PUNTA DEL ESTE

Um dos balneários mais tradicionais da América do Sul, Punta del Este é um orgulho uruguaio, sobretudo das famílias mais ricas do país, além de outros ilustres visitantes. Situada a quase 2 horas de carro da capital, Montevidéu, tem a posição geográfica privilegiada, bem no encontro entre o Rio da Prata e o Oceano Atlântico, sendo palco de belos por-do-sol, divertidos cassinos, animados festivais de verão, praias de diferentes estilos, museus e ótimo repertório gastronômico.

Confira abaixo as informações sobre a agradável cidade de Punta del Este!

IMG_6807

QUANDO IR

Em virtude do clima mais ameno e do tempo menos chuvoso, além de ser o período com mais movimento de turistas e restaurantes abertos, indicamos os meses de dezembro a março, sobretudo dezembro e janeiro (que são os meses da alta temporada em Punta Del Este). É nessa época que todos os restaurantes e bares ficam abertos, as praias ficam com mais opções de lazer e os festivais de música e jogos acontecem.

Tenha em conta que, qualquer que seja a época da sua viagem, é recomendável levar um agasalho na mala para se prevenir de imprevisíveis frentes frias que costumam passar pelo Uruguai.

IMG_6800

PLAYA MANSA – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

COMO CHEGAR

O aeroporto mais próximo de Punta del Este é o da cidade vizinha de Maldonado (Aeroporto Internacional C/C Carlos A. Curbelo também conhecido por Internacional de Laguna del Sauce), que recebe inclusive voos vindos do Brasil, embora praticamente durante o verão e com taxas mais caras que os voos operados até Montevidéu.

Dito isso, a forma mais comum de chegar ao Uruguai é por voos até a sua capital. Existem várias opções de companhias aéreas e de muitas cidades com voos diretos até Montevidéu. Para escolher a melhor alternativa, sugerimos pesquisa do seu voo com destino a Montevidéu pelo Decolar. Há vários voos partindo de São Paulo (2h30 de viagem), de Porto Alegre (1h50), além do Rio de Janeiro (4h ou 5h, com escala/conexão) –  pela GOLLATAM ou AZUL. Acesse nosso post GUIA PRÁTICO – URUGUAI para saber mais detalhes do planejamento da viagem.

Outra opção muito comum são os vários cruzeiros que ancoram no porto de Punta del Este. Se sua vontade é seguir até lá em um desses navios cheios de atrações, duas companhias bem indicadas para fazer esse trajeto são a MSC e a Costa Cruzeiros. Acesse os sites respectivos e faça a simulação de datas e preços, caso se interesse por essa opção. Para mais alternativas, acesse esse link.

* Não indicamos a cansativa (e muitas vezes, com custo equivalente) viagem de ônibus até Montevidéu. Para quem se interessar, as companhias que realizam o trajeto internacional até Montevidéu são a EGA e TTL, que passam por São Paulo, Curitiba, Joinville, Florianópolis, Porto Alegre e outras cidades brasileiras.

De Montevidéu para Punta Del Este são 130 km, que podem ser percorridos pelas seguintes modalidades:

Carro –  o percurso é feito através da rodovia IB (Interbalneária), combinada com a Ruta 10, ambas em boas condições, com pedágio no caminho. Se for em automóvel próprio ou alugado tenha dinheiro fácil (o valor do pedágio não costuma ser maior do que 100 pesos uruguaios). Dura aproximadamente 2 horas.

É a maneira mais indicada para chegar lá, visto que a cidade tem hotéis e atrações espalhadas e a independência que um automóvel à disposição fornece permite te levar a pontos não alcançados por ônibus de linha ou muitas vezes desconhecidos por taxistas.

Ônibus – a partir da capital (Terminal Tres Cruces ou Aeroporto de Carrasco), indicamos as empresas COT e COPSA, que possuem veículos confortáveis e fazem a viagem em três horas com acesso liberado ao wi fi. Há vários horários diários de coletivos que fazem esse percurso. Por isso, só recomendamos a comprada antecipada nos sites se você pretende viajar até Punta no concorrido verão. Só aconselhamos para quem deseja economizar ou estará bem hospedado em Punta.

