatro Scala, de Milão (Itália). O projeto é do arquiteto italiano André Carloni. Há visitas guiadas. Endereço: Praça Costa Pereira, Centro (bem perto da Catedral Metropolitana). Bem perto dele fica o Museu de Arte do Espírito Santo, projetado pelo arquiteto tcheco Joseph Pitilick, e que recebe exposições e conta com uma ampla biblioteca (endereço: Avenida Jerônimo Monteiro, 631, Centro).

dsc01369

THEATRO CARLOS GOMES – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

Santuário Basílica de Santo Antônio: inaugurada em 1956, esse belo templo católico  – inspirado na arquitetura renascentista da Igreja Nossa Senhora da Consolação, na cidade italiana de Todi – conta com bonitos afrescos e vitrais, além da bela vista para a maré. Cenário perfeito para realização de casamentos de grandes personalidades locais. Endereço: Rua Lodovico Pavoni, Santo Antônio.

– Parque da Fonte Grande: no alto maciço central da capital (310 metros de altitude), fica esse parque com trilhas e incríveis vistas panorâmicas para todas as direções de Vitória. Nas encostas desse morro há várias fontes e bicas, com destaque para a do Morcego, Cazuza e São Benedito. Nas noites de lua cheia, o parque funciona em horário especial (17h às 20h) por ser ponto de encontro para apreciar o anoitecer. Aos domingos, desde que não haja chuva e seja feito prévio agendamento, é possível participar da Caminhada Ecológica da Pedra dos Olhos, que inclui vários pontos interessantes no percurso. Endereço: Estrada Tião Sá, Conduza (fica perto das torres de TV e telefonia).

– Campus da UFES: na Universidade Federal do Espírito Santo há bonitos caminhos, lagos, cinema, teatro, planetário e outras atrações em uma área bem agradável e perto de bons bairros da capital.

– Parque Pedra da Cebola: entre os bairros de Jardim da Penha e Mata da Praia, fica essa agradável área pública, com esculturas, bichos (patos, jabutis e passarinhos), espaço de meditação, jardim orienta, vegetação de restinga, mirante e uma imensa pedra naturalmente talhada no formato de uma cebola.Lugar bacana para piquenique e levar crianças. Endereço: Rua Ana Vieira Mafra, Mata da Praia (CEP-29066-010).

Parque Botânico Vale: trata-se de um bonito e amplo espaço verde administrada pela Vale, verdadeira unidade de conservação da Mata Atlântica, do tamanho de 33 campos de futebol. Inclui trilhas com animais silvestres por jacarandás, ipês e várias outras éspecies de árvores, além de Jardim Sensorial, Vagão do Conhecimento, Sala de Educação Ambiental, Parque Infantil. Clique aqui para informações sobre visitas.

– Parque Moscoso: é o parque mais antigo da cidade (1912). Fica no centro de Vitória e possui lago, concha acústica, ilhas, parquinho infantil e internet gratuita. Endereço: Avenida Cleto Nunes, Centro.

dsc01305

PARQUE MOSCOSO – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

– Parque Gruta da Onça: também no centro da capital, fica esse área pública própria para trilhas e com o bom Mirante da Pedra da Raposa (vista para a Baía de Vitória  e parte de Vila Velha). Destaque para a gruta que dá nome ao parque, com uma estátua de onça, como forma de simbolizar uma antiga lenda da região. Acesso pela Rua Barão de Monjardim, perto da Casa do Porto das Artes Plásticas e da C&A. Contato: (27) 3132-1712.

dsc01403

PARQUE MUNICIPAL GRUTA DA ONÇA – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

OBSERVAÇÃO: Quem está em Vitória, não pode deixar de ir nas principais atrações turísticas da cidade-vizinha de Vila Velha. Destacamos algumas abaixo:

Convento da Penha: o mais famoso cartão-postal do Espírito Santo é um dos santuários religiosos mais antigos do Brasil. Construído no alto de um penhasco, sob liderança do Frei Pedro Palácios. Reza a lenda que ele morava numa gruta no pés do morro onde era mantido um quadro de Nossa Senhora da Penha, o qual desapereceu três vezes e em todas foi encontrado no alto do morro como sinal do lugar onde deveria ser construída a Ermida que viria a se tornar o Convento. Desse local é possível apreciar as mais belas vistas da região, observando o litoral de Vila Velha, a Terceira Ponte e as montanhas (destaque para o morro Mestre Álvaro) e o mar que circundam Vitória. Imperdível e gratuito! Acesso pela Rua Vasco Coutinho, Prainha – Vila Velha (CEP: 29100-231). É bem fácil chegar lá, uma vez que o Convento é visto de quase todos os lugares de Vitória e de Vila Velha.

