PRAGA

Prepare-se para conhecer uma das capitais mais bonitas da Europa! Não vá esperando encontrar uma Paris do Leste europeu, como a capital da República Tcheca é repetidas vezes apelidada. Essa ressalva se dá pelo fato de que Praga, apesar de bem menor, não deve em nada à Cidade Luz na sua parte turística.

Ela é dona de uma identidade, de um encanto próprio (apesar de muitos turistas se decepcionarem com os arredores/periferia e com a rudeza do povo local). É a capital europeia que melhor mistura a ideia de conto de fadas com construções medievais. Pontes, torres, edifícios e igrejas que parecem não ter defeito no centro histórico, que é um espetacular convite para ser conhecido em caminhadas planas.

Continue lendo os porquês de nosso tamanho carinho por Praga!

IMG_1699

PRAÇA DA CIDADE VELHA VISTA DO RELÓGIO ASTRONÔMICO – PRAGA

COMO CHEGAR

De avião, trem, ônibus ou carro.

Avião: o Aeroporto Internacional de Praga (Václav Havel) – antigo aeroporto Ruzyne -recebe voos de várias cidades importantes da Europa, com destaque para os frequentes aviões vindos de Frankfurt, Berlim, Paris, Londres, Lisboa, Madri, Roma, Budapeste, Moscou, através das companhias mais famosas daquele continente (Czech Airlines, Lufthansa, Air France, British Airways, TAP, Iberia, Alitalia, Aeroflot) e das low costs (Vueling.com, Transavia, EasyJet, Air Berlin, Wizz, Ryanair, Smartwings). Simule seu voo no Skyscanner ou, se estiver na Europa, consulte o FlyLC para viajar mais barato. Não há voos diretos a partir do Brasil.

Trem: muito utilizado para circular entre as cidades europeias. A principal estação ferroviária de Praga é a Hlavni Nadrazi (sigla Praha hl.n). Há também a Nadrazi Hoselovice. Ambas as estações são conectadas pela linha C (vermelha) do metrô da cidade, o que facilita o deslocamento para o hotel ou para o centro da cidade aos que chegam por essa forma de transporte. Trams/bondes elétricos que passam pela estação principal: 9, 5, 26, 29, 55 e 58; e os que passam pelo Hoselovice: 5, 12, 14, 15, 17, 53 e 54. Para comprar seu bilhete com antecedência, consulte o site da RailEurope.

Ônibus: Os terminais rodoviários mais comuns para chegar a Praga são UÁN Florenc (com acesso ao metrô das linhas B/amarela e C/vermelha; e ao tram/bonde elétrico 3 e 8), Hlavni Nadrazi (acesso a linha C/vermelha do metrô) e Roztyly (também com acesso ao metrô da linha C/vermelha). Para consultar preços, acesse o site do Bus Radar (normalmente as empresas com maior disponibilidade de ônibus em diferentes horários são a Flixbus e a RegioJet).

Carro: Para quem vem de Berlim e Dresden, as estradas são a 13 e 17, convertendo-se na rodovia 8 ao entrar na República Tcheca. Para quem vem de Nuremberg, a estrada é a 6, que se transforma em E50 no território tcheco. Aos que partem de Budapeste, o caminho é pelas rotas M1, E60, E65, E50. Para quem sai de Bratislava, siga pela E65 e E60. De Viena, o caminho mais curto é pela A22, S3 (no território austríaco), E59 e E50 (dentro da República Tcheca). Para quem vem de Cracóvia, as vias se sucedem da seguinte forma: A4, E40, E67. E para quem segue de Varsóvia, a melhor maneira é dirigir pela S8, A1, E67.

IMG_1761

SUBINDO A COLINA DO CASTELO – PRAGA

QUANDO IR

Depende do que você deseja ver. Isso é um clichê bem comum que a gente tenta evitar de falar aqui, mas em Praga é bem verdade, viu? Isso porque  a capital tcheca é marcada pelo clima temperado continental, sem muitos ventos.

Assim, se você for no verão encontrará a cidade com dias bem longos, com muita gente e festividades nas ruas. No inverno, por sua vez, a cidade fica bem fria, mas bastante romântica e misteriosa, com grande possibilidade de neve. A estações intermediárias (primavera e outono) possuem temperaturas suportáveis, menos gente nas principais atrações e uma coloração diferente nas árvores e no por do sol, além de preços mais baixos nos hotéis e pontos turísticos (em relação ao verão).

Para não ficarmos em cima do muro, os melhores meses para visitar a cidade são abril, maio e junho (na primavera) e em setembro e outubro (no outono), pelo menor custo para o turista e pelo fato de a cidade não ficar tão cheia e também não muito fria e deserta, além de poder curtir boas horas de sol. Estatisticamente, os meses que menos chovem dentre os que recomendamos são os de abril e setembro. Julho é o mês mais chuvoso.

Aos que querem ir à região para curtir as paisagens branquinhas decorrentes da neve, o mais aconselhável é visitar Praga entre meados de janeiro (dia 10, aproximadamente) até a primeira quinzena de fevereiro.

IMG_20160822_200335504_HDR

FIM DE TARDE NA PONTE CARLOS – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

VISTO

Não é obrigatório para quem deseja permanecer no país por, no máximo, 90 dias em um semestre. Por integrar o Tratado de Schengen, a entrada na República Tcheca apenas exige como requisito para o visitante que tenha o passaporte válido por mais 3 (três) meses a contar da data do retorno. Assim, quem tem passaporte para expirar em outubro de 2017, por exemplo, deve viajar para Praga voltando de lá até julho deste ano; do contrário, deve renovar o passaporte.

Essas são as informações essenciais para você viajar tranquilamente com sua docmentação. Para mais dúvidas, entre em contato conosco através do e-mail do blog ou acesse o site da Embaixada da República Tcheca em Brasília.

IMG_1583

MOVIMENTO PERTO DA TORRE DE PÓLVORA – PRAGA

FUSO HORÁRIO

GMT +1. Isso significa que são 4 horas adiantadas (4h à frente) do horário de Brasília. Assim, quando se registra no Brasil 13h, em Praga são 17h.

IMG_1678

RELÓGIO ASTRONÔMICO – PRAGA

MOEDA

Coroa tcheca. Para estimativa da cotação, clique no link da conversão monetária oficial do site do Banco Central do Brasil. Dificilmente, você conseguirá converter o real diretamente na moeda da República Tcheca. Por isso, leve euros. O custo das mercadorias e serviços em Praga é bem mais barato do que em Paris, Berlim ou Roma e outras grandes capitais de países que integram a União Europeia.

IDIOMA

Tcheco, que é uma língua eslava, com influência russa em algumas palavras. Mas não se preocupe: o caráter eminentemente turístico de Praga faz com vários lojistas, recepcionistas de hotéis e de atrações principais entendam perfeitamente o inglês. Há também muitos centros de informações turísticas no centro histórico. Basta procurar um deles e tirar suas dúvidas em inglês.

IMG_20160822_180401526

PONTE CARLOS e CIDADE VELHA (STARÉ MESTO) – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

QUANTO TEMPO FICAR

3 dias completos é o período suficiente para conhecer os mais famosos pontos de Praga, todos concentrados em um centro histórico não muito extenso, que se estende por uma área compacta entre o lindo prédio Dancing House até o Castelo de menos de 10 km de caminhada.

Se seu ritmo for um pouco mais acelerado e você não tiver interesse em entrar em museus, é possível passar e tirar boas fotos nas atrações principais da capital em 2 dias, liberando um outro dia inicialmente reservado para Praga para ser melhor aproveitado em um bate-volta para a lindíssima cidade do interior tcheco, Cesky Krumlov, ou até mesmo para Bratislava ou Budapeste (esquema mais roots, desgastante, mas jamais desperdiçado).

IMG_1597

RUA COMERCIAL EM NOVÉ MESTO – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

COMO SAIR DO AEROPORTO

O aeroporto de Praga (Václav Havel) tem dois terminais colados (podem ser percorridos inteiramente em uma caminhada de cerca de 10 minutos), distantes apenas 16 km do centro.

Dito isso, a melhor forma de sair do aeroporto internacional e dirigir-se ao seu hotel ou ao centro certamente é através de um transfer incluído no pacote da sua hospedagem. Por isso, confira se sua pousada viabiliza essa comodidade sem custo adicional ou com algum valor que não supere 25 euros (acima disso, é muito mais recomendável sair do aeroporto pelas demais alternativas a seguir descritas).

IMG_1757

EDIFÍCIOS DE HRADCANY – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Não sendo possível esse traslado particular, e caso você queira conforto e privacidade, além de espaço para colocar muitas malas, saia de táxi ou de Uber. Há várias cooperativas de táxi autorizadas no aeroporto. Você provavelmente vai pagar um preço mais caro do que os informais, mas vai circular com a certeza de chegar a seu destino sem golpes. Essas duas opções são mais aconselhadas para quem chega à noite.

