JERICOACOARA

O que dizer de um vilarejo isolado com lagoas transparentes, formações rochosas de variados estilos, estrutura hoteleira que encontra o equilíbrio prefeito entre o rústico e o chique, e dunas imensas, sendo uma especificamente ponto de encontro de pessoas de todos os tipos e origens para apreciar um por do sol dos mais belos do mundo?

E de um lugar com pessoas que não precisam levar sapatos, caminhando por ruas de areia com chinelos, shorts de mar e biquínis, sem medo de circular durante a noite pelos ótimos restaurantes e baladas animadas após dias divertidos em buggy ou em carros 4×4 e banhos de lagoas e mar, com ótimos pontos para surfar e praticar kitesurf e windsurf?

Tudo isso você encontra na idílica Jericoacara. Confira a seguir as dicas e informações úteis sobre esse que é um dos melhores lugares para conhecer no Brasil.

IMG_20170422_151438_888

PEDRA FURADA – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

COMO CHEGAR

A forma mais rápida e confortável para chegar perto de Jericoacara é de avião. Há dois aeroportos que operam voos para a região: o Regional de Jericoacara (que fica no Município de Cruz) e o Internacional de Fortaleza.

O Aeroporto Regional de Jericoacara foi inaugurado em 24 de junho de 2017, com voos procedentes de Recife, Congonhas e Campinas da Azul e Gol. Ele fica a 32 km da vila de Jeri (praticamente 1 hora de transfer pela estrada de terra até Jeri).

O Aeroporto Internacional Pinto Martins, de Fortaleza, recebe voos da Gol, da Azul, da Latam e da Avianca, e continua funcionando como ponto de partida para transfers e ônibus até Jeri (a distância entre a capital cearense até esse lindo destino é de quase 300 km de estrada, o que é feito entre 4 e 5 horas de transfer até lá).

Pela via terrestre, o percurso é feito em ônibus (apenas boa parte do trajeto, mas não ele todo) e pick ups/jipes/jardineiras ou buggys com tração nas 4 rodas e boa potência. As estradas até lá são: a partir de Fortaleza, CE-085 (conhecida como Estruturante), que em sua maioria está em ótimo estado de conservação e sinalização; ou BR-222 + BR-402 (de Umirim em direção a Itapipoca, Morrinhos e Bela Cruz); BR-222 (passando por Forquilha Sobral) + BR-403 (passando por Morrinhos e perto de Acaraú). Para quem vem de Teresina e São Luís, a estrada a seguir até Jericoacara é a BR-343.

IMPORTANTE: Desde 21 de setembro de 2017, passou a ser cobrado dos turistas (maiores de 12 anos e menores de 60 anos) em Jericoacara uma taxa de permanência de R$ 5,00 por dia. Trata-se da taxa de Turismo Sustentável a ser revertida para melhorias na infraestrutura do local, que cada pessoa que visita Jeri naquela faixa etária tem que pagar.

Há duas formas de pagamento: I) antecipadamente/pela Internet (boleto gerado na página da prefeitura); ou II) presencialmente no posto localizado na entrada do município ou no posto localizado na entrada da Vila de Jericoacoara. Qualquer que seja a modalidade que você adote, leve o comprovante de pagamento e apresente no seu hotel ao fazer o check in.

20170422_091641

JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

QUANDO IR

Entre o final de junho e setembro. Isso porque essa é a época as lagoas estão bastante cheias, sem o risco de novos temporais típicos do primeire semestre.

Julho, dezembro e janeiro costumam ser os meses mais festivos, sendo Jeri um ótimo destino para virada de ano (no dia 13 de dezembro acontece a Festa de Santa Luiza, o maior evento cultural do vilarejo). Julho ainda é um mês especial visto que o sol se põe por trás da Pedra Furada, proporcionando um belo espetáculo.

Para os atletas que querem muito praticar kitesurf e windsurf, venta bastante entre julho e janeiro, mas principalmente em novembro e dezembro.

Embora as chuvas não durem o dia todo entre janeiro e junho, evite ir em março e abril, quando elas são mais intensas.

IMG_20170422_153222_766.jpg

DUNAS E LAGOAS POR TODOS OS LADOS – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

DDD

85

QUANTO TEMPO FICAR

3 dias completos em Jericoacara são suficientes para ser possível conhecer as atrações principais do leste e do oeste do vilarejo, além de ser possível aventurar-se praticando kitesurf ou windsurf e tomar ótimos banhos em trechos de mar calmo.