img_3718

TERCEIRA PONTE E CONVENTO DA PENHA – VITÓRIA/VILA VELHA, ES

– Praia da Costa: para muitos considerada a melhor praia na comparação Vitória/Vila Velha. Conta com calçadão extenso, movimentado e com muitos restaurantes, além de uma cor do mar mais esverdeada e limpa.

– Morro do Moreno: bem perto do Convento fica esse elevado que também proporciona incríveis mirantes para Vila Velha e Vitória, a partir de uma trilha bem agradável. Ponto de encontro de aventureiros, tanto amadores quanto profissionais, que chegam por pedaladas, caminhadas ou praticando rapel. Endereço: Rua Xavantes, 262, Praia da Costa – Vila Velha.

Fábrica da Garoto: sede industrial da famosa chocolateria popular, o estabelecimento recebe visitas guiadas por todo o processo de fabricação de chocolates e com direito a  degustação de bombons no final. Endereço: Praça Meyerfreund, n 01. Glória – Vila Velha.

Museu Vale: trata-se de um museu ferroviário administrado pela Vale, que conta a história da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), através de objetos, reportagens, maquetes e áudio guia, além de receber exposições artísticas. Muito bem cuidado e com uma bonita vista para a Baía de Vitória. Endereço: Antiga Estação Pedro Nolasco, s/n, Argolas – Vila Velha.

imagem2022

MORRO DO PENEDO – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Pelas praias principais, é possível caminhar ou alugar uma bicicleta. O trajeto é bem agradável, com uma orla bem cuidada – cheia de quiosques na Praia de Camburi e na Curva da Jurema – e ventilada.

Para conhecer o centro ou fazer os deslocamentos mencionados anteriormente, embora existam vários ônibus, a maneira mais segura e confortável é ir de táxi/Uber ou alugar um carro (RENTCARS).

CULINÁRIA LOCAL

Um dos maiores destaques capixaba é a variedade e qualidade de temperos e pratos servidos em seus excelentes restaurantes e bares. Os que sobressaem são os frutos do mar (ótimos caranguejos servidos em baldes; e o que dizer da espetacular moqueca?), tortas salgadas, carnes recheadas em chapas, saladas e sucos naturais.

Os pratos típicos mais famosos são a moqueca capixaba (vegetais e frutos do mar cozidos sem água, sem azeite de dendê e sem leite de coco), a torta capixaba (preparada com siri desfiado, sururu, camarão, bacalhau e palmito), ambos mais saborosos em panelas de barro.

dsc01500

MOQUECA CAPIXABA – VITÓRIA, ES

RESTAURANTES

A maior concentração de restaurantes fica no bairro Praia do Canto, mas existem ótimas opções em Jardim da Penha e Mata da Praia. Sem brincadeira: os restaurantes são deliciosos. Procure ir em algum deles. Abaixo seguem alguns elogiados:

  • ALEIXO (restaurante super charmoso, à luz baixa, com pratos sofisticados e deliciosos);
  • SOETA (elogiado como um dos mais promissores do Brasil por Alex Atala);
  • CANTINA DO BACCO (pratos italianos bem elaborados);
  • LAREIRA PORTUGUESA (bacalhaus, batatas, doces e outras iguarias famosas em Portugal muito bem servidas nesse restaurante com preço salgado, mas com ótimo atendimento);
  • ILHA DO CARANGUEJO (deliciosas casquinhas de caranguejo, de siri, batidas, moquecas e caldeiradas bem servidas, além de sobremesas elaboradas);
  • PAPAGUTH (culinária capixaba em um lindo ambiente com vista para a Terceira Ponte e para o Convento da Penha; fica bem perto do Shopping Vitória, já no bairro Enseada do Suá);
  • FORNERIA DELA GARFAGNANA (comida italiana de primeira);
  • MONTE LÍBANO (uma das padarias mais gostosas que já fomos; sanduíches, milkshakes, salgados, caldos e patês deliciosos, às vezes, servidos em buffet espetacular);
  • RESTAURANTE DO FAROL (frutos do mar deliciosos com linda vista; fica na Pousada do Farol, na Praia da Costa, em Vila Velha; endereço: Rua Fernando M Lindemberg, 10 – Praia da Costa).
COMPRAS

Para quem gosta de lojas tradicionais, de marcas conhecidas, o lugar certo é o ótimo Shopping Vitória.

