FLORIANÓPOLIS

Liderando a tendência de incrível beleza natural do Estado de Santa Catarina, a capital Florianópolis (ou carinhosamente Floripa) arrasa. Morros, lagoa, dunas, praias para todos os gostos, bonito centro histórico e elevada qualidade de vida fazem dessa cidade uma das cinco mais belas capitais brasileiras.

Confira abaixo nossas informações sobre essa agradável cidade do sul do Brasil.

148

DUNAS DA JOAQUINA – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

COMO CHEGAR

De avião, de carro (principalmente para quem vem do Paraná ou Rio Grande do Sul) ou ônibus.

Para quem prefere avião, o Aeroporto Hercílio Luz recebe voos nacionais e provenientes de Buenos Aires. Nele operam as principais companhias brasileiras: Avianca, Azul, Gol, Latam e Trip. Simule sua passagem e localize o melhor preço através do Decolar, Tripadvisor ou Skyscanner, mas não compre por eles. Ao achar um bom preço, clique em um dos links das companhias aéreas acima destacadas, você não pagará nada a mais por isso, e nos ajudará a desenvolver esse blog.

Aos que desejam curtir uma roadrip que inclua Floripa, a principal via de acesso para quem vem do norte ou do sul é a BR-101. Em seguida, a citada rodovia desemboca na Via Expressa, passando a ser BR-282 até a ponte que liga a parte continental de Floripa (perto da cidade de São José) à ilha do município.

Outra alternativa é chegar lá de ônibus, no Terminal Rodoviário Rita Maria. Entre as empresas que operam até essa rodoviária destacamos Catarinense, Brasil Sul, União Santa Cruz, Expresso do Sul. Consulte esse link para saber se a sua cidade de origem possui ônibus para Florianópolis.

QUANDO IR

Depende do seu perfil. Por ser uma cidade litorânea brasileira, a alta temporada, com maiores atrações, festas e mais turistas acontece no verão, entre dezembro e março (temperatura média de 24°C). O Reveillon na cidade é muito famoso, com muitos fogos lançados da Ponte Hercílio Luz e baladas incríveis em Jurerê (norte da ilha). O Carnaval também tem muitos blocos de rua animados.

Por sua vez, o inverno é frio (temperatura média de 17°C, podendo ficar abaixo de 10°C em algumas noites), com neblina e forte vento durante alguns dias, embora chova menos.

Para nós, a melhor época para ir a Floripa é na segunda quinzena de março (dia 23/3 é o aniversário da cidade, com muitos shows e festividades para celebrar a data comemorativa), em abril ou em maio. Nesses meses a temperatura é amena (inclusive do mar), a cidade não fica tão cheia  e o risco de chuva é menor do que no verão. Outra época boa pra viajar até lá é a primavera, em especial setembro e outubro.

90

PRAIA DE CANASVIEIRAS – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

CLIMA

Clima subtropical, com temperatura média de 21°C. No verão, a máxima pode chegar a 33°C. No inverno, a mínima é de 8°C.

DDD

48

QUANTO TEMPO FICAR

A ilha é bem extensa e com muita coisa legal para fazer e muitas praias diferentes para visitar, podendo ser conciliada com um bate-volta para Balneário Camboriú. Por isso, aconselhamos 4 ou 5 dias

COMO SAIR DO AEROPORTO

A forma mais segura e cômoda é alugar um veículo (muito útil para explorar toda a ilha) através da RENTCARS ou chamar um táxi ou Uber. O custo da corrida de táxi até o centro não chega a R$ 50,00, valor muito bom principalmente para quem pode dividir a corrida com mais passageiros. O percurso é feito saindo pela Avenida Deputado Diomício Freitas, e segue pela parte oeste da ilha (esquerda) através da Avenida Jorge Lacerda OU pela parte leste (direita) através das SC-405 e SC-406.

Para quem quer economizar e vem com pouca mala, há a alternativa dos ônibus convencionais: suba nos da Linha 183 ou 186 – Corredor Sudoeste (não sai do aeroporto, mas passa por lá em muitos horários, em um ponto que fica à direita do saguão de desembarque), nos da Linha 461 ou 467 (para pegar esses, é preciso caminhar até a Avenida Deputado Diomício Freitas, que fica na frente do aeroporto. Há também o ônibus executivo da Linha 6120-Corredor Sudoeste (este parte do aeroporto em 10 horários distintos). Confira preços e itinerário desses ônibus neste link.

137

DUNAS DA JOAQUINA – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

HOSPEDAGEM

Por ser muito grande, há vários bairros interessantes para se hospedar em Floripa. Indicamos as pousadas no bairro da Lagoa ou no Centro (diferentemente de outras cidades, o centro de Floripa tem prédios e restaurantes bonitos, não tendo nenhum aspecto de decadência) para quem deseja curtir a parte mais agitada da cidade, com mais restaurantes e lojas, além da boa mobilidade para outras partes da ilha.