Transfer – por táxis ou vans executivas que saem direto Aeroporto de Carrasco, em Montevidéu. Para consultar preços, formas de pagamento e outras informações atualizadas clique neste link ou neste aqui. Não precisa pagar com antecedência, chegando no saguão de desembarque do aeroporto da capital, você encontrará agências que oferecem esse serviço até Punta del Este.

IMG_6770

PONTE ONDULADA NA ENTRADA DE LA BARRA – PUNTA DEL ESTE

VISTO

Não é necessário. Para brasileiros, basta levar a carteira de identidade com foto recente.

FUSO HORÁRIO

GMT: -3h. Isso quer dizer que em Punta del Este, a hora é a mesma da de Brasília.

MOEDA

Peso uruguaio.

É possível já fazer a troca na casa de câmbio do aeroporto de Montevidéu, embora a conversão lá não seja a mais vantajosa. As melhores casas de câmbio ficam na avenida Gorlero, no centro de Punta.

Sugerimos que você já leve alguns pesos uruguaios convertidos no seu país de origem ou compre o suficiente para chegar em Punta del Este.

Se for passar algum tempo em Montevidéu antes de seguir até o balneário, melhor ainda. Na capital uruguaia, há boas casas de câmbio (cotação melhor do que em Punta) no bairro velho/histórico (perto da praça principal, com o Palácio Salvo, há boas opções, principalmente na Avenida 18 de Julio; pergunte se cobram comissão).

Uma dica sobre gastos é utilizar o cartão de crédito ou débito no Uruguai. Pois os estabelecimentos oferecem  um desconto equivalente ao IVA. Esse desconto compensa a cobrança do IOF brasileiro. Use o cartão em hoteis e restaurantes, mas pergunte se esse programa do governo uruguaio está em vigor quando for pagar.

Para cotação atualizada da moeda uruguaia (normalmente 1 real vale quase 9 pesos), consulte a conversão do Banco Central neste atalho.

IDIOMA

Espanhol (embora o português dito devagar seja bem compreendido pelos uruguaios). Procure cumprimentar (buenos dias, buenas noches), agradecer (grácias), pedir desculpas (perdón) e licença (permiso) na língua local. Isso melhora muito a receptividade dos nativos.

QUANTO TEMPO FICAR

3 dias completos são o suficiente para conhecer as atrações principais de Punta e seus arredores. Agora, se sua intenção é curtir bem as praias de lá no verão, sugerimos que fique por 4 dias, pelo menos.

IMG_6981

POR DO SOL NUBLADO – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

COMO SAIR DO AEROPORTO

Como dissemos acima, o aeroporto mais próximo de Punta é o que fica na cidade de Maldonado. Há vários ônibus que saem de lá até várias paradas em Punta del Este. Se você viajar com mais 2 ou 3 pessoas, vale à pena pegar um táxi ou um transfer executivo, já que a curta distância não torna a corrida cara. Outra forma recomendada é alugar um carro (Rentcars) lá mesmo no aeroporto ou pedir para algum taxista deixar em alguma locadora próxima.

Caso você chegue pelo Aeroporto de Carrasco, em Montevidéu, consulte as formas de saída para Punta del Este (aluguel de carro, táxi, transfer, ônibus) na seção “Como Chegar”).

HOSPEDAGEM

Prefira ficar o mais perto possível da Avenida Gorlero ou do porto de Punta, por serem as áreas com mais movimento e opções de restaurantes, lojas e lazer.

Caso prefira ficar numa área mais rústica, mais pé na areia, na vibe de surfista (o mar tem ondas mais fortes) ou de quem gosta de um ambiente descolado, com lojas de artesanato e comércio simples, além de boas baladas, sugerimos que se hospede em La Barra, a 10 km do centro de Punta.

Agora, se você procura um lugar sossegado para passar seus dias em Punta, ainda mais rústico que La Barra, prefira dormir em José Ignacio, região cada vez mais na moda, principalmente entre os artistas renomados. A desvantagem de ficar aqui é que você precisará de carro, já que fica a 40 km do centro de Punta.

