GUIA PRÁTICO – RÚSSIA

Pensando em conhecer a Rússia? O maior país do mundo (ocupa 1/9 do planeta), com destaque histórico, belas paisagens e construções imponentes. Sem sombra de dúvidas, um excelente destino turístico com direito a momentos, recordações e fotos incríveis.

Porém, a temperatura, mitos e medos podem deixar o viajante inseguro em escolher o país como próximo destino. Nossa experiência foi extraordinária e com ela, somada a muita pesquisa, preparamos um guia prático para esclarecer as principais dúvidas e passar orientações com tudo que precisa saber para começar a organizar sua viagem. Leias nossos outros posts sobre Moscou, São Petersburgo, metrô Moscou (acredite: vale à pena saber quais as estações principais desse mundo subterrâneo extraordinário), Palácio Peterhof e Palácio Catarina. Acompanhe!

IMG_20160816_163743246_HDR

IGREJA DE CRISTO SALVADOR – MOSCOU, RÚSSIA

 

COMO CHEGAR

Saindo do Brasil, considerando ponto de partida a cidade de São Paulo, são aproximadamente 16 horas de voo. O preço nem sempre está atrativo, porém promoções acontecem frequentemente e você pode escolher o destino por um preço bastante interessante.

Atualmente, não existem voos diretos partindo do nosso país até a Rússia. Todavia, os aeroportos de Moscou (capital russa e principal porta de entrada para a maioria dos países europeus), sobretudo o Domodedovo, é acessado por aviões que voam de Lisboa, Roma, Paris, Londres, Helsinque, Praga, entre outras grandes cidades.

Entre as companhias áreas que operam até a Rússia, destacamos: Aeroflot, TAP, British Airways, Air France, Czech Airlines, Lufthansa, KLM, e várias low costs (SmartWings, Air Baltic, etc.).

Importante destacar que São Petersburgo possui aeroporto internacional (Pulkovo, código: LED) e também recebe voos de diferentes partes da Europa, embora em menor quantidade que Moscou.

QUANDO IR

O frio na Rússia é realmente um fator a ser levado em consideração ao escolher quando ir. As cidades mais procuradas, como Moscou e São Petersburgo podem apresentar mínima de -12°C e máxima de 23°C.

PRIMAVERA: Temperatura média de 6°C e chuvas em torno de 42 mm mensais.

VERÃO: Temperatura média de 17°C e chuvas em torno de 80 mm mensais.

OUTONO: Temperatura média de 5°C e chuvas em torno de 61 mm mensais.

INVERNO: Temperatura média de -8°C e chuvas/neve em torno de 43 mm.

Sendo assim, os melhores meses para ir são: maio e setembro, por serem ótimos para caminhada, com temperatura amena e pouca chuva. Para quem deseja ver neve, no auge do outono e em todo o inverno (entre o início de novembro até meados de março) as paisagens brancas são garantidas, mas é mais difícil fazer passeios a pé nesse período.

IMG_3415

CATEDRAL DO SANGUE DERRAMADO – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

VISTO

Não é necessário! Não existe a exigência de visto para entrada em território russo. É necessário apenas passaporte.

Os funcionários da imigração são mais atentos e possuem um semblante muito sério, sisudo. A análise do passaporte demora mais tempo e eles costumam olhar nos olhos do turista, causando um certo de intimidação. Fique tranquilo e seja solícito, mas não dê uma de brincalhão.

IMG_3661

PALÁCIO DE CATARINA – PERTO DE SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

FUSO HORÁRIO

Fuso horário é o que não falta na Rússia. Sua impressionante extensão longitudinal faz do país o recordista em horas diferentes.

Todavia, considerando apenas as cidades mais turísticas (Moscou e São Petersburgo), o fuso horário é o mesmo:  UTC+03:00. Isso significa que são 6 horas à frente do Brasil, isto é, quando aqui o relógio marca 10h, lá marca 16h.

MOEDA

Rublo russo. Para conferir a atual conversão monetária oficial, acesse o link do Banco Central.