Caso você prefira economizar, não esteja com muita pressa nem muita bagagem, uma excelente forma de sair do aeroporto é combinando o ônibus comum com o metrô. É a modalidade mais comum entre os turistas, tamanha a facilidade. Para tanto, basta subir no ônibus da linha 119 (para achar o ponto, basta seguir no aeroporto a placa “Public Transport City Center” até o totem de embarque que tenha esse número; não espere onde estiver a placa “No Departures”). Desça na última parada. Ela dá de cara com a estação de metrô Nádraží Veleslavín (linha A/verde). Nessa estação de metrô siga o sentido das placas que levam à estação de metrô mais perto do seu hotel (quase certo que será em direção à Depo Hostivar).

O percurso até a mencionada estação de metrô dura menos de 20 minutos. A frequência de saída entre os ônibus 119 é de 5 a 20 minutos, dependendo da hora que você chega e essa linha opera entre 4h20 e 23h40 no sentido aeroporto-centro, passando primeiro pelo Terminal 1 e dois minutos depois pelo Terminal 2.

A passagem de ônibus pode ser comprada direto com o motorista (em dinheiro tcheco), nas cabines automáticas amarelas (algumas só aceitam moeda, outras aceitam cartão; basta apertar no botão “Centrum” que aparecerá as melhores opções de passagem normal do aeroporto para o centro de Praga, e, em seguida, deposite as moedas), nos guichês da empresa pública de transporte da cidade (identificados com o nome “Public Transport Information” em fundo de cor vermelha) ou através do aplicativo DPP INFO (gratuito para Android e iOS; esta opção exige que você tenha um telefone tcheco).

IMG_20160820_204841927

PRAÇA DA CIDADE VELHA (STARÉ MESTO) – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Importante: a passagem que você compra é integrada, isto é, comprando uma passagem para ir de ônibus, você pode utilizar esse mesmo bilhete para andar de metrô e bonde. Mas é claro que por um tempo determinado (30 minutos, 90 minutos, 24h ou 72h; evite a de 30 minutos para fazer o trajeto aeroporto-centro). Dentro desse período, você só precisa validar seu ticket no primeiro transporte público que utilizar.

Também é possível fazer o percurso casando uma parte de ônibus executivo (Airport Express; sinalizado com este nome nas placas do aeroporto) e outra de metrô. A diferença para o ônibus comum (linha 119, que comentamos acima) é que o Airport Express tem sua última parada na estação de metrô Námesti Republiky (linha B/amarela), mais perto do centro da cidade, além de o itinerário incluir uma parada na Masarykovo Nádraží, que é um excelente hub por onde passam vários bondes/trams que circulam pelo centro. O custo da passagem do Airport Express é menor que 10 reais e só vale para uma viagem, podendo ser pago diretamente com o motorista (em dinheiro).

IMG_1720.JPG

VISTA DO ALTO DO RELÓGIO ASTRONÔMICO – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

HOSPEDAGEM

Não perca tempo nem dificulte as coisas! O legal de Praga é a região de edifícios entre a ponte que liga a Dancing House e a espetacular Ponte Carlos (Charles Bridge/Karlov Most). Fique nessas redondezas, resumidas nos distritos Praga 1, Praga 2…Praga 8, em especial nos bairros: Staré Mesto (Cidade Velha; onde fica a Torre do Relógio, a Igreja de Tyn, a Torre de Pólvora), Nové Mesto (Cidade Nova; onde fica a Dancing House e do Museu Nacional), Malá Strana (fica entre a Ponte Carlos e o Castelo de Praga) e Hradcany (ruas ao redor do Castelo de Praga, na parte alta). A partir daí sua impressão sobre a capital tcheca certamente será bem melhor.

A seguir listamos alguns hotéis bem avaliados pelos turistas que se hospedaram na cidade:

  • Unitas Hotel (na rua Bartolomějská 308/9, em Staré Mesto; estações de metrô mais perto: Staromestská, na linha A/verde OU Namestí Republiky, na linha B/amarela; parada de ônibus mais próxima: Staromestské námestí, na linha 194);
  • Honey Design Apartment (na rua Uhelný trh 9,em Staré Mesto; estação de metrô mais perto: Mustek, na saída da linha B/amarela; parada de bonde mais próxima: Vaclavski Namesti, nas linhas 3, 5, 6, 9, 14, 24, 41, 51, 52, 54, 56, 58);
  • Charles Bridge Palace (na rua Anenské nám. 203/1, em Staré Mesto; metrôs mais perto: Staromestská, na linha A/verde OU Narodni trida, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Karlovy lázne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53);
  • Residence Bologna (na rua Konviktská 263/5, em Staré Mesto; metrô mais perto: Narodni trida ou Mustek, ambos na linha B/amarela; bonde mais próximo: Karlovy lázne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53);
  • Wenceslas Square Hotel (na rua Mezibranská 1450/13, em Nové Mesto; metrôs mais perto: Mustek, na saída pela linha A/verde ou C/vermelha OU I.P.Pavlova, na linha C/vermelha; bonde mais próximo: Muzeum, nas linhas 1, 8, 11, 13, 14, 15);
  • Hotel Questenberk (na rua Úvoz 155/15, em Hradcany; não tem metrô muito perto, o mais em conta é o da estação Hradcanská, na linha A/verde; bondes muito próximos: Pohorelec, nas linhas 22, 23, 25);
  • Domus Henrici Boutique Hotel (na rua Loretánská 11, em Hradcany; metrô não muito perto, porém o menos distante é o Malostranská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Pohorelec, nas linhas22, 23, 25; bom ônibus: Sporkova, na linha 192);
  • Loreta Hotel (na rua Loretánské nám. 102/8, em Hradcany; metrô não muito perto, porém o menos distante é o Malostranská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Pohorelec, nas linhas22, 23, 25; bom ônibus: Sporkova, na linha 192).
IMG_20160822_160251775_HDR

CATEDRAL DE SÃO VITUS – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

  • Hotel U 3 Pstrosu (na rua Dražického nám, em Malá Strana; metrô mais perto: Malostranská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Malonstranské namesti, nas linhas 1, 7, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57);
  • Charles Bridge Apartments (na rua Cihelná 103/3, em Malá Strana; metrô mais perto: Malostranská, na linha A/verde; bondes mais próximos: Malostranská ou Malonstranské namesti, nas linhas 1, 2, 7, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 18, 20, 22, 23, 25, 41, 57);
  • Hotel Malá Strana (na rua Mělnická 580/9, em Malá Strana; metrôs mais perto: Andel ou Narodni trida, ambos na linha B/amarela; bondes mais próximo: Svandovo divadlo ou Újezd, nas linhas 1, 7, 9, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57, 58, 59);
  • Hotel Arbes (na rua Viktora Huga 299/3, em Smíchov; metrô mais perto: Anderl, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Arbesovo namesti, nas linhas 1, 7, 9, 12, 15, 20, 25, 58, 59).

Para mais opções, consulte o Booking, Trivago ou Tripadvisor. Aos que querem alugar um quarto, um apartamento ou uma casa por uma temporada, indicamos o site do Airbnb.

IMG_1653

VISTA DA TORRE DE ENTRADA EM STARÉ MESTO – PRAGA

O QUE CONHECER

O legal de Praga é se perder caminhando, atravessando as pontes do Rio Moldava várias vezes para as duas margens que ele separa. Todavia, a viagem à capital tcheca só fica completa se o turista conhecer a Praça da Cidade Velha (Old Town Square), a Ponte Carlos (Charles Bridge) e o Castelo. Confira nossas informações:

Old Town Square – é a praça principal da cidade. Cercada por lindos edifícios, estátuas, bares, a Igreja de São Nicolau, o histórico Relógio Astronômico (o mais antigo do gênero no mundo; de hora em hora, há um showzinho de bonecos antigos dos 12 apóstolos, além de 4 estátuas que representam os maiores temores para o homem na Idade Média) e a Igreja de Nossa Sehora de Tyn (com duas torres pretas pontiagudas, no estilo medieval). É nesse lugar que são tiradas as fotos mais famosas de Praga, aquelas de cartão postal. De lá saem os free walking tours e carruagens. Não deixe de subir na torre ao lado do Relógio Astronômico para ter uma linda vista panorâmica dessa linda praça. É patrimônio cultural da UNESCO. Metrôs mais perto: Staromestská (linha A/verde) e Namesti Republiky (linha B/amarela). Bonde elétrico mais próximo: Staromestská (linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53) e Namesti Republiky (linhas 6, 8, 14, 15, 16, 17, 26, 41, 51, 52, 54, 56). Ônibus úteis: 194, 207, 505, 511.