IMG_6798

PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

A seguir, listamos algumas opções de hospedagem bem avaliadas por turistas:

  • Hotel Sunset Beach – perto do hotel-cassino Conrad, na Playa Mansa;
  • Hotel Florinda – hospedaria tradicional; fica no burburinho da península, perto da Avenida Gorlero;
  • Hotel Atlantico – também perto do Conrad, na Playa Mansa;
  • Awa Boutique + Design Hotel – fica perto do bairro Bosque, pertinho da Playa Brava e a poucos quilômetros do centrinho de Punta;
  • Hotel Romimar – hotel 3 estrelas perto do centrinho de Punta, na Playa Los Ingleses; quartas simples e custo mais acessível;
  • Remanso – hotel tradicional na Playa Brava, com quartos elegantes;
  • Hotel & Spa Las Cumbres – fica na região da Laguna del Sauce, a 10 km de Maldonado e perto da Casapueblo;
  • Hotel L’Auberge – embora o nome sugira simplicidade, é um dos hotéis mais bonitos de Punta; localizado na região da Playa Brava, a 5 km da Avenida Gorlero;
  • El Viajero Brava Beach Hostel & Suites – unidade da rede de hostel confiável e com diferentes tipos de quarto a baixo custo e perto do centrinho;
  • Hostel del Puerto – assim como o anterior, conta com preço mais acessível e excelente localização; este fica na ponta de península, na Playa Los Ingleses;
  • Punta del Este Resort & Soa (ex-Mantra) – fica em La Barra, com um beach lounge exclusivo;
  • Kalá Hotel Boutique – também em La Barra;
  • Hostal La Barra (opção econômica em La Barra);
  • Cdl (quartos que ficam dentro de contâineres, localizado em José Ignacio);
  • Playa Vik (hotel que é cartão-postal de José Ignacio);
  • Posada del Faro (ambiente discreto no vilarejo de José Ignacio).

Para mais alternativas, consulte o site do Booking, Trivago ou Tripadvisor.

Querendo acertar suas diárias em um quarto, casa ou apartamento alugado diretamente com o proprietário (modalidade muito comum em Punta del Este), acesse o Airbnb.

IMG_6821

CASAPUEBLO EM PUNTA BALLENA, PERTO DE PUNTA DEL ESTE

O QUE CONHECER
  • Monumento ao Afogado (ou “Los Dedos” ou “La Mano”) – cartão-postal mais famoso de Punta del Este, fica localizada na Playa Brava, bem perto do início da Avenida Gorlero e da rodoviária da cidade, em uma das rotatórias mais movimentadas de Punta. Trata-se da escultura das pontas dos dedos de uma mão saindo da areia do mar. Rende boas fotos, inclusive à noite, quando recebe uma iluminação específica.
IMG_6727

LOS DEDOS – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

  • Casapueblo – é a edificação mais bonita que vimos no Uruguai, e um dos monumentos mais visitados do país. Trata-se de um hotel e uma galeria de arte onde o artista criador, Carlos Páez Vilaró, vivia no verão e recitava seus poemas no crepúsculo (hoje em dia, com sua morte, são reproduzidos os áudios das leituras dele durante o por do sol). Seu formato e cor lembra bastante as casas das ilhas gregas como Mykonos e Santorini, além de possuir estruturas curvas e abstratas muito interessantes. Possui áreas abertas ao público que desejam lanchar, tomar algum café ou beber algum drink. Ideal para ver o por sol. Imperdível para quem visita o Uruguai, mesmo não querendo pernoitar em Punta del Este. Isso porque a Casapueblo fica em Punta Ballena, a 16 km a leste do balneário famoso.
  • Avenida Gorlero – é a avenida do comércio e dos restaurantes mais concorridos no centro de Punta, além de contar com bancos, sorveterias, bares, cassino e casas de câmbio. Fica bem cheia no verão. Estende-se por dez quarteirões entre a rotatória que leva à rodoviária da cidade até a região da Playa Los Ingleses.

