CRACÓVIA

Considerada uma das cidades mais bonitas da Europa, Cracóvia alia um centro histórico belíssimo (inscrito como Patrimônio Mundial pela UNESCO, em 1978) com um povo bastante animado (foi a capital cultural europeia em 2000) e uma diversidade de atrações nas suas praças, parques e arredores.

Diferentemente de Varsóvia, Cracóvia teve vários pontos de sua história gótica, renascentista e barroca poupados dos bombardeios nazistas durante a II Guerra Mundial. Talvez por isso seja tão perceptível a energia mais festiva da cidade em comparação com a da citada capital polonesa.

Confira a seguir como chegar, quando ir, onde se hospedar, atrações turísticas, dicas de restaurantes e de onde aproveitar a vida noturna, entre outras informações úteis sobre essa vibrante cidade do leste europeu, parada obrigatória para quem pretende conhcer os campos de concentração de Auschwitz e Birkenau.

20170602_180627.jpg

VISTA DO CASTELO WAWEL A PARTIR DA PONTE GRUNWALDZKI – CRACÓVIA, POLÔNIA

COMO CHEGAR

Avião – não há voo direto a partir do Brasil, por isso será necessário fazer alguma conexão/stopover em alguma cidade hub europeia. Há voos diretos até lá saindo de Lisboa (são poucos; duram quase 4h de duração), Paris (2h10 de duração), Amsterdã (1h55 de duração), Londres (2h25 de duração), Roma (2h05 de duração), Frankfurt (1h35 de duração), Barcelona (não são diários; 2h50 de duração), Madri (não são diários; 3h30 de duração), Zurique (1h40 de duração), Praga (1h10 de duração), Viena (1h de duração), Budapeste (1h de duração), entre outros.

Caso pretenda começar sua temporada polonesa em Varsóvia, há vários voos diários e baratos de lá até Cracóvia, grande parte deles viabilizados pela Lot, em um trajeto de menos de 1h.

Outras companhias aéreas que operam até Varsóvia (KRK): Ryanair, Lufthansa, easyJet, Vueling, Iberia, Austrian Airlines, KLM, Norwegian. Consulte o Skyscanner e compare os preços.

IMG_8958.JPG

CHEGANDO NA PRAÇA DO MERCADO/RYNEK GLÓWNY – CRACÓVIA

Trem  – opção confortável, barata e segura. A ferroviária Krakow Glowny fica pertinho do centro histórico (menos de 10 minutos de caminhada) e conta com lojas de conveniência e casas de câmbio, além do shopping/galeria Krakowska ao lado.

Há trens partindo de várias partes da Europa até Cracóvia, como você pode constatar nesse site. Todavia, apenas achamos válida essa alternativa se você vier de alguma cidade próxima (Varsóvia, Katovice, Poznán e Gdansk) ou país vizinho (leste da Alemanha, República Tcheca, Eslováquia e até Hungria ou Áustria) à noite, podendo dormir no trem e, assim, economizando uma diária e o deslocamento de avião.

Tenha em conta que, com exceção das viagens de trem feitas dentro do próprio país, as demais costumam ser bem mais cansativas que as feitas de avião. Além disso, há muitos voos operados por low costs até Cracóvia, o que torna várias passagens aéreas mais baratas que passagens de trem.

IMG_9080

ESTAÇÃO CENTRAL DE TREM E ÔNIBUS (KRAKÓW GLÓWNY) – CRACÓVIA, POLÔNIA

Ônibus – ainda menos aconselhável do que ir de trem, por ser mais cansativo, haver o risco de enfrentar tráfego pelo caminho e, muitas vezes, ser mais caro que a passagem aérea. De qualquer forma, se essa for a sua escolha, consulte locais de partida (use Krakow como ponto de chegada), paradas, preços e horários nesse link. A rodoviária “Krakow Bus/Coach Station” fica ao lado da ferroviária acima citada (Krakow Glowny), pertinho do centro histórico.