Aos que preferem levar lembranças, a dica é o mercado da Vila Rubim ou as lojas do centro da cidade, principalmente o Mercado Capixaba (endereço: Av. Princesa Isabel, 251, Centro; abre de segunda a sexta entre 9h e 19h; no sábado, dura até 16h).

Artesanatos também são encontrados na Casa do Artesão (endereço: Rua Henrique de Novaes, 50, Centro) ou nas Feiras que acontecem na Praça do EPA, em Jardim da Penha (sextas-feiras) e na Praça dos Namorados, na Praia do Canto (aos sábados).

Para temperos e ingredientes utilizados na cozinha capixaba, vá ao HortoMercado (endereço: R. Licínio dos Santos Conte, 51 – Enseada do Suá)

VIDA NOTURNA

Para curtir a noite em bares e botecos em mesas postas nas calçadas (programa de muitos capixabas a partir do happy hour até a madrugada), não deixe de ir ao Triângulo das Bermudas – complexo de bares colados em um trecho da Praia do Canto onde não circulam carros – ou na Rua da Lama, que concentra vários bares e lanchonetes com presença de universitários e jovens capixabas. Outro lugar bacana pra aproveitar a noite da cidade são os quiosques da Praia de Camburi, muitos deles com música ao vivo e ótimos petiscos.

O Triângulo (como é conhecido pelos locais) fica entre as ruas João da Cruz e Joaquim Lírio, no bairro Praia do Canto. Por sua vez, a Lama fica na Av. Anísio Fernandes Coelho, no bairro Jardim da Penha.

O legal de Vitória é que, além de ter esses pontos de encontro mais famosos, não perde a identidade de feiras de barraquinhas em praças que muito lembram atrações de cidades de interior: é o caso da Feira da Praça do EPA, em Jardim da Penha (mais movimentada na sexta-feira à noite); da Feira da Praça dos Namorados, na Praia do Canto (mais concorrida no sábado à noite); e da Feira da praça da igreja, em Jardim Camburi (nos sábados e domingos). A gente adora todas elas.

Também não faltam baladas e casas noturnas na cidade. Seguem as mais frequentadas:

Caso queira conferir a agenda de eventos (shows, peças, exposições) da cidade – mais frequentes no Teatro Universitário, Theatro Carlos Gomes, ou na Arena Vitória -, acompanhe esse link.

NOSSA EXPERIÊNCIA

Aline nasceu e cresceu em Vitória. Apesar dos defeitos da cidade, achamos ela injustamente desvalorizada. Gostamos de Vitória pela tranquilidade; pela proximidade entre os bairros mais legais para o turismo; por todo mundo se conhecer e andar sem muita produção para ir a bares e botecos; pela facilidade e baixo custo de locomoção na capital e para cidades como Guarapari e Pedra Azul; e pela beleza pouco explorada de lá (morros e mar). Todas essas vantagens cativam quem vem aqui (sempre sem expectativas), deixando a cidade com ótimas impressões.

A infraestrutura hoteleira e turística é bem satisfatória, com boas estradas, orla bonita, restaurantes deliciosos e mais baratos que no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo, hotéis de excelente custo-benefício em maior quantidade que muitas capitais brasileiras.

O que mais gostamos e recomendamos para quem visita Vitória: caminhada no calçadão da Praia de Camburi e Praia do Canto, mergulho na praia grande da Ilha do Boi ou na Curva da Jurema, passeio de barco pela baía da cidade até o porto, visitar o Convento da Penha e subir o Morro do Moreno (ambos na vizinha Vila Velha e que podem ser conhecidos em uma manhã), ver a iluminação noturna da Terceira Ponte, curtir uma noite no Triângulo e os ótimos restaurantes da Praia do Canto (destaque para o Aleixo, Soeta e Papaguth), tomar café da manhã na padaria Monte Líbano e, se quiser conhecer alguma balada, ir ao Swingers Vitória ou Wood’s Vitória.