IMG_20170423_094328_594

JERICOACOARA, CEARÁ

COMO SAIR DO AEROPORTO

Seja a partir do aeroporto em Cruz, seja a partir de Fortaleza, o trajeto até Jericoacara deve ser complementado de caminhonetes/pick ups/jipes com tração nas 4 rodas ou pela combinação de ônibus + pau de arara/jardineira (que é a forma mais barata, desconfortável e demorada para chegar lá).

Existem inúmeras empresas que oferecem o transfer nas mencionadas caminhonhetes/pick ups/jipes/jardineiras, através das quais você pode inclusive fechar pacotes de passeios pelos pontos turísticos principais no entorno de Jericoacara. Acesse o site do Portal Jericoacara e nele faça o cadastro informando seu e-mail e a data da chegada. No mesmo dia você começará a receber uma enxurrada de propostas. Negocie o valor, já que é possível economizar mais de 100 reais por pessoa a depender da empresa.

Importante registrar que a forma de pagamento costuma ser a mesma cobrada por todas essas empresas: independente da que você mais gostar, é quase certo que a empresa responsável pelo seu transfer vai exigir um adiantamento/entrada (variando entre 10% a 50% do valor total do contrato). O restante você paga ao chegar em Jeri e, se for o caso, ao voltar a Fortaleza.

Peça um contrato, a nota fiscal, o registro da empresa no CNPJ e o comprovante do pagamento daquele sinal. Não são comuns os relatos de aproveitadores, mas existem várias empresas de transporte pirata que podem complicar um pouco sua viagem. Certifique-se da respeitabilidade e da boa avaliação da sua empresa no site Reclame Aqui ou no PROCON-CE.

Para quem prefere ir de ônibus, o trajeto da capital até Jijoca é feito pela Fretcar, e sai diariamente do aeroporto e da rodoviária de Fortaleza, podendo ser comprada a passagem presencialmente ou on-line. Aquela empresa fornece dois tipos diferentes de ônibus neste percurso: um mais barato (na faixa de R$ 60,00) e outro mais confortável (em torno de R$ 80,00). Compre com antecedência, principalmente se pretende ir na alta temporada. A viagem de qualquer desses ônibus vai até Jijoca. A partir daí o percurso é feito em pau de arara ou jardineira (caminhonete em que os passageiros ficam sentados em banco na caçamba, cobertos por uma lona). Todo o percurso dura mais de 6 horas a partir de Fortaleza. Consulte preços e horários de saída no link destacado e pergunte se o trecho de pau de arara/jardineira está incluído no pacote (normalmente está).

Aos que preferem ir de carro alugado, bom lembrar que só conseguem chegar lá carros com muita potência e tração (pick up/jipe/buggy) e veículos particulares não são muito bem vindos pelo sindicato que organiza o turismo até Jericoacara. Além disso, da Vila do Preá ou de Jijoca até Jericoacara o percurso é muito confuso, pela imensidão de areia entre esses pontos, sendo necessário o auxílio de um GPS e de um mapa ou, melhor ainda, de um guia contratado naqueles locais. Outra coisa: não é permitida a circulação de veículos particulares nas ruas de Jericoacara, sendo necessário pagar uma taxa diária de aproximados R$ 10,00 para deixar em um estacionamento na entrada da vila.

Por todas essas dificuldades indesejadas para quem só quer curtir e relaxar, evite ir dirigindo um carro alugado e chegar lá sem o serviço de transfer ou ônibus anteriormente citado.

20170423_133151

DUNAS, LAGOAS E POÇAS SEM PRÉDIOS POR PERTO A CAMINHO DE JERICOACOARA – CEARÁ

HOSPEDAGEM

Como o vilarejo é muito pequeno, basta você ficar nas imediações das ruas mais importantes (Rua Principal, Rua São Francisco, Rua da Igreja, Rua do Forró), que você estará hospedado perto da animação noturna e sossego diurno de Jeri.

Não recomendamos hospedagens mais baratas na Praia do Preá, em Jijoca ou no Município de Cruz. São cidades afastadas de Jeri e que atrapalham muito, sobretudo, aos que querem aproveitar os bons restaurantes e festas na noite do vilarejo isolado. Além disso, dá para encontrar em Jericoacoara várias pousadas a preços acessíveis, havendo opções para diferentes perfis de turistas.