Carro – se a intenção é fazer uma roatrip pelo leste europeu, as ótimas estradas para chegar até Cracóvia são: E77 + S7 (a partir de Varsóvia, a 290km); rodovias 13 e 15 alemãs + E40 (a partir de Berlim, a quase 600km de distância; no Google Maps o caminho acima descrito é resumido como A4); rodovias E50 e E462 tchecas + A1 e A4 (a partir de Praga, a 530km de distância; no Google Maps, o caminho acima descrito é resumido como D1); E65 eslovaca + rodovias E50 e E462 tchecas + A1 e A4  (a partir de Bratislava, a 455km de distância; no Google Maps, o caminho acima descrito é resumido como D2/E65); rodovia E77 (a partir de Budapeste, a 395km de distância); rodovia A5 austríaca + rodovias E461, E50 e E462 tchecas + A1 e A4 (a partir de Viena, a 464km de distância; no Google Maps, todo o trajeto é sintetizado como A4).

Para aluguel de carros, indicamos o site Rentcars.

20170602_104945.jpg

CARRUAGEM NA PRAÇA DO MERCADO

QUANDO IR

A primavera e o verão são os melhores períodos para ir a Cracóvia, especialmente os meses de maio, agosto e setembro. Isso porque suas temperaturas são suportáveis (máximas que oscilam entre 19ºC e 23ºC; mínimas entre 8ºC e 12ºC), a cidade recebe bons festivais nessa época, o risco de enfrentar chuva é estatisticamente menor do que em junho e julho e você ainda evita o frio intenso que ataca a cidade entre novembro e março.

Se preferir ir no inverno, escolha dezembro, quando a cidade fica toda decorada para o famoso Natal.

Confira a programação dos festivais nesse link ou clicando aqui (as festas mais dançantes acontecem entre julho e agosto; os shows de jazz e música clássica costumam acontecer entre novembro e dezembro) e ajuste seu roteiro para incluir uma dessas festas em uma das cidades mais animadas do leste europeu.

20170602_110309.jpg

CASTELO NO ALTO DA COLINA WAWEL – CRACÓVIA, POLÔNIA

VISTO

Não é necessário para brasileiros que visitam a Polônia. Bata levar um passaporte válido por, no mínimo, 3 meses a contar da sua saída daquele país. Ex: se você vai viajar (ida e volta) em junho de 2019 para a Polônia, seu passaporte tem que ser válido até setembro daquele ano. Para mais informações, acesse o Portal Consular ou o site da embaixada polonesa.

FUSO HORÁRIO

GMT +1. Isso significa que são 4 horas à frente do horário oficial predominante no Brasil, desconsiderando o horário de verão. Assim, se o relógio marca 7h30 da manhã em Brasília, em Cracóvia são 11h30 da manhã.

IMG_9046.JPG

RIO VÍSTULA E CASTELO WAWEL AO FUNDO – CRACÓVIA, POLÔNIA

MOEDA

Zloty. Para uma estimativa da cotação, confira o conversor monetário do Banco Central do Brasil. Procure ter o equivalente a 50 euros por dia na moeda local. Isso é suficiente para fazer boas refeições e algumas compras.

Leve cartão de crédito/débito habilitado para uso internacional e saque seu dinheiro local nos caixas eletrônicos ATM (Euronet Polska Sp) do aeroporto/ferroviária/rodoviária ou da Galeria Krakowska. É nesses locais que você consegue o câmbio mais vantajoso.

Você também encontra facilmente bancos e casas de câmbio nos locais citados, bem como no centro histórico, especialmente na rua Florianska e nos edifícios da praça Rynek Glowny.

IDIOMA

Polonês/polaco. Trata-se de uma língua eslava, por isso, de dificílima compreensão para ocidentais. Todavia, diferentemente de Varsóvia, na turística Cracóvia você encontra muita gente falando o inglês básico em restaurantes, lojas, hotéis e atrações turísticas. Por isso, comunicação não é um problema, principalmente se você estiver hospedado e circular pelas ruas do centro histórico.

20170602_105238.jpg

PRAÇA RYNEK GLÓWNY (SUKIENNICE À ESQUERDA E BASÍLICA DE ST. MARY À DIREITA) – CRACÓVIA, POLÔNIA

QUANTO TEMPO FICAR

Para conhecer especificamente a cidade, 2 dias completos são suficientes. Agora, se quiser aproveitar as atrações em cidades vizinhas (visita ao campo de concentração de Auschwitz e às montanhas Tatras) e curtir a versátil vida noturna de Cracóvia, 4 a 5 dias de estada são mais recomendados.

