MARAGOGI

Maragogi é  lindo! Não é à toa que recebe o título de caribe brasileiro. O forte mesmo do lugar e que mais atrai os turistas é o passeio para as Galés: piscinas naturais, formadas por uma barreira de corais, com mar encantador, muitos peixinhos, possibilidade de mergulho, flutuação com snorkel e o cenário perfeito para relaxar, namorar e ou tirar muitas fotos.

Pra quem gosta de mar claro com tons verdes e azuis, destino imperdível. Esse lugar pode fazer parte da sua programação de viagem se estiver curtindo Pernambuco (com um bate e volta ou estendendo a viagem) ou se estiver conhecendo Alagoas, já que Maragogi é uma praia alagoana, no meio do caminho entre Maceió e Recife. Confira abaixo mais detalhes.

COMO CHEGAR

Para chegar a Maragogi, você pode escolhar como aeroporto base o de Recife ou o de Maceió. A cidade fica a 125 km de Maceió e a 135 km de Recife.

Você pode alugar um carro para chegar ao destino trafegando pela AL-101 ou PE-060.  O aluguel de carro é a melhor opção, por dar maior liberdade ao turista interessado em outras lindas praias das cercanias. Para consultar valores de aluguéis, acesse o site da RENTCARS.
.

Se não é a sua preferência, existem opções de city tours de um dia para o lugar, confira as opções das empresas: Luck Receptivo, Tropicana Turismo, Costazul Turismo, Pontual Receptivo, Maragogi Receptivos, entre tantas outras facilmente localizáveis no Aeroporto de Maceió e no Aeroporto de Recife.

De ônibus: o trajeto dura 2h30, seja vindo do terminal rodoviário de Maceió ou do de Recife. A empresa indicada para esse tipo de deslocamento é a Real Alagoas, que sai de ambas as rodoviárias, normalmente em dois horários (saindo de Maceió): 4h15 e 11h. É a forma mais barata para chegar lá, custando menos de R$ 30,00. Porém, por conta disso, é mais concorrido e muita gente viaja em pé dentro do ônibus, o que reduz bastante o conforto.

QUANDO IR

O ano inteiro é bom para visitar o lugar, mas considerando a escala de chuvas, a melhor época é ir no verão. De abril a agosto as chuvas são mais frequentes. Podende escolher, evite esses meses.

Outra informação importante: programe sua ida às Galés de Maragogi para dias com lua cheia ou lua nova. Isso porque nesses períodos a maré fica ainda mais baixa, o que torna a sensação de aquário natural ainda mais nítida.

Combine todos esses conselhos acima com o detalhe mais importante: fique atento a tábua de marés! Você certamente vai para Maragogi em busca das famosas piscinas naturais. Diante disso, saiba que os passeios de barco até elas só recebem turistas na maré baixa, que varia todos os dias (por exemplo, em uma segunda-feira, a maré baixa pode ser acontecer às 8h da manhã; e em uma sexta-feira da mesma semana, pode ocorrer às 11h30 da manhã). Procure se informar com antecedência com o receptivo e/ou com a empresa responsável pelo passeio de barco.

DDD

82

QUANTO TEMPO FICAR

Para curtir as Galés de Maragogi, um dia é suficiente. Se quiser curtir as linda praias das redondezas na Costa dos Corais: Praia de Antunes, Patacho, Japaratinga, Barra Grande (muito mais pacatas e tão bonitas quanto a vizinha famosa) e a praia de Maragogi propriamente dita, 3 dias.

Querendo emendar a viagem para conhecer Porto de Galinhas, Praia dos Carneiros, Recife e Maceió, considere de 2 (para as praias) a 3 dias (para as capitais) para cada um desses destinos acrescidos.

DSC01268

PEIXES COMENDO NA NOSSA MÃO – MARAGOGI, AL

HOSPEDAGEM

Aqui não tem mistério. A cidade de Maragogi não é grande e de qualquer hotel você obtém informações sobre a reserva de seu passeio e as condições das marés, podendo ir de carro, de táxi ou mesmo a pé até o ponto de apoio para a saída dos barcos. Listamos abaixo algumas opções bem indicadas pelos turistas:

Para mais alternativas para estada em Maragogi, acesse o Booking, Trivago e Tripadvisor. Querendo alugar uma casa, apartamento ou quarto, não deixe de conferir/consultar o Airbnb.

20170114_124050

GALÉS DE MARAGOGI – ALAGOAS

O QUE CONHECER

Aqui não tem para onde correr. A cidade deveria se chamar Galés de Maragogi, diante da indiscutível procura pelas águas azuis das piscinas naturais como o verdadeiro motivo da viagem até a região.

As Galés são o represamento de águas, com absurda transparência e azul forte decorrente da barreira de corais que lá existe e da pequena profundidade do banco de areia que lá se localiza. Fica a 6 km da costa, no meio do mar, acessível por um trajeto feito por barcos que não balançam muito e nem causam enjoos, em um percurso que dura 20 a 30 minutos.