A seguir, listamos algumas opções de pousadas e hotéis bem avaliadas por turistas:

Para mais alternativas, acesse o Booking, Trivago ou Tripadvisor.

Aos que desejam acertar a hospedagem em quarto, apartamento ou casa diretamente com o proprietário, sugerimos a consulta ao Airbnb.

20170424_121235

HOTEL ESSENZA – JERICOACOARA, CEARÁ

20170424_121315

HOTEL ESSENZA – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

O QUE CONHECER

Pedra Furada – cartão-postal mais famoso de Jericoacara, um paredão de rocha de 5 metros, com uma abertura do meio decorrente da força do vento e da água. Fica em uma região bonita, com mar aberto. Para chegar lá, é possível ir caminhando a partir do centro da vila, seguindo pela direita de quem olha para a praia. O percurso pela praia deve ser feito na maré baixa e dura cerca de 30 minutos. Se a maré estiver cheia, o recomendado é fazer a Trilha do Serrote. Evite caminhar até lá ou voltando de lá sozinho(a), principalmente quando estiver à noite. Ela também faz parte do roteiro dos buggys pela parte leste. Lembramos que a melhor época para ir lá é em julho, quando o sol se põe por trás da pedra, bem no meio da abertura.

IMG_20170422_155016_851

PEDRA FURADA – JERICOACOARA, CEARÁ

Lagoa do Paraíso – belíssimo cenário com lagoas naturais formadas do acúmulo das chuvas. É nesse lugar que ficam as redes armadas dentro da água, trazendo uma sensação de paz indescritível. A cor da água é lindíssima, sobretudo em julho e agosto (quando não há chuva e as lagoas estão cheias). Na sua margem, ficam restaurantes de excelente infraestrutura e atendimento (destaque para o Alquimista/Alchymist Beach Club; peça para o seu motorista te deixar lá quando for parar na Lagoa do Paraíso). Conta ainda com passeios de caiaque, stand up paddle, jangada. Fica distante da vila, devendo ser acessada pelos passeios de buggys ou pick ups pelo litoral leste. Junto com a Pedra Furada, é a atração mais visitada do entorno de Jeri.

IMG_20170422_153114_941

LAGOA DO PARAÍSO – JERICOACOARA, CEARÁ

Lagoa Azul – da mesma forma que a anterior, essa concentração de água doce possui uma coloração impressionante. Chega a ser de tonalidade mais viva que a Lagoa do Paraíso, porém é turva. Também há restaurante na sua margem, com músicas de sucesso regionais e internacionais animando os banhistas. Fica do outro lado da margem da Lagoa do Paraíso, e também é acessada pelos buggys no roteiro pela parte leste de Jericoacara.

Árvore da Preguiça – é a linda árvore “deitada” que não consegue se erguer pela força do vento, embora preserve suas raízes intactas. Seu tronco retorcido e a copa repleta de folhas faz dela uma ótima parada rápida para fotos, localizada na Praia do Preá, no caminho entre a Pedra Furada e as lagoas comentadas anteriormente. Para chegar nessa árvore, é possível fazer uma caminhada ecológica a partir da Praia do Preá (2 km de distância), mas ela também é incluída no passeio de buggy ou pick up pela parte leste de Jericoacara.

20170422_130858

ÁRVORE DA PREGUIÇA – JERICOACOARA, CEARÁ

Lagoa da Tatajuba – essa bela lagoa fica situada entre enormes dunas, após atravessar o a Barra do Guriú e o mangue seco, lembrando bastante o cenário dos Lençóis Maranhenses. Também possui redes armadas na água e bons restaurantes de frutos do mar ao redor. Além disso, também nela dá para navegar pelos stand up paddles e praticar sandboard e ski-bunda (descendo as dunas em uma espécie de prancha, tapete ou pedaço de madeira até chegar na água). É a atração principal dos roteiros de buggys e pick ups pela parte oeste de Jericoacara.

Para chegar até lá, o carro atravessa o braço de rio por balsa, sendo possível parar para ver um nativo pegar cavalos marinhos no viveiro; depois, o carro sobe e desce dunas, incluindo a Duna do Funil. É nessa região que havia o vilarejo da Tatajuba, que foi soterrado pelas areias acumuladas pelo vento, fazendo com ele fosse novamente desenvolvido em outro lugar, chamado de Nova Tatajuba.