IMG_9760

CATEDRAL DE SÃO BASÍLIO – RÚSSIA

IDIOMA

Russo! Um dos países mais desafiadores para a comunicação do turista, mas fique tranquilo: apesar da má fama, encontramos muitos nativos dispostos a ajudar, inclusive por mímica ou aplicativos de tradução. Muitos funcionários das atrações e dos hotéis localizados nos bairros turísticos falam o inglês necessário para você desfrutar as cidades mais famosas.

Apesar de ser um pouco difícil de aprender, o alfabeto cirílico deve ser estudado pelo menos 2 semanas antes de viajar até lá. Fique atento à pronúncia. Leve um dicionário com as palavras, expressões e frases mais comuns. Segue abaixo o que consideramos mais importante:

Português:                                       Russo (escrita cirílica/pronúncia):

Com licença, por favor.                Извините, пожалуйста. (izvinítie, pajálsta).

Por favor                                         Пожалуйста (pajálsta)

Você fala inglês?                            Вы говорите по-английски? (vy gavarítie pa-anglísski?)

Eu não falo russo.                         я не говорю по-русски (ia ni gavariú pa-rússki)

Desculpe!                                        Простите! (prastíte!)

Obrigado (a)                                   Спасибо (Spassíba)

Sim/não                                           да/нет (da/niet)

Quanto custa?                                Сколько это стоеит? (skól’ka éta stó-eit?)

IMG_9873

CATEDRAL DE SÃO BASÍLIO – MOSCOU, RÚSSIA

QUANTO TEMPO FICAR

Considerando restrição orçamentária e de tempo, o mínimo são 7 dias: 3 dias completos em Moscou, 3 em São Petersburgo (sendo um dos dias em São Petersburgo dedicado a visitar o Palácio Peterhof e o Palácio Catarina) além de 1 dia de deslocamento e acomodação entre essas cidades.

IMG_20160824_195654209

RIO NEVA E FORTALEZA DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

O QUE CONHECER

Certamente a Rússia tem muito a conhecer! Você está lendo nosso guia prático, preparamos um post mais específico para tratar do que conhecer, mas de início, já pode conferir uma prévia dos muitos atrativos e motivos para visitar a cidade de Moscou, São Petersburgo e os palácios mais famosos.

Moscou: A capital russa, cidade vermelha, cheia de prédios monumentais, grandes avenidas, muita organização e mais de 900 anos de história. Pra nós, a melhor cidade da viagem! Ela agrega modernidade (com grandes prédios de arquitetura diferenciada) e a parte histórica super colorida e imponente. Grandes e excelentes restaurantes, passeio de barco, museus, igrejas, shoppings, lagos… uma cidade bastante completa. Os pontos mais famosos e imperdíveis de visitação são: Catedral de São Basílio, Kremlin (complexo de prédios governamentais, além de jardins, igrejas e museus),  Igreja de Cristo Salvador, Museu de História Nacional, Shopping Gum, Jardins de Alexandre, Teatro Bolshoi, Estações de metrô, Parque Pobedy, Parque Aeroespacial,  Convento Novodevichy e Avenida Arbat.

IMG_20160816_131008210

PRAÇA VERMELHA – MOSCOU, RÚSSIA

São Petersburgo: uma cidade mais clássica, charmosa e elegante, principalmente por ser cortada por vários canais (o que leva a ser comparada com Veneza). Por um bom tempo, foi a capital russa. Ótima para conhecer caminhando ou em passeios de barcos. Conta com charretes que lembram contos de fadas, com passeios que partem da Praça do Museu Hermitage. A propósito, esse lindo museu está entre os maiores do mundo e reúne obras originais de Matisse, Van Gogh, Picasso, etc. A partir dela é possível fazer passeios bate-volta para os incríveis palácios abaixo descritos.

Os principais pontos de destaque da cidade são: Museu Hermitage, Catedral do Sangue Derramado, Igreja de Santo Isaac, Ponte Elevadiça (a ponte se abre à meia-noite para a passagem de barcos maiores, ao som de música clássica em um lindo espetáculo bem concorrido), Almirantado, Fortaleza de São Pedro e São Paulo, Igreja de Kazan, parques, Museu de Mármore, Museu Fabergé, passeio pelos canais, etc.