Para curtir praias mais sossegadas, a melhor pedida é ficar no norte, hospedado em pousadas beira-mar na Praia dos Ingleses, na Praia de Canasvieiras (pertinho da linda e cara Jurerê) ou na Praia da Daniela. Abaixo listamos opções bem avaliadas pelos turistas:

Para mais alternativas, sugerimos o acesso ao site do Booking, Trivago ou Tripadvisor. Aos que desejam alugar casa, apartamento ou quarto para uma temporada, aconselhamos a pesquisa no site do Airbnb.

341

MIRANTE DO MORRO DA CRUZ – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

O QUE CONHECER

   – Lagoa da Conceição: perto do centro, cercada de belos montes, essa lagoa pouco profunda é um ótimo local para conhecer em Floripa. Nela é possível praticar stand-up paddle, canoagem e outras atividades esportivas. É possível fazer o passeio de barco (escuna), que faz várias paradas ao redor dos pontos principais dessa imensa e linda atração natural. O centrinho da lagoa, mais precisamente, a Avenida das Rendeiras é um ótimo lugar para curtir, com vários restaurantes, bares e pubs;

– Avenida Beira-mar Norte: a caminhada no calçadão nessa avenida litorânea bem conservada e arborizada colada ao Centro da cidade é um agradável passatempo. Caminhando no sentido sul, é possível avistar outro cartão postal de Florianópolis, a Ponte Hercílio Luz;

– Ponte Hercílio Luz: ponte suspensa por cabos de aço construída em 1926 e que há 20 anos encontra-se desativada, não funcionando mais como ligação de carros da ilha para a parte continental de Floripa. Mesmo assim essa obra da arquitetura é um clássico na paisagem da capital, estampando imãs de geladeiras, cartões postais e souvenirs alusivos a Florianópolis. Ela inclusive serve como pano de fundo da queima de fogos no famoso reveillon da ilha;

– Mercado Público: ótimo complexo de bares e lojas de artesanato no Centro da cidade, renovado com bonita fachada. Bom para almoçar, petiscar e fazer compras;

– Praça XV de Novembro: praça mais frequentada do Centro de Floripa, com uma linda, centenária e enorme figueira, e várias construções importantes por perto, entre elas:

  • Prefeitura;
  • Câmara Municipal;
  • Catedral Metropolitana/Nossa Senhora do Desterro (templo católico mais importante da cidade)

    49

    PRAIA DE JURERÊ – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

– Mirantes: a ilha de Florianópolis é repleta de montes, principalmente ao redor da Lagoa da Conceição e perto do Centro. Esse relevo prilegiado proporciona belas vistas a partir de mirantes estratégicos, quase todos com boa estrutura de apoio. Confira abaixo os melhores:

  • Morro da Cruz/Morro do Antão (a panorâmica mais completa da cidade, com vista para parte da baía norte, parte da baía sul, pontes e parte continental da cidade; fica na região central; endereço: Rua do Antão, perto da Rua General Vieira da Rosa);
  • Mirante da Bela Vista (melhor vista da paisagem natural de Floripa. Fica na parte leste da Lagoa, na beira da Rodovia Jornalista Manoel de Menezes ou SC-406, um pouco depois do restaurante Ponta das Caranhas e da Pousada Green e um pouco antes da Desfrute Floripa e da Praia Mole);
  • Mirante do Morro da Lagoa (outro belo ponto, perto do centrinho da Lagoa, já na parte sul desta, a caminho de Itacorubi e do Centro da cidade; fica na Rodovia Admar Gonzaga ou SC-404, a poucos quilômetros depois da casa noturna The Black Swan e colado ao restaurante asiático Kanpai);
  • Mirante da Praia Brava (apesar de não estar em boas condições, rende uma bonita vista para o mar azulado e cheio de ondas da mencionada praia, delimitada por dois paredões de pedra; fica no caminho que vem da Ponta das Canas e dá acesso à Praia Brava; endereço: Avenida do Sol, 640);

– Dunas da Joaquina: descendo a costa leste da ilha, poucos quilômetros depois da Lagoa da Conceição, seguindo pela Avenida Prefeito Acácio Garibaldi São Thiago, chega-se a esse lindo e divertido lugar para prática de esportes e paisagem incrível. Lá é possível fazer sandboard e ski-bunda, tudo com equipamentos apropriados, instrutores e ponto de apoio. Muito bom!

– Fortaleza de São José da Ponta Grossa: entre as várias fortificações construídas pelos portugueses no sul do Brasil contra invasores espanhóis, destaca-se esse belo exemplar com canhões, fosso e muros de pedra. Fica na ponta noroeste de Floripa, entre a Praia de Jurerê e a Praia do Forte, perto da Praia da Daniela. De acordo com o Wikipedia, foi construída perto da metado do século XVIII pelo donatário da capitania de Santa Catarina, José da Silva Pais, e serviu de base estratégica de apoio para manutenção do domínio português sobre a Colônia do Sacramento.

