MONTEVIDÉU

A capital uruguaia é um destino perfeito para quem quer passar poucos dias bem agradáveis em uma cidade acolhedora, segura, com povo educado e receptivo, comida gostosa e tudo isso a um custo relativamente baixo.

Possui um casario em seu centro histórico que assemelha a cidade em alguns traços com Havana e, em outros locais, a algumas cidades europeias. Ao mesmo tempo, o uso da orla do Rio da Prata por famílias, amigos e casais, quase como um calçadão praiano, traz uma sensação muito animada para quem visita a cidade, mais relaxada e positiva que em Buenos Aires, embora sem tanta variedade de opções quanto esta.

Mesmo para quem pretende passar um período mais prolongado, não se decepciona com Montevidéu, haja vista que a cidade é um excelente ponto de partida para bate-volta a Colônia do Sacramento, Punta del Este e, até mesmo, a capital argentina.

Confira a seguir nossas informações sobre Montevidéu.

IMG_7028

FIM DE TARDE NAS RAMBLAS – MONTEVIDÉU, URUGUAI

COMO CHEGAR

A forma mais rápida e confortável para chegar a Montevidéu é de avião. Para quem sai do Brasil, há voos diretos frequentes operados pela LATAM, GOL, AZUL e AVIANCA que, dependendo da cidade de saída, podem ser de 2h a 2h30 e dificilmente ultrapassam 4h de percurso.

Outras companhias aéreas que aterrissam no bonito, moderno e compacto Aeroporto Carrasco (que fica a 20 km do centro de Montevidéu) são: Aerolíneas Argentinas, Copa, Austral, American Airlines, Air France, entre outras.

Para quem sai do Brasil e pretende fazer uma aventura até o Uruguai de carro, as estradas para chegar a Montevidéu são BR-116 (trecho de Porto Alegre a Pelotas), e esticar nessa rodovia até Jaguarão, passando a trafegar pela Ruta 8; ou BR-116 (Porto Alegre-Pelotas), e seguir de Pelotas a Chuí pela BR-392 e pela rodovia BR-471 até pegar a Ruta 9.

Também é possível chegar de barco ou navio-cruzeiro no porto de Montevidéu.

Para quem pretende visitar a cidade vindo de Buenos Aires, a companhia que faz o trajeto fluvial direto é a excelente e confortável Buquebus (saída do Puerto Madero) e dura pouco menos de 3 horas. Também é possível ir de barco de Buenos Aires até Colônia do Sacramento (1 hora de percurso pelas companhias Buquebus, Seacat ou, como opção menos recomendada, Colonia Express) e desta romântica cidade uruguaia seguir até Montevidéu de ônibus (2h30 a 3h pelas empresas COT, Turil e Chadre; confira os horários de partida e chegada no site do Terminal Tres Cruces).

De cruzeiro, duas companhias bem indicadas para fazer esse trajeto são a MSC e a Costa Cruzeiros. Acesse os sites respectivos e faça a simulação de datas e preços, caso se interesse por essa opção. Para mais alternativas, acesse esse link.

O aeroporto utilizado para chegar a Montevidéu – Aeroporto Internacional de Carrasco – fica a cerca de 20km do centro da cidade e sua estrutura moderna é de causar inveja a muitos aeroportos brasileiros. Como a distância até o centro ou Pocitos não é pequena, após o desembarque será preciso ir até o hotel em um táxi ou transfer, que podem ser solicitados através da empresa oficial que opera no aeroporto.

*Diante da variedade de alternativas mais confortáveis e rápidas, não indicamos a cansativa (e muitas vezes, com custo equivalente) viagem de ônibus até Montevidéu. Para quem se interessar, as companhias que realizam esse trajeto são a EGA e TTL, que passsam por São Paulo, Curitiba, Joinville, Florianópolis, Porto Alegre e outras.

IMG_6022

RAMBLAS – MONTEVIDÉU, URUGUAI

QUANDO IR

Como as chuvas são bem distribuídas durante o ano (estatisticamente, os meses de menores precipitações são os do inverno, além de abril e dezembro) e a temperatura média da cidade fica em torno de 17ºC, não há uma época contra-indicada para visitar Montevidéu.

Para os brasileiros, aconselhamos curtir o frio do inverno (sobretudo, julho e agosto) que pode chegar a bater 5ºC durante as noites.