DICAS

⇒ Evite andar de ônibus à noite na cidade. Também procure não visitar o centro nesse turno. Vitória não é um lugar famoso pela segurança. Previna-se de contratempos!

⇒ Mesmo durante o dia, caso prefira deslocar-se através de ônibus, fique atento aos seus pertences e não os deixe à vista na janela.

⇒ Embora o ponto turístico mais famoso do Espírito Santo (Convento da Penha) ficar em Vila Velha, prefira hospedar-se em Vitória (principalmente, na Praia do Canto), porque a visita ao convento não demora mais do que uma manhã ou uma tarde e, na nossa opinião, há mais atrativos em Vitória do que na cidade-irmã.

⇒ Aproveite a oportunidade de ir para Vitória para alugar um carro e visitar Pedra Azul e Guarapari. São duas cidades muito próximas da capital e muito agradáveis.

⇒ Prove a moqueca capixaba e a caranguejada em algum dos vários restaurantes especializados em frutos do mar. Sugerimos o Ilha do Caranguejo ou o Partido Alto, mas há muitos outros bons espalhados por Vitória.

⇒ Bons lugares para tirar fotos: píer de Iemanjá (no fim da orla da praia de Camburi); calçada de frente para o único condomínio de prédios na Ilha do Boi (entre a rua Renato Nascimento Daher e a rua Kléber José de Andrade), Convento da Penha e Morro do Moreno (já em Vila Velha).

img_3633

CURVA DA JUREMA, TERCEIRA PONTE E CONVENTO

  

CURIOSIDADES

 

→ É a capital do quarto menor estado brasileiro e, apesar de ser a cidade principal, Vitória não é o município mais populoso do Espírito Santo (as 5 maiores cidade do estado são, em sequência: Serra, Vila Velha, Cariacica, Vitória e Cachoeiro do Itapemirim).

Fundada em 1551, é a terceira capital mais antiga do país, atrás apenas de Recife (1548) e Salvador (1549). É conhecida como a Cidade Presépio do Brasil.

→ Possui o maior PIB per capita entre as capitais brasileiras, o maior IDH (qualidade de vida) entre as capitais do Sudeste e o segundo maior entre as capitais do país. É a melhor capital para o jovem iniciar carreira e menor população entre as capitais do Sudeste.

Capixaba é o nome que se dá a quem nasce em Vitória. Esse nome deriva de como os índios da região chamavam suas plantações de milho e mandioca (“capixaba”).

→ Embora seja uma das três capitais insulares do Brasil (junto com Florianópolis e São Luís), Vitória possui bairros continentais. A única capital brasileira inteiramente situada em uma ilha é São Luís.

→ O monumento mais antigo de Vitória é a Igreja de Santa Luzia, que fica no centro da cidade, na parte alta. Foi construída em 1551 e é considerado monumento nacional.

img_3609

PRAIA DE CAMBURI – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3613

PRAIA DE CAMBURI – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3622

ORLA DA PRAIA DE CAMBURI E MORRO MESTRE ÁLVARO – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3629

TERCEIRA PONTE E CONVENTO DA PENHA – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3631

PÍER DA PRAÇA DOS NAMORADOS – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

dsc01356

PALÁCIO ANCHIETA – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3660

PRAIA DO CANTO – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3666

PRAIA DO CANTO – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3679

PRAIA DO CANTO E MESTRE ÁLVARO – VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO

img_3704

MORRO DO MORENO, TERCEIRA PONTE E CONVENTO DA PENHA – VITÓRIA/VILA VELHA

img_3712

TERCEIRA PONTE E CONVENTO DA PENHA – VITÓRIA/VILA VELHA, ESPÍRITO SANTO

dsc01727

ILUMINAÇÃO DA TERCEIRA PONTE E DO CONVENTO DA PENHA – VITÓRIA/VILA VELHA, ES

img_3744

TERCEIRA PONTE E CONVENTO DA PENHA – VITÓRIA/VILA VELHA, ESPÍRITO SANTO

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

8 comentários sobre “VITÓRIA

  1. Pingback: RIO DE JANEIRO
  2. Pingback: FLORIANÓPOLIS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s