63

FORTE DE SÃO JOSÉ DA PONTA GROSSA – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

Praias: talvez o maior motivo para atrair tantos turistas a Floripa.Existem várias (cerca de 100) para todos os tipos. A cor da água é mais clara no sul da ilha, mas as mais badaladas são as do norte. Dependendo da época que você viaja para a capital, é possível encontrá-las quase desertas durante a semana, mesmo as mais famosas. Elencamos a seguir as principais no sentido anti-horário (ou leste-oeste):

  • Ilha do Campeche: sem sombra de dúvidas, a que a tonalidade do mar mais bonita, além de ser quase intocada. Recebe um número limitado de turistas diariamente. Para chegar lá, é preciso dirigir-se à Praia da Armação e pegar um barco na associação local de pescadores. O preço total (trajeto de ida e volta) custa em torno de R$ 50,00 por pessoa, e cada deslocamento/trecho demora 40 minutos;
  • Praia da Joaquina: também na costa leste da ilha, desta vez perto da Lagoa da Conceição, fica essa praia com extensa faixa de areia, muita querida por surfistas e para quem curte assistir ao por do sol em pedras sobre o mar (à semelhança do Arpoad0r, no Rio de Janeiro, guardadas as devidas proporções). Pouco antes dela ficam as dunas acima comentadas;
  • Praia Mole: contornando a parte leste de Floripa em direção ao norte da ilha, fica essa que é uma das mais bonitas praias de lá, com cor do mar mais esverdeada. Tem um clima havaiano por ali, com espreguiçadeiras, chuveirões, cabanas de palha, mata virgem ao redor. Ambiente sensacional, adorada entre os jovens;
  • Praia dos Ingleses: famosa e movimentada praia à nordeste da ilha, logo após a Praia Brava. Possui uma das melhores infraestruturas entre as praias de Floripa, com muitos bares com cadeiras e guarda-sóis na areia. Apesar do mar também ser mais agitado que a Praia da Daniela, de Jurerê e Lagoinha do Norte, é boa para banho;
  • Praia Brava: longa extensão de areia de frente para um mar muito bonito e mais revolto (muito aproveitado por surfistas), delimitada nas pontas por grandes pedras. Uma de nossas preferidas;
  • Lagoinha do Norte: praia excelente para famílias com crianças pela tranquilidade do local e água calma. Fica logo na subida depois da Praia de Canasvieiras. Se pretende passar um certo tempo por lá, não esqueça de levar seus mantimentos, haja vista que existem raros quiosques/barracas por lá;
  • Praia de Jurerê: a mais chique e conhecida praia de Florianópolis, com um conjunto de casarões, galerias e condomínios sofisticados no estilo Miami. Quase uma mini-cidade à parte. Diversão de alto luxo é o que não falta nessa região. O mar não é o mais bonito da ilha, mas merece ser visitado;
  • Praia da Daniela: agradável, rústica e tranquila praia, também excelente para famílias com crianças. Fica entre a Praia do Forte e a Barra do Sambaqui, na parte nordeste. A via de acesso é estreita e em uma região isolada da ilha, o que faz da praia um recanto muito sossegado.

* OBS: Para quem curte fazer trilhas entre matas, a melhor praia é a Lagoinha do Leste. O acesso passa por uma reserva ecológica de nível moderado, com subidas estreitas. Procure ir acompanhado de alguém que conhece a região e seja confiável. Informe-se sobre tours para lá no seu hotel ou em estabelecimentos no centrinho da Lagoa ou na Praia da Armação. Procure voltar antes de escurecer. A região fica perigosa a partir desse horário.

* OBS 2: Antes de consumir qualquer produto das barracas ou quiosques na praia, pergunte o preço para não ser surpreendido por eventuais aproveitadores.

170

PONTE HERCÍLIO LUZ – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

FORA OS PASSEIOS, O QUE CONHECER

Considere intercalar a visita entre as praias do norte e as praias do sul, incluindo passeios para a região da Lagoa e para o Centro. Dessa maneira, você evita que a paisagem e a programação fique repetitiva, deixando de curtir cada lugar com a devida atenção. Todavia, priorize a visita à Ilha do Campeche. Ela é mais bonita que qualquer praia de Floripa.

Deixe para fazer as compras e olhar as lojas do centro e do Mercado Público no dia em que você estiver voltando ou em um dia cinzento/chuvoso (o centro fica a pouco mais de 10 km do aeroporto).

Procure incluir em um ou dois em Floripa uma visita ao Balneário Camboriú, que fica a 80 km da capital. As praias pelo caminho, os restaurantes e baladas no balneário e o Parque Intermares – com um bondinho que garante lindas vistas da costa – valem esse passeio.