Para quem quer fugir das temperaturas mais baixas, sugerimos os meses do verão, principalmente fevereiro e março, durante a época do animado e longo carnaval uruguaio, com suas festas populares e folclóricas bem distribuídas pela cidade.

Outra época legal para ir até Montevidéu é no mês de janeiro, por ser o mês com as melhores atrações e maior movimento no balneário de Punta del Este (a 2h30/3h de ônibus da capital) e por ser melhor para frequentar a praia do Rio da Prata e o agradável calçadão das Ramblas.

Tenha em conta que, qualquer que seja a época da sua viagem, é recomendável levar um agasalho na mala para se prevenir de imprevisíveis frentes frias que costumam passar pelo Uruguai.

IMG_5995

RAMBLAS E RIO DA PRATA – MONTEVIDÉU

MOEDA

Peso uruguaio. Para ter uma noção da cotação oficial, acesse esse link da conversão monetária que consta no site do Banco Central do Brasil.

Procure já levar pesos uruguaios ao viajar. Evite a casa de câmbio do aeroporto, que oferece uma cotação bem desvantajosa para quem chega. Prefira fazer a conversão nas casas de câmbio da parte histórica de Montevidéu (perto da praça principal, com o Palácio Salvo, há boas opções, principalmente na Avenida 18 de Julio; pergunte se cobram comissão).

Táxis e vans que saem do Aeroporto Carrasco aceitam cartão de crédito (que, por sinal, é super indicado no Uruguai). Não se esqueça de habilitar essa forma de pagamento para uso internacional antes de viajar.

Caso queira sacar cédulas utilize os caixas automáticos  da rede Brou (bom para quem tem Visa) e Banred (bom para quem usa Mastercard) do saguão do aeroporto ou espalhados na cidade.

IMG_6101

CENTRO HISTÓRICO – MONTEVIDÉU, URUGUAI

FUSO HORÁRIO

GMT: -3h. Isso quer dizer que em Montevidéu, a hora é a mesma da de Brasília.

IMG_6150

LUSTRE DO TEATRO SOLÍS – MONTEVIDÉU, URUGUAI

QUANTO TEMPO FICAR

Indicamos de 2 a 3 dias para conhecer as atrações principais da capital com calma (um fim de semana completo é suficiente, daí uma das vantagens de viajar até lá). Todavia, por ela ser super agradável e com um povo bem bacana, não é nada mal esticar umas férias por uma semana ou 10 dias para ficar por lá e conhecer Colônia do Sacramento, Punta del Este, Cabo Apolônio e dar uma passada em Buenos Aires.

IMG_5993

RAMBLA e RIO DA PRATA – MONTEVIDÉU, URUGUAI

COMO SAIR DO AEROPORTO

Como dissemos anteriormente, o ótimo aeroporto da cidade (Carrasco, considerado o mais moderno da América Latina) fica a 20 km do centro de Montevidéu. Para sair de lá, há ônibus regulares (opção mais barata, porém mais difícil para quem chega de madrugada e/ou para quem desembarca com muitas malas), táxis (alternativa mais cara e rápida) e vans compartilhadas.

Ônibus de linha: 700, 701, 703, 704, 710, 711, 724, 757 (todos da empresa COPSA até o centro de Montevidéu; duração de quase 1h até o centro); C1, C3 e C5 até o centro e DM1 (ônibus executivo) até Punta Carretas (esses da companhia CUTCSA). Custa em torno de R$ 5,00 (40 pesos uruguaios).

“Táxi Aeropuerto de Carrasco” – É a companhia oficial autorizada. O custo da corrida até o centro chega perto de R$ 170 reais (supera os 1500 pesos uruguaios), sendo um pouco mais barato para quem se hospeda ou vai descer em Pocitos e Punta Carretas (aproximadamente R$ 155,00 ou 1420 pesos uruguaios). Recomendável para quem chegar à noite, leva muitas malas e pode dividir a corrida com outros turistas.