COMO SAIR DO AEROPORTO

O Aeroporto João Paulo II (KRK) fica em Balice, a 11km do centro histórico de Cracóvia. Se seu hotel não incluir transfer/traslado, escolha uma das seguintes abaixo listadas:

  • Trem Balice Ekspres – leva do aeroporto até a ferroviária Krakow Glowny, que fica a menos de 10 minutos de caminhada do burburinho do centro. Funciona diariamente entre 5h e 23h, com intervalos de meia hora a 1h. A duração do percurso no trem é de 20 minutos e o custo é inferior a 10 PLN (zloty) ou cerca de 2,50 euros. A estação de trem do aeroporto fica na parte traseira do estacionamento de veículos, pertinho do terminal de passageiros. Você pode comprar sua passagem no totem que fica no andar 0 do terminal de passageiro ou no totem da estação do trem (ambos aceitam pagamento em dinheiro e em cartão de crédito/débito) ou diretamente ao motorista (ele só aceita em dinheiro trocado).
  • Ônibus – linhas 208 e 252 (diurnas) e linha 902 (noturna). O passagem custa em torno de 4 PLN (zloty) ou 1 euro. O caminho até o centro da cidade dura 30 a 40 minutos e o intervalo de saída dos ônibus varia entre 20 minutos e 1h. Basta seguir as placas no aeroporto que indicam o desenho do ônibus ou perguntar no centro de informações. O ticket é vendido nos totens perto do terminal de passageiros, na parada de ônibus (ambos aceitam pagamento em dinheiro ou cartão) ou diretamente ao motorista (só em dinheiro trocado). É necessário validar o bilhete na máquina que fica dentro do ônibus.
IMG_8926.JPG

TORRE ST. FLORIAN – CRACÓVIA, POLÔNIA

  • Táxi – há cooperativas confiáveis espalhadas logo na saída do portão de desembarque (recomendamos a Icarus). O valor da corrida varia a depender do local de sua hospedagem, mas a média é de 90 PLN (23 euros), em um custo similar às empresas de transfer contratadas na hora (NEOBUS, Leo Express, Regio Jet). Procure levar o nome e o endereço do seu hotel em inglês e no idioma local.
  • Carro alugado – procure locar seu veículo com antecedência pelo site da Rentcars. Ao acertar tudo, você imprime a confirmação e leva até a locadora respectiva (99Rent!, Avis, Budget, Europcar, Hertz, Sixt, entre outras), cujo balcão fica localizado no andar +1 do terminal de passageiros.

*Não há metrô circulando na cidade.

HOSPEDAGEM

A Praça Rynek Glówny/Praça do Mercado deve ser sua referência. Quanto mais perto dela for sua hospedagem, melhor localizado você estará. É por lá que fica a concentração de restaurantes, lojas e artistas de rua.

IMG_8952.JPG

PRÉDIOS HISTÓRICOS EMBELEZAM O CENTRO DE CRACÓVIA

A vantagem é que o custo é melhor que em muitas cidades turísticas europeias, mesmo para hotéis mais refinados. Confira a seguir algumas sugestões bem avaliadas:

  • Hotel Imperial (hotel 4 estrelas localizado na mencionada Praça do Mercado; nota 9,3 no Booking);
  • Hotel Elektor (hotel 3 estrelas, quartos modernos, banheiro privativo, a 3 minutos a pé da Praça do Mercado; nota 9 no Booking);
  • Hotel Wentzl (hotel 4 estrelas; quartos de luxo, restaurante próprio e localização a meio do caminho entre a estação de trem e o Castelo Wawel – 10 minutos para cada lado; nota 9,2 no Booking);
  • Leo Aparthotel Main Square (apartamentos com decoração clean, bem pertinho da praça principal; nota 8,5 no Booking);
  • The Spiski Palace (apartamentos também localizados na área central; nota 8,8 no Booking);
  • Tango House Bed & Breakfast (ótimo custo-benefício; embora o acesso seja por uma ruela decadente, trata-se de uma casa histórica de estilo boutique, com quartos revitalizados e banheiros privativos, bem pertinho da Praça do Mercado; nota 8,8 no Booking);
20170602_110550.jpg

CASTELO WAWEL – CRACÓVIA, POLÔNIA

  • Only Krakow Apartments (apartamentos em uma área mais tranquila do centro, pertinho do Castelo Wawel; nota 9 no Booking);
  • Pokoje Góscinne Sw. Anny (acomodações modernas e elegantes, com Wi-Fi gratuito e aluguel de bicicletas; fica a 50m da Praça do Mercado; um dos melhores custo-benefício da cidade; nota 8,8 no Booking);
  • Hostel u Kmity (albergue que conta com um bar próprio, wi-fi gratuito e quartos compartilhados muito baratos; nota 8,7 no Booking);
  • Welcome 2 (o albergue mais barato indicado pelo Booking, com quartos coletivos mais compactos; fica perto do Castelo Wawel; nota 7,6)

Não deixe de consultar com o seu hotel se o transfer do aeroporto está incluído.