Sugerimos o seguinte, considerando que você se hospede no Centro: 1° dia) curtir as praias da Baía Norte (destaque para a Praia da Daniela, Jurerê, Praia Brava e Praia dos Ingleses), e aproveitar alguma festa que esteja rolando em algum parador ou beach club de Jurerê (o ideal é que esse dia seja na sexta ou sábado); 2° dia) fazer o passeio de barco pela Costa da Lagoa da Conceição, almoçar na Avenida das Rendeiras, subir ao Mirante do Morro da Lagoa e curtir a Praia Mole e a Praia da Joaquina, vendo o por do sol nas dunas e curtir a noite no centrinho da Lagoa; 3° dia) fazer um bate-volta (saindo cedo, tipo 8h) ou pernoitar em Balneário Camboriú; 4° dia) visitar a lindíssima Ilha do Campeche (essa é a prioridade, portanto, remaneje para qualquer que seja o dia de sua viagem com céu aberto, o que garantirá uma cor mais bonita da água do mar), ir ao Mirante da Bela Vista e curtir a noite em algum bar ou restaurante do Centro; 5° dia) caminhar na Avenida Beira-mar em direção à Ponte Hercílio Luz, visitar o Mercado Público e suas lojinhas por perto, e dar uma volta na Praça XV de Novembro.

321

CENTRO DA CIDADE – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

A capital catarinense não conta com metrô. Assim, diante dos 54 km de norte a sul, muito bem sinalizados e com estradas em boas condições, Floripa recomenda ser conhecida de carro alugado. Essa alternativa traz a comodidade e liberdade de conhecer as variadas praias, sem esperar ônibus que, apesar de abundantes, podem demorar a fazer o percurso desejado. Também permite economizar com táxi.

Reserve seu veículo com antecedência através da Rentcars ou nas locadoras que ficam logo na saída do aeroporto. Fique atento aos engarrafamentos que acontecem entre 7h30 e 9h, e entre 18h e 19h30, sobretudo no Centro e na Lagoa.

Aos que preferem economizar e deslocar-se de ônibus, existem vários para todas as direções de Floripa nos dias úteis. A grande vantagem dessa modalidade de transporte é poder deslocar-se por terminais integrados espalhados nas mais diversas partes de Florianópolis pagando uma única passagem. Para tanto, é necessário ir até o Terminal do Centro em horário comercial e adquirir um cartão para o transporte de ônibus. Quanto mais créditos você compra, mais barata cada passagem individual fica.

Para facilitar a sua programação, consulte o link das linhas e horários de ônibus que circulam em Florianópolis. Clique no atalho destacado e no campo “Selecione uma empresa”, escolha a opção “SIM – Sistema Integrado de Mobilidade“. Consulte na lista que aparecer o número e o letreiro para o destino que deseja (alguns bons para turistas: 468 ou Tirio; 276 ou Balneário Canasvieiras; 277 ou Balneário Ingleses; 360 ou Barra da Lagoa; 462 ou Campeche; 291 ou Canasvieiras/Jurerê; 151 ou Centro Administrativo Beira Mar; 941 ou Canasvieiras/Santo Antônio Via Ratones; 234 ou 211 Canasvieiras/Trindade; 2121 ou Executivo Joaquina; 1123 ou Executivo Jurerê; 2123 ou Executivo Lagoa da Conceição; 1122 ou 1124 ou Executivo Praia Brava; 4121 ou Executivo P. do Sul Via Campeche; 294 ou Interpraias; 264 ou Ingleses; 160 ou Morro da Cruz).

Só opte pelo táxi se você for circular entre bairros vizinhos ou se puder dividir a corrida com mais 2 ou 3 pessoas, do contrário a conta vai sair muito cara (estimativa: Jurerê – Lagoa: R$ 60; Lagoa – Cento: R$ 30)

CULINÁRIA LOCAL

Apesar de existirem restaurantes mexicanos, japoneses, churrascarias e famosas redes de fast food, o destaque local fica para as ostras (Floripa é a maior produtora deste molusco no Brasil), camarões e peixes.

Não deixe de experimentar a Tainha na brasa, a Casquinha de siri, Pastel de Berbigão, fritada de berbigão ou berbigão com abóbora (berbigão é um molusco).

Saindo dos frutos do mar, procure experimentar o pirão de água com linguiça; a galinha caipira com mamão verde; a Cacuanga (espécie de pamonha, feita de massa de mandioca, fubá, açúcar, ovos e, em alguns estabelecimentos, amendoim e milho).

São diversas as opções de cafeterias, sanduicherias e barzinhos com comida à altura de restaurantes na cidade. Para acompanhar o café, escolha a Bijacica (massa da farinha da mandioca, amendoim e açúcar mascavo, feito como um cuscuz, comido sem torrar). E uma bebida interessante é a Consertada (feita à base de café, cachaça e especiarias, ótimo para dias frios).