Vans compartilhadas – também são operadas pela empresa “Táxi Aeropuerto de Carrasco”. Para quem viaja sozinho ou em casal, seu custo é bem menor que o táxi (a passagem individual sai em torno de 40 reais ou 350 pesos uruguaios). A desvantagem dessa modalidade é que precisa esperar a ocupação completa da van para sair do aeroporto e vai parando em lugares diferentes, haja vista que cada turista se hospeda em hotéis distintos (sobretudo em Pocitos e na Ciudad Vieja). Para quem chega de noite/madrugada, quer economizar, mas não aguenta esperar os ônibus, é a melhor opção.

HOSPEDAGEM

Para curtir Montevidéu da melhor forma possível, reserve sua hospedagem na Ciudad Vieja (perto da Plaza Independencia) ou em Pocitos ou Punta Carretas (perto do shopping de mesmo nome). São esses bairros que concentram as melhores atrações da capital, seja pelos monumentos e parte histórica (Ciudad Vieja), seja pela melhor região de bares/restaurantes/baladas e proximidade com o Rio da Prata (Pocitos e Punta Carretas).

Abaixo listamos alguns hotéis bem avaliados por turistas com diferentes perfis, a saber:

Para outras opções, acesse o Booking, Trivago ou TripAdvisor. Querendo alugar uma casa, um quarto ou um apartamento com contato direto com o proprietário, consulte o Airbnb.

Qualquer que seja a sua escolha, quanto mais cedo você a fizer, maiores as chances de conseguir o que melhor de agrada a preços mais em conta.

IMG_5943

PARQUE RODÓ – MONTEVIDÉU, URUGUAI

O QUE CONHECER

Plaza Independencia – é nesse espaço, entre a Avenida Sarandí e a importante Avenida 18 de Julio (vale à pena caminhar por esta movimentada via), que ficam alguns dos cartões-postais mais famosos da capital uruguaia:

  • Palácio Salvo (prédio emblemático de cor cinza, com formato arredondado na ponta e que já foi por alguns anos o maior da América do Sul);
  • Puerta de la Ciudadela (fragmento da fortaleza que protegia a cidade antiga no período colonial);
  • Teatro Solís (bela casa de espetáculos uruguaia, com bela decoração interior e bastante história; recomendamos a visitação guiada; não fica na Praça, mas muito perto dela);
IMG_6139

TEATRO SOLÍS – MONTEVIDÉU, URUGUAI

  • Estátua a José Artigas (homenagem que fica no centro da praça ao “pai da pátria”, que liderou movimentos nacionalistas, tendo derrotado forças portuguesas e, sobretudo, espanholas em famosas batalhas no começo do século XIX);
  • Palácio Estévez (construído em 1873, já foi sede da presidência do Uruguai; hoje funciona como Museu da Casa do Governo, com exposição de móveis, trajes e objetos de autoridades e representações diplomáticas)

    IMG_6179

    PALÁCIO SALVO – MONTEVIDÉU, URUGUAI

Igreja Matriz – é a Catedral Metropolitana, que fica na Plaza Constitución, bem perto da Plaza Independencia. É a igreja principal do país e possui um interior muito bonito. Aberta à visitação;

Mercado del Puerto – parada quase obrigatória para turistas que desejam experimentar as deliciosas carnes uruguaias e o excelente Medio e Medio (bebida que mistura espumante com vinho, em um sabor que agrada bastante). O serviço pelos bons restaurantes de lá é excelente, e o local ainda conta com lojas que vendem roupas e souvenirs.

Fonte dos Cadeados – essa pequena construção que fica na Avenida 18 de Julio a menos de 10 quarteirões da Plaza Independencia (logo depois da Columna de la Paz) é também bastante fotografada e visitada por ser símbolo de casais apaixonados na cidade. Vale uma passada rápida, principalmente por ficar perto de bons restaurantes.

Feira de Tristán Narvaja – tradicional feira popular que acontece todo domingo. lá são vendidas em várias barracas: flores, frutas, verduras, artesanato, mobília antiga, camisetas, entre outras lembranças. No caminho, há uma sucessão de casinhas coloridas bem charmosas que tornam a caminhada ainda mais agradável. Fica na Avenida Dr. Tristan Narvaja, uma transversal da 18 de Julio, entre a Avenida Gaboto e a Avenida Dr. Eduardo Acevedo.