Palácio Peterhof: conhecido principalmente por suas fontes com estátuas douradas, abriga lindos jardins. Confessadamente inspirado pelo Palácio de Versalhes, foi concebido por Pedro, O Grande (o primeiro Czar) e marca o auge das conquistas russas após a vitória sobre a Suécia pelo domínio do Golfo da Finlândia, que banha o palácio repleto de salões e quartos lindamente detalhados. Fica a menos de 1 hora de carro de São Petersbusrgo e também é acessado por excursões de barco.

IMG_3470

PALÁCIO PETERHOF – RÚSSIA

Palácio Catarina: disputa com o Peterhof o título de palácio mais bonito nas redondezas de São Petersburgo. Chama a atenção por sua fachada colorida, de tons azuis e brancos com detalhes dourados. Possui grande extensão de jardins floridos, lagos, estátuas, estufas. Seu grande destaque é o “Salão Âmbar”. Serviu de refúgio dos czares no verão russo e foi idealizada por Catarina I, a co-governante que era esposa de Pedro, O Grande, mas foi aperfeiçoado por Isabel e Catarina II. Também fica a quase 1 hora de São Petersburgo, na cidade de Pushkin ou Tsartskoye Selo.

IMG_3384

PALÁCIO CATARINA – RÚSSIA

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Considerando apenas as cidades principais de Moscou e São Petersburgo, as melhores opções para mover-se de uma para outra são avião e trem.

Há diversos voos diários a bons preços (média inferior a R$ 250,00 ida e volta) que duram cerca de 1 hora. Quer conferir? Faça simulações pelo site da Skyscanner ou das companhias S7 ou Aeroflot. O valor é parecido com o cobrado para a viagem de trem, todavia, a desvantagem da via aérea é que os aeroportos são distantes do centro das cidades, tanto de Moscou quanto de São Petersburgo.

Diante da mencionada desvantagem, o trem é para muitos a melhor alternativa de deslocamento entre as cidades que visitamos. As estações são centrais/bem localizadas e acessíveis. Todas elas possuem boa infraestrutura e são bem policiadas. As passagens ferroviárias só podem ser compradas com 45 dias de antecedência pelo site  www.russiantrains.com. Comprada a passagem, deve-se imprimi-la com o código de barras e levá-la com seu passaporte até seu vagão (a dica é chegar com 20 minutos de antecedência, no máximo, já que a saída dos trens é bem pontual). O único ponto negativo dessa modalidade de transporte é a duração da viagem: 8 horas em trem convencional e 4 horas pelo trem-bala russo, o Sapsan (considerando o deslocamento entre Moscou e São Petersburgo).

Também há boas estradas que ligam esses lugares através de carro (a rodovia principal entre eles é a E105). Porém, não indicamos essa forma. O transporte coletivo é mais prático e barato, além de ser complicado trafegar dentro dessas grandes cidades (muito bem servidas por metrô e ônibus) por carro alugado. Mesmo assim, caso queira considerar essa opção, sugerimos a locação de automóvel pela Rentcars.

IMG_20160816_120847168_HDR

KREMLIN À DIREITA E CATEDRAL DE CRISTO SALVADOR AO FUNDO – MOSCOU, RÚSSIA

CULINÁRIA LOCAL

Mais um quesito que nos surpreendeu. Viajamos para a Rússia esperando encontrar comidas sem graça e sem variedade, após lidos alguns comentários a respeito. Todavia (não sei se por sorte ou por irmos com expectativas negativas), comemos muito bem por nas duas cidades que conhecemos naquele país.

O destaque fica para os pães, sopas e carnes. Os pratos costumam vir acompanhados por repolho, beterraba e batata. Entre as comidas típicas, destacamos:

  • Borshch – tradicional sopa de beterraba. Vem com legumes e pedaços de carne e é preparada com creme de leite fresco. Gostamos bastante;
  • Okroshka – sopa de vegetais, com cebola, pepino, batatas, carne/presunto e kvass (bebida com baixo teor alcoólico de pão). Podem vir com legumes. Bem saborosa;
  • Pelmeni – bolinhos de massa recheados com almôndegas. Muito tradicional nas refeições russas, seja servidos sozinhos ou em sopas;
  • Kulebjaka – torta salgada de salmão ou de vários tipos de carne ou de vegetais. Muito boa como aperitivo ou mesmo como refeição;
  • Shashlyk – é o kebab (carne combinada com legumes no espeto) russo;
  • Pirozhki – deliciosos pastéis recheados com carne, batata, repolho ou peixe. Usam-se ovos para dourar a massa;
  • Ikra – é o famoso caviar, que não é caro por lá. Servido como pasta/patê em canapés e no pão preto. Muito consumido no café da manhã.