110

KITESURF NA LAGOA DA CONCEIÇÃO – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

RESTAURANTES
  • Ostradamus Bar e Restaurante (um clássico da capital; ostras e pescados frescos; imperdível; não saia de lá sem comer uma ostra gratinada; endereço: Rod. Baldicero Filomeno, 7640 – Reibeirão da Ilha, Florianópolis – SC, 88064-002, fica ao sul do aeroporto);
  • Bar do Arante (outro famosíssimo ponto de encontro em Floripa; comida caseira, com pratos à la carte e buffet; o destaque fica para o ambiente, repleto de recados e mensagens de clientes deixadas nas paredes e penduradas no teto; muito bacana; fica na parte sudeste da ilha, na praia do Pântano Sul; endereço: R. Abelardo Otacílio Gomes, 254 – Pântano do Sul, Florianópolis – SC, 88067-100)
  • Mercado Público de Florianópolis (as mais variadas frutas e ingredientes inusitados no espaço público de bela fachada amarela, repleto de restaurantes animados e com ótimos petiscos; não deixe de experimentar o super recheado pastel de camarão acompanhado de chopp gelado no famoso Box 32);
  • Restaurante Rancho Açoriano (super elogiado restaurante especializado em frutos do mar; ambiente simples de cara para o mar; fica bem perto do Ostradamus, também ao sul do aeroporto; endereço: Rua Baldicero Filomeno, 5634 – Ribeirão da Ilha, SC, 88064-000)
  • Restaurante Toca da Garoupa (tradicional restaurante de frutos do mar; ambiente refinado com temas náuticos;  localizado no Centro, perto do Beiramar Shopping; endereço: R. Alves de Brito, 181 – Centro, Florianópolis – SC, 88015-440)
  • Dolce Vita (comida italiana elaborada em restaurante de lindíssima decoração; excelente; classificado como 2° lugar entre os restaurantes de Florianópolis no Tripadvisor; fica na Lagoa da Conceição; endereço: R. Laurindo Januário da Silveira, 1233 – Canto da Lagoa, Florianópolis – SC, 88062-200);
  • Rita Maria Lagosteria (o nome entrega esse delicioso e bonito lugar para comer  pratos exóticos envolvendo lagosta, camarão, mexilhões, ostras e outros; peça o peixe grelhado com creme de ouriço ou a feijoada de frutos do mar; fica no Centro; endereço: R. Henrique Valgas, 318 – Centro, Florianópolis – SC, 88010-220);
  • Artusi Ristorante (outra renomada casa de comida italiana na ilha; ambiente refinado e pratos bem temperados; o valor é um pouco mais alto; fica no Centro, perto do Beiramar Shopping; endereço: R. Bocaiúva, 2090 – Centro, Florianópolis – SC, 88015-530);
  • Bettina Bub Bistrô (lindo, secreto e charmoso ambiente, ótimo para jantar a dois; comida artesanal espetacular servida  em um menu fechado de 5 pratos que varia toda semana; só abre na sexta, sábado e feriados; o valor é bem alto, na faixa de R$ 130,00, mas inclui entrada, dois pratos principais e sobremensa; vale à pena; fica no Caminho dos Açores, perto da Praia de Santo Antônio de Lisboa)
  • Bistrô Santa Marta (restaurante bonito, intimista, romântico e bem localizado; ótima pedida para uma noite fria ou chuvosa; atendimento excelente; por ter poucas mesas, o recomendável é fazer reserva com antecedência; dica: peça o “polvo magia com risotto” ou o bacalhau; endereço: R. Laurindo Januário da Silveira, 1.350 – Lagoa da Conceição, Florianópolis – SC, 88062-200);
  • Pizzaria Basílico (uma cantina rústica e elegante que é considerada por muitos o lugar que serve a melhor pizza de Floripa; endereço: R. Laurindo Januário da Silveira, 647 – Canto da Lagoa, Florianópolis – SC, 88062-200)
  • Dona Fulana (talvez a melhor doceria da região sul do Brasil; fica na linda Via Gastronômica de Coqueiros, que é repleta de restaurantes legais em frente à praia, já na parte continental de Florianópolis, a 5 minutos do centro da ilha, bastando atravessar a ponte; experimente o petit gateau de doce de leite com paçoca acompanhado de picolé magnum, super bem servido; endereço: R. Des. Pedro Silva, 2314 – Coqueiros, Florianópolis – SC, 88080-701)
334

BOX 32 DO MERCADO PÚBLICO – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

COMPRAS

Deu uma folga nos passeios pelas inúmeras praias e na viciante vista para a Lagoa da Conceição? Aproveite para comprar suas lembrancinhas de Floripa no Mercado Público (ótimo para levar temperos e artesanato), no Beiramar Shopping (lojas de várias marcas conhecidas, com preços de todos os tipos).

Para quem deseja produtos da moda praia, a dica é comprar na loja Belas Estações (Estrada Dom João Becker, 533, Praia dos Ingleses).Outro lugar bonito e ótimo para compras é o Jurerê Open Air Shopping (galeria ao ar livre de lojas, restaurantes e parquinho para crianças).

Destaque também para o artesanato vendido na Feira das Alfaias, que é cercado de lojas, bares e restaurantes, em Santo Antônio de Lisboa; na Floripa Arte (fica na Praça XV de Novembro, no Centro, com barracas que vendem todos os tipos de lembranças; funciona nas tardes de domingo); e para a Feira de Artesanato do Casarão (Praça  Bento Silvério, perto do Centro Cultural Bento Silvério/Casarão da Lagoa, na Lagoa da Conceição; funciona nas tardes dos fins de semana).