Avenida Rambla – trata-se da avenida/orla que beira o Rio da Prata. A caminhada por parte de sua longa extensão (quase 20km) em um dia de sol no fim de semana é uma das coisas mais legais para se fazer em Montevidéu, misturando-se com muitos casais, amigos e famílias passeando, praticando esportes ou brincando com seus cachorros em um dos passatempos preferidos dos locais. É na parte entre a Rambla Puente Charles de Gaulle e Rambla República del Perú que fica o famoso letreiro Montevidéu em letras brancas, logo depois da Playa de los Pocitos (bom lugar para fotos no por do sol);

IMG_5985

RAMBLA – MONTEVIDÉU, URUGUAI

Parque Rodó – outro lugar muito querido para quem vive em Montevidéu, essa área verde com esculturas, pequeno castelo, lago e grandes palmeiras é reduto de namorados, crianças e famílias que tomam um chimarrão e fazem piqueniques bem perto da orla do Rio da Prata. Embora não seja um primor de conservação, é um ambiente aconchegante que vale à visita.

Estádio Centenário – esse ponto turístico vale mais para quem gosta de futebol. Afinal, é o palco da final da primeira Copa do Mundo desse esporte, vencida pelo Uruguai em 1930. O estádio é grande e nele a seleção nacional ainda joga suas principais partidas. Um verdadeiro orgulho para os uruguaios e um local que faz parte da história desportiva mundial.

IMG_6051

ESTÁDIO CENTENÁRIO – MONTEVIDÉU, URUGUAI

Shopping Punta Carretas – situado em uma antiga prisão revitalizada, esse bonito centro de compras (com lojas como Zara, Reebok, Levi’s, Puma, Adidas e outras) e supermercado fica em uma região cercada de edifícios empresariais modernos e ótimos restaurantes.

Outro bonito local para fazer compras é o Montevideo Shopping, com lojas mais caras, porém com preços mais acessíveis na baixa temporada (primavera e outono). Ele fica na Avenida Dr. Luis Alberto de Herrera, na altura do letreiro “Montevideo”, entre a Rambla Republica del Perú e Rambla Armenia;

Palácio Legislativo – por estar em um ponto afastado do centro turístico e das atrações de Pocitos e Punta Carretas, visitar esse belo edifício neoclássico onde funciona o Parlamento uruguaio é recomendado para quem tem tempo sobrando em Montevidéu e já conheceu os destaques anteriores. Fica entre a Avenida de las Leyes e a Avenida Colombia, na altura da Rambla Sud America.

IMG_7023

MONTEVIDÉU, URUGUAI

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Por não ser uma cidade grande, só vale à pena alugar carro caso você queira se deslocar da capital para Punta del Este, Colônia do Sacramento ou outra cidade distante de Montevidéu.

Para conhecer facilmente os pontos turísticos nas diferentes áreas, uma boa alternativa é Bus Turístico, no esquema hop-on hop-off (subidas e descidas ilimitadas ao longo do dia, pagando um preço único). Confira o itinerário e os horários de funcionamento no link destacado.

Outras boas opções para se deslocar dentro da capital ficam por conta dos táxis (as corridas entre os bairros turísticos de Ciudad Vieja, Pocitos e Punta Carretas não são caras, dificilmente ultrapassando os R$ 20,00; confira a tabela de preços nas “fixas” dos táxis) e dos ônibus para quem quer economizar (são antigos, mas bem cuidados e seguros, com motoristas educados e pacientes).

Evidente que se você estiver na Ciudad Vieja, aconselhamos as caminhadas (principalmente na Avenida 18 de Julio) como a melhor forma de se locomover e conhecer esse bairro histórico. Aproveite que está na Plaza Independencia e caminhe de lá até o Mercado del Puerto passando pela Avenida Sarandí e outras ruas menores e com seu charme antigo.

Da mesma maneira, para quem está em Punta Carretas ou Pocitos, vale à pena ir a pé conhecendo esses bairros sem roteiro e esticar o passeio pelas diferentes partes da Rambla.

Caso prefira deslocar-se de táxi, procure informar ao taxista o ponto de referência e as ruas que ficam perto do seu local de destino. Isso porque, às vezes, eles não sabem chegar ao lugar desejado apenas com o nome da rua e o número.

Se for andar de ônibus, recomendamos que baixe o aplicativo Cómo Ir (serve para celulares com Android ou iOS). Nele, basta você digitar o local em que você se encontra e o endereço para onde deseja ir. Pronto! Com essas informações, o aplicativo indica as linhas de ônibus que circulam entre esses pontos e o horário de funcionamento deles.