Para mais alternativas, acesse o Booking, Trivago ou Tripadvisor. Caso deseje alugar um quarto, apartamento ou uma casa por uma temporada, mantendo contato direto com o proprietário, consulte o Airbnb.

O QUE CONHECER
  • Praça do Mercado/Rynek Glówny – considerada uma das maiores praças medievais da Europa (data do século XIII), é lá que se concentram os restaurantes, lojas (não deixe de entrar no mercado-museu Sukiennice/Cloth Hall, que é coberto e de influência renascentista) além de artistas de rua, esculturas, fonte e imponentes igrejas (notadamente, a Basílica St. Mary/Mariacki, de cor ocre e torres com diferentes tamanhos e cúpulas). Além disso, lá você encontra a torre da antiga prefeitura/Town Hall, que é ricamente decorada e do alto de onde se tem uma das mais belas vistas no centro histórico; ao lado dessa torre fica a escultura Eros vendado, uma escultura de uma enorme cabeça reclinada do deus grego do amor e erotismo – uma das mais fotografadas da cidade);
20170602_105431.jpg

PRAÇA RYNEK GLÓWNY (TORRE DA PREFEITURA AO FUNDO) – CRACÓVIA, POLÔNIA

  • Castelo Wawel – serviu de residência real quando a cidade era a capital da Polônia, com arquitetura barroca e renascentista. Dentro do seu complexo, há vários museus com exposições permanentes (joias antigas da Coroa, além de armaduras) e temporárias. Ele fica ao lado da Catedral onde eram coroados os monarcas do país. Atração imperdível. Para tirar as melhores fotos do palácio, indicamos a travessia da ponte Grunwaldzki (ao sul do Castelo) ou da ponte Debnicki (a noroeste do Castelo), que passam sobre o Rio Vístula, o mesmo que corta a capital Varsóvia).
20170602_175605.jpg

RIO VÍSTULA E CASTELO WAWEL – CRACÓVIA

  • Museu Oscar Schindler – localizado onde funcionava a fábrica onde trabalhavam milhares de judeus empregados pelo homem retratado no filme vencedor do Oscar, A Lista de Schindler, salvando-os do extermínio nazista durante a II Guerra. Um dos mais elogiados na cidade. Fica a menos de 3km da Praça do Mercado, ao sul da cidade, na outra margem do Rio Vístula, pertinho do shopping Galeria Kazimierz, e acessível por trem (estação Kraków Zaboclie) e por ônibus
  • Portão Barbican e Torre St. Florian – lindos monumentos remanescentes da antiga muralha que protegia a cidade, localizados ao norte da Old Town/Stare Miasto.
  • Parque Planty – linda área verde localizada onde ficava a antiga muralha medieval, cercando a Old Town. Muito frequentada pelos locais para caminhadas, práticas esportivas e piqueniques.
  • Ruas Florianska e Grodzka – são as ruas mais animadas do centro histórico, ligando o Barbican até a Praça do Mercado (Rua Florianska) e a Praça do Mercado ao Castelo Wawel (Rua Grodzka). É nela que você acha vários restaurantes, museus, agências de turismo e lojas.
IMG_8922.JPG

PORTÃO BARBICAN – CRACÓVIA, POLÔNIA

  • Kazimierz – bairro/distrito judaico a 1,5km ao sul do Castelo Wawel e da Old Town. É uma área que vem crescendo no gosto dos turistas, principalmente do público hipster/alternativo, que costuma se concentrar nos restaurantes da Praça Nowy ou curtir a noite em algum dos bares espalhados por lá (em especial, o Alchemy e o Forum). Sem contar as importantes sinagogas e o Museu Galicia/Galicja, dedicado à história dos judeus e com uma seção de destaque ao Holocausto.

