PETERHOF E CATARINA

Além do Museu Hermitage e da Catedral do Sangue Derramado, quem visita a lindíssima São Petersburgo não pode deixar de conhecer os Palácios Peterhof e Catarina, os melhores bate-volta a partir da segunda maior cidade russa, e que retratam o apogeu do regime czarista.

Este post é sobre dois grandes conjuntos de palácios incríveis e cheios de história! Mais um grande presente para os turistas no país, reconhecidos pela Unesco como patrimônios mundiais.

E porque resolvemos escrever em um post só? Caso você tenha pouco tempo, é possível conhecer os dois em um mesmo dia! Abaixo indicamos tanto as possibilidades de visitação indo por conta própria e reservando um dia para cada atração, como também contratando serviço para conhecê-los com guia em uma mesma data. Desta forma, você poderá também, de acordo com suas considerações, escolher apenas um deles, se for o caso.

IMG_3299-1

PALÁCIO PETERHOF E A INCONFUNDÍVEL FONTE DOURADA – RÚSSIA

COMO CHEGAR DE FORMA INDEPENDENTE

CATARINA – A partir de São Petersburgo, a forma mais tranquila é ir de ônibus ao Palácio Catarina. Para tanto, vá de metrô até a estação Moskovskaya (Московская, em cirílico; linha 2/azul). Chegando lá, dirija-se ao terminal de ônibus que fica entre o monumento em homenagem a Lênin e o parque Yuzhnaya Roshchad (южная роща, em cirílico). Neste terminal, suba nos ônibus com destino a Pushkin (Пушкин, em cirílico), a Tsarskoye Selo (Царское Село, em círilico) ou ao Ekhaterine Palace (Екатерининский дворец, em cirílico). Alguns ônibus úteis: linhas 342 ou 545.

Por sua vez, querendo ter mais tempo livre, considere ir de carro alugado. A maneira mais indicada é alugar um carro no aeroporto Pulkovo e trafegar rumo ao sul (basta agendar o aluguel do carro no dia que você pretende conhecer esses palácios). Saindo do mencionado aeroporto, siga pela E95/Pulkovskoye Shosse (пулковское шоссе, em cirílico). Continue até alcançar a Peterburgskoye Shosse (петербургское шоссе, em cirílico). Seguindo até o fim dessa estrada, você entrará na cidade de Tsarskoye Selo (antiga Pushkin) e passará pela estátua/monumento ao escritor Alexander Pushkin. Depois dela, siga pela rua curva Dvorstovaya ulitsa (дворцовая уліца, em cirílico), que termina na Garden Street (Cад вуліца, em cirílico), onde fica a entrada do Palácio Catarina.

Para chegar no aeroporto de São Petersburgo (Aeroporto Pulkovo) a partir do centro da grande cidade, vá de metrô até a estação Moskovskaya – linha 2/azul (sentido Cuptchino, купчино em cirílico). De lá pegue o ônibus da linha 39Ex, 39 ou 13, que deixam no aeroporto.

IMG_20160826_162246675_HDR(1).jpg

PALÁCIO CATARINA – TSARSKOYE SELO/PUSHKIN

Caso você vá de carro a partir da Nevsky Prospekt (a avenida principal da cidade), siga pela seguinte sucessão de ruas: 1) dobre à direita na altura da estação de metrô Gostiny Dvor e pegue a Sadovaya Ulitsa (Cадовая, em cirílico) + 2) dobrar à esquerda pouco depois do parque/jardins Yusupov e pegue a Voznesenskiy Prospekt (que, ao atravessar o canal Fontanka, transforma-se na Izmaylovskiy Prospekt) + 3) dobre à direita pouco antes de chegar no canal Obvodniy, pegando a Obvodniy Channel Embankment + 4) dobre à esquerda na Mitrofan’yevskoye Shosse (Мітрафан Неўскае шашы, em cirílico) + 5) faz uma pequena curva no balão/alça e pega a estrada ZSD ou Western High-Speed Diameter (зсд, em cirílico) + 6) depois de seguir vários quilômetros, fazer o balão para pegar a A 118 rumo ao sul, sentido “KAD”/КАД (cuidado aqui diante da quantidade de saídas/acessos) + 7) depois de um longo trecho nessa rodovia, dobrar à direita para pegar a E95/Pulkovskoye Shosse (пулковское шоссе, em cirílico). A partir daqui, seguir o mesmo caminho já mencionado no parágrafo acima.