IMG_20170423_151608_007

LAGOA DA TATAJUBA – JERICOACOARA, CEARÁ

Duna do Por do Sol – um pouco à esquerda da praia do centro de Jericoacara fica esse elevado de areia onde os turistas e nativos se encontram para assistir ao lindo por do sol do vilarejo. Muitos levam bebidas, fazem piqueniques, só esperando a hora mais bonita do dia. É lindo, é romântico e é de graça, sendo acessado por uma tranquila caminhada (sem precisar de buggys ou cavalos).

Kitesurf e Windsurf – pela ótima posição geográfica de Jeri, os ventos são fortes e constantes o ano inteiro (principalmente em novembro e dezembro), o que faz da região um dos melhores locais no mundo para a prática desses esportes. O local ideal estende-se da praia de Jericoacara até a Barra do Guriú (a oeste) e na Praia da Malhada (a uma curtíssima caminhada à leste da praia do centro; essa praia é ótima para surfar também). Sendo a Lagoa Azul e a Lagoa do Paraíso ótimos lugares para a prática do freestyle.

Passeio de cavalo – a visita até as lagoas, até a Pedra Furada e ao longo da praia pode ser feita cavalgando. Lá no centro de Jeri existe a Associação de Cavaleiros, onde você pode alugar um cavalo para passear durante o dia. Também é possível acertar esses passeios pelo próprio hotel.

20170423_133801

PAISAGEM QUE MUDA CONSTANTEMENTE PELO VENTO NAS DUNAS – JERICOACOARA

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

A vila é bem pequena, com três ou quatro “avenidas principais” (Rua Principal, Rua São Francisco, Rua do Forró) e algumas ruelas perpendiculares, podendo ser conhecida totalmente em agradáveis e curtas caminhadas, com pés calçados de chinelos e sandálias (não precisa de tênis). Sequer há sinal de carros por dentro do centro (eles ficam estacionados na entrada do vilarejo).

Com exceção da Pedra Furada, as demais atrações turísticas da região não ficam muito perto de Jeri, o que demanda a contratação de passeios de buggys ou pick ups para serem conhecidas.

mapa_jericoacoara.jpg

MAPA DE JERICOACOARA – CEARÁ, BRASIL

20170423_160403

PRAÇA PRINCIPAL – JERICOACOARA, CEARÁ

CULINÁRIA LOCAL

O destaque, certamente, fica para os pescados frescos (destaque para os robalos, lagostas e camarões), seja servidos em postas grelhadas, seja em ensopados e moquecas.

Os restaurantes costumam servir esses pratos principais com acompanhamentos tropicais e nordestinos variados: farinha, castanhas, salada, pirão e frutas (molho de manga, caju e siriguela são recorrentes e incríveis).

É muito comum encontrar por lá peixes e camarões servidos dentro de abacaxis, ou em folhas de bananeira, o que é delicioso, misturando sabores ácidos e doces em combinações equilibradas.

Os pratos típicos cearenses também são muito bem preparados em Jeri: caranguejada, churrasco de carneiro, baião de dois, galinha de mandioca, moqueca de arraia, arroz de camarão, carne de sol. Destacamos aqui a “laikirinha”, que mistura arraia, vatapá e caranguejo e é encontrada em cardápios de ótimos restaurantes por lá.

É fácil também encontrar lanches e drinks variados e muito saborosos: tapioca, açaí, sanduíches naturais, caipirinhas e caipiroskas (morango, maracujá, siriguela são alguns exemplos que só de lembrar dão água na boca).

Não faltam também boas massas caseiras (pizzas e nhoques são as melhores pedidas), risotos elaborados, comida japonesa de primeira e ótimas sobremesas (que incluem sorvete de castanha de caju, rapadura, petits gateaus).

IMG_20170423_163510_236

CARDÁPIO NA LAGOA DA TATAJUBA – JERI, CEARÁ

RESTAURANTES

Para comer pães fresquinhos deliciosos, de variados sabores e recheios, vá à Padaria Santo Antônio (Rua São Francisco), que abre às 2h da manhã para encerrar a balada ou a noite agradável com excelente comida.

Um lanche na praia econômico (menos de R$ 5,00) é o pão de queijo recheado vendido por um rapaz em uma bicicleta.