VIDA NOTURNA

Há vários locais animados na ilha. É possível ficar na Praia de Jurerê, na Praia dos Ingleses, na Praia da Joaquina e curtir o som que rola nos bares e nas tendas montadas na areia mesmo, muitas delas com impressionante infra-estrutura (os “paradores”) emendando o dia na praia com a noite estrelada ao som do mar e da música eletrônica, surf music e samba.

Outro ótimo lugar para se divertir de noite é na Lagoa, com boates e restaurantes com música ao vivo até altas horas.

95

CENTRINHO DA LAGOA DA CONCEIÇÃO – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

Mesmo para quem se hospeda no Centro e não tem muita disposição ou orçamento para gastar, é possível curtir as boas alternativas de agito no bares da Beira-mar Norte. O percurso até lá a partir do centro dificilmente ultrapassa R$ 15,00 de táxi. Se puder dividir com outros passageiros, melhor ainda.

Abaixo, listamos algumas opções bem avaliadas por turistas sobre esse tema:

  • El Divino Lounge (noite completa – jantar cedo, clima de esquenta no lounge e balada noite adentro -, tudo isso em um ambiente tradicional para os baladeiros da ilha; fica no Centro de Floripa; endereço R. Alm. Lamego, 1147 – Centro, Florianópolis – SC, 88015-600; ligue antes para saber se permanece fechado: (48) 3225-1266);
  • Scuna Bar (outro ponto muito visitado e recomendado na noite do Centro de Florianópolis; endereço: Av. Osvaldo Rodrigues Cabral, 1251 – Centro, Florianópolis – SC, 88015-710);
  • Blues Velvet Bar (música suingada com mistura de blues, rock e jazz, além de ótimas bebidas, em clima vintage e underground; fica no Centro; endereço: R. Pedro Ivo, 147 – Centro, Florianópolis – SC, 88010-070);
  • Confraria das Artes (música excelente, vários ambientes diferentes, em uma das regiões mais bonitas da cidade; endereço: Rua João Pacheco da Costa, Nº 31
    Lagoa da Conceição – Florianópolis – SC);
  • John Bull Pub (casa noturna embalada ao som de clássicos do rock, com shows de bandas locais e mesas onde são servidos ótimos aperitivos; fica na avenida de frente para a Lagoa da Conceição; endereço: Avenida das Rendeiras, 1046 – Lagoa da Conceição, Florianópolis – SC, 88062-400);
  • Pacha (a famosíssima rede de casas noturnas internacionais tem uma filial de alto nível em Jurerê; gaste mais para curtir uma noite com gente seletíssima e DJs mundialmente renomados; endereço: Rodovia Jornalista Maurício Sirotski Sobrinho, s/n – Jurerê Internacional, Florianópolis – SC, 88058-250);
  • P12 (o parador ou beach club mais conhecido da ilha, recebendo muitos shows dos melhores artistas jovens nacionais e internacionais em uma incrível estrutura montada, com bebidas importadas, luzes de neon, decks de frente para praia, pool parties e gente produzida; muito concorrida no Reveillon; fica em Jurerê; endereço: Servidão José Cardoso de Oliveira, s/n – Lote 3 – Jurerê Internacional, Florianópolis – SC, 88053-306);
  • Café da La Musique (glamour é o que não falta nesse parador também localizado em Jurerê, inspirado nos balneários europeus de Ibiza e Saint Tropez; endereço: Av. dos Merlins, s/n – Posto 1B – Jurerê Internacional, Florianópolis – SC, 88053-310);
  • Espaço Cultural Moai Bar e Vineria (animado ponto de encontro musical na Praia do Campeche, na Baía Sul da ilha; endereço: Pequeno Príncipe, 589 Fones: (48) 32340030 / 99760501.);
  • Point do Riozinho (outro mini complexo de restaurantes e bares com música ao vivo na Praia do Campeche; ambiente rústico, verdadeiramente praiano sem badalação; endereço: Av. Campeche, 396 – Campeche, Florianópolis – SC, 88063-301)

Há opções também de boates LGBT, como a Concorde Club (Conca Club e Misk Club), no Centro de Floripa (endereço: Av. Rio Branco, 729 – Centro, Florianópolis – SC, 88015-201).

Para quem deseja alternativas a essas baladas, há espetáculos acústicos e ecléticos (peças e shows) no Teatro Ademir Rosa (endereço: Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica, Florianópolis – SC, 88010-400) e no Teatro Álvares de Carvalho (endereço: R. Mal. Guilherme, 26 – Centro, Florianópolis – SC, 88015-000). Acompanhe a programação de cada um nos links destacados.

156

JOHN BULL PUB – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

.