IMG_3867.JPG

UM DOS AMBIENTES LUXUOSOS DO PALÁCIO CATARINA

A partir do Palácio Peterhof, siga pelas estradas A118 + Volkhonskoye Shosse (Волхонское Шоссе, em cirílico). Você passará por Vladimirovka, Novosel’ye, Novogorelovo e pelo terminal ferroviário Aleksandrovskaya.

Outra alternativa é seguir pela Sankt-Peterburgskoye Shosse (Cанкт-петербургское шоссе, em cirílico), que margeia o Golfo da Finlândia + estrada 41K-140, que é a Krasnosel’skoye Shosse (Kрасносельское шоссе, em cirílico) + A118 + Volkhonskoye Shosse (Волхонское Шоссе, em cirílico). Seja qual for o caminho a partir do Peterhof, há menos tráfego do que saindo de São Petersburgo.

Obs.: Tempo aproximado de deslocamento (cada trecho) – saindo de São Petersburgo, de acordo com o Google Maps, são 15 km (20 minutos de carro) entre o Aeroporto Pulkovo e a entrada do Palácio Catarina; e são 30 km entre o centro de São Petersburgo até o acesso principal do citado palácio, desenvolvidos em uma viagem de 50 minutos de carro (em virtude do trânsito até sair da cidade). Por sua vez, saindo do Peterhof são quase 40 km de carro ou 40 minutos de deslocamento (referência: Google Maps).

IMG_3847.JPG

PALÁCIO CATARINA – TSARTSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

PETERHOF (Петергoф, em cirílico)- A partir de São Petersburgo, você pode escolher a modalidade de sua preferência: Barco ou ônibus.

O barco tem como ponto de partida a frente do museu Hermitage/Palácio de Inverno ou o píer de frente para a estátua de Pedro, O Grande (O Cavaleiro de Bronze, que fica ao lado do Almirantado). É a forma mais cômoda e romântica para chegar no Peterhof, incluindo muitas vezes um guia super útil para apresentar os detalhes desse palácio histórico. O passeio é curto, mas é mais caro – entre 650 e 800 rublos – e tem saídas diárias nos meses de verão (junho a setembro).

IMG_20160826_095042009_HDR.jpg

JARDINS SUPERIORES (UPPER GARDENS) DO PETERHOF – RÚSSIA

Caso prefira gastar menos, vá de van ou ônibus. Esses coletivos costumam sair praticamente da porta da belíssima estação de metrô Avtovo (Автово, em cirílico; linha 1/vermelha). Ao sair da estação, basta atravessar a rua que você encontra o local de concentração desses modais. As vans úteis são: 224, 300, 424 ou 424-A. Os ônibus que levam até o Peterhof/Петергoф são os da linha 200 ou 210. O custo da passagem é, em média, de 100 rublos.

Se quiser ir de carro alugado, fazemos a mesma recomendação anterior: acerte para pegar o carro no Aeroporto Pulkovo. De lá, basta subir pela estrada E95 +pegar a alça para seguir rumo a oeste pela A118 (Волхонское Шоссе, em cirílico) + dobrar à direita na altura da cidade de Novosel’ye, pegando a 41K-140, que é a Krasnosel’skoye Shosse (Kрасносельское шоссе, em cirílico) + seguir margeando o Golfo da Finlândia pela Sankt-Petersburgskoye Shosse (Cанкт-петербургское шоссе, em cirílico) sentido oeste.