O café da manhã costuma ser mais reforçado que o brasileiro, contando com panquecas, ovos, cereais e pães. O almoço é, tradicionalmente, comido tarde (por volta das 14h) e é composto por três pratos (sopa de entrada, prato principal com carne ou peixe com os acompanhamentos citados e salada, e sobremesa). O jantar acontece às 19h/20h.

Se encontrar dificuldades para se adaptar ao tempero russo, já existem muitas redes de fast food por lá (Burger King, Mc Donald’s, Pizza Hut, Starbucks), além de muitos restaurantes de alta gastronomia com cardápios da cozinha contemporânea francesa, italiana e asiática.

IMG_3657

COMIDA TÍPICA RUSSA

COMPRAS

Se é um ponto que te atrai, prepare-se! Tanto Moscou quanto São Petersburgo tem ótimas opções para compras. E as opções vão desde pequenas lojas, feiras de artesanato e preços acessíveis até a grandes shoppings com marcas reconhecidas em todo mundo. Se quiser saber mais detalhadamente, consulte nossos posts: Moscou e ou São Petersburgo.

Os itens mais vendidos para turistas são as Matryoshkas (bonecas coloridas de diferentes tamanhos, encaixadas a menor dentro da maior); Vodkas; artesanato em seda/crochê/porcelana (destaque para as colheres Khohloma e as mini caixas Palekh, louça Gzhel, panos em pashmina), utensílios em estanho; jóias da pedra âmbar; botas, gorros do estilo soviético (Ushanka) e casacos; ursos e outros bichos de pelúcia

Aqui uma prévia dos melhores pontos de compras:

Moscou: Avenida Arbat, Stoleshnikov Lane (rua das gripes caras e famosas), Shopping Gum e feirinha na frente do mencionado shopping.

São Petersburgo: Avenida Nevsky Prospekt (destaque para o shopping mais antigo da cidade, Bolshoi Gostiny Dvor Department Store, que fica no número 35 dessa avenida).Bols

NOSSA EXPERIÊNCIA

O planejamento de viagem para Rússia foi marcado por medo e muita vontade. Lemos muitas informações que relatavam a corrupção da polícia, a grosseria da população, o pouco conhecimento do idioma inglês dos habitantes locais, extorsões a turistas e fatos correlatos.

Felizmente, o que temos a compartilhar são as mais positivas experiências. A sensação que tivemos foi semelhante a qualquer outro lugar do mundo, existem pessoas mais rudes, mas a maioria foi extremamente prestativa. Muitos falavam inglês e os que não falavam, se esforçavam para entender as perguntas, pediam para que mostrássemos no mapa o que estávamos procurando e apontavam a direção correta. Tivemos até casos de russos que nos levaram até os pontos que procurávamos.

É fato que diante dos muitos boatos que lemos, não fizemos contato em nenhum momento com policiais e também procuramos estar orientados com mapas e tendo noção mínima do idioma russo, sabendo desejar bom dia e agradecer no idioma e outras palavras básicas. É sempre bom estar preparado, mas sinceramente, nossa sensação no lugar foi ótima e o medo e a insegurança que sentíamos inicialmente logo passou.

Passamos 3 dias em Moscou, 3 dias em São Petersburgo e contratamos um carro privativo com guia em inglês para fazer no mesmo dia os palácios Peteholf e Catarina. A parte que mais gostamos? Moscou. Ali a gente se sentiu na Rússia de verdade. Um espetáculo de cores e formas. Mas São Petersburgo é charme e requinte, com ótimas atrações e também considerado imperdível.

Fomos no mês de agosto. As temperaturas estavam extremamente agradáveis, em torno de 15°C e só pegamos uma chuva fina e rápida em um dia em São Petersburgo (embora o tempo estivesse nublado quase nossa estada inteira na cidade). Sentimos mais frio em São Petersburgo, mas um casaco simples e calça confortável foram suficientes para nossos dias por lá.