NOSSA EXPERIÊNCIA

Fomos a Florianópolis em setembro de 2013. Não encaramos chuva, porém só em um dia o céu ficou aberto. Ficamos lá por três dias completos, hospedados em uma pousada de proprietário argentino de frente para a Praia de Canasvieiras, na baía norte da ilha. A região é ótima, com boa estrutura de serviços, sossegada para descansar, para vizinha à bela e animada Praia de Jurerê. Também fica relativamente perto da Praia dos Ingleses.

Uma coisa que consideramos fundamental para aproveitar a cidade foi ter alugado um carro. As distâncias não são curtas entre os bairros mais povoados, havendo muitos trechos desertos e pouco iluminados. Não há com o que se preocupar, visto que são poucas vias para percorrer de forma praticamente circular pela ilha, todas elas bem sinalizadas e em bom estado de conservação. Não vimos muitos ônibus na direção norte. Os que haviam não eram frequentes. Economize antes de fazer essa viagem ou divida o custo do aluguel do carro com amigos ou familiares que façam os passeios com você, mas não deixe de acessar o Rentcars e reservar o seu veículo.

Percorremos boa parte da ilha nesses 3 dias e aproveitamos para conhecer o parque Intermares, em Balneário Camboriú, além de algumas praias no caminho. Fizemos passeio de escuna na linda Lagoa da Conceição. Andamos de sandboard e ski-bunda nas dunas próximas à Praia de Joaquina, subimos nos mirantes do Morro da Cruz/Morro do Antão (localizado na região central e com a vista panorâmica mais completa de Florianópolis; o acesso de carro não é tão fácil, passando por ladeiras estreitas e sinuosas, por isso, se não tem muita confiança, deixe seu carro alugado ou vá de ônibus até o Beiramar Shopping, e de lá pegue um táxi ou chame um Uber para subir o mirante), do Mirante do Morro da Lagoa; do Mirante Ponte de Vista (que fica do outro lado da lagoa, na Rodovia Jornalista Manoel de Menezes ou SC-406, entre a Praia Mole e a Barra da Lagoa; para nós, o que revela a paisagem mais bonita de Floripa) e do Mirante da Praia Brava (um pouco mais perigoso, por ser inacabado e desprotegido; fica na Avenida Epitácio Bittencourt, no único caminho para acessar a Praia Brava).

Cabe ressaltar que, em todos os lugares que andamos, não sentimos qualquer insegurança. Evidente que fizemos as maiores caminhadas à luz do dia, mas mesmo à noite, com o devido cuidado, não nos sentimos desprotegidos.

Comemos muito bem em um restaurante de frutos do mar na Avenida das Rendeiras (bairro da Lagoa), em um restaurante mexicano super animado e bonito perto da Avenida Beira-mar Norte, em uma lanchonete perto de um posto de gasolina no bairro da Lagoa. Curtimos uma noite no bacana John Bull Pub, na Lagoa.

Nossos pontos preferidos foram: as praias que mais gostamos foi a Praia Brava, a Praia Mole, a Praia da Daniela e a Praia de Jurerê, nesta ordem. Mas, tão bom quanto todas elas, é a Lagoa da Conceição: a imensa extensão de água, cercada por montes verdes é impressionante. Certamente, uma das partes mais bonitas de Florianópolis. Outra agradável surpresa foi caminhar em um Centro bonito, com edifícios bem conservados, sem decadência, sujeira, insegurança e miséria nas ruas, chegando até o agradabilíssimo calçadão na Avenida Beira-mar. O bacana de cidades com fartas belezas naturais como o Rio de Janeiro, Vitória e Florianópolis é que o turista fica muito satisfeito podendo gastar muito pouco, afinal, as principais atrações (montanhas, lagoas, praias, áreas verdes e mirantes) são gratuitas.

Praticamente não temos críticas a fazer a Florianópolis, mas a cidade não é perfeita: muitos pontos de interesse são distantes uns dos outros, o que torna difícil curtir muitas coisas diferentes em um mesmo dia; muitos trechos da ilha parece que estão sendo ocupados agora, com um aspecto um pouco precário, sobretudo no caminho entre a Praia dos Ingleses e a Praia Mole (essa crítica talvez seja forçada, afinal todas as grandes cidades do Brasil passam por esse processo de desenvolvimento antes de se estabelecerem com boa infraestrutura, mas citamos aqui por ser uma parte menos bonita da linda Floripa); não vimos ônibus frequentes circulando nas praias da ponta norte e nordeste da ilha, sendo sua maior concentração limitada ao Centro e à Lagoa; por fim, o trânsito nessas regiões mais aglomeradas (Centro, Lagoa, Trindade, Itacorubi) é bem mais intenso e lento do que imaginávamos. Chegamos a enfrentar engarrafamentos de 40 minutos no caminho de subida à oeste da Lagoa, em direção ao Centro.

52

DIRIGINDO PARA A PRAIA DO FORTE E PRAIA DA DANIELA – FLORIANÓPOLIS, SC

DICAS

– Alugue um carro! É fundamental para conhecer melhor a cidade no seu tempo. Economize antes de fazer essa viagem ou divida o custo da locação com outros passageiros, mas não abra mão dessa comodidade que é quase indispensável em Florianópolis. Acesse o Rentcars e você não vai se arrepender quando lembrar dessa incrível viagem.