IMG_1694

IGREJA DE NOSSA SENHORA DE TYN e PRAÇA DA CIDADE VELHA – PRAGA

IMG_1691

INGRESSO PARA O RELÓGIO ASTRONÔMICO – PRAGA

Ponte Carlos (Charles Bridge) – ponte mais bonita, antiga (construída em 1350, era a única travessia sobre o rio da cidade até o século XVIII), movimentada e famosa de Praga, cercada de estátuas (30) alusivas a vários santos. Nela também há muitos músicos, pintores e outros artistas de rua e vendedores de lembranças. Liga a Cidade Velha (Staré Mesto) ao bairro de Malá Strana, na base da colina que leva ao Castelo. Romântica até o por do sol (não deixe de andar sobre ela nesse horário) e assustadora à noite. Metrô mais perto: Staromestská ou Malostranská (ambas da linha A/verde). Bonde elétrico mais próximo: Karlovy lázne (linhas 2, 14, 17, 18, 53). Ônibus úteis: linhas 192 e 194;

Castelo de Praga (Prazský hrad) – maior complexo de monumentos da capital e principal ponto turístico da margem oeste do Rio Moldava. Trata-se na verdade de vários palácios, edíficios administrativos, uma catedral (a lindíssima São Vitus), capelas e uma rua pitoresca com casas coloridas onde já viveram arqueiros que protegiam o castelo e artistas (o escritor Franz Kafka morou na casa da sua irmã nesta rua) e hoje funcionam lojinhas e um museu de armaduras e instrumentos de tortura medievais (Golden Lane). Há dois tipos de ingressos, um que contempla um circuito menor (com acesso à catedral incluído) e outro com percurso maior. Este custa em torno de 300 coroas checas (30 reais, mais ou menos). Metrô mais perto: Malostranská (linha A/verde). Bonde elétrico mais próximo: Malostranské námestí, nas linhas 1, 7, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57. Ônibus útil: linha 192.

IMG_20160822_162445912_HDR

CATEDRAL DE SÃO VITUS – PRAGA, REP. TCHECA

Outras belas atrações da cidade:

Jardins do Senado (Wallenstein Gardens ou Valdštejnský palác & zahrada) – lindo espaço verde, com fontes, estátuas e pássaros encravado entre torres de belas construções vizinhas. Destaque também para o lago, o palácio barroco do início do século XVII e uma parede escura com figuras escondidas (The Dripstone Wall). Essa atração é um local de muita paz, bem escondido (dentro de uma portinha na muralha da Letenská), de acesso gratuito. Metrô muito perto: Malostranská (linha A/verde). Bonde elétrico muito perto: Malostranská, nas linhas 1, 2, 7, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 18, 20, 22, 23, 25, 41. Ônibus úteis: linhas 192, 194 e 207;

IMG_20160822_174038481_HDR

JARDINS DO PALÁCIO – PRAGA

Karlova – a rua mais bacana do centro histórico (Staré Mesto) de Praga. Cheio de igrejas, teatros, galerias de arte, restaurantes e comércio/artesanato. Os edifícios nessa rua parecem de conto de fadas, de tão bonitos e preservados. Esse caminho liga a torre de entrada da Cidade Velha (colada à Ponte Carlos) até perto da praça principal. O movimento nessa rua é intenso o dia inteiro. Metrô mais perto: Staromestská (linha A/verde). Bonde elétrico mais próximo: linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53 (estação Karlovy lázne ou Staromestská). Ônibus útil: 194.

IMG_1603

RUA DA CIDADE VELHA – PRAGA

Dancing House – edifício de fachada espetacular, com curvas inacreditáveis na sua base e no seu corpo de cor cinza.Conta com restaurantes e cafés em alguns andares (acesso gratuito, mas consumo obrigatório para sentar nas mesas). Fica na margem leste do Rio Moldava, na altura da ponte Jiráskuv (Jiráskuv most). Vale muito à pena dar uma passada rápida tanto de dia quanto à noite. Metrô mais perto: Karlovo namestí (linha B/amarela). Bondes elétricos mais próximos: linhas 1, 2, 3, 4, 6, 10, 11, 12, 13, 14, 16, 18, 20, 22, 23, 52, 54 (estação Karlovo námestí ou Palackého námestí). Ônibus úteis: 176, 504 ou 510;

IMG_2036

DANCING HOUSE – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Teatro Nacional – assim como a atração anterior, esta também já vale à pena só de olhar, embora possa ficar melhor com uma visita por dentro. Trata-se de um palácio com linda cúpula forrada azul com dourado. De traços renascentistas, simboliza a afirmação da cultura eslava dos tchecos após séculos de influência alemã e austríaca. Construído na segunda metade do século XIX, fica colado ao Rio Moldava, na altura da ponte Legií (Legií most). Metrô mais perto: Národní trída (linha B/amarela). Bonde elétrico mais próximo: 1,  2, 3, 5, 6, 7, 9, 11, 12, 13, 14, 15, 17, 18, 20, 22, 23, 24, 25, 41, 51, 52, 53, 54, 55, 56, 57, 58, 59 (estações Lazarská, Karlovy lázne ou Újezd).

IMG_2136

TEATRO NACIONAL – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Torre da Pólvora (Powder Tower) – fortificação defensiva do século XV. É a maior da cidade, liga a Cidade Velha (Staré Mesto) para a Cidade Nova (Nové Mesto), dando acesso às ruas de comércio sofisticado perto da Wenceslas Square. Confira a vista do alto dessa torre. Metrô mais perto: Namesti Republiky (linha B/amarela). Bonde elétrico mais próximo: linhas 6, 8, 14, 15, 16, 17, 26, 41, 51, 52, 54, 56. Ônibus úteis: 207, 505, 511.

Wenceslas Square – bulevar/longa avenida ladeada de lojas, hotéis e edifícios imponentes. Área bastante comercial, com o interessante Museu Nacional deixando mais bonito o fundo da paisagem. Metrô mais perto: Mustek, saída da linha A/verde, ou Muzeum (linha A/verde ou C/vermelha). Bonde mais próximo: Vaclavske namesti (linhas 3, 5, 6, 9, 14, 24, 41, 51, 52, 54, 55, 56, 58);

Parque Petrin (Petrin Hill) – o mais turístico parque da cidade, que liga os bairros de Smíchov, Malá Strana e Hradcany (do Castelo). Nele há agradáveis trilhas pela mata, áreas para piquenique, restaurantes, quiosques e cafés. Destaque para a Torre Petrin, explicitamente inspirada na Torre Eiffel. É possível subir até o patamar no topo dela e ter uma bonita vista de Praga. Para subir e descer, paga-se menos de 120 coroas tchecas (quase dez reais). Ao da torre, ainda no Parque Petrin, fica o Labirinto dos Espelhos, que refletem imagens distorcidas das pessoas, além de ter um bonito afresco que retrata a batalha entre tchecos e suecos na Ponte Carlos. Como o parque fica em uma colina, há vários níveis a percorrer nele. Para ir direto à parte mais alta, onde fica a torre e o labirinto, é possível subir de funicular (espécie de trem que anda em um trilho inclinado na vertical). Para subir, pegue o funicular na rua U lanové Dráhy, pertinho da parada Ujézd dos bondes elétricos (linhas 1, 7, 9, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57, 58, 59). Não há um metrô muito perto (os mais em conta são os da linha B/amarela na estação Narodni trida ou Andel, e o da linha A/verde na estação Malonstranká).

IMG_1814

TORRE DE PETRIN – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Bairro Judeu (Josefov) – repleto de história e beleza. Entre os pontos de destaque: Velho Cemitério Judeu (Starý židovský hřbitov), Sinagoga Velha-Nova (Staronová synagoga), a Sinagoga Espanhola (Španělská synagoga), que compõem o Museu Judaico. Comprando o pacote do acesso às sinagogas, você caminha pelo bairro e dá de cara com lojas de grife (rua Parizská), lindos prédios e esculturas inusitadas. Metrô mais perto: Staromestská (linha A/verde). Bonde elétrico mais próximo: Staromestská (linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53). Ônibus úteis: 194 e 207;

Mosteiro Strahov – subindo a colina ao lado do Parque Petrin voltada para o bairro de Hradcany (a caminho do Castelo). A subida é cansativa, mas nesse local do século XII ficam duas bibliotecas com afrescos muito bonitos (acesso pago). Lá existe também um restaurante típico com excelentes cervejas e um elogiadíssimo goulash. Bondes elétricos com parada mais próxima: 22, 23, 25 (Pohorelec);

IMG_1801

BIBLIOTECA DO MOSTEIRO DE STRAHOV – PRAGA, REP. TCHECA

Lennon Wall – consiste em um muro grafitado com mensagens que fazem referências a músicas ou ideias pacifistas do ex-beatle. Fica perto do Museu Franz Kafka. Metrô mais perto: Malostranská, linha A/verde. Bonde mais próximo: linhas 1, 7, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57. Ônibus útil: linha 192;

Esculturas provocadoras – Praga é uma cidade que vai além da beleza arquitetônica. Vale caminhar na cidade apenas para ver as manifestações artísticas espalhadas pelas ruas, a maioria delas de David Cerny em protesto ao regime comunista ao qual foi submetido a República Tcheca nos anos soviéticos. Destacamos algumas:

  • K (cabeça do escritor Franz Kafka que se move em pedaços; fica na rua Vladislavova 2, na praça em frente ao shopping Quadrio; metrô mais perto: Narodni trida ou Mustek, na saída da linha B/amarelo; bondes mais próximo: 1, 2 9, 11, 12, 13, 14, 17, 18, 20, , 22, 23, 25, 41, 53);
  • Piss (estátua de homens urinando no mapa da República Tcheca, em protesto à corrupção no país. Fica no museu Franz Kafka, aos pés da Ponte Carlos, na margem oeste. Metrô mais perto: Malostranská, da linha A/verde. Bonde mais próximo: Malonstranká, das linhas 1, 2, 7, 11, 12, 13, 14, 15, 2o, 22, 23, 25, 41. Ônibus útil: linha 192);
IMG_1736

PISS, FRANZ KAFKA MUSEUM – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

  • Franz Kafka Monument (estátua do escritor sobre os ombros de uma pessoa sem cabeça, em referência a uma obra sua “Description of a Struggle”. Fica muito perto da praça principal/Old Town Square. Metrô mais perto: Staromestská, linha A/verde.  Bondes elétricos próximos: 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; Ônibus útil: 194);
  • Miminka (estátuas de bebês engatinhando com um rosto marcado por um código de barras, como crítica à falta de identidade e individualidade com a qual o comunismo ameaçava a nova geração. Obra de David Cerny também. Fica no jardim do Museu Kampa. Metrô mais perto: Narodni trida, linha B/amarela. Bonde mais próximo: Hellichova, linhas 1, 7, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57);

    IMG_2179

    MIMINKA (BEBÊS NO MUSEU KAMPA) – PRAGA

  • Viselec (mais uma de David Cerny. Representa Sigmund Freud pendurado em uma barra. Fica perto do shopping Quadrio, na ruela Husova 4, qu é transversal à rua Karlova. Metrô mais perto: Mustek, saída da linha B/amarela. Bonde mais próximo: linhas 2, 14, 17, , 18, 53);
IMG_1618

VISELEC (HANGING MAN) – PRAGA

  • Monumento às vítimas do comunismo (estátuas chocantes de homens abatidos e assustados, com corpos despedaçados/incompletos, como retrato do sofrimento suportado pelo povo no pós-guerra sob o jugo dos soviéticos. Fica em uma das entradas do Parque Petrin, no nível inferior, perto da parada Ujézd dos bondes elétricos (linhas 1, 7, 9, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57, 58, 59). Não há um metrô muito perto (os mais em conta são os da linha B/amarela na estação Narodni trida ou Andel, e o da linha A/verde na estação Malonstranká).
IMG_1827

MONUMENTO ÀS VITIMAS DO COMUNISMO – PRAGA

  • Brown Noses (obra em que uma escada leva o espectador até o buraco de uma estátua inclinada e dentro do buraco assiste-se a um vídeo de dois políticos tchecos servindo um ao outro de comidas e bebidas. Crítica de David Cerny à sociedade que assiste passivamente aos políticos fazendo todos tipo de besteira. Fica perto da Galeria Futura, na rua Holečkova 789/49. Metrô mais perto: Andel, linha B/amarela. Ônibus úteis: linhas 176, 510
IMG_1795

BIBLIOTECA DO MOSTEIRO DE STRAHOV – PRAGA, REP. TCHECA

IMG_2125

RIO MOLDAVA E CASTELO – PRAGA

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

A pé – a melhor forma de conhecer Praga. A parte turística é uma das mais concentradas/compactas entre as capitais europeias. Você andará uns 5 quilômetros, com rárissimas subidas, quase sem cansar e se deslumbrando com muita coisa bonita perto uma da outra. Hospede-se em Malá Strana, Staré Mesto ou Nové Mesto, que você estará em locais privilegiados, sem gastar com transporte algum dentro da cidade. Procuramos ajudar você com o máximo de informações possíveis sobre ruas ou pontos turísticos de bairros. Porém, caso queira ter mais segurança com um mapa fácil o tempo todo, salve seus pontos de interesse no Google Maps e leve esse programa com você. Ajuda demais! Além disso, os hotéis costuma entregar mapas gratuitos nas recepções, orientando sobre como chegar em cada local de interesse.

Metrô – alternativa descomplicada e prática para quem quer poupar energia nas caminhadas. Indicamos as linhas para cada ponto turístico, restaurante, bar e casa noturna nos tópicos correspondentes. Apenas relembramos que as estações mais utilizadas pelos turistas são a Staromestská (linha A/verde – ideal para entrar na Cidade Velha, passando pela linda Karlova), Malostranská (linha A/verde – ideal para ficar perto do Castelo, dos Jardins do Senado e tirar fotos dos cisnes no rio), Narodni trida e Mustek (linha B/amarela – ideal para ver o Teatro Nacional, shoppings, museus e a espetacular Dancing House). Abaixo a rede de metrô, com as 3 linhas subterrâneas da cidade (A/verde, B/amarela e C/vermelha):

metro-prague-plan.jpg

REDE DE METRÔ – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Bonde elétrico/tram – transporte mais frequente da cidade. São inúmeros e passam o tempo tempo para todas as direções. Experiência barata, agradável e incomum para brasileiros. Compre seu ingresso (quase 50 coroas tchecas) no seu hotel ou em bancas ou restaurantes. Nos tópicos “o que conhecer”, “restaurantes” e “vida noturna” indicamos as linhas que atendem a cada uma das opções. Confira!

Ônibus – também muito frequentes nas ruas de Praga. Transporte limpo, barato e confiável. Para as atrações turísticas, os melhores são os da linha 192 e 194, mas indicamos outros para cada ponto turístico, restaurante/pub e balada que queira ir.

IMG_2037

PONTE CARLOS E CIDADE VELHA – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Táxi/Uber – achamos desnecessários, mas são fáceis de achar circulando nas ruas, sobretudo nos pontos turísticos (praça principal da Cidade Velha, entrada e saída do Castelo e em Nové Mesto). As corridas não costumam ser caras, já que os percursos de interesse são curtos. Se pretender ir pro aeroporto através desse tipo de transporte, peça antecipadamente à recepcionista do seu hotel para reservar um veículo para você com 3h30 de antecedência para o seu voo.

Carro – pelo mesmo motivo dos táxis, não precisa alugar carro para circular pelos bairros turísticos de Praga. Eles são colados uns aos outros. A cidade pede pra ser conhecida a pé. Todavia, se deseja maior liberdade para percorrer o asfalto bem cuidado e dar uma passeado por bairros mais afastados ou em direção ao interior (lindas cidades de Cesky Krumlov e Karlovy Vary) ou a países fronteiriços, aconselhamos que reserve seu carro junto com a Rentcars.

* Passeio de barco (cruzeiro pelo Rio Moldava/Vltava) – desfrute da mais romântica e tranquila forma de conhecer Praga de outro ângulo, podendo conhecer bairros mais afastados em um circuito mais longo. Caso só queira ter uma amostra/aperitivo desse tipo de deslocamento, aconselhamos o passeio mais curto (nos arredores do centro, que dura 1j a 2h). Isso porque nesse tipo de passeio você evita perder muito tempo com as eclusas (“elevadores aquáticos” decorrentes da mudança de nível sincronizada entre as barreiras do rio). Os cruzeiros saem com muita regularidade e são oferecidos por diferentes empresas através de vendedores às margens do rio e nas pontes (principalmente na Ponte Carlos). Indicamos os passeios realizados pela Prague Boats, que disponibiliza todos os tipos de barcos e passeios, alguns inclusive com refeição completa.

IMG_1831

BONDE NA NOVÉ MESTO (CIDADE NOVA) – PRAGA

CULINÁRIA LOCAL

Muito influenciada pela cozinha alemã e austríaca, a gastronomia típica da República Tcheca é marcada por carnes e sopas oleosas/amanteigadas muito apreciadas, além de especiarias da Europa Central e poucos vegetais.

Dentre as comidas locais, destacamos entre as entradas:o presunto de Praga (pražská šunka), que na verdade é uma variedade de embutidos recheados com nata batida; o fígado de ganso com cebola (husí játra na cibulce); a salada com pepinos e tomates salpicada com queijo balcânico ralado (Šopský salát); quejo empanado frito, seja ele o holandês Eidam ou seja o camembert tcheco Hermelin, acompanhado de molho tártaro e poucos vegetais (o nome desse petisco é Smažený sýr); linguiça grelhada servida com pão/chléb (Grilované klobásy; fatias de sanduíche aberto com cobertura de diferentes sabores, normalmente quejo, patê, atum, presunto ou verduras (Chlebícek).

No quesito sopas, as mais tradicionais de Praga são: sopa de cayos (Drstková); sopa de repolho com bacon (zelňačka); caldo de carne com almôndegas de fígado (Hovězí vývar s játrovými knedlíčky); sopa de alho com croutons e queijo ralado (Česnečka); e, a nossa preferida, a sopa tcheca ou sopa nacional (česká bramborová), com batatas, cenouras e cogumelos.