    IMG_6691

    HOTEL CONRAD – PUNTA DEL ESTE

  • Hotel Conrad – diante da Playa Mansa, a poucos metros do porto de Punta, fica esse famoso hotel onde são realizadas grandes festas e onde fica o cassino mais famoso e bonito da cidade, sendo bastante frequentado por artistas famosos internacionalmente.
  • Rambla General José Artigas – avenida litorânea que contorna a península de Punta. Ótimo para dar uma caminhada e ter uma boa noção da mudança de paisagem do lado oeste (água calma do Rio da Prata, onde fica a Playa Mansa) para o lado leste (água salgada e agitada do Oceano Atlântico; onde fica a Playa Brava). Um belo trecho é o que fica perto do porto, onde ficam atracados bonitos barcos e que conta com bons restaurantes e bares. É um percurso bem seguro, sem riscos qualquer que seja a hora do dia.
  • Plazoleta Grã Bretanha (ou Praça dos Ingleses) – fica bem na ponta onde o rio encontra o mar, na Playa Los Ingleses. É aí que fica uma imensa bandeira uruguaia e os rochedos onde ficam Las Sirenas (as esculturas das sereias sem rostos, com rede e materiais reaproveitados).
  • Farol de Punta del Este e Igreja Nossa Senhora da Candelária – bem pertinho da praça acima mencionada, ficam esses pontos turísticos em uma área residencial bem tranquila e com poucas lojas. Parada bem rápida. A região do Farol de Punta del Este é uma das paradas de quem conhece os principais pontos da cidade. Trata-se de uma área de ruas tranquilas, casas simpáticas e pouco comércio. Assim como a igreja que fica à sua frente, é um lugar onde as pessoas gostam de contemplar, tirar fotos e registrar o momento.
IMG_6681

FAROL DE PUNTA DEL ESTE – URUGUAI

  • Museu Ralli – espaço amplo e bonito, no bairro chique e arborizado de Beverly Hills, com esculturas e pinturas de famosos artistas, sobretudo, latino-americanos, além de uma seção dedicada às obras do espanhol Salvador Dalí. Se você viajar fora da alta temporada, consulte no link destacado os horários de funcionamento atualizados.
IMG_6784

MUSEU RALLI – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

Museu do Mar – na região de La Barra, fica esse museu dedicado aos animais marinhos, embarcações, piratas e conchas, com grande acervo de fósseis, fotos e informações sobre as diferentes espécies de peixes, aves e mamíferos aquáticos.

Ponte Leonel Vieira (Ponte Ondulada) – é a bonita ponte que liga a parte leste de Punta à área de La Barra. Mesmo que você não pretenda se hospedar em La Barra, vale à pena dar uma passada rápida para ver o curioso formato dessa obra. A primeira ponte foi entregue em 1965; a segunda, paralela àquela, foi finalizada em 2000.

Isla de Lobos – a sudoeste de Punta fica essa ilhota, que é, tecnicamente, o ponto mais ao sul do Uruguai. Lá vive uma imensa colônia de lobos-marinhos e leões-marinhos, além de haver um belo farol. Para chegar até ela, há passeios de barco diários que saem do porto de Punta, perto do Hotel Conrad.

PRAIAS

Embora com águas bem mais frias e menos nítidas/transparentes que os mares brasileiros, as praias são o grande atrativo de Punta del Este para os uruguaios, argentinos, paraguaios e até brasileiros que vivem no sul, principalmente nos meses de verão, quando as temperaturas são mais agradáveis.

Bom que se diga que a maioria das pessoas fica na areia só apreciando a vista ou praticando algum esporte ou mesmo curtindo os drinks e música da moda nos clubes/paradores espalhados pelas diferentes seções numeradas de cada praia. Poucos são os banhistas que ficam no mar ou no rio por muito tempo; a exceção aí fica para os surfistas.

O legal de Punta é que há diferentes estilos de praia a uma curta distância uma da outra. Os destaques ficam para a Playa Mansa (águas calmas na foz do Rio da Prata, voltado para a orla onde fica o Conrad; sugerimos a área perto do porto e das estações 5 e 7), a Playa Brava (voltada para Oceano Atlântico, com águas mais claras; os surfistas costumam ficar nela, em virtude das boas ondas de lá; melhor trecho é perto do Los Dedos); Playa Los Ingleses e de El Emir (bastante frequentadas pelas famílias locais, fica na ponta da península); Playa Bikini e Playa Montoya (ambas ficam na área de La Barra, e é onde ficam os jovens que curtem baladas na areia ou em clubes próximos; o mar aqui também é agitado).