Embora criticada por muitas pessoas, a comida russa foi bastante agradável ao nosso paladar e existem várias opções de redes conhecidas em todo mundo como: Mc Donald’s, Burger King, Pizza Hut, entre outros.

Essa viagem rendeu muitas experiências! Conheça detalhes sobre as atrações que visitamos e dicas mais detalhadas nos outros posts sobre a Rússia.

IMG_9718 (2)

IGREJA DE CRISTO SALVADOR – RÚSSIA

DICAS

⇒ Escolha a data da sua viagem considerando as temperaturas no país. O frio extremo pode dificultar sua viagem.

⇒ Estude previamente o alfabeto cirílico e palavras básicas no idioma russo. Um guia do idioma no bolso pode ajudar bastante também.

⇒ Procure visitar São Petersburgo primeiro e depois Moscou.

⇒ Evite pedir informações a policiais. Prefira entrar em um restaurante, hotel ou estação de metrô e tire suas dúvidas lá.

⇒ Evite levar dólares. O câmbio é muito mais fácil e favorável se você levar euros.

⇒ Procure reservar um transfer com guia turístico para os palácios Peterhof e Catarina. Indicamos um contato no post de São Petersburgo.

⇒ Levando em conta a viagem que fizemos, aconselhamos que o turista conheça primeiro São Petersburgo e depois Moscou. Preferimos a capital.

⇒ Procure hospedar-se no bairros de Arbat ou Kitay-Gorod em Moscou; e na vizinhança da Avenida Nevsky Prospekt, em São Petersburgo. São os locais mais movimentados e com mais atrações turísticas nessas cidades.

IMG_2497

CHARRETE E MUSEU HERMITAGE – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

 

CURIOSIDADES

Sua extensão é o dobro da do Brasil, e ocupa metade da Europa e 1/3 da Ásia. Ela chega a ser maior do que Plutão, com 17 milhões de quilômetros quadrados.

→ Mais de 3/4 do território russo é representado pela Sibéria.

O imenso território torna a Rússia o país com mais nações vizinhas no mundo.

→ Entre Moscou e Vladivostok existem 7 fusos horários distintos.

A taiga russa é considerada a maior floresta do mundo. Ela é composta de coníferas e se estende para o Alasca, Canadá e Escandinávia.

Há cerca de 120 mil rios na Rússia. A maior parte fica congelada no inverno.

As missas nas igrejas ortodoxas russas são acompanhadas por mulheres que devem usar véus e são assistidas em pé.

Algumas superstições russas: não gostam de receber flores em número par e não gostam de se cumprimentar embaixo de portas.

A menor distância entre a Rússia e o continente americano é de apenas 4 km, na altura do Alasca.

→ O Ano Novo é o feriado mais celebrado no país, com casas e ruas coloridas e iluminadas. Tanto é assim que não há trabalho por 10 dias depois do Ano Novo (dias esses que não estão incluídos nos 28 dias de férias do trabalhador russo).

→ O Natal russo é celebrado no dia 7 de janeiro, quase uma semana depois do Ano Novo.

→ As três cidades mais populosas russas são Moscou (10,5 milhões de habitantes), São Petersburgo e Novosibirsk.

→ O consumo de álcool entre os russo é impressionante: 18 litros por ano (o dobro do considerado perigoso pelas organizações de saúde) e que provoca a morte de 500 mil pessoas por lá, contribuindo para a elevada taxa de mortalidade até os 55 anos (25%). Boa parte em virtude da vodka (usada inclusive como pagamento a professores em tempos de crise).

Dois lagos russos com características peculiares: o Baikal concentra 20% da água potável não congelada do mundo; o Karachay é considerado o lago mais radioativo e poluído do planeta.

De acordo com o site FactSlides, a Rússia é o país com o maior arsenal nuclear do mundo: 8400 armas com essa propriedade letal.

→ O Alaska foi comprado da Rússa pelos EUA em 1867 pelo valor de 7,2 milhões de dólares.

IMG_20160827_125226618

PARQUE POBEDY – MOSCOU, RÚSSIA

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!