IMG_3470

GRANDE CASCATA E ALAMEDA DA FONTE – PETERHOF, RÚSSIA

Se conseguir pegar o carro alugado na saída da estação de metrô Avtovo, melhor ainda: basta seguir a Petergofskoye Shosse (que transforma-se em Sankt Peterburskoye Shosse/Cанкт-петербургское шоссе, em cirílico), margeando o golfo.

A partir do Palácio Catarina, siga a seguinte sucessão de ruas e estradas: 1) Leont’yevskaya ulitsa (леонтьевская улица, em cirílico) + 2) dobrar à esquerda na Malaya ulitsa (малая улица, em cirílico) + 3) no final da rua, dobrar à direita e subir pela Dvorstovaya ulitsa (дворцовая уліца, em cirílico) + 4) dobrar à esquerda na Akademicheskiy Prospekt (Академический Проспект, em cirílico) + 5) no final dessa avenida, logo após o supermercado SPAR, dobrar à esquerda pegando a Kuz’minskoye Shosse (Кузьминское Шоссе, em cirílico) + 6) na ponta dessa avenida, dobrar à direita para a Volkhonskoye Shosse (Волхонское Шоссе, em cirílico) + 7) depois de um longo trecho na citada estrada, contornar o anel viário para pegar a rodovia A118 sentido oeste + 8) na altura da cidade de Novosel’ye (новоселье, em cirílico), dobrar à direita para pegar a estrada 41K-140, que é a Krasnosel’skoye Shosse (Kрасносельское шоссе, em cirílico) + 9) no final dessa via haverá uma bifurcação, na qual você deverá dobrar à esquerda, pegando a Sankt-Peterburgskoye Shosse (Cанкт-петербургское шоссе, em cirílico), estrada que levará até a entrada dos Jardins Superiores do Peterhof (Upper Gardens).

Obs.: Tempo aproximado de deslocamento (cada trecho) – saindo de São Petersburgo: de barco, dura quase 1 hora de passeio. Saindo de ônibus, van ou carro da estação Avtovo, teoricamente é para durar 30 minutos (23 km de distância; de ônibus demora mais). Saindo de carro alugado do Aeroporto de Pulkovo, dura entre 35 e 40 minutos. Saindo do Palácio de Catarino: dura quase 45 minutos, em 38 km de percurso.

IMG_3661

PALÁCIO DE CATARINA – TSARSKOYE SELO/PUSHKIN, RÚSSIA

QUANDO IR

CATARINA e PETERHOF – Por conta do frio, recomendamos não escolher o inverno, principalmente para o Peterhof. O primeiro ponto é o fato das famosas fontes douradas não funcionarem (congelam nessa estação) e o frio impede que você confira os lindos jardins que cercam o palácio.

Por sua vez, o Palácio Catarina nos meses de inverno fica completamente branco com a neve, o que deixa a cor azul da sua fachada ainda mais destacada e charmosa.

Mesmo assim, recomendamos os meses de maio a setembro para a visita a ambos – principalmente, maio, junho e setembro. Maio é o mês menos chuvoso e a temperatura média é de 10ºC (máxima de 15ºC, mínima de 5ºC). Julho e agosto são os meses mais procurados. Se viajar nessa época (maior chance de dias claros), compre seu ingresso com antecedência.

IMG_3515.JPG

GRANDE CASCATA – PETERHOF, RÚSSIA

INGRESSOS

CATARINA – A depender da época da visita, alguns trechos desse complexo palaciano admitem entrada franca, principalmente, entre outubro e abril na área dos jardins e pelo pátio da Galeria Cameron. Apesar de os citados jardins serem muito bonitos, recomendamos a visita pelo interior dos aposentos do grande palácio, pela riqueza de detalhes e extremo bom gosto da czarina Catarina II.

Acesse esse link para conferir os horários de funcionamento e preços de diferentes partes do Palácio de Catarina, e esse link para comprar seu ingresso com antecedência pela Internet. Se tiver carteira de estudante com validade internacional, leve-a.