IMG_6679.JPG

IGREJA NOSSA SENHORA DA CANDELÁRIA – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Como sempre alertamos, a forma como você vai se deslocar na cidade depende da área em que você estará hospedado. As atrações do centro, entre a Avenida Gorlero até os rochedos de frente para a Plazoleta Grã Bretanha, margeados pelo início da Playa Mansa e o da Playa Brava podem ser conhecidas em tranquilas caminhadas ou pedaladas. Conhecer a orla a pé, principalmente pela Playa Mansa, é um excelente programa em Punta. Por isso, se você tiver reservado alguma pousada lá no centro, estará muito bem.

Agora, para conhecer as atrações de La Barra, o bairro de Beverly Hills e a Casapueblo (em Punta Ballena), será preciso ir de carro alugado, táxi ou ônibus. Sugerimos a primeira opção (consulte a Rentcars), já que os ônibus são poucos, demoram bastante para passar (na baixa temporada, chegamos a aguardar 1 hora para subir em um que nos interessava) e não alcançam todos os lugares (para chegar em La Barra, pegue qualquer com esse nome no letreiro ou que vá para Manantiales); e os táxis costumam cobrar uma tarifa alta para os pontos turísticos fora do centro (fichas mais caras que as de Montevidéu) e não são fáceis de achar.

Cabe destacar que a cidade é plana, fato que torna muito propício o turismo de bicicleta. Muitos ciclistas elogiam o trecho entre o centro e La Barra, passando ao lado da Praya Mansa e as lindas mansões dos endinheirados da região. Para mais rotas, consulte o site Viva Punta. Entre as várias locadoras de bikes que você vai encontrar por lá, destacamos: Bike Tours, Bicitrend (as duas primeiras na Avenida Gorlero), Trek (na Avenida Roosevelt, relativamente perto do Hotel Conrad) e La Bicicleta Café (fica em La Barra; os atendentes de emprestam uma bicicleta, quando você volta para devolvar tem que fazer um lanche lá e paga pelo que consumir, como se o passeio de bicicleta fosse um brinde, um convite para conhecer o café).

IMG_6637

PLAZOLETA GRÃ BRETANHA – PUNTA DEL ESTE

CULINÁRIA LOCAL

Um dos melhores atrativos e prazeres de viajar até Punta del Este é saborear os pratos mais fortes da sua gastronomia. Os destaques são os mesmos já mencionados no post de Montevidéu: churrasco ou parrilla (peça com chimichurri e batatas fritas), chivito (sanduíche grande recheado de carne e verduras, normalmente guarnecido com batatas fritas; lanche típico uruguaio; escolha o chivito canadense, que vem recheado de azeitona, cebola, palmito, tomate e alface); dulce de leche, alfajores e churros na sobremesa.

Para arrematar uma refeição divina, peça um Medio y Medio (bebida muito boa que mistura espumante e vinho branco) ou um Clericot (espumante servido em uma jarra ou taça cheia de frutas, como uva, morango, kiwi e outras delícias; uma de nossas bebidas preferidas no mundo).

Cansado de comer carne ou querendo fugir do lugar-comum, os pescados/frutos do mar em Punta também são gostosos e encontrados em alguns bons restaurantes espalhados na capital.

Além dos chivitos, outro bom lanche é o gramajo, um verdadeiro “mexido” com ovos, presunto, cebola, pimenta, azeitona, bacon, linguiça e batata palha ou batata frita.

RESTAURANTES

Há excelentes e variados restaurantes na cidade. Embora existam boas opções baratas, as melhores cobram um preço mais caro do que muitos restaurantes renomados do Brasil, por isso planeje-se para gastar bem nesse quesito. Considere que vários restaurantes aceitam o pagamento em real, dólar e pesos uruguaios. Prefira usar o cartão de crédito ou débito, já que você ganha um desconto na conta com esta modalidade, mas antes pergunte se o restaurante ou lanchonete participa do programa IVA do governo uruguaio.