Para chegar lá, reserve seu passeio de barco com antecedência de, no mínimo, 1 mês junto a uma das seguintes empresas confiáveis: Maragogi Online e Frutos do Mar (fica perto do Corpo de Bombeiros à beira da rodovia, em uma boa estrutura de apoio). Pergunte sobre a tábua de maré 1 semana ou, se puder, 1 dia antes da sua ida às Galés. Saber que horas o mar estará com menor nível de água é o detalhe mais importante dessa viagem. Os preços dos passeios de barco (normalmente não incluídos nos traslados feitos pelos receptivos) custam em torno de R$ 70,00 por pessoa. Barganhe um desconto.

É interessante você escolher seu prato para o almoço ainda no ponto de apoio, para já estar pronto quando você voltar, haja vista que lá nas piscinas naturais não são servidas comidas nem bebidas.

Durante o trajeto de barco são oferecidos serviços adicionais (snorkel, mergulho com cilindro, fotos subaquáticas, entre outros), cada um cobrado à parte.

O passeio é lindo, mas é curto: dura cerca de 2 horas.

Também é possível ir em pequenas lanchas privadas. Essa, por sinal, é melhor forma de conhecer as Galés. Sugerimos o contato do barqueiro Wellington, que costuma levar os interessados em um horário mais cedo e em condições mais confortáveis do que os barcos maiores e o preço pode até ficar mais barato por cabeça. Contatos: (82) 8842 3880 / 9321 9369 / 9653 0072.

– Outras atrações para quem fica mais tempo na cidade de Maragogi: ir até as piscinas naturais de Taocas ou de Barra Grande, na parte norte do litoral;

Passeio de buggy pelo litoral norte da cidade, que fica muito bonito na maré baixa;

– Aproveite umas horas na Fazenda Marrecas Eco-Hotel, onde é possível tomar banho de bica, andar a cavalo e fazer caminhadas ecológicas;

– Não deixe de ir à Praia de Peroba e, principalmente, à Praia de Antunes, que é a nova sensação da divisa entre Pernambuco e Alagoas, com um mar lindíssimo e ainda pouco explorado pelas agências de viagem;

– Conhecer Japaratinga, ao sul de Maragogi, após atravessar o Rio Manguaba de balsa. Aproveite para visitar o projeto Peixe-Boi;

– Se estiver com tempo, visite as praias mais bonitas de Pernambuco (além das que ficam no arquipélago de Fernando de Noronha): Praia dos Carneiros, Porto de Galinhas e Calhetas; e as mais bonitas de Alagoas: Barra de São Miguel, Praia do Francês e Praia do Gunga. Seja para qual dessas praias você quiser ir, reserve pelos menos 3 dias a mais em Pernambuco e 3 dias a mais em Alagoas.

20170114_105622

GALÉS DE MARAGOGI – ALAGOAS

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

A cidade é pequena e, como dissemos acima, tem nas Galés seu principal ponto turístico. Dentro de Maragogi, dá para fazer tudo caminhando, conhecendo o comércio, restaurantes simples e curtir a praia (que não é tão bonita quanto outras vizinhas e é bem diferente das Galés).

Todavia, como a maioria dos turistas faz, para conhecer outras praias incríveis e desbravar o litoral mais bonito do Brasil (sul de Pernambuco e norte de Alagoas), na nossa opinião, a melhor forma de se deslocar é alugando um carro (RENTCARS) ou contratando traslados de buggy ou bate-volta com transfers feitos por vans executivas (esta é, para nós, a pior opção por ser muito corrida e cansativa).

É de carro particular alugado que você estipulará quanto tempo quer ficar em Antunes, Praia dos Carneiros, Porto de Galinhas, Patacho, e outras lugares imperdíveis para quem já está lá perto de Maragogi.

A rodovia que liga esses trechos não é duplicada e é bem movimentada, sobretudo entre Maceió e Maragogi, mas é bem sinalizada e tranquilamente trafegável à luz do dia.

Os poucos ônibus que circulam dentro da cidade param em poucos lugares, tendo em vista que, na verdade, são coletivos que fazem o caminho intermunicipal, vindo, principalmente, de Maceió ou de Recife, não se destinando a percorrer todos os cantos de Maragogi.

20170114_105515(1)

ENGARRAFAMENTO NAS GALÉS DE MARAGOGI – ALAGOAS

CULINÁRIA LOCAL

Peixes e crustáceos são os pratos, inegavelmente, mais saborosos nos restaurantes e hotéis de Maragogi. As espécies mais comuns são pescada amarela, cioba, camarão e lagosta.