Outra dica para quem quer economizar é comprar comida no Supermercado Tem de Tudo. Almoços e jantares bem baratos você encontra nos pratinhos vendidos pela Elisângela, na frente da praça principal, além de haver vários pratos feitos por R$ 15,00 vendidos na Rua do Forró.

IMG_20170423_162254_385

PETIT GATEAU NO GELATO GRANO – JERICOACOARA, CEARÁ

COMPRAS

Bolsas, saídas de praia, biquínis, bijuterias, luminárias, tecidos e rendas, além de outras peças artesanais e castanhas são os melhores produtos que você encontra no charmoso comércio de Jeri.

Por ser um local turístico e isolado, os preços são mais caros do que em grandes centros urbanos, mas nada exagerado. Dá para voltar de lá com bons presentes.

Para encontrar basta se perder entre as ruelas do minúsculo vilarejo. Na alta temporada (julho e agosto, dezembro e janeiro), as lojas ficam abertas até tarde da noite, inclusive nos domingos. Na baixa temporada, funcionam no horam comercial tradicional (9h/10h às 18h/20h) e poucas abrem até tarde no domingo.

Algumas boas lojas:

  • Pé na Areia (artesanato na Rua Principal);
  • Balaio de Couro (artesanato na Rua Principal);
  • Jeri Arte (artesanato na beira-mar e na Rua Principal);
  • Castanhas de Jeri/Jeri Nuts (perto do Café Brasil, entre a Rua Principal e a Rua São Francisco);
  • Coco Verde Jeri (artesanato na Rua Principal);
  • Meia Lua (artesanato na Rua Principal);
  • Lojinha Criativa (moda praia na Rua São Francisco);
  • Jeri Moda (moda praia na Rua do Forró);
  • Ondas do Mar (moda praia na Rua Principal);
  • Jegue Louco II (moda praia da na Rua Principal);
  • Prata da Casa (joias e bijuterias na Rua Principal);
  • Garimpo Opala (joias e bijuterias na Rua Principal).

Para mais opções, consulte o Live Jeri ou esse link.

20170423_131129

MANGUE DA BARRA DE GURIÚ – JERICOACOARA, CEARÁ

VIDA NOTURNA

Forró, bares com música ao vivo (MPB e sucessos internacionais) e barraquinhas de drinks são as atrações principais da noite em Jeri.

Para entrar no clima, há uma variedade de barraquinhas enfileiradas que vendem deliciosas e baratas (dificilmente cobram mais do que R$ 10,00) caipirinhas e caipiroskas de diversos sabores na entrada da Rua Principal, bem perto da praia.

Mais adiante, ainda na Rua Principal, o que não faltam são restaurantes e bares com bandas ou artistas no estilo voz e violão cantando os hits nacionais e estrangeiros, além de músicas nostálgicas com clima bem praiano. Destaque para o restaurantes/bares ZChopp e Sambarock. Há outros similares nas ruas paralelas (Rua São Francisco – destaque para o boteco Tortuga – e Rua do Forró). Essas são excelentes alternativas para quem não gosta de dançar e só quer curtir a noite sem muito esforço, ouvindo boa música, com boas comidas e bebidas e só observando o movimento das ruas sem asfalto nem cimento.

Lá para as 22h/23h, a dança regional é de primeira qualidade no “Forró da Dona Amélia” (normalmente aberto às quartas-feiras e sábados; fica na Rua do Forró), no “Maloca Artecultura” (costuma ter trio de forrozeiros às quintas-feiras, mas também toca samba; fica na Rua da Igreja) e no Sky. O ritmo é no pé-de-serra, com clássicos do baião e xote, mas também inclui músicas mais recentes e vai até 2h da madrugada.

As barraquinhas de bebidas acima mencionadas costumam funcionar no final dos shows de forró, para os turistas e nativos que não querem deixar a animação ir embora.

Outras boas opções são os bares Planeta Jeri (a animação da música ambiente começa no início da noite, nesse local que é bem perto da praia do centro) e o Mama África (bem dançante, ao ar livre na Rua das Dunas, e que costuma encher no final da noite, entre 22h e 4h30, nas terças, quintas e domingos).