Alguns restaurantes que recomendamos:

  • Lo de Tere (lindo ambiente que fica entre o porto e o calçadão da Playa Mansa; não deixe de provar o ravióli negro com camarões e o carpaccio de polvo);
  • El Palenque (franquia da famosa churrascaria de Montevidéu; fica bem perto do Punta Shopping)
  • Virazón; (um clássico restaurante de frutos do mar a ser conhecido com vista para o belo porto de Punta);
  • Cuatro Mares (frutos do mar; próximo ao Hotel Atlantico);
  • Il Baretto (boas massas);
  • Ártico (comida mais em conta; também pertinho do porto da cidade);
  • Gure Etxe (mexilhões e iguarias típicas bascas);
  • Guappa (ótimo para o por do sol)
  • El Secreto (igual ao anterior e bem perto da praia)
  • Les Delices (confeitaria clássica da cidade, embora cara; vá preparado para gastar um pouco mais);
  • Churros Manolo (mais famosos churros de Punta; fica em uma transversal da Avenida Gorlero, em uma lanchonete bem simples);
  • Flo Cafe & Bar (restaurante descolado que é ótima sugestão em La Barra);
  • Medialunas Calentitas (deliciosos croissants em La Barra).

IMG_6686

COMPRAS

Apesar de não ser o destaque de Punta del Este muito em virtude de não ser o objetivo principal dos turistas que vão para lá, é possível fazer boas compras na cidade. Os locais mais recomendamos neste quesito são: Avenida Gorlero (é a principal região do comércio de Punta, com artesanato, lojas de calçados, roupas e que vendem doces), Calle 20 (paralela a Gorlero, com lojas de marcas mais famosas), Punta Shopping (lojas de itens variados com preços para diferentes perfis de compradores) e Ruta 10 em La Barra (ateliês que vendem quadros e objetos decorativos para residências).

Só mais uma informação: os preços são parecidos com os cobrados no Brasil. Pergunte na loja se há desconto para pagamento através de cartão de crédito ou débito.

VIDA NOTURNA

Boa parte da fama de Punta del Este deve-se ao agito da vida noturna, com pubs, baladas e cassinos. A animação começa tarde da noite, com festas a partir da 0h ou das 2h da madrugada, inclusive com restaurantes mais movimentados depois das 22h/23h. A seguir, listamos algumas opções famosas por lá:

  • Moby Dick (pub muito bacana perto do porto da Playa Mansa);
  • Capi Bar (bar-restaurante divertido e movimentado, com boas cervejas artesanais, na Avenida Gorlero)
  • Hotel Conrad (festas incríves na boate e o melhor cassino da cidade na orla da Playa Mansa);
  • OvO Nightclub (nova e excelente boate da cidade, colada ao complexo do Hotel Conrad);
  • Company Bar (bar e restaurante com bom ambiente; entre a Calle 20 e a Calle 29);
  • Ocean Club (fica na parada 12 da Playa Brava, e conta com bons DJs e uma extensa de vidro por onde é possível ficar vendo o sol nascer no mar);
  • Soho (casa de excelente música eletrônica bem perto do porto e do Moby Dick);
  • Tequila (casa de shows e baladas em La Barra);
  • Negroni (balada cheia de gente arrumada e com música eletrônica alta e de boa qualidade na rua principal de frente para a Praia Bikini, em La Barra; a desvantagem é que o preço da consumação é alto);
  • Bigote Bar (um pouco depois do Negroni, também na Rota 10 no fim de La Barra; ambiente bonito e ótimos DJs que comandam as festas até o nascer do dia).
NOSSA EXPERIÊNCIA

Fomos a Punta del Este no início de abril de 2016.  Chegamos no Aeroporto Carrasco, em Montevidéu e, depois de alguns dias na capital e em Colônia do Sacramento, seguimos de ônibus da empresa COT (muito bom) até Punta.

Ficamos no Hotel San Marcos, que tem bom atendimento e excelente quarto numa área bem tranquila da cidade, e servido de ponto de táxi e posto policial na entrada do hotel. A desvantagem fica para o café da manhã, que não estava incluído, e na grande distância para o centro (5 km; de dia é tranquilo e agradável, mas de noite e com chuva é muito ruim). Para quem não pretende alugar carro e se incomoda em andar de táxi, não recomendamos esta hospedagem.

Passamos 2 dias completos em Punta del Este. Choveu bastante no primeiro, embora não tenha durado o dia inteiro. O segundo alternou tempo ensolarado com nuvens carregadas. Não fizemos roteiro antes de ir para lá nem reservamos passeio algum.