Outros bons passeios: Museu NacionalSinagoga AntigaMuseu de Arte ContemporâneaJardim Botânico.

Para saber os ônibus e trams que passam perto de cada um dos pontos mencionados, clique aqui.

20170602_104309.jpg

RUA FLORIANSKA – CRACÓVIA, POLÔNIA

Se você tiver mais tempo, não deixe de fazer nessa ordem: 1) excursão até Auschwitz e Birkenau (provavelmente, os mais famosos campos de concentração nazistas do mundo; localizado a 1h20/70km de Cracóvia; estradas até lá: A4 + 933; passeio que dura cerca de 6 horas; faremos um post específico sobre esse local), 2) às Montanhas Tatra (uma belíssima cordilheira na região dos Cárpatos, na fronteira Polônia/Eslováquia, cercada de lagos, a pouco mais de 150km ao sul da cidade, pelas estradas 47 + 49; passeio de um dia inteiro; clique aqui para mais imagens dessa linda região), 3) à Mina de Sal de Wieliczka (fica a menos de 20 km a sudeste de Cracóvia e conta com vários túneis, esculturas e até uma catedral subterrânea ricamente decorada; confira as estradas até lá clicando neste link; passeio de 3h a 4h), 4) ao Parque Ojcow (área com muitas árvores, belas formações rochosas, curso de água e um castelo, localizada a 20km ao norte de Cracóvia por essas estradas;  para mais imagens clique aqui) e 5) à Casa do Papa João Paulo II (fica Wadowice, a 50km ao sudoeste de Cracóvia, e é mais indicado para quem gosta de turismo religioso e deseja conhecer histórias e ambientes da infância de Karol Wojtyla).

20170602_105411.jpg

PRAÇA DO MERCADO VISTA DA RUA GRODZKA – CRACÓVIA, POLÔNIA

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Recomendamos caminhadas ou o aluguel de bicicleta.

A pé – o centro histórico (Old Town ou Stare Miasto) é bem compacto e perfeitamente “caminhável”. Todas as principais atrações turísticas acima listadas ficam nessa área ou próximas a ela (a fábrica-museu Oscar Schindler fica a 3 km da Praça do Mercado; o Jardim Botânico fica a menos de 2km daquela mesma referência; o bairro da moda, Kazimierz, fica a 1,5km de caminhada ao sul da Praça do Mercado), com exceção das excursões mencionadas no último parágrafo da seção anterior.

Se tiver pouco tempo em Cracóvia, não deixe de fazer o Free Walking Tour, acompanhando um guia que conta várias histórias e curiosidades da cidade, passando pelo pontos turísticos mais importantes. O ponto de saída mais comum é entre a Torre St. Florian e o Portão Barbican ou de frente para a Basílica St. Mary na Praça do Mercado. Entre algumas empresas elogiadas, cabe mencionar a Walkative, a Cracow Free Tours e a Cracovia Walking Tours (para mais opções, clique no link destacado acima).

IMG_8931.JPG

MERCADO-MUSEU SUKIENNICE NA PRAÇA RYNEK GLÓWNY – CRACÓVIA, POLÔNIA

Bicicleta ou Segway – outra ótima maneira de passear pela cidade, já que boa parte dela é plana e há vários parques e praças pelo caminho das atrações mais famosas. Algumas empresas que disponibilizam bicicletas alugadas ou segways: Cruising Krakow, Bike Rental Krk, Cool Tour Company. Para a localização delas e de outras, clique aqui.

Na cidade também funciona o sistema de bicicleta compartilhada, com diversas estações espalhadas em diferentes bairros. Trata-se do Wavelo. Nesse programa, você paga um plano de horas de uso de bicicleta por dia (60 minutos, 90 minutos, 12 horas) ou pelo tempo livre que você pedalar (valor x minuto de uso) e utiliza qualquer das bicicletas disponíveis pelo tempo contratado, tendo que devolvê-la em qualquer das estações prestes a terminar seu prazo, sob pena de multa.

Ônibus turístico – é operado pela Wow Krakow e funciona no estilo hop-on hop-off, isto é, você paga o ticket para circular de ônibus que passa pelos pontos turísticos principais de Cracóvia e arredores, em um roteiro pré-definido, podendo descer e subir quantas vezes quiser em qualquer dos veículos da mencionada empresa dentro do período contratado, com direito a áudio-guia (tem espanhol e inglês) explicando a história de lá durante o percurso. Clique nesse link e confira a rota do passeio, muito indicado para quem tem pouco tempo na cidade e para quem tem dificuldades de locomoção.