IMG_3852.JPG

INGRESSOS PARA O PALÁCIO DE CATARINA – TSARSKOYE SELO/PUSHKIN, RÚSSIA

PETERHOF – O palácio mais famoso e visitado da Rússia é imenso e possui diferentes tipos de ingressos para as várias partes (anexos, jardins e aposentos dos czares). Priorize os jardins inferiores (Lower Gardens), que ficam por trás da entrada principal, descendo as escadarias da bilheteria, pois lá fica A Grande Cascata – a incrível fonte com estátuas douradas. Os jardins superiores (Upper Gardens) são acessados logo na entrada principal e nós conseguimos visitar sem pagar.

Clique aqui para saber o preço dos ingressos, os horários de funcionamento e comprar com antecedência. Fique atento que, em algumas datas comemorativas e na alta temporada, costuma haver visita noturna e espetáculo de luzes e fogos no Peterhof. Acompanhe no site oficial ou pergunte ao seu agente de viagens/guia se, no dia que você pretende conhecer o palácio, haverá essa visita noturna. Se houver, procure chegar lá ainda de dia (para ver as fontes na luz natural) e fique para ver os fogos.

EXCURSÕES QUE PODEM SER CONTRATADAS

Nas ruas de São Petersburgo – principalmente, na Nevsky Prospekt e nas pontes sobre os canais – você vai encontrar vários representantes de agências de turismo vendendo day tour para o Peterhof, para o Palácio Catarina ou para o combo com os dois no mesmo dia. Assim, caso você não tenha comprado seu ingresso com antecedência pela Internet para esses palácios, fique tranquilo: vá a Nevsky Prospekt e compre o passeio que melhor se adeque ao seu roteiro.

IMG_3833.JPG

UM DOS JARDINS DO PALÁCIO DE CATARINA – TSARSKOYE SELO/PUSHKIN, RÚSSIA

Se você tiver de 4 a mais dias em São Petersburgo, aconselhamos que faça o passeio para o Peterhof e para o Palácio Catarina em dias diferentes. Caso você tenha 3 dias em São Petersburgo, faça o passeio para ambos no mesmo dia – escolha o Palácio Catarina para conhecer por dentro, e o Peterhof para dedicar mais tempo às fontes e jardins.

Menos que esse intervalo (1 ou 2 dias em São Petersburgo), só faça essa excursão se você está disposto a abrir mão de belas atrações na cidade do Museu Hermitage, Catedral do Sangue Derramado, Catedral de Santo Isaac, Catedral de Kazan, Jardins de Alexandre, entre outros.

IMG_20160826_113546906_HDR.jpg

FONTE DAS FLORES – PETERHOF, RÚSSIA

A seguir, listamos algumas opções bem avaliadas de empresas que operam excursões para o Peterhof e/ou Palácio Catarina (quase todas elas fazem a excursão para os dois palácios, seja em dias diferentes ou no mesmo dia). Confira o que cada uma oferece – itinerário, duração, guia, ingresso – e compare os preços:

IMG_3430.JPG

ENTRADA DO PALÁCIO PETERHOF – RÚSSIA

CONTRATANDO UM MOTORISTA – GUIA PARTICULAR

Apesar da facilidade e, teoricamente, do menor custo que as excursões cobram, indicamos fortemente que você contrate um motorista/guia particular para conhecer os dois complexos palacianos desse post.

Não faltam vantagens para esse passeio privativo: as explicações e o atendimento são só para você e o seu grupo mais próximo de amigos e familiares, o que deixa você bem mais à vontade para fazer perguntas e pedir fotos, além de você poder acertar com o guia/motorista o tempo que pretende passar em cada palácio e se pretende entrar nos aposentos de um ou de ambos. Isto é, você dita o ritmo da visita e não encara vários inconvenientes de uma excursão maior.