Os pratos principais tchecos são, como dissemos acima, as carnes ensopadas ou à milanesa (Řízek), principalmente de boi, pato e porco, mas não faltam bons peixes nos cardápios, sobretudo a carpa, servida no Natal com nozes e ameixas secas (Kapr na černo).

IMG_2352

COMIDA TÍPICA EM TABERNA TCHECA – PRAGA

Qualquer que seja o prato principal, costuma vir com fartos acompanhamentos (bramborák, que são pães de batata temperados com manjericão; knedlíky, que consiste em pão sem casca cozido no vapor, feito com ovos, farinha e levedura e utilizado para degustar no molho das carnes).

Dentre as melhores pedidas da culinária local: Svíčková na smetaně (carne bovina assada com frutos do bosque/cranberry, nata batida e molho cremoso de vegetais), Španělský ptáček (carne bovina enrolada com ovo, pepino, bacon, picles e cebola, servida com o próprio molho e vegetais), Guláš (prato barato de origem húngara – lá escrito como “goulash” -, mas consumido com outros ingredientes na República Tcheca; carne bovina em pedaços, ensopada com o próprio caldo, servido com pimentões, cebolas, batatas e pimenta); Vepřo, knedlo, zelo (porco com chucrute e knedlíky).

As sobremesas tchecas são as mais influenciadas pela gastronomia austríaca. Assim, prevalecem as tortas finas de chocolate, frutas vermelhas e damasco; waffles com recheio de chocolate e avelã (Oplatka); e os crepes (Palačinka) com frutas frescas e chantilly.

Outros doces apreciados pelos locais: Kubisticky Venecek (espécie de carolina quadrada, recheada de glacê e baunilha; Medovnik (famoso bolo de mel recheado). Por fim, um doce muito vendido nas confeitarias dos pontos turísticos de Praga é o Trdelník ou Trdlo, que é uma massa doce enrolada em um espeto/palito, com canela, amêndoas e açúcar (na forma mais básica, podendo ser acrescentado por nutella e outras gordices).

IMG_20160820_215114603

DELÍCIAS DE PRAGA

RESTAURANTES

Após os anos do jugo comunista, os cozinheiros de Praga saíram da padronização culinária decorrente das restrições daquelas décadas e puderam incorporar e adaptar experiências gastrônomicas aos gostos da cidade, promovendo uma verdadeira revolução nos estabelecimentos da capita. A seguir, listamos alguns dos restaurantes bem avaliados por turistas:

  • Lokál: restaurante gostoso, arrumado sem deixar de ser descontraído e econômico.Serve as comidas típicas do país e chopes excelentes. Fica perto do centro histórico. Uma boa opção é a filial da rua Dlouhá. Caso não se incomode com carne crua, prove o steak tartar (metrô mais perto: Namesti Republiky, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Namesti Republiky, nas linhas 6, 8, 14, 15, 16, 17, 26, 41, 51, 52, 54, 56; ônibus 194, parada Masná OU ônibus H1, parada Namesti Republiky)
  • Bellevue: restaurante que fica perto do acesso ao Parque Petrin pelo lado do Castelo e que proporciona uma linda vista panorâmica para Ponte Carlos e para as inúmeras torres da cidade.  Ambiente sofisticado, elegante, comida a um valor mais alto, mas de muita qualidade. Ótimo para jantar a dois fora do burburinho (metrô mais perto: Staromestská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Karlovy lazne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53).
IMG_1632

MALÁ STRANA E CASTELO – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

  • Café Imperial: ambiente lindíssimo em art nouveau com um excelente atendimento e sopas deliciosas. Com aspecto palaciano, mas o preço muito em conta. Experiência que vale à pena. Localização também privilegiada: próximo ao bairro antigo de Praga, na rua Na Poříčí 15 (metrô mais perto: Namesti Republiky, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Namesti Republiky, nas linhas 6, 8, 14, 15, 16, 17, 26, 41, 51, 52, 54, 56; ônibus da linhas 205, 505, 511, parada da Namesti Republiky);
  • 500 Restaurant: nesta casa com decoração moderna e descolada, com um carro do modelo Cinquecento na entrada, serve-se comida de qualidade sem altos custos, embora fique em uma região valorizada da cidade (perto do Castelo de Praga). Muito frequentado pelos locais. Fica na rua Na Valech 16 (metrô mais perto: Hradcanská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Chotkovy sady, nas linhas 1, 2, 7, 11, 12, 13, 14, 16, 18, 20, 22, 25, 57)
  • Grand Café Orient: único café cubista (movimento artístico com curvas e abstrações que teve Picasso como maior expoente) da cidade. Nesse ambiente diferente e sossegado são servidos excelentes chocolates quentes e doces. Fica na rua Ovocný trh 569/19, perto da Igreja de Tyn, em Staré Mesto (metrô mais perto: Namesti Republiky, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Namesti Republiky, nas linhas 6, 8, 14, 15, 16, 17, 26, 41, 51, 52, 54, 56; melhores ônibus: linhas 207, 505, 511 na parada Namesti Republiky ou linha 194 na parada Staromestské námestí);
IMG_20160822_173640355_HDR

JARDINS DO SENADO (WALLENSTEIN GARDENS) – PRAGA, REP. TCHECA

  • Mlynéc: lindo restaurante colado aos arcos da Ponte Carlos, às margens do Rio Moldava (rua Novotného lávka 199/9, em Staré Mesto). Perfeito para um jantar em casal, com vinhos e pratos da culinária tcheca e internacional (metrô mais perto: Staromestská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Karlovy lázne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53);
  • U Fleku: cervejaria e restaurante mais famoso de Praga perto do Teatro Nacional. Cerveja incomparável (na rua Křemencova 1651/11, em Nové Mesto; metrô mais perto: Národní trída, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Myslíkova, na linha 5 OU Lazarská, nas linhas 3, 5, 6, 9, 14, 24, 41, 51, 52, 53, 54, 55, 56, 57, 58);
  • Letna Beer Garden: agradabilíssimo local com linda vista para a cidade, repleto de grandes mesas compartilhadas onde são servidas ótimas cervejas em copos gigantes (chamados de “pint”), muito baratas e petiscos saborosos vendidos em barracas. A desvantagem é que fica um pouco mais afastado do centro: fica no Parque Letna, acessado por passarelas na avenida Nábřeží Edvarda Beneše, perto da ponte Cechúv Most (metrô mais perto: Hradcanská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Sparta, nas linhas 1, 2, 6, 7, 8, 12, 13, 14, 25, 26, 41, 51, 56, 57);
IMG_2290

PONTE CARLOS, MALÁ STRANA E CASTELO – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

  • U Pinkasu – restaurante com quase 150 anos situado no mesmo estabelecimento. Por lá já passaram anônimos e ilustres, o que torna o local muito autêntico, onde são consumidas ótimas cervejas e goulashs, muito baratos. Fica na Jungmannovo nám. 15/16, Cidade Nova (Nové Mesto), na lateral da Igreja da Nossa Senhora das Neves (Kostel Panny Marie Sněžné). Metrô mais perto: Mustek, saída B/amarela; bonde mais próximo: Vaclavske namesti, nas linhas 3, 5, 6, 9, 14, 24, 51, 52, 54, 55, 56, 58;
  • Mlynská Kavárna: badalado restaurante instalado em um antigo moinho na ilha de Kampa, na margem do rio em que fica o Castelo de Praga, garantindo uma paisagem incrível. Frequentado por políticos, artistas e hipsters. Agrada paldares ecléticos, tanto para quem quer sentar e tomar uma cerveja quanto para quem quer comer um bolo e café ouvindo música ao piano. Fica na Všehrdova 449/14, em Malá Strana (metrô mais perto: fica no meio do caminho entre a estação Malostranská, na linha A/verde, e a estação Andel, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Újezd, nas linhas 1, 7, 9, 11, 12, 13, 15, 20, 22, 23, 25, 41, 57, 58, 59);
  • Vzorkovna (Bartolomejska): querido do público alternativo, decorado com material de reaproveitamento; com piano disponível ao fundo para os clientes que desejam tocar/ aberto até mais tarde; cerveja boa e barata. Fica na Národní 339/11, em Staré Mesto (metrô mais perto: Národní trída, na linha B/amarela; bonde mais próximo: Karlovy lázne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53 OU Lazarská , nas linhas 3, 5, 6, 9, 14, 24, 41, 51 , 5253, 54, 55, 56, 57, 58);
  • U Zlate Konvice: incrível taberna com decoração medieval e ótima comida, tocando música folclórica e comida deliciosa e bem servida; experiência sensacional. Fica abaixo do Starbucks, na esquina sul da praça principal (de frente para a o Relógio Astronômico), mais precisamente na rua Staroměstské nám. 479/25 (metrô mais perto: Staromestská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Staromestská, nas linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; ônibus útil: linha 194, parada Staromestské námestí).