IMG_9730

CATEDRAL DE SÃO BASÍLIO – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_20160816_131918967

SHOPPING GUM – FACHADA PARA A PRAÇA VERMELHA – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_20160816_143157842_HDR

UM DOS ACESSOS À PRAÇA VERMELHA – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_20160816_155701880_HDR

INTERIOR DO KREMLIN – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_3499

FONTE DOURADA – PALÁCIO PETERHOF, RÚSSIA

 

 

IMG_3318

MUSEU HERMITAGE – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

IMG_2579

CATEDRAL DO SANGUE DERRAMADO – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

IMG_20160824_175110157

SALA DO PAVÃO MECÂNICO – MUSEU HERMITAGE – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

IMG_20160824_183946444

ANEXO DO MUSEU HERMITAGE – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

IMG_20160824_185231325

QUADRO ORIGINAL “A DANÇA”, DE MATISSE – MUSEU HERMITAGE – SÃO PETERSBURGO

IMG_20160824_190154035

MUSEU HERMITAGE – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

IMG_20160824_192328603

FACHADA PRINCIPAL DO MUSEU HERMITAGE – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

IMG_20160824_201235711

CATEDRAL DO SANGUE DERRAMADO – SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA

IMG_20160827_124723466

PARK POBEDY – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_0193

KREMLIN DE IZMAYLOV – RÚSSIA

IMG_0239 (2)

MUSEU DE HISTÓRIA NACIONAL E PARTE DO KREMLIN – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_0554

ESTAÇÃO DE METRÔ “ELEKTROZAVDOSKAYA” – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_0731

CENTRO FINANCEIRO (“MOSCOW CITY”) – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_0744.JPG

CONVENTO NOVODEVICHY – MOSCOU, RÚSSIA

IMG_20160817_124921792.jpg

SEDE DO BALÉ BOLSHOI – MOSCOU, RÚSSIA

 

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

7 comentários sobre “GUIA PRÁTICO – RÚSSIA

  1. Glaucio disse:

    Prezados, ótimas fotos e texto bem esclarecedor ! Pergunto quanto custou o serviço com guia para os palácios de Peterhof e Catarina e quais foram as palavras em russo que vcs mais tiveram que usar ? Abs

    Curtir

    • conhecendolugaresblog disse:

      Que bom que você gostou, Glaucio! Ficamos muito felizes com seu comentário.
      Certamente as palavras que mais usamos na Rússia foram “spassiba” (obrigado), “pajalsta” (com licença, por favor) e “prastíte” (perdão). Só lembrando que escrevi as palavras de acordo com o jeito que tem que falar (pronúncia).
      Fizemos o passeio com o guia Igor. Ele é russo e fala inglês fluente. Conta vários fatos e curiosidades da história russa, e é paciente para tirar fotos. Ele nos buscou em carro próprio em uma esquina perto do nosso hotel, na Nevsky Prospekt (avenida principal de São Petersburgo) e nos levou primeiro no Peterhof e depois no Palácio Catarina. Não entramos no interior do Peterhof. Vimos os lindos jardins e as impressionantes fontes deste. O Catarina passeamos nos jardins e conhecemos os salões do interior. Almoçamos com ele e pagamos o almoço dele (ele não pediu, mas queríamos retribuir o favor). Ele nos indicou um restaurante gostoso bem perto do Palácio Catarina. Nos levou de volta e nos deixou na Fortaleza de Pedro e Paulo, na margem do Rio Neva oposta ao Museu Hermitage, conforme havíamos combinado.
      O valor pelo dia completo foi em torno de 450 reais (em rublos) para 3 pessoas (não foi para cada um). Achei muito bom. Recomendo! É muito difícil encontrar alguém que faça esse serviço para os dois palácios no mesmo dia.
      Evidente que esse preço e a quantidade de prestadores de serviço particular como esse devem aumentar à medida que se aproxima da época da Copa do Mundo. Por isso, acho melhor você conversar com Igor e perguntar o preço que ele está cobrando agora. O contato no whataspp é (+7 904 518-88-51).
      Se não conseguir falar com ele, me passa teu whatsapp que te mando por lá.
      Vai acompanhando nosso blog. O post desses palácios tá na fila (se viajar antes disso, não se esquece de levar a carteirinha de estudante, se tiver; elas dão direito a um bom desconto na entrada desses palácios).
      Obrigado, mais uma vez, pela participação!

      Curtir

  2. Pingback: MOSCOU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s