Para quem quer circular de carro, a carteira de habilitação (CNH) brasileira é válida e suficiente para a locação de automóvel e moto em Montevidéu.

CULINÁRIA LOCAL

Um dos melhores atrativos e prazeres de viajar até Montevidéu é saborear os pratos mais fortes da sua gastronomia. Aqui não tem para onde correr: churrasco ou parrilla com a carne suculenta (de preferência, acompanhada de chimichurri e batatas fritas), chivito (sanduíche grande recheado de carne e verduras, normalmente guarnecido com batatas fritas; boa pedida para o lanche; escolha o chivito canadense, que vem recheado de azeitona, cebola, palmito, tomate e alface); dulce de leche, alfajores e churros na sobremesa.

Para arrematar uma refeição divina, peça um Medio y Medio (bebida muito boa que mistura espumante e vinho branco) ou um Clericot (espumante servido em uma jarra ou taça cheia de frutas, como uva, morango, kiwi e outras delícias; uma de nossas bebidas preferidas no mundo).

Cansado de comer carne ou querendo fugir do lugar-comum, os pescados/frutos do mar uruguaios também são gostosos e encontrados em alguns bons restaurantes espalhados na capital.

Além dos chivitos, outro bom lanche na capital uruguaia é o Gramajo, um verdadeiro “mexido” com ovos, presunto, cebola, pimenta, azeitona, bacon, linguiça e batata palha ou batata frita.

IMG_7043

RESTAURANTES

El Palenque – certamente um dos melhores lugares para se deliciar com o churrasco do país. Fica no Mercado del Puerto;

Sr. Asado – outro excelente restaurante para experimentar a parrilla uruguaia. Fica no Portones Shopping Center;

Chivito de Lo Pepe – serve o agradável (mas nada espetacular) sanduíche típico no lanche dos uruguaio (endereço: Roque Graseras 885, 11300; bem perto da Boulevard Espanã, entre Punta Carretas e Pocitos);

La Pasiva – rede espalhada nos bairros turísticos principais de Montevidéu (tem um muito perto da Fonte dos Cadeados, na Avenida 18 de Julio; e tem também em Pocitos) que serve lanches, com destaque para o chivito e para o cachorro quente, a preços mais em conta;

El Lobizón – uma das casas mais bem avaliadas quando o assunto é Gramajo. Fica na Avenida Zelmar Michelini, nº 1264, perto da Fonte dos Cadeados e do Teatro Metro, no Centro/ Ciudad Vieja).

Francis – ótimo para quem quer comer frutos do mar e dar uma pausa na carne com batata. Fica na Avenida Jose María Montero, em Punta Carretas, perto do Clube de Golf e do Parque Rodó;

El Viejo y El Mar – também uma boa pedida para quem quer saborear bons pescados locais. Aqui a vista é mais bonita: de cara para o imenso Rio da Prata. Fica na Rambla Gandhi, esquina com a Avenida Solano García;

Bar Fun Fun  – (pronuncia-se com “u” mesmo) é um lugar sem erro para turistas, com show de danças típicas uruguaias e bons pratos regionais bem servidos. Fica na Avenida Soriano, bem perto da Plaza Independencia.

Mercado Agrícola – ótimo passeio gastronômico para comprar deliciosos doces de leite (prefira o da marca Narbona e Conaprole), azeites e vinhos. Fica a poucas quadras ao norte do Palácio Legislativo, entre as Avenidas Isidoro de María e a Calle Dr. Juán José de Amézaga.

Para provar uma ótima garrafa ou taça de Medio y Medio, vá ao Roldós, localizado no Mercado del Puerto.

Outros bons locais para comer: Los Yuyos (churrasco gostoso no restaurante mais antigo da cidade; fica na Avenida Luis Alberto de Herrera, nº 4297), Burlesque (bom chivito; fica na Avenida Luis Alberto de Herrera, nº 1136), Lo Verde (chivito gostoso e barato em um ambiente mais jovem; fica na Avenida Tristan Narvaja nº 1679, esquina com a Avenida Uruguay), El Italiano (comida internacional, marisqueria, pescados e bons vinhos; fica na Rambla Pte Charles de Gaulle, muito perto do letreiro “Montevideo” e do Iate Clube), Che Montevideo (frutos do mar, churrasco e cozinha internacional; fica na Rambla Gandhi, nº 630, no complexo Punta Pocitos).