Recomendamos o serviço de Igor (guia/motorista russo que fala inglês fluente e conhece bem a história dos palácios, tira fotos, leva guarda-chuva; buscou a gente numa esquina muito perto do nosso hotel; pagamos no final, em dinheiro). Foi o que contratamos e gostamos demais, além de termos gastado menos do que o cobrado em várias excursões acima citadas. Telefone/whatsapp: +7 904 518 88 51.

IMG_3821.JPG

GALERIA CAMERON – PALÁCIO DE CATARINA, TSARSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

Outro serviço privativo muito aconselhado é o da St. Pete Private Tours, com guia em português e inglês, encontra você no seu hotel, aceita pagamento via cartão de crédito, e tem certificado de excelência do Tripadvisor.

Sugerimos também os tours privados da Explorussia, da Guide-Guru, da St. Petersburg Free Tour, Express to Russia (esse contempla passeios pelas atrações principais de São Petersburgo, pelo Palácio Catarina e pelo Peterhof) e o da Excursiones Catalina.

IMG_20160826_114428558_HDR.jpg

MONPLAISIR (ANEXO DO PETERHOF ONDE PEDRO DORMIA)

UM POUCO MAIS SOBRE CADA UM

CATARINA – localizado na cidade de Tsarskoe Selo (antiga Pushkin), fica a cerca de 30 km ao sul de São Petersburgo e a 48 km do Palácio Peterhof. É famoso pelo seu estilo rococó de fachada azul celeste, além da Galeria Cameron (com bustos e estátuas), do jardim de inverno, dos vários anexos, do Grande Hall, da Sala Ágata e da Sala Âmbar.

Foi construído por ordem da czarina Catarina I (viúva de Pedro, O Grande) para servir de residência de verão dos czares. Depois de ter passado por grandes e opulentas reformas ordenadas pelas imperatrizes Ana e Isabel, passou a ser decorado seguindo os gostos neo-clássicos de Catarina II (czarina que arquitetou um golpe de Estado contra seu marido, o czar Pedro III), fortemente influenciada pelo Iluminismo francês e pelos filósofos gregos e famosa pela grande quantidade de amantes que acumulou ao longo do seu governo – notadamente, militares proeminentes, nobres e arquitetos.

IMG_3839.JPG

DETALHES DA COLUNAS DO PALÁCIO DE CATARINA – TSARSKOE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

Após a morte de Catarina II, foi pouco aproveitado pelos czares posteriores.

Durante a II Guerra Mundial, foi bastante destruído pelos nazistas após a retirada dos alemães do Cerco de Leningrado (leia mais sobre esse impressionante fato histórico na seção “Curiosidades” do post de São Petersburgo). Apesar de boa parte da estrutura ter sido reconstruída nos exatos moldes originais (graças aos desenhos e projetos que foram salvos por arquivistas antes da chegada dos alemães), o Palácio Catarina ainda recebe grandes eventos (show de Elton John, visitas de Bill Clinton, Whitney Houston, Sting) para angariar fundos para reformas ainda necessárias.

IMG_20160826_165838718.jpg

UM DOS SALÕES DO PALÁCIO CATARINA – TSARTSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

IMG_3340

PALÁCIO DE CATARINA – TSARSKOE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

PETERHOF – conhecido como “Versailles Russo”, fica a  45 km de São Petesburgo (quase 1 hora de carro), às margens do Golfo da Finlândia. Foi construído entre 1714 e 1723, a mando de Pedro, O Grande, o czar que transferiu a capital de Moscou para São Petersburgo.

A intenção de Pedro era utilizar o palácio, ao mesmo tempo, como local de descanso  com vista para o Golfo da Finlândia/Mar Báltico (local estratégico para perceber e evitar invasores) e centro de recepções de grandes eventos da nobreza russa e, principalmente, de representantes de outros países, demonstrando que a Rússia estava abrindo suas portas ao Ocidente. Pedro deu ênfase aos jardins, vivendo de forma simples no anexo Monplaisir (o primeiro pavilhão construído no complexo, anterior até que o Palácio de Inverno/Museu Hermitage) ao invés de dormir no Grande Palácio.