No primeiro dia, descemos na rodoviária, deixamos nossas malas no hotel e tiramos fotos do Monumento ao Afogado (Los Dedos); caminhamos pela Avenida Gorlero; fomos até a Plazoleta Grã Bretanha, passando pela praça da igreja e do farol; caminhamos pela Rambla, passando pelo porto, pub Moby Dick e caminhamos pela Playa Mansa e entramos no cassino do Hotel Conrad.

No segundo dia, fomos de ônibus até La Barra, tiramos fotos da bela ponte que dá acesso a essa área, caminhamos pelo comércio, casas e ateliês da orla; voltamos para Punta e caminhamos pelo belo bairro nobre de Beverly Hills até o Museu Ralli. Depois de lá, fomos de ônibus até a linda Casapueblo, em Punta Ballena (da parada de ônibus até a entrada do hotel-museu-galeria contamos com a carona de um trio de amigas cearenses).

Como pontos negativos, destacamos: os preços cobrados em lojas e restaurantes e, principalmente, o transporte público da cidade (caro, com poucas alternativas e baixíssima frequência; tivemos que aguardar mais de 1 hora para ir de ônibus da Playa Brava até La Barra. Não faça como nós; alugue um carro em Punta!

Apesar dessas ressalvas, a cidade é bem agradável. Mistura bem a rusticidade de La Barra, as casas de veraneio sossegadas da península e os casarões e edifícios luxuosos ao longo da Playa Mansa, Playa Brava e Beverly Hills. A gente se sentiu muito seguro caminhando pelo centrinho e pela orla, mesmo à noite.

O que mais gostamos, com certeza, foi a visita à Casapueblo. O lugar é lindíssimo e traz uma paz gigante diante daquele por do sol. Outra coisa que adoramos foi caminhar pela Rambla na altura do porto e pela orla da Playa Mansa; bem como caminhar pelas ruas por dentro do arborizado bairro de Beverly Hills. Conhecer o cassino do Hotel Conrad também foi outra experiência muito boa e diferente da nossa realidade.

Enfim, nosso veredicto é bem positivo para Punta del Este, mas ficamos com a impressão de que seria melhor se fôssemos em uma época mais movimentada, durante a alta temporada (dezembro ou janeiro). Isso porque a cidade estava deserta/vazia e, assim, muitos estabelecimentos estavam fechados.

IMG_6831.JPG

CASAPUEBLO – PUNTA BALLENA, URUGUAI

DICAS

Alugue um carro para ir até Punta del Este e, principalmente, para circular por lá. Se não puder alugar um automóvel (Rentcars), não deixe de arrumar uma bicicleta na cidade. O transporte público é péssimo e o táxi é caro.

⇒ Prefira ir no verão (final de dezembro e início de janeiro) ou em feriados populares no Uruguai. Fomos em abril e a cidade estava deserta/vazia, com muitos estabelecimentos comerciais e museus fechados.

⇒ Se for nessa estação mais concorrida para Punta, acorde cedo para tirar uma foto do Monumento ao Afogado (Los Dedos). No verão lotado, essa é a única hora em que possível fazer esse registro sem a presença de outras pessoas.

⇒ Leve seu cartão de crédito/débito habilitado para uso internacional. Em muitos restaurantes, hotéis e lojas há descontos para quem paga dessa forma, em atenção a um programa de governo que incentiva o turismo e o consumo.

⇒ O dinheiro em espécie que levar deve ser trocado em Montevidéu, principalmente nas ruas do centro histórico e na Avenida 18 de Julio. Nesse locais, há casas de câmbio muito melhores do que em Punta, embora nesta cidade muitos pontos aceitem o pagamento em dólar e reais.

⇒ Leve o agasalho para qualquer época do ano que for até Punta. Não são raras frentes frias mesmo no verão. Também leve consigo repelente, principalmente se for até La Barra (perto da ponte ondulada vimos muitos mosquitos).

⇒ A carteira de habilitação brasileira não é aceita como documento de identidade no Uruguai. Por isso, leve seu passaporte. Se não tiver, leve seu RG.

⇒ Não dê bobeira na hora levar lembrancinhas do Uruguai. Os doces de leite não costumam ser permitidos. Por isso, prefira comprá-los nas lojas freeshop do aeroporto.

⇒ Aproveite e passe alguns dias nas ótimas cidades de Montevidéu e de Colônia do Sacramento. Leia os posts especiais que preparamos para cada uma delas clicando nos links destacados.