IMG_7037.JPG

FRUTAS VERMELHAS – MONTEVIDÉU

IMG_6086

CARNE BOA PRA TODO LADO NO MERCADO DEL PUERTO

COMPRAS

Para quem deseja levar alguma lembrança de Montevidéu (normalmente, tecidos, roupas e calçados de couro, doces e vinhos), deve ter em conta que os preços dos produtos são parecidos com os cobrados no Brasil. Por ser uma cidade com investimento em turismo ainda recente e que deve ser melhorado com os anos, não são muitos os pontos para o turista se acabar no consumo.

Destacamos a Avenida 18 de Julho, no centro (principalmente, nas imediações da Plaza Independencia), o Mercado del Puerto e a Feira de Tristán Narvaja (esta somente aos domingos). Esses são os melhores locais para encontrar produtos artesanais ou souvenirs. Para mais opções, só que sem o foco na produção local, recomendamos os shoppings Punta Carretas e Montevidéu.

* Importante: é proibido trazer doce de leite nas viagens de avião. Para não correr risco de não levar uma saborosa lembrança do Uruguai, viaje com alfajores em caixas lacradas que não haverá problemas.

VIDA NOTURNA
  • Bar Tabaré (ambiente descolado, famoso entre turistas e locais; bom programa para uma quinta, sexta ou sábado à noite, a partir das 19h30; fica na José Luis Zorrilla De San Martín, 154, em Punta Carretas, muito perto do Clube de Golfe);
  • El Pony Pisador (com banda ao vivo, que toca ritmos latinos e música internacional, uruguaios e turistas gostam muito e se misturam nesse lugar; fica na Bartolomé Mitre, 1325, Ciudad Vieja; abre todos os dias, mas procure ir na quinta, sexta ou sábado);
  • Gallaghers (pub irlandês bem legal em Pocitos, com petiscos, cervejas e rock clássico; fica na Calle Pagola, 3233; só não abre segunda-feira)
  • Bar Fun Fun (tradicional escolha para turistas que querem ouvir a música local, como o tango, em um ambiente retrô e com um terraço grande; fica na Ciudadela, 1229, abre de quarta a sábado);
  • Circus (casa de três andares, onde rola um som de vários estilos, com clássicos da década de 90 e músicas atuais que estão fazendo sucesso; difícil ficar parado e sem petiscar algo nesse lugar; fica na Avenida Luis Alberto de Herrera, 1136; abre de quinta a sábado);
  • Volvé Mi Negra (lugar moderno e bonito; come-se em mesinhas até meia noite, depois as mesas são retiradas e o espaço vira pista de dança, às vezes, com banda ao vivo; procure chegar cedo ou reserve antes de sair do hotel; fica na Francisco Muñoz, 3177, em Pocitos; abre de quarta a sábado);
  • Te Acordás (na região do Parque Rodó, fica esse ambiente descolado onde é possível tomar ótimos cocktails, com música ambiente; fica na Pablo Maria, 1203; não abre aos domingos);
  • Lotus (para quem curte música eletrônica em um ambiente grande. começando a balada tarde, depois das 23h; cheio de jovens uruguaios; fica na esquina entre a Coronel Luis E. Lecueder e a Dr. Luis Bonavita; abre de quinta a sábado);
  • 3 Perros (lugar eclético, fácil de agradar, já que em um ambiente toca reggae, ska e rock e, em outro, no piso inferior, tocam ritmos eletrônicos, latinos e outros dançantes; fica em Pocitos, entre a Simón Bolívar, 2459, y Baldomir; não abre segunda-feira);
  • Burlesque Bar (talvez a melhor alternativa para quem quer tomar uma cerveja gostosa – mais de 40 tipos – e ótimos aperitivos em um ambiente tranquilo e muito querido pelos locais; fica na Avenida Luis Alberto Herrera, 1136, no Bairro Buceo; abre todos os dias, depois das 20h);
  • Teatro Solís (linda casa de espetáculos com shows muitas vezes de artistas famosos mundialmente; confira a programação no site oficial; fica quase do lado da Plaza Independencia, na Ciudad Vieja).