Um ponto fortíssimo da gastronomia da cidade são os biscoitos caseiros “Bolo de Goma” (feito de maizena, leite de coco, açúcar, manteiga, sal e ovos) e “Bolacha de Maragogi”  (massas finas sobrepostas em camadas, de sabor doce ou salgado). Experimente esses tira gostos com um café. Simples e deliciosos!

RESTAURANTES

Os melhores restaurantes ficam em hotéis ou nos pontos de apoio de onde saem os passeios de barco para as Galés. Caminhando pela orla de Maragogi também encontram-se muitos bons locais para refeições agradáveis. Seguem algumas boas dicas:

20170114_121219

GALÉS DE MARAGOGI – ALAGOAS

VIDA NOTURNA

O legal de Maragogi, sem sombra de dúvidas, é curtir o sol e o mar. No entanto, existem opções para quem aproveitar a noite da cidade.

O local mais movimentado é a Boate Te Amo. Em algumas épocas do ano, principalmente no verão, é possível curtir festas no estilo luau (voz e violão, à luz baixa, na praia).

Outros lugares para aproveitar noites (um pouco) mais movimentadas é em alguns hotéis, onde acontecem boas apresentações musicais. Entre os hotéis, vá ao Grand Oca ou ao Praia Dourada.

NOSSA EXPERIÊNCIA

A última vez que fomos a Maragogi foi em janeiro de 2017, saindo de carro de Recife logo cedo (6h da manhã). Ficamos apenas um dia lá (bate-volta). Foi o suficiente para fazermos o passeio até as piscinas naturais (Galés), em um dia de sol intenso sem nuvens. Perfeito!

Reservamos o passeio com antecedência de 1 mês com a Frutos do Mar. Chegamos com 1h de antecedência, conforme aconselhado pelo receptivo/restaurante. A estrutura é boa e organizada,  almoço delicioso, mas o passeio é bem caro.

As Galés são absurdamente bonitas. A cor do mar é diferenciada, viva, forte, muito acima do já alto padrão litorâneo brasileiro. A natureza é, sem sombra de dúvida, a melhor parte de Maragogi e compensa o ponto negativo a seguir comentado.

O lado ruim do passeio de barco é que tudo é cobrado; as Galés tornaram-se um centro de exploração turística. A gente já paga caro para ficar pouquíssimo tempo no local, cercado de gente, e não oferecem nenhuma vantagem incluída no valor.

Muito diferente do cenário que vivenciamos há 15 anos, quando tinha muito menos gente, menos barcos, os acertos eram feitos na hora, nos davam pães ou “ração” para alimentar os peixes, sem nenhuma cobrança adicional. A diversão e o relaxamento ficaram menos presentes e o trajeto tornou-se cada vez mais um negócio, mas importante que se diga que o passeio compensa completamente.

A paisagem é muito bonita. A sensação de estar lá é excelente: mar incrível e de temperatura morna, perto de outras lindas praias sem estrangeirismos, no maior estilo de vilas para veranear de décadas passadas. Isso é muito bom e cada vez mais raro. Vale muito à pena. Recomendamos.

IMG-20170114-WA0159

GALÉS DE MARAGOGI – ALAGOAS

DICAS

⇒ Reserve seu passeio com antecedência. Dificilmente você conseguirá embarcar para as Galés contratando no dia ou na véspera da viagem.

⇒ Poucos dias antes do passeio, confira com o receptivo ou na Internet a Tábua de marés. Condicione sua viagem ao horário da maré mais baixa.

⇒ Compare os valores cobrados pelas agências de barcos grandes com os cobrados por lanchas particulares. Se a diferença for pequena ou economizar não for a prioridade, prefira ir de lancha (contato de Wellington: (82) 8842 3880 / 9321 9369 / 9653 0072)

 ⇒ Não esqueça o protetor solar, boné, roupa leve, óculos de sol

⇒ Se seu passeio sair de um ponto de apoio que conte com almoço, escolha seu prato antes de ir para as Galés (almoço é pago à parte), do contrário, você corre o risco de não encontrar restaurante aberto.

⇒Aproveite a ida a Maragogi para conhecer a Praia de Antunes, Patacho, Praia dos Carneiros e Porto de Galinhas. Além desses lindos mares, vale demais conhecer Barra de São Miguel, Praia do Francês e Praia do Gunga.

 

20170114_093002

MARAGOGI – ALAGOAS

CURIOSIDADES

Maragogi é parte da Costa dos Corais (maior Área de Proteção Ambiental da Marinha brasileira);

  A cor da água é de um azul tão forte que as Galés de Maragogi são conhecidas como “Caribe brasileiro”;

→ O nome Maragogi  significa rio livre.

 

IMG-20170114-WA0174

GALÉS DE MARAGOGI – ALAGOAS

IMG-20170114-WA0177

MARAGOGI – ALAGOAS

 

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

4 comentários sobre “MARAGOGI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s