OBS: Não deixe de conferir o tour gastronômico pela cidade com especialistas simpáticos tchecos na seção DICAS.

IMG_20160820_211810271

RESTAURANTE  U ZLATE KONVICE – PRAGA

COMPRAS

Os melhores artigos para comprar de lembrança em Praga são os cristais (taças), canecas de chopp, cervejas locais, porcelana, marionetes de madeira e de pano (sobretudo, as bruxinhas risonhas), relógios astronômicos em miniatura.

Os comerciantes são abertos a negociação. Por isso, demonstre um pouco de interesse, pergunte o preço, dê a entender que vai sair porque achou o valor alto e espere a outra proposta e barganhe. Provavelmente, você conseguirá um desconto de 10% a 15%, além da tax refund.

IMG_1611

RUA QUE DÁ ACESSO À PRAÇA PRINCIPAL – PRAGA

As melhores ruas comerciais ficam na Staré Mesto (Cidade Velha) e Nové Mesto (Cidade Nova). Transite pela Charles Bridge e seus inúmeros vendedores e artesões ambulantes, e se perca pelas ruas do bairro histórico, seguindo pela imperdível via Karlova. Não deixe de passar pela rua Parizska (uma das mais luxuosas da Europa, com o centro comercial Palladium; metrô: Staromestská, linha A ou verde). Ali perto fica a Na Prikopech, avenida para pedestres repleta de lojas, galerias (Cerna Ruze) e shoppings (Shopping Center Broadway e Slovansky Dum) paralela à Old Town Square (metrô: Mustek, na saída da linha B ou amarela). Outra boa rua para compras é a Celetna, nas proximidades da Wenceslas Square (metrô: Staromestská, na linha A ou verde).

Para compras mais originais, dirija-se à loja Kubista (móveis, armários, cerâmicas de design contemporâneo, feitos por artistas da vanguarda tcheca), Qubus (também com peças ousadas que fazem releitura da tradição artesanal do país), Art Dekor (brinquedos, presentes e acessórios de tecidos artesanais).

IMG_2312

LEMBRANÇAS DE PRAGA

VIDA NOTURNA

Bares, praças, jazz e teatro negro. Esse é o quarteto de opções mais famosa para curtir o
inconfundível agito noturno cotidiano nas ruas do centro histórico de Praga e em Malá Strana.

Para quem deseja conhecer o lado mais liberal da cultura noctívaga dos tchecos, deve procurar as imediações da Wenceslas Square, onde concentram-se os “nightclubs” (bordeis).

O bacana das noites em Praga é a possibilidade de voltar de transporte público. Isso porque os bondes/trams funcionam por 24h todos os dias (com menor frequência durante a noite). Além disso, não há um código de vestimenta em nenhuma balada específica, podendo se produzir como achar melhor.

A desvantagem é que é permitido fumar dentro de quase todos os bares, pubs (muitos em subsolo) e boates (rock e música eletrônica é o que mais toca), infestando os ambientes com forte cheiro de fumaça.

IMG_2111

MARGEM LESTE DO RIO MOLDAVA – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Muitos tchecos aconselham que os turistas evitem o Karlovy Lazne (conhecido como 5 Store Club, por ser distribuída em 5 andares), embora seja muito grande e famosa. Caso queira curtir essa tradicional balada, dirija-se à rua Novotneho lavka 198 (do lado da Charles Bridge).

Dentre as melhores opções, listamos:

  • Zlaty Strom Bar & Music Club (fica na Staré Mesto, na rua Karlova 187/6; vários ambientes, de lounges a salas onde acontecem strip teases; metrô mais perto: Staromestská, na linha A/verde; bonde mais próximo: Karlovy lazne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53);
  • Duplex (em dois andares, com amplo terraço e decoração cool; apesar de não se exigir vestimenta para entrar nessa boate, as pessoas costumam ir bem vestidas; fica perto da Wenceslas Square, na rua Václavské náměstí 831/21; metrô mais perto: Mustek, na saída da linha B/amarela; bonde mais próximo: Vaclevske namesti, nas linhas 3, 5, 6, 9, 14, 24, 41, 51, 52, 54, 55, 56, 58);
  • Nebe (na mesma rua do anterior, fica esse misto de bar e boate super animado; bem próximo ao Museu Nacional; na rua Václavské náměstí 56; metrô mais perto: estação Muzeum, seja na saída da linha A/verde, B/amarela ou C/vermelha; bonde mais próximo: Vodickova, nas linhas 3, 5, 6, 9, 14, 24, 41, 51, 52, 54, 55, 56, 58);
  • Double Trouble (bar muito frequentado pelos moradores de Praga; fica na Melantrichova 970/17; metrô mais perto: fica entre a Staromestská, na linha A/verde, e Mustek, na saída da linha B/amarelo; bonde mais próximo: Karlovy lazne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53);
  • Temple ou Venue Music Club (boate que tem a curiosidade de funcionar no interior de uma igreja; frequentada por nativos muito jovens; fica na Michalská 29; fica entre a Staromestská, na linha A/verde, e Mustek, na saída da linha B/amarelo; bonde mais próximo: Karlovy lazne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53);
IMG_20160822_161023408

CATEDRAL DE SÃO VITUS – PRAGA

  • Chapeau Rouge (reúne pessoas de diferentes estilos em três andares; muito frequentada por turistas; fica na Jakubská 2, quase ao lado da Igreja de Tyn; metrô mais perto: Namesti Republiky, na linha B ou amarela; bonde mais próximo: Dlouha trida, nas linhas 6, 8, 14, 15, 16, 17 26, 41, 51, 52, 54, 56; ônibus úteis:linhas 207, 505, 511, parada Dlouha trida);
  • Cross Club (balada undeground, com labirinto, cenários, bares, salas e grande jardim fica mais distante, na Plynární, 23; metrô mais perto: Nadrazi Holesovice, na linha C ou vermelha; bonde mais próximo: Ortenovo namesti, nas linhas 6, 12, 17, 54 OU Praha-Holesovice, nas linhas 2, 6, 8, 12, 14, 17, 20, 25, 52, 53, 54, 56, 57; ônibus útil: linha 751, parada Praha-Holesovice);
  • Dlouhá Street: nessa rua o que não faltam são alternativas para aproveitar a noite. Destaques para a Roxy (balada durante as noites de segunda; shows em fins de semana/ fica na Dlouhá 33), Harley`s Bar (para a galera alternativa; conta com garçons animados; Dlouhá 18) e Bombay Bar (ótimo para iniciar a noite ouvindo música bacana e trocar uma ideia com os habitantes locais que lá se reúnem para curtir o happy hour; Dlouhá 13). Metrô mais perto: Staromestská, na linha A ou verde; bonde mais próximo: Staromestská, nas linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; ônibus útil: linha 194, parada Staromestká ou Masná.
IMG_20160822_213551884

PONTE CARLOS À NOITE – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Querendo curtir um excelente pub (programa adorado por muitos tchecos e turistas na cidade), procure o The Pub (cada mesa possui uma tela que mostra o consumo de cerveja de seus integrantes, gerando uma competição divertida; fica na Veleslavínova 3; metrô mais perto: Staromestská, na linha A ou verde; bonde mais próximo: Staromestská, nas linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; ônibus útil: linha 194, parada Staromestká).

Se tiver pouco tempo na cidade e quiser ter uma amostra do agito noturno em diferentes boates, aproveite o Pub Crawl. Trata-se de um rodízio de bares/baladas em um circuito pré-determinado conduzido por um guia e condutor super animados em um transporte que reúne vários turistas em que são feitas paradas de 1h/bar que incluem shots em cerca de cinco estabelecimentos. Pergunte no seu hotel como participar ou dirija-se ao endereço Celetná 558/12, em Staré Mesto (metrô Staromestská, na linha A ou verde; bonde mais próximo: Staromestská, nas linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; ônibus útil: linha 194, parada Staromestká).

Para quem prefere uma programação mais clássica ou erudita, consulte a programação do lindo Teatro Nacional/Narodni Divadlo (metrô mais perto: Narodni trida, linha B ou amarela; bonde mais próximo: Karlovy lazne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53) e do Rudolfinum (metrô mais perto: Staromestská, na linha A ou verde; bonde mais próximo: Staromestská, nas linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; ônibus útil: linha 194, parada Staromestká), onde acontecem espetáculos de balé, ópera e shows mais intimistas.