Importante avisar que os bares costumam abrir à noite depois das 19h; os pubs e lugares com música ao vivo passam a ficar com mais gente depois das 23h e as baladas ficam mais animadas lá pelas 2h da madrugada. Outra coisa: boate ou discoteca é conhecido no Uruguai como “boliche”. Querendo achar um lugar com música em ambiente fechado, pergunte pelos “boliches” aos locais, que você não vai errar.

Como deu para perceber, as opções são várias e dá para curtir bem na cidade. Todavia, não espere encontrar o pique e a diversidade de ambientes das baladas argentinas. Por isso, querendo algo mais elaborado e movimentado, reserve uma noite na vizinha Buenos Aires, onde não faltam festas noturnas de excelente qualidade.

NOSSA EXPERIÊNCIA

Fomos a Montevidéu no início de abril de 2016. Adoramos a cidade. Superou nossas expectativas. Ficamos em um hotel na Avenida Uruguay, Ciudad Vieja, a menos de 10 minutos de caminhada para a Plaza Independencia; e também nos hospedamos em um hostel em Pocitos.

Na semana que passamos no país, ficamos 3 dias na capital. Foi a única cidade em que só encaramos o sol (choveu em Colônia do Sacramento e, principalmente, em Punta del Este). Deu para visitar os pontos principais e fazer tranquilas caminhadas.

Claro que a Plaza Independencia, a Avenida 18 de Julho, o Mercado del Puerto, o Parque Rodó, as ruas de Pocitos e Punta Carretas são muito bacanas e valem a visita, mas o que mais gostamos na cidade foi a caminhada nas Ramblas.

Esse calçadão beira-rio traz uma sensação de lugar praiano a Montevidéu, que não existe em Buenos Aires. Muita gente faz piquenique, estende toalhas e cadeiras e passeia com os cachorros nesse lugar, o que a gente não viu na capital argentina. E isso faz muita diferença para a gente. É o mesmo rio que banha as duas cidades, mas a relação entre as pessoas com ele é diferente, como se ele fosse mais festejado e útil como passatempo em Montevidéu.

Além disso, outro destaque fica para o povo local. O uruguaio é muito simpático e cordial, sem levar a vida na correria, parando para ajudar. Adoram futebol e, mesmo os mais jovens, lembram apaixonados da vitória da seleção deles sobre a brasileira na final da Copa de 1950, no Maracanã.

Outra coisa sensacional é a vantagem do cartão de crédito para turistas. Talvez seja o melhor país para se gastar cartão de crédito ao invés de cédulas, em virtude do imposto que pagamos pela operação financeira ser compensado por uma regra tributária uruguaia que torna mais barata a conta em restaurantes e locadoras de veículos.

Enfim, é uma cidade pacata, não abarrotada de monumentos, mas que desperta uma energia muito boa e uma vontade enorme de ficar para morar, já que não faltam parques, área histórica, gente sensacional, excelente comida, bares e baladas legais e um rio que mais parece um mar.

Gostamos tanto de lá que é difícil lembrar de algum ponto negativo. Porém, fazendo um esforço grande, a única ressalva fica para o custo dos produtos e refeições por lá. Não são baratos como imaginávamos. Só mais um pequeno detalhe negativo: o transporte público. A cidade não tem metrô e os ônibus, embora abundantes, são bem velhinhos e poucos são os que levam do aeroporto ao centro para quem chega em voos no fim da noite ou de madrugada.

IMG_6023

CLÁSSICO LETREIRO – RAMBLA PTE CHARLES DE GAULLE

CURIOSIDADES

Mais da metade dos 3,5 milhões de uruguaios vive em Montevidéu. Para se ter uma ideia, a população bovina chega a ser 10 vezes maior que o número de pessoas no país. 

→ Lá acontece o Carnaval mais longo do mundo, com 40 dias de blocos, festas e danças típicas (“candombe”, principalmente), além de apresentações teatrais.

→ Apesar de ser uma curiosidade sobre o país, foi a partir do governo presidencial de José (Pepe) Mujica que o Uruguai passou a ser o primeiro país latino-americano a reconhecer a união civil homoafetiva, bem como o primeiro a liberar o consumo de maconha (sob específicas condições).