IMG_20170423_200523_190

CAIPIRINHAS NO RESTAURANTE PESCADOR – JERI/CE

De vez em quando, sobretudo na alta temporada (julho, dezembro e janeiro) e em noites de lua cheia, costumam acontecer luaus e baladas (com DJs) ao ar livre em Jeri e até na Lagoa da Tatajuba. Antes de viajar para lá, procure perguntar ao seu hotel ou à empresa responsável por seu transfer se algumas dessas festas esporádicas vão ocorrer durante sua passagem por Jericoacoara. Se eles não souberem essa informação, entre em contato com o pessoal da Vila Kalango (+55 88 3669.2289/ +55 88 3669.2290/ +55 11 98629.4354/ reservas@vilakalango.com.br).

Dentras as baladas esporádicas na praia não deixe de perguntar se, na época em que estiver por lá, vai rolar alguma festa com DJ no Alquimista/Alchymist Beach Club (o restaurante/bar com melhor infraestrutura na Lagoa do Paraíso). Pergunte no link destacado ou no peça pro seu hotel entrar em contato com os responsáveis por aquele estabelecimento. Aproveite para ver o entardecer por lá e emendar com a festa até altas horas.

NOSSA EXPERIÊNCIA

Fomos para Jericoacoara no final de abril de 2017. Ficamos lá 2 dias e meio, hospedados na excelente pousada Aki Jeri, na Rua das Dunas.

Saímos de Fortaleza às 23h com um transfer por 4×4 reservado com quase 1 mês de antecedência (não precisa reservar tão antes; a variedade de empresas que fornece esse serviço é gigantesca; procure fazer o acordo com uma semana antes) e trafegamos pela estrada durante a madrugada, chegando em Jericoacoara perto de 4h30 da manhã.

Enfrentamos dias bem nublados e instáveis, chegando a chover um pouco mais forte no segundo dia por apenas umas 2h seguidas. Tivemos sorte porque a previsão do tempo indicava que nossos dias prometiam ser de tempestades contínuas.

No primeiro dia, fizemos o passeio pelo lado leste. Para fugir da chuva, nosso excelente bugueiro (Raimundo; contratado através da nossa pousada) fez o percurso inverso do que costuma ser feito nesse roteiro. Visitamos, nessa ordem: Lagoa Verde, Lagoa do Paraíso (onde ficamos mais tempo e paramos para almoçar; banho delicioso e redes super relaxantes dentro da água), Lagoa Azul, Árvore da Preguiça e Pedra Furada (aqui o buggy nos deixa no início de uma trilha, que tivemos que completar por 1 km de uma caminhada por belas paisagens).

Nesse mesmo dia, assistimos ao sol se pondo na “Duna do Por do Sol”. Em seguida, curtimos a noite super charmosa e rústica da vila, caminhando pelas suas poucas ruas, com uma caipifruta de siriguela comprada em uma das barraquinhas da entrada da Rua Principal. Jantamos deliciosos camarões servidos em um abacaxi no restaurante Sabor da Terra (na Rua do Forró, perto do famoso restaurante Lagosteiro). Em seguida, comemos um incrível petit gateau da sorveteria Gelato Grano (essa sobremesa só é servida na unidade que fica na pracinha principal) e passamos um bom tempo ouvindo a música na praça que vinha tanto do Sambarock Café quanto do ZChopp.

20170423_171624

IGREJA MATRIZ – JERICOACOARA, CEARÁ

No dia seguinte, fizemos o passeio pelo lado oeste. Não fomos ver a coleta de cavalos-marinhos (atração que é paga à parte). Fizemos a travessia de balsa, paramos no mangue, subimos e descemos dunas imensas, rolamos até belas lagoas pelo caminho e passamos mais tempo na parada final, a Lagoa da Tatajuba, onde almoçamos um peixe delicioso. Voltamos mais cedo do que esperávamos para fugirmos do temporal que se avizinhava. Curtimos a piscina do nosso hotel e algumas horas depois fomos ver o por do sol mais bonito de todos os tempos. Nossa máquina e nossos celulares são bem fracos em resolução, mas mesmo assim dão uma noção da beleza desse momento. Tanto é que todos ao nosso redor estavam tirando fotos de tão impressionante que a paisagem estava. Depois de recuperados daquele momento, caminhamos mais uma noite pelas ruas de Jeri, parando para jantar no ótimo restaurante Pescador, com decoração e atendimento muito bons. Olhamos as lojinhas e voltamos para o hotel.