IMG_6655

LAS SIRENAS – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

CURIOSIDADES

→ O horário de funcionamento das lojas em Punta del Este parece seguir outro fuso horário. Isso porque é muito comum estabelecimentos funcionarem até 2h da madrugada; vários outros sequer chegam a fechar no verão.

→ Para se ter uma ideia, há bancos que funcionam das 16h às 22h no auge do verão.

→ As praias parecem até setorizadas: a Playa Brava é a favorita dos surfistas e é a queridinha dos jovens solteiros e grupos de amigos; a Playa Mansa é muito frequentada por famílias com crianças; La Barra é quase uma área de hippies, com muitas ruas de areia e lojas de produtos esotéricos e comércio barato.

→ Apesar da imensa fama da Casapueblo, trata-se de uma construção tecnicamente sediada fora de Punta del Este (fica na vizinha Punta Ballena). Assim, o monumento turístico mais famoso de Punta del Este é o Los Dedos ou La Mano, concebida pelo artista chileno Mario Irarrázabal em 1982, retratando o “homem emergindo à vida” (seu nome original). Esta obra possui várias “irmãs”, com a mesma ideia essencial reproduzida por seu autor em outros países, como Mão de Madri (1987), Mão de Antofagasta (1992, no Deserto do Atacama) e Mão de Veneza (1995).

→ Reza a lenda que o famoso lanche uruguaio “chivito” foi criado em Punta del Este, precisamente no antigo bar El Mejillón, que funcionava 24h entre as ruas 31 e 32 da península, entre dois cassinos. Foi na cidade que, em 1961, foi realizado o encontro do Conselho Interamericano Econômico e Social da OEA, em que o representante do governo cubano, Che Guevara, provou e repetiu o prato todos os dias durante sua estada.

→ Punta del Este sediou o 1º festival internacional de cinema na América Latina, em fevereiro de 1951, tendo lançado filmes nos anos seguintes de Ingmar Bergman, De Sica e Kurosawa;

→ A âncora localizada na Plazoleta Grã Bretanha simboliza o ponto em que Rio da Prata encontra o Oceano Atlântico. Trata-se da âncora original do barco inglês chamado Ajax que, junto com o Aquiles e o Exeter, combateu a embarcação alemã Gran Spee em 1939, na única batalha da 2ª Guerra Mundial que aconteceu no Rio da Prata. Daí surgiu a homenagem expressada no nome da praça (Praça do Inglês ou Plazoleta Grã Bretanha).

→ O nome Praia de Emir deve-se ao fato de lá ter sido construída a residência do cônsul geral do Império Otomano em Buenos Aires, o libanês Emir Emin Arslán. A casa se chama “La Chaumiere”;

→ Apesar de ser uma curiosidade sobre o país, foi a partir do governo presidencial de José (Pepe) Mujica que o Uruguai passou a ser o primeiro país latino-americano a reconhecer a união civil homoafetiva, bem como o primeiro a liberar o consumo de maconha (sob específicas condições).

→ O Uruguai, inclusive, figura nas primeiras posições da América Latina quando o assunto é segurança, honestidade e IDH.

→ O Uruguai foi o primeiro país a implementar a política de um computador por criança. Cada estudante das escolas públicas lá recebem um computador.

→ É o único país de língua espanhola em que o ensino do português é obrigatório. Esse respeito, provavelmente, deve-se ao fato de o Uruguai ter sido inicialmente conquistado por Portugal. Além disso, até o início do século XIX era anexado ao território do Brasil, sendo, na época, conhecido como Província Cisplatina.

IMG_6801

PLAYA MANSA – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

 

IMG_6925

CASAPUEBLO – PUNTA BALLENA, URUGUAI

IMG_6863

CASAPUEBLO – PUNTA BALLENA, URUGUAI

IMG_6705

CASSINO DO HOTEL CONRAD – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

IMG_6635

RASTRO DO POR DO SOL – PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

IMG_6630

BAIRRO RESIDENCIAL PERTO DO FAROL DE PUNTA DEL ESTE, URUGUAI

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

4 comentários sobre “PUNTA DEL ESTE

  1. Pingback: MONTEVIDÉU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s