Os ornamentos luxuosos foram intensificados por Isabel, filha de Pedro, que encarregou a Bartolomeo Rastrelli as obras de embelezamento das fontes e do Grande Palácio.

IMG_20160826_102532970_HDR.jpg

ESTÁTUAS DOURADAS – PETERHOF, RÚSSIA

Famoso por suas fontes com estátuas douradas, possui várias referências à vitória russa sobre os suecos na Batalha de Poltava, retratadas principalmente nas estátuas de Sansão com o leão, Tritão e Perseu. O impressionante dessas fontes é que seus jatos funcionam em um sistema de túneis 100% em função da gravidade, sem o uso de bombas. De acordo com o Wikipedia, “A água é fornecida por nascentes naturais e recolhida em reservatórios situados nos Jardins Superiores. A diferença de elevação cria a pressão que ativa as fontes dos Jardins Inferiores, incluindo a Grande Cascata”.

IMG_20160826_095959413.jpg

PETERHOF – RÚSSIA

O complexo Peterhof foi ocupado pelos nazistas entre 1941 e 1944, que destruíram grande parte das estátuas, fontes e salões originais do complexo palaciano. Instalados no Peterhof, os nazistas planejaram o terrível cerco a Leningrado (leia mais sofre esse fato histórico impressionante na seção “Curiosidades” do post de São Petersburgo). Após a II Guerra Mundial foi feito um trabalho de reconstrução minuciosa do palácio nos mesmos modelos do original. Hoje sedia os mais importantes encontros diplomáticos russos.

Além da fonte dourada (Grande Cascata), outros destaques: o Grande Palácio, os pavilhões Monplaisir, Ermitage e a capela gótica erguida a mando do czar Nicolau I.

IMG_3478.JPG

LOCAL MAIS FAMOSO DO PALÁCIO PETERHOF – RÚSSIA

NOSSA EXPERIÊNCIA

Visitamos o Peterhof e o Palácio de Catarina no mesmo dia, em agosto de 2016. Ficou nublado, mas só garoou muito pouco e rapidamente. Já havíamos contratado o guia/motorista Igor (whatsapp: +7 904 518 88 51) e gostamos demais dos serviços dele.

Saímos de uma esquina perto do nosso hotel (que ficava na Nevsky Prospekt), mais ou menos às 8h da manhã, e seguimos no carro do guia até o Peterhof, chegando quase 1h depois.

A primeira impressão daqueles imensos e bem cuidados jardins superiores (Upper Gardens), com estátuas e grandes fontes, com o palácio de fachada amarelo-clara, já foi encantadora. Gastamos alguns minutos ali, tirando muitas fotos, ainda sem pagar o ingresso e com pouca gente. Porém, a parte mais bonita chegaria depois.

IMG_20160826_163841956_HDR.jpg

PALÁCIO CATARINA – TSARSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

Ao lado do Grande Palácio, pagamos nossa entrada para os lindíssimos jardins inferiores (Lower Gardens), com a monumental Grande Cascata e suas estátuas douradas com jatos de água para todos os lados e de todos os tamanhos e o piso em preto e branco com um tabuleiro de xadrez. Foi lá que ficamos a maior parte do tempo no complexo do Peterhof.

Depois seguimos caminhando pelas outras fontes e anexos, passando pela fonte do tabuleiro inclinado, pela fonte das pirâmides, pela fonte do sol, pelo Monplaisir, pelo Ermitage, pelo labirinto de arbustos e tantos outros incontáveis pontos bonitos, com esquilos, patos e cisnes pelo caminho.