No último dia, fomos tomar banho de mar na praia do centro (bem rasa e sem ondas), almoçamos em um restaurante simples e barato na Rua São Francisco e voltamos para Fortaleza com a mesma empresa de transfer que nos levou na ida, tendo feito o percurso de retorno em menos tempo, saindo no início da tarde.

O ponto negativo fica para o preço quase tabelado cobrado pelos motoristas de buggys e pick ups para os passeios pelo lado leste e oeste. Outra coisa que nos decepcionou foi o passeio para o lado oeste. Apesar de o trecho pelas dunas ser bem divertido, a Lagoa da Tatajuba não é tão bonita quanto a Lagoa do Paraíso, a Lagoa Azul e muito menos que as lagoas dos Lençóis Maranhenses. Para nós, só vale à pena se você estiver com tempo e dinheiro sobrando e não tiver conhecido os Lençóis Maranhenses.

Apesar dessas ressalvas mínimas, adoramos Jeri. Superou e muito as nossas expectativas. As atrações que mais gostamos foi a Lagoa do Paraíso, a Pedra Furada, o por do sol e o clima simples e rústico do vilarejo, com suas ruas de areia e sua agradável música e comércio por toda sua área perfeitamente percorrível em caminhadas.

Surpreendeu-nos a variedade de restaurantes, bares e barraquinhas com preços muito justos e até baratos (bem mais econômicos do que em Fernando de Noronha). Além disso, não nos sentimos inseguros nem vimos sinais de pobreza extrema por lá.

IMG_20170423_184059_192

LINDO POR DO SOL NA PRAIA DO CENTRO – JERICOACOARA, CEARÁ

DICAS

⇒ Leve dinheiro em espécie para Jericoacoara. Muitos restaurantes aceitam cartão, mas os motoristas dos passeios não. Vá prevenido, já que é muito difícil sacar dinheiro na vila (encontramos apenas os Correios da Rua do Forró que servia de banco postal, mas só disponibilizava uma quantia limitada para o saque de cada pessoa; outro lugar que dá para sacar é no Supermercado Tem de Tudo: você passa o cartão, sendo cobrado pela quantia que você deseja ter em espécie, a qual é acrescida uma taxa de 10% no débito e 20% no crédito. Com a troca autorizada pela máquina, eles te entregam o dinheiro).

⇒ Se apenas tiver um dia inteiro de passeio em Jeri, faça o roteiro de buggy/pick up pela Pedra Furada, lagoas do Paraíso e Azul e Árvore da Preguiça (parte leste). Apesar de muitos guias elogiarem a parte oeste (com a Lagoa da Tatajuba e as dunas), o que indicamos acima é – a nosso entender – muito melhor. Por isso, reserve o único dia ou o dia mais ensolarado (confira a previsão do tempo antes da sua viagem) para conhecer aquela parte leste. Se a previsão é de sol o tempo inteiro durante sua estada, vá primeiro para a Tatajuba e parte oeste e, no dia seguinte, vá ao lado leste (do contrário, aquela parte menos bonita vai perder ainda mais destaque).

⇒ Independente do passeio que você for fazer (pelo lado leste ou oeste de Jeri), faça ele cedo, começando, no máximo, até 9h30. Isso porque, saindo do centro da vila até esse horário, você chega nas atrações principais sem tanta concorrência de turistas, além de poder escolher o melhor lugar nos bares à beira das lagoas e poder curtir por mais tempo as belezas da região.

⇒ Negocie/pechinche com seu bugueiro ou motorista antes de fazer o passeio. A título de referência, o roteiro do lado leste e oeste combinados em 2 dias diferentes costumam sair por R$ 500,00 por veículo (esse montante é dividido entre os passageiros, e só costuma ser aceito dinheiro; eles normalmente não trabalham com cartão de crédito). *É possível ir em uma caminhonete D20 para as lagoas do leste. Elas cobram um valor mais barato por pessoa, embora chacoalhem mais, sejam mais lentas e menos emocionantes que os buggys. Recomendado para quem já andou de buggy e voltar paras as lagoas ou para quem quer economizar.

⇒ Caminhe com sandália ou alguma alpergata no centro do vilarejo e pela praia do centro de Jeri. Isso porque o saneamento básico não é dos melhores por lá e os nativos costumam usar a parte rasa do mar para dar banho nos cavalos, o que pode trazer doenças de pele e circulatórias para quem anda descalço por essas áreas.