– Dirija evitando os engarrafamentos. Eles são mais comuns no verão para o acesso às praias após as 9h e retornando delas depois das 15h. Durante os dias úteis sem férias escolares, evite trafegar no trecho entre a Lagoa e o Centro nos horários de início e fim de expediente (fuja do trânsito das 7h30/9h e das 18h/19h30).

– Caso não consiga ou não possa alugar um carro, não se desespere! É possível conhecer os principais pontos de interesse (incluindo várias praias) através de um ônibus turístico com paradas pré-determinadas. É o Floripa by bus, no estilo hop on hop off, que faz diferentes tipos de rota. A saída dele acontece no Shopping Iguatemi Florianópolis (perto da Universidade Estadual de Santa Catarina, entre os bairros de Trindade e Córrego Grande; endereço: Av. Me. Benvenuta, 687 – Santa Mônica – Santa Monica, Florianópolis – SC, 88035-000). Confira os valores atualizados, as formas de pagamento e reservas antecipadas (muito importantes) e itinerários no site destacado.

– Prepare sua mala a depender da estação que você vai viajar. A temperatura varia bastante durante o ano. No inverno, não esqueça o casaco; no verão, o calção de banho e biquíni; no ano todo, leve filtro solar.

– Ao viajar de avião até Florianópolis, procure ficar no assento da janela para ter uma noção da beleza da ilha.

– Não dê bobeira nas ruas à noite e nas trilhas para as mais menos acessíveis. O fato de a cidade ser bem mais segura que a média das capitais brasileiras não torna ela imune a riscos a turistas desavisados.

– Se viajar no verão e quiser curtir as baladas nos paradores procure reservar sua hospedagem e seus ingressos com antecedência. Muitas vezes, é possível conseguir descontos.

– Querendo conhecer os monumentos cívicos e belas fachadas, não deixe de dirigir-se à Praça XV de Novembro. Perto dela fica o Palácio do Governo, a Câmara Municipal, o Mercado Público, a Igreja Nossa Senhora do Desterro, o Monumento aos Heróis Mortos na Guerra do Paraguai, além de lojas e restaurantes populares.

– Em Florianópolis, é possível negociar o preço da corrida antes de entrar nos táxis (muitas vezes o taxímetro é mais justo).os táxis utilizam taxímetro, mas você pode tentar negociar o preço da corrida. Se não for alugar um carro e não quiser esperar o ônibus, não hesite: chame o Uber.

140

DUNAS DA JOAQUINA – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

CURIOSIDADES

– Florianópolis é carinhosamente chamada de Ilha da Magia. Ela possui mais de 100 praias;

– Os seus habitantes são conhecidos como “manezinhos”;

– A capital de Santa Catarina não é a cidade mais populosa do estado. Ela perde esse posto para Joinvile, no Vale do Itajaí;

– Florianópolis é responsável por 90% das ostras consumidas no Brasil;

– Assim como Vitória e diferentemente de São Luís, Floripa não é toda distribuída em uma ilha. A maior parte do território (inclusive, o Centro da cidade) é insular, mas existem bairros na área continental;

– Existe uma praia de nudismo/naturismo em Florianópolis. É a Praia da Galheta, perto da Praia Mole. Lá quem quiser pode tirar a roupa;

– Floripa é uma das cidades brasileiras mais visitas pelos turistas argentinos. A praia onde a presença dos hermanos é mais comum é a de Canasvieiras;

– Entre as cidades brasileiras avaliadas no PNUD da ONU e do IPEA, em 2013, Florianópolis é considerada a terceira no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano, atrás apenas de São Caetano do Sul e Águas de São Pedro;

– O sotaque da população de Florianópolis tem fortes traços da influência portuguesa, em virtude da imigração de açorianos no litoral catarinense. Isso é peculiar dessa área, visto que a região serrana e do Vale do Itajaí recebeu imigrantes preponderantemente alemães e italianos. A influência açoriana de Floripa é percebida nas casas coloniais do distrito de Ribeirão da Ilha, na parte sudoeste da cidade;

– A Ponte Hercílio Luz é uma das ligações entre a ilha e a parte continental de Florianópolis (as outras duas são as pontes Colombo Salles e Pedro Ivo Campos). Ela foi construída em 1926, tendo custado mais do que o dobro do orçamento do Estado, sendo paga 50 anos depois de sua inauguração. Atualmente está desativada. É considerada a maior ponte erguida por cabos de suspensão do país.

353

AVENIDA BEIRA-MAR – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

4

PRAÇA COM ESCULTURAS – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

68

RUA DE JURERÊ – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

130

PASSEIO PELA COSTA DA LAGOA – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

339

MIRANTE DO MORRO DA CRUZ – FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do facebook!

3 comentários sobre “FLORIANÓPOLIS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s