IMG_1683

RELÓGIO ASTRONÔMICO E IGREJA DE TYN – PRAGA, REP. TCHECA

A cidade é também fortemente marcada pelo jazz. Há várias casas especializadas em shows desse ritmo improvisado e intuitivo, entre eles o Jazz Republica Live Music Club (mistura o jazz com vários estilos musicais além de receber grandes nomes do ritmo norte-americano; fica muito perto da Wenceslas Square, na Jilská 352/1a; metrô mais perto: Mustek, saída da linha B ou amarela; bonde mais próximo: Karlovy lazne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 5), o Reduta Jazz Club (fica na Narodni Trida 20, perto do Teatro Nacional; metrô mais perto: Narodni trida, da linha B ou amarela; bonde mais próximo: Karlovy lazne, nas linhas 2, 14, 17, 18, 53), o AghaRTA Jazz Centrum (perto da Old Town Square, na rua Zelezna 16; metrô mais perto: Staromestská, na linha A ou verde; bonde mais próximo: Staromestská, nas linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; ônibus útil: linha 194, parada Staromestká) o Jazz Boat (barco que percorre o Rio Moldava ao som de clássicos do jazz; sai do cais 5, na Cechuv Bridge; metrô mais perto: Staromestská, na linha A ou verde; bonde mais próximo: Staromestská, nas linhas 1, 2, 14, 17, 18, 25, 53; ônibus útil: linha 194, parada Staromestká), Jazz and Blues Club Ungelt (em um espaço subterrâneo do século XI; conta com um jazz pub e serve ótimos pratos italianos; é bem central, fica na Tyn 2), Jazz Club U Staré Paní (espaço que mistura o jazz de raiz com ritmos latinos, rock e blues; com decoração marcada por paredes e cadeiras pintadas com vermelho bem vivo e influência holandesa; fica perto da Old Town Square, na rua Michalská 9) e Jazz Time (a maior casa de jazz da cidade; se estiver em Praga em uma sexta-feira à noite, aproveite para curtir as festas dançantes e a jam session com vários instrumentistas diferentes depois das 22h; fica na Kravoská 19).

Outro programão noturno em Praga é o teatro da luz negra (histórias vividas por marionetes com cores fortes e iluminação específica em um fundo preto, sem diálogos e só trilha sonora, gerando lindas imagens ao vivo). Na Karlova (caminho entre a Ponte Carlos e a Old Town Square), você verá cartazes na porta de edifícios anunciando esse espetáculo tipicamente tcheco, embora tenha sido criado pelos chineses. Algumas boas opções: Ta Fantastika (Karlova 8, Staré Mesto; metrô: Staromestska), Image (Parizska 4, Staré Mesto; metrô: Staromestska), Blanik (Vaclavske Namesti 56; metrô: Muzeum), Metro (Národní 25; metrô: Národní trida), Animato (Na Prikope 10; metrô: Mustek).

IMG_20160822_215244419

DANCING HOUSE – PRAGA

NOSSA EXPERIÊNCIA

Visitamos Praga em agosto de 2016. Chegamos lá vindo de Dubrovnik e saímos de lá para São Petersburgo. Viajamos de Czech Airlines nos dois trechos e achamos excelente. Curtimos as atrações da cidade em 2 dias completos; em outro fizemos o bate-volta para Cesky Krumlov (que amamos); e no outro dia que pernoitamos na capital tcheca aproveitamos para fazer o passeio de um dia para a espetacular Budapeste. Não

Ficamos hospedados no hotel Arbes, muito bem localizado em Smíchov (pertinho de Malá Strana), a uma curtíssima caminhada (menos de 10 minutos do Dancing House) e mais perto ainda do Parque Petrin (cerca de 5 minutos a pé). O quarto era ótimo, limpo, espaçoso, com banheiro privativo, café da manhã acima da média e equipe prestativa e educada que nos ensinava através de mapas quais os bondes e metrôs deveríamos pegar para fazer nossos deslocamentos mais longos.

Não enfrentamos nenhuma chuva durante os dias na cidade, apesar de em um deles o céu ter ficado bem nublado. No último dia em Praga, curtimos excelentes caminhadas com céu aberto e um incrível por do sol. A temperatura estava ótima. Não sentimos calor forte em momento algum e não precisamos usar casacos.

IMG_1811

MIRANTE DO PARQUE PETRIN – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

Quando chegamos do aeroporto, quando estávamos cansados ou quando queríamos chegar no terminal rodoviário para fazermos os bate-volta, utilizamos o metrô, que é super fácil (atenção apenas para a placa que indica a rua na qual você sairá da estação; o erro não gera grande problema, apenas uma caminhada um pouco mais longa do que a saída correta). Em todos os outros percursos, caminhamos para todos os pontos turísticos que tínhamos interesse no bairro histórico (Staré Mesto), em algumas ruas da Nové Mesto, na região do Castelo e do Parque Petrin e nas margens do Rio Moldava.

Vimos muitas esculturas provocativas e incomuns do genial David Cerny pelo caminho, subimos na torre de entrada da Staré Mesto e na torre do Relógio Astronômico, caminhamos no Parque Petrin, atravessamos a Ponte Carlos e a Ponte Jiráskuv (a que dá acesso ao edifício da Dancing House) várias vezes. Fomos aos jardins do Senado. Fizemos o passeio pelo complexo do Castelo de Praga. Curtimos as noites no centro histórico. Comemos em uma deliciosa e bem decorada taberna no subsolo do Starbucks da praça principal, além de beliscarmos os pretzels em palitos nas ruas (pão doce de rolo), e almoçarmos à beira do rio; entramos nas belas salas do Mosterio de Strahov; vimos os cisnes nas margens do rio com a cidade velha e a Ponte Carlos ao fundo, caminhamos pela Wenceslas Square, pelos arredores da Torre de Pólvora.

Dividimos nossos dias da seguinte forma: no primeiro dia, margeamos o rio Moldava e dedicamos nossas atenções à Dancing House, à Ponte Carlos e ao bairro histórico (Staré Mesto), sobretudo à rua Karlova e a Old Town Square. No segundo dia, focamos na região do Castelo, nos jardins do Senado e no Parque Petrin. Ficamos bastante satisfeitos e achamos que é perfeitamente possível fazer isso nesse prazo, desde que você não entre nos museus que encontrar pelo caminho.

IMG_20160820_204340535

PRAÇA DA CIDADE VELHA – PRAGA

Nossas impressões: absolutamente todas as ruas pelas quais andamos têm prédios de fachadas impressionantes. É tudo muito bem cuidado, com pinturas coloridas e não chamativas. Muitas pessoas e turistas convivendo em segurança e curtindo bastante o rio (barcos e pedalinhos) e outros espaços públicos (praças e bares movimentados inclusive às 22h/23h). Monumentos muito próximos, vários artistas de ruas, comida saborosa, preços mais baixos e perfeitamente acessíveis para quem quer economizar sem se privar de algumas vantagens. Não tem como não adorar cidades com essas características. Praga é justamente assim. Fui sem expectativa alguma (amigos meus não tinham gostado tanto de Praga; muitos blogs falavam que Budapeste é melhor e que Praga é um formigueiro de turistas no verão), diferentemente de Aline, que esperava de Praga a melhor parada da nossa viagem. Gostamos demais. Foi além do que ambos esperávamos.

Pontos que mais gostamos: Rua Karlova e praça principal (onde dá para ver a Igreja de Tyn e o Relógio Astronômico), e as torres de Staré Mesto/Cidade Velha; animação e movimento na Ponte Carlos; jardins do Senado/Palácio Wallenstein (como ele é escondido, escreva a expressão “Valdštejnský palác” e pergunte para algum nativo onde fica esse lugar; estação mais próxima é a Malostranká, pelo metrô da linha A/verde); complexo do Castelo (não é o melhor ponto da capital, mas tem muitos prédios e igrejas bonitas dentro de seus limites, além de ser um passeio muito tradicional e bem didático de acontecimentos históricos da cidade); e prédio Dancing House.

Pontos que menos gostamos: aqui tem que fazer muito esforço. De verdade, a reação varia muito dependendo da experiência vivida por cada pessoa, ainda que o lugar seja fisicamente o mesmo. A única ressalva que fazemos é que nem todos os prestadores de serviço foram gentis ou pacientes conosco. O tratamento dos tchecos não é referência em ranking algum. Não chegamos a sofrer hostilidades, mas havia um certo clima de desconfiança ou pressa de uma recepcionista do nosso hotel e de um garçom do restaurante à beira do rio, perto da Ponte Mánesuv onde almoçamos. Desconforto superável. Outro fator negativo foi a quantidade de turistas (muito apertado, muitas filas para subir o Relógio Astronômico, difícil para tirar fotos) e a fraca iluminação nas ruas fora da Staré Mesto (não nos sentimos ameaçados, mas tivemos que redobrar a atenção em vários pontos escuros).

IMG_20160822_200350502_HDR

POR DO SOL NA PONTE CARLOS – PRAGA, REP. TCHECA

DICAS

⇒ Conhecer a cidade através do “free walking tour”.  Trata-se de um excelente modo de turistar pela cidade, caminhando sob a orientação e explicações de um guia pelos pontos principais. Uma vantagem é que você paga o quanto achar justo ao guia (pode ficar de graça, mas é tão bom e a boa conduta recomenda que se pague 100 coroas tchecas, cerca de R$ 15,00). Há duas empresas bem indicadas para esse passeio: Prague Royal Walk Free Tour (guias de camisa e guarda chuva amarelo; certificado pelo Tripadvisor) e a Sandemans New Prague Tours (camisa vermelha). É fácil encontrar os guias na Old Town Square ou na torre do Relógio Astronômico.