→ O Uruguai, inclusive, figura nas primeiras posições da América Latina quando o assunto é segurança, honestidade e IDH.

→ Assim como os demais habitantes do país, em Montevidéu o que mais se vê é uruguaio tomando mate no chimarrão. Eles levam para todos os lugares. Até o motorista de ônibus dirige tomando a bebida tão comum aos gaúchos.

→ É comum o cumprimento com um beijinho no rosto, seja entre homens ou entre mulheres.

→ O uruguaio é apaixonado por futebol, sobretudo pela seleção nacional, conhecida como Celeste Olímpica. Foi o Uruguai que venceu as duas primeiras finais olímpicas de futebol (quando a FIFA ainda nem existia e nem havia Copa do Mundo) e também foi o primeiro campeão mundial, em 1930, com a final disputada no Estádio Centenário. Sagrou-se bicampeão da Copa do Mundo no Brasil, em 1950. Os times mais queridos lá são o Peñarol e o Nacional.

→ O Uruguai foi o primeiro país a implementar a política de um computador por criança. Cada estudante das escolas públicas lá recebem um computador.

→ É o único país de língua espanhola em que o ensino do português é obrigatório. Esse respeito, provavelmente, deve-se ao fato de o Uruguai ter sido inicialmente conquistado por Portugal. Além disso, até o início do século XIX era anexado ao território do Brasil, sendo, na época, conhecido como Província Cisplatina.

→ Durante a colonização espanhola no Uruguai, Montevidéu foi o centro de distribuição dos escravos trazidos da África.

IMG_7031

PRÉDIOS MODERNOS AO LADO DO SHOPPING PUNTA CARRETAS – MONTEVIDÉU, URUGUAI

DICAS

 Para brasileiro entrar no Uruguai basta levar RG. Todavia, é sempre bom ter em mãos o passaporte. Não existe visto para o país vizinho. Outros documentos de identificação não são aceitos lá.

⇒ Assim como o passaporte, é praticamente indispensável no Uruguai ter um cartão de crédito habilitado para uso no exterior. Isso porque os restaurantes e outros estabelecimentos (locadora de veículos por exemplo) são regidos por uma legislação tributária nacional que fornece descontos ao consumidor no final da conta. Assim, nesses locais, usando o cartão de crédito, você sempre paga menos do que a efetiva soma daquilo que foi usufruído.

⇒ Pretende usar o táxi para ir a algum lugar específico sem grande apelo turístico? Baixe o Google Maps ou informe-se sobre pontos de referência e ruas paralelas e transversais para melhor orientar o taxista. Muitas vezes eles não sabem os locais exatos.Há poucos anos era necessário pagar a taxa de embarque (US$ 36) no aeroporto de Carrasco ao fazer o retorno para o Brasil. Hoje, se você viaja com TAM e Gol, não é necessá

⇒ Nos táxis e ônibus, procure levar cédulas de pequeno valor. Se a nota entregue for alta, dificilmente o motorista terá o troco.

⇒ A capital uruguaia é muito mais segura e tranquila que as grandes cidades brasileiras, no entanto, não dê bobeira! Fique atento ao caminhar à noite, principalmente, na Ciudad Vieja.

⇒ Se no inverno o agasalho é item obrigatório, nas outras estações ele não deixa de ser importante na sua mala. Frentes frias surgem sem avisar na região. Seja precavido!

⇒ Aproveite para conhecer Colônia do Sacramento, Punta del Este e dê uma esticada até Buenos Aires. Todas elas são cidades muito próximas e com opções variadas para tornar sua viagem completa.

⇒ Leia também o post Guia Prático – Uruguai!

IMG_6008

RAMBLA – MONTEVIDÉU, URUGUAI

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

  

IMG_5963

ESCULTURAS NO PARQUE RODÓ – MONTEVIDÉU, URUGUAI

IMG_5996

RAMBLA – MONTEVIDÉU, URUGUAI

IMG_6096

FONTE E MERCADO DEL PUERTO – MONTEVIDÉU, URUGUAI

IMG_5985

RAMBLA E RIO DA PRATA – MONTEVIDÉU, URUGUAI

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

4 comentários sobre “MONTEVIDÉU

  1. Pingback: PUNTA DEL ESTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s