IMG_3780.JPG

BUSTOS NA GALERIA CAMERON – PALÁCIO CATARINA

Não chegamos a entrar nos aposentos e salões de cerimônia do Grande Palácio por orientação do nosso guia (mas ele nos deixou à vontade para escolher; ficamos preocupados em gastar muito tempo dentro do palácio e perder horas na visita do Palácio de Catarina). Depois da visita ao Peterhof, fomos para uma (boa) feira de artesanato que fica ao lado dos portões dele.

Após alguns minutos olhando matrioskas, panos, souvenirs e garrafas de vodka, seguimos de carro até o vilarejo de Tsarskoye Selo/Pushkin, com uma bela igreja ortodoxa em uma praça central. Almoçamos em um dos restaurantes indicados pelo guia. O ambiente era simples e acolhedor, o atendimento era bem educado e a comida típica saborosa. Cada prato custava entre 30 e 50 reais. Pagamos o almoço do guia como agradecimento (ele não nos pediu e isso não havia sido combinado antes).

IMG_3477(1).JPG

ENCANTADOS COM A BELEZA DO PETERHOF – RÚSSIA

Em seguida, fomos ao espetacular Palácio de Catarina. Logo na entrada, um anexo com pináculos dourados e aquela fachada azul celeste inesquecível. Os jardins desenhados, intercalados por lagos, grandes árvores, edifícios menores e a incrível Galeria Cameron, com os bustos de pensadores clássicos, são de grande beleza.

Depois de centenas de fotos de todos os ângulos e pontos possíveis, fizemos a visita interna a parte dos aposentos do palácio, passando pelo Grande Hall e pela Sala Âmbar. Muito luxo e bom gosto. Já no final da tarde voltamos para São Petersburgo, e o guia nos deixou na Fortaleza de Pedro e Paulo, conforme pedimos. Fizemos o pagamento no final em dinheiro.

IMG_3882.JPG

UM DOS PORTÕES DO PALÁCIO DE CATARINA – TSARSKOE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

Foi um dia incrível. Muita coisa bonita vista. Como tínhamos pouco tempo e não sabíamos qual dos palácios visitar, ter ido aos dois no mesmo dia foi a melhor decisão possível. Gostamos muito do tour privado com guia/motorista, com o qual nos comunicávamos em inglês. Nenhum ponto negativo a recordar, nem mesmo a grande quantidade de turistas no Peterhof.

É fundamental que você conheça os dois palácios, isso porque só o Peterhof tem aquelas fontes impressionantes, e só o Catarina tem aquela fachada linda e os mais belos anexos, com a Galeria Cameron e a Sala Âmbar para impressionar ainda mais.

IMG_20160826_105743879_HDR.jpg

JARDINS DO PALÁCIO CATARINA – TSARSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

DICAS

⇒ Se viajar durante a alta temporada (junho a setembro), não deixe de visitar os dois palácios. Para tanto, compre seus ingressos com antecedência, clicando no link do Peterhof e no do Palácio de Catarina.

⇒ O Peterhof é mais cheio de turistas que o Palácio de Catarina. Por isso, o melhor horário para ir visitá-lo é logo cedo, chegando no Peterhof às 8h30, 9h (se for conhecer os dois no mesmo dia) ou no horário de almoço, se você tiver um dia para cada palácio.

IMG_3760.JPG

IGREJA NO PALÁCIO DE CATARINA – TSARSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

⇒ Se viajar no inverno, dê prioridade ao Palácio de Catarina – o mais bonito dessa época. As fontes com estátuas douradas, atração principal do Peterhof, não funciona no inverno.

⇒ Caso prefira ir de carro alugado, acerte com antecedência pela Rentcars. Aconselhamos que marque para pegar o carro no Aeroporto de Pulkovo, para não ter que enfrentar o tráfego do centro da cidade.

IMG_3799.JPG

GALERIA CAMERON E JARDIM DO PALÁCIO CATARINA – TSARSKOE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

⇒ Procure contratar um guia para ambos os palácios. Além de lindos, eles são pura história, passando pela ostentação dos czares, pela nova destinação dada pelos líderes comunistas soviéticos e pela ocupação nazista e reconstrução milimétrica. Todas essas etapas e os detalhes dos aposentos, anexos e jardins são melhor explicados se você for com um profissional do turismo.