⇒ Apesar de ser bem mais segura do que Fortaleza, Jericoacoara demanda alguns cuidados. O principal é que o turista não vá e nem volte desacompanhado da trilha para a Pedra Furada, principalmente se for mulher. Caminhe sempre em grupo se você for sair do centro da vila.

⇒ Evite ir em março e abril para lá. São os meses que mais chovem e deixam as lagoas com águas mexidas e escuras.

⇒ Independente da época que for, leve filtro solar, chapéu ou similares. O sol de lá é bem forte. Leve um calçado confortável, já que tênis e sapatos são dispensáveis em Jericoacoara.

⇒Aproveite que está relativamente perto e fique pelo menos 1 dia completo em Fortaleza. A capital cearense possui várias atrações, com destaque para a orla durante a noite (com uma imensa feira artesanal) e para o complexo cultural Dragão do Mar. Procure fazer o city tour por lá. Sugerimos a FelipeTur. Para mais detalhes, estamos preparando o post específico sobre Fortaleza. Aguardem!

CURIOSIDADES

→ Jericoacoara significa etimologicamente “toca das tartarugas marinhas”, e deriva da língua tupi (fonte: Wikipedia).

→ Jericoacoara foi eleita em 1994 como uma das dez praias mais bonitas do mundo, pelo The Washington Post. Em 2014, ficou em quarto lugar neste quesito, pela Huffington Post.

→ Apesar de já ter sido registrada em mapas de meados do século XVII, Jijoca de Jericoacara (que é o nome do muncípio onde o vilarejo de Jeri se localiza) só deixou de ser uma vila exclusiva de pescadores em, aproximadamente 1985, quando foi descoberta para o turismo.

→ Hoje em dia é o principal destino turístico do Ceará, tendo sido inaugurado um aeroporto regional em Jijoca/Cruz, oficialmente, no dia 24 de junho de 2017, através de um voo procedente de Congonhas/SP.

→ Desde o final da década de 80, Jeri  foi cenário de novelas e filmes, como Tropicaliente, O Noviço Rebelde, A Ostra e o vento (de 1997).

→ Em virtude da posição geográfica privilegiada, Jericoacoara é um dos melhores locais para a prática de kitesurf (prancha na água que é conduzida pelo vento canalizado por uma espécie de “pipa”) do mundo, com ventos constantes principalmente na Praia do Preá. Por conta disso, muitos praticantes desse esporte, vindos de vários países, adoram passar longas temporadas em Jeri. Não faltam agências e instrutores no vilarejo para que você aprenda a praticar o kite.

Jericoacoara é um dos poucos lugares no Brasil que não é ilha e mesmo assim é possível assistir o sol nascendo e se pondo no oceano, em virtude de sua localização peninsular.

→ Não é à toa que estradas e rodovias não são construídas em Jericoacoara. Essa característica de ruas de areia deve-se ao fato de que, desde o boom turístico no vilarejo, ele passou a ser Área de Preservação Permanente (APA), transformada a partir de 2002 em Parque Nacional, status que proíbe qualquer tipo de pavimentação. 

 

20170422_091702

PICK UPS, JARDINEIRAS E BUGGYS PELAS DUNAS DE JERICOACOARA – CEARÁ, BRASIL

20170423_175301

POR DO SOL EM JERICOACOARA – CEARÁ, BRASIL

20170423_155033

SIMPLICIDADE E BELEZA – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

20170422_135610

PEDRA FURADA – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

20170423_175409

POR DO SOL NA PRAIA DO CENTRO – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

20170422_142043

TRILHA PARA A PEDRA FURADA – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

20170423_110425

DUNAS PRÓXIMAS À LAGOA DA TATAJUBA – JERICOACOARA, CEARÁ, BRASIL

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

9 comentários sobre “JERICOACOARA

  1. Maria Antônia disse:

    Tive o prazer de conhecer Jericoacoara, lugar inesquecível. 😍😍
    Saudades do lugar e das companhias maravilhosas!
    As fotos ficaram lindíssimas! Amei! 👏👏👏
    O blog está muito bom , com ótimas dicas e informações! Recomendo!!
    ❤💛💜💟💙💖💝💛💚💟❤💛💜

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: FORTALEZA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s