⇒ Use o Google Maps para se situar de forma atualizar e facilitar o deslocamento em tepo real até o lugar que pretende ir na cidade. Outra coisa: se você tiver 400 MB disponíveis, baixe o app gratuito “Prague Minos Guide” no Google Play | AppStore). Ele traz imagens e informações sobre deslocamento em Praga no celular.

⇒ Dar uma pausa nas caminhadas para assistir ao lindo por do sol a partir da Ponte Carlos (a mais famosa e antiga, repleta de estátuas) com vista para a colina do Castelo.

IMG_20160822_163503954_HDR

MIRANTE DO CASTELO – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

⇒ Ver Praga de cima: subir na torre de entrada da Malá Strana (é a melhor vista panorâmica para o movimento da Ponte Carlos e para a colina do Castelo de Praga), na torre do Relógio Astronômico (melhor vista para a praça principal da Cidade Velha, olhando o casario preservado e a Igreja de Tyn) e no mirante do restaurante Bella Vista, perto de uma das entradas para o Parque Petrin.

⇒ Dica de foto linda: querendo tirar foto dos cisnes do Rio Moldava em primeiro plano com as torres e edifícios da Cidade Velha (Staré Mesto) ao fundo, siga até a Manestuv most (ponte que leva até o teatro Rudolfinum) e desça dela na margem oeste (a do Castelo) caminhando à beira do rio em direção ao Franz Kafka Museum.

⇒ Ir até o edifício curvo da Dancing House de dia e de noite. São duas perspectivas diferentes e lindas.

⇒ Se sobrar tempo e quiser fazer um roteiro por restaurantes que fogem do “lugar-comum” dos turistas (sem perder a altíssima qualidade) e experimentando comidas típicas e processo de elaboração de cada prato clássico, não deixe de fazer o food tour oferecido pelos responsáveis pelo Taste of Prague. Ótimo para desfrutar de ótimos cantos da cidade pouco conhecidos do circuito turístico clássico. Confira as variadas alternativas e preços atualizados no site destacado;

IMG_20160822_232936

TORRE DE ENTRADA PARA A CIDADE VELHA – PRAGA, REPÚBLICA THECA

⇒ Fazer o bate-volta para a cidade de Cesky Krumlov. Trata-se da cidade mais visitada do interior da República Tcheca, no sudoeste do país, quase na divisa com a Áustria. Lá encontra-se um incrível castelo, lindos jardins, casas medievais, tabernas, igrejas e um rio sinuoso (ideal para prática de caiaque), cercados por montes verdes em um cenário espetacular. Há ônibus regulares saindo do terminal de UAN Florenc ou da Hradny Nadrazi, em percurso de quase 3h;

⇒ Outro excelente programa que, apesar de bastante cansativo, compensa muito é o bate-volta a Budapeste, capital da Hungria. Certamente, se você puder ficar mais tempo nesta cidade, é melhor. Todavia, se você está em Praga e doido para conhecer a capital húngara e não tem previsão sobre quando voltar para a Europa Central, não deixe de pegar o ônibus para fazer esse passeio. O trajeto dura 7h, por isso saia o mais cedo possível e volte no último horário. Dá para passar por várias atrações lindíssimas de Budapeste (Praça dos Heróis, Catedral de Santo Estevão, Parlamento, Castelo, Bastião dos Pescadores) sem se alongar por muito tempo. A depender da hora que seu ônibus volta para Praga, não deixe de assistir à iluminação noturna dos monumentos à beira do Rio Danúbio, sobretudo no passeio de barco. Sacrifício que vale muito à pena.

 

IMG_20160822_194559521_HDR

MALÁ STRANA E CASTELO – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

CURIOSIDADES

→  Praga é uma cidade antiquíssima, fundada no século IX. Sua história recente (segunda metade do século XX) é marcada pela Primavera de Praga (movimento que buscava livrar a cidade do domínio comunista soviético) e a Revolução de Veludo (tentativa pacifista de deposição do governo comunista.

É a 14ª maior cidade da União Europeia, com 2 milhões de habitantes.

Os habitantes de Praga e de toda a República Tcheca são famosos pela elevadíssima apreciação de cerveja. São mais de 165 litros de cerveja consumidos por pessoa (um dos maiores índices mundiais; para se ter ideia, o brasileiro consome menos de 70 litros de cerveja por ano). A causa – ou a consequência – dessa informação talvez seja o valor de cada cerveja: a bebida é mais barata que água ou refrigerante em Praga.

IMG_20160822_174617930_HDR

JARDINS DO SENADO (WALLENSTEIN PALACE) – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

→ O bairro histórico de Praga (Malá Strana) foi tombado como patrimônio mundial da UNESCO desde 1992. Um de seus marcos é o Relógio Astronômico, o mais antigo do mundo, construído há mais de 500 anos por Jan Huze, que teria sido perseguido pelas tropas reais para ser cegado, evitando que reproduzisse a obra em outros locais. A cada hora cheia, das 9h às 21h, saem de uma portinha do relógio 12 bonecos que representam os apóstolos, além de 4 imagens que simbolizam os maiores temores da época (morte, invasão, avareza e vaidade).

Um traço muito forte dos tchecos é a forte tradição dos espetáculos de marionetes por eles produzidos. Há vários estabelecimentos em Praga onde acontecem os ótimos show do teatro negro, em que bonecos suspensos por fios e com material feito com cores fortes servem de personagens de histórias à frente de um fundo preto, rendendo lindas imagens.

O absinto (ou “fada verde”), famosa bebida de altíssimo teor alcoólico apreciada pelos pintores e outros artistas como Van Gogh e Toulouse-Lautrec, tem grande produção e venda em Praga. É fácil encontrar garrafas em bares e lojas da cidade.

IMG_1833

COTIDIANO NA NOVÉ MESTO (CIDADE NOVA) – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

O mais ilustre/aclamado escritor tcheco (um dos mais influentes do século XX, Franz Kafka (autor de, entre outros, o clássico “Metamorfose” e “O processo”) viveu uma vida bastante sofrida, morrendo com 40 anos em um sanatório austríaco, por complicações de uma tuberculose laríngea, sem ver o sucesso de suas obras (ele chegou a queimar quase 90% do que escreveu). Está enterrado no cemitério judeu do bairro de Josafov. A influência e importância dele na cidade é percebida nas inúmeras esculturas em sua homenagem, no museu a ele dedicado e nos livros vendidos no comércio.

Um dos habitantes mais ilustres de Praga foi o matemático e astrônomo alemão Johannes Kepler. Acontece que boa parte dos estudos entre a órbita dos planetas ao redor do sol (heliocentrismo) a ele atribuída foi desenvolvida pelo dinamarquês Tycho Brahe, de quem Kepler foi assistente e teria herdado os trabalhos daquele. De acordo com os relatos da época, Brahe faleceu por complicações na bexiga decorrentes da retenção urinária em uma festa real.

No entanto, em estudos recentes feitos sobre os restos mortais exumados de Brahe, identificou-se uma considerável quantidade de mercúrio. Tal resultado indica que Brahe teria sido vítima de envenenamento e assassinato. A autoria do crime é desconhecida, mas muitos responsabilizam o rei da Dinamarca como o mandante motivado por vingança/ciúme que tinha da relação amorosa entre sua mãe e Brahe. Quanto ao executor do delito, muitos pesquisadores vinculam a Kepler, o maior beneficiado com a morte de Brahe. A história sempre foi intrigante, a ponto de associarem a vida e o comportamento de Brahe terem inspirado Shakespeare a escrever a obra Hamlet.

IMG_1567

CIDADE VELHA (STARÉ MESTO) – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

  ⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

IMG_20160822_200505044_HDR

MALÁ STRANA E CASTELO – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

IMG_1786

PARQUE PETRIN – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

IMG_1722

EDIFÍCIOS DE STARÉ MESTO (CIDADE VELHA) VISTOS DO RELÓGIO ASTRONÔMICO – PRAGA

IMG_1627

MALÁ STRANA – PRAGA, REPÚBLICA TCHECA

10 comentários sobre “PRAGA

  1. Maria Antônia disse:

    Fiquei encantada com tamanha beleza de Praga . As fotos ficaram simplesmente lindas!
    Parabéns pelo blog espetacular! Dá até vontade de visitar este lugar tão lindo.
    ❤💛💚💝❤💙💖💟💜💞💚❤

    Curtir

    • conhecendolugaresblog disse:

      Tudo é muito bem preservado em Praga. Parece que o povo dá uns retoques nos moldes medievais toda madrugada na cidade. Na parte histórica e na região do Castelo, não existe um prédio ou casa com fachada “mais ou menos”. É tudo bonito. Se puder, não deixe de visitar! Abraço!

      Curtir

  2. Pingback: SÃO PETERSBURGO
  3. Pingback: CESKY KRUMLOV
  4. Pingback: BUDAPESTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s