⇒ Leve carteira de estudante com validade internacional. Você consegue um ótimo desconto em ambos os palácios.

⇒ Se for de forma independente, evite pedir informações a policiais. Prefira perguntar no seu hotel ou em alguma agência de turismo em São Petersburgo antes de ir a esses palácios.

IMG_20160826_104447067_HDR.jpg

PETERHOF – RÚSSIA

⇒ Não precisa se hospedar em Peterhof tampouco em Tsarskoe Selo/Pushkin. São cidades pequenas, com pouquíssimos restaurantes e atrações noturnas. São Petersburgo é bem pertinho (menos de 1h de carro) e tem muito mais estrutura.

⇒ Para compras de lembrancinhas/souvenirs alusivas aos palácios, dirija-se ao centro de artesanato que fica logo na saída do Peterhof. Em São Petersburgo também é muito fácil encontrar itens nesse propósito.

⇒ Evite levar dólares. O câmbio é muito mais fácil e favorável se você levar euros.

⇒ Estude previamente o alfabeto cirílico e palavras básicas no idioma russo. Um guia do idioma no bolso pode ajudar bastante também.

⇒ Mesmo se for no verão, leve casaco e sombrinha/capa de chuva. O Peterhof fica à beira do Golfo da Finlândia; e o Palácio de Catarina, em uma área bem arborizada, o que reduz a sensação térmica e aumenta o índice de chuvas (costumam ser passageiras).

SEGURO VIAGEM

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

 

IMG_3371
PALÁCIO CATARINA – TSARSKOE SELO/PUSHKIN, RÚSSIA
IMG_20160826_152716481_HDR.jpg

FACHADA DO PALÁCIO CATARINA – TSARTSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

IMG_3530.JPG

GRANDE CASCATA – PETERHOF, RÚSSIA

IMG_3835

PALÁCIO CATARINA – RÚSSIA

IMG_3496.JPG

PALÁCIO PETERHOF – RÚSSIA

IMG_3825.JPG

PALÁCIO CATARINA – TSARTSKOYE SELO/PUSHKIN – RÚSSIA

IMG_20160826_111837188_HDR.jpg

FONTE DO SOL – PETERHOF, RÚSSIA

IMG_20160826_102303153_HDR.jpg

PALÁCIO PETERHOF – RÚSSIA

 

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

IMG_20160826_114428558_HDR.jpg

9 comentários sobre “PETERHOF E CATARINA

  1. Maria Antônia disse:

    Parabéns pelo post, com ótimas dicas e fotos lindíssimas que nos mostram esses incríveis palácios e seu entorno! 👏👏👏👏👏👏
    Que em 2018 “Conhecendolugares” tenha ainda mais sucesso ! ❤❤❤

    Curtir

  2. Viveca da Fonseca Cabral disse:

    Nem nos meus melhores sonhos vislumbrava a possibilidade de conhecer a Rússia; eis que apareceu a oportunidade, e graças a Deus, pude abraçá-la, caso contrário estaria arrependida até hoje. Encantamento é no mínimo o que pude sentir com tanta beleza destes Palácios: o de Catarina com uma fachada esplendorosa em tom azul com colunas douradas, tantos detalhes, história e esmero de uma época. E o de Peterhof? É impossível não se deslumbrar com seus jardins, orangeário e a monumental cascata com esculturas douradas. Vale cada rublo, euro ou moeda para conhecê-los.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pingback: SÃO PETERSBURGO
  4. Edgar Gomes Neto disse:

    O sonho do meu pai é conhecer a Russia e este post com certeza ajudará muito quando eu estiver junto com ele realizando este sonho. Parabéns pela riqueza de detalhes na publicação!!! Muito bom!!! 👏👏👏

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s