Cabe acrescentar que o passeio de 24h ou 48h da Wow Krakow também dá direito a: 1) volta de barco/gôndola (30 minutos) pelo Rio Vístula; 2) entrada no Museu Galicja, cujo enfoque é na história e cultura judaica, incluindo acervo sobre o Holocausto (fica no bairro judeu Kazimierz); e 3) entrada no Centro de Vidro e Cerâmica (você vê a produção das famosas esculturas em vidro e cerâmica de Cracóvia).

20170602_110259.jpg

CARRUAGEM PASSANDO PELO CASTELO WAWEL – CRACÓVIA, POLÔNIA

Ônibus de linha e bondes elétricos (tram) – apenas útil para quem está localizado em uma hospedagem distante. Se for o seu caso, cabe informar que o sistema de transporte público da cidade é integrado e você pode comprar um cartão para uso ilimitado durante um determinado período (ele é vendido no aeroporto ou em lojas e centros de informação turística espalhados pela Old Town). Se deseja usar o ônibus/tram esporadicamente, é melhor comprar passagens avulsas em moedas ou dinheiro trocado diretamente ao motorista/cobrador (não jogue a passagem fora). Para linhas/rotas e preços clique nos links destacados.

Carro alugado – recomendado para quem deseja fazer uma roadtrip pela Polônia ou pelo leste europeu, bem como para quem pretende apenas conhecer Auschwitz/Birkenau, montanhas Tatra, mina de sal de Wieliczka, Parque Ocjow, Casa do Papa João Paulo II. Sugerimos a locação antecipada pela Internet através da Rentcars.

*Não há metrôs circulando pela cidade.

9eb6313441182826a0669f6b02f72e6c.jpg

MAPA DO CENTRO HISTÓRICO E DO FAMOSO BAIRRO KAZIMIERZ – CRACÓVIA, POLÔNIA

cracovia-mapa-turistico-em-pdf-87195.png

MAPA DOS PONTOS TURÍSTICOS DE CRACÓVIA – POLÔNIA (FONTE: SYGIC TRAVEL)

CULINÁRIA LOCAL
  • Pierogi (prato típico principal da Polônia: massa cozida recheada de batata e requeijão, acompanhado por nata e molho de linguiça);
  • Goulash (ensopado de carne com legumes e páprica);
  • Zabiekanki (baguete cortada ao meio; prato muito consumido para quem está com pressa e pouca grana);
  • Kielbasa (linguiça polonesa);
20170603_142129.jpg

BIGOS – CRACÓVIA, POLÔNIA

  • Obwarzanek (rosquinhas fritas/pretzel/bagel com variados recheios e, na maioria das vezes, salgadas; muito comum em várias esquinas de Cracóvia);
  • Barszcz (sopa de beterraba, muito comum no leste europeu);
  • Zurek (sopa espessa feita com ovos, carne, batata e cenoura);
  • Kotlet Schabowy (bisteca de porco alta);
  • Golonka (guisado de joelho de porco);
  • Bigos (chucrute menos ácido, isto é, guisado de repolho branco não fermentado e carne);
  • Zupa Grzybowa (sopa de cogumelos);
  • Pyzy (massa de batata em bolinhos, normalmente recheados de ricota ou carne moída);
  • Kaczka z jabłkami (pato assado com maçãs)

Entre as sobremesas, o destaque fica para o preparo de pães doces, consumo de semente de papoula e geleias caseiras, bem como para o Budyn (pudim aromatizado), Szarlotka (torta de maçã quente, servida com bola de sorvete ou creme de nata), Piszyngier/Kajmak (torta feita de camadas de biscoito wafer intercaladas por recheio de creme) e o Pierniki (bolo de gengibre coberto de chocolate e recheado com geleia de frutas).

IMG_9074

PIEROGI – CRACÓVIA, POLÔNIA

No quesito bebidas, não faltam tours etílicos pela festiva cidade polonesa: Kazimierz Food & Craft Beer Tasting Tours, Taste Vodka Krakow, Strefa Piwa. De acordo com uma reportagem do jornal El País/Goeuro, de 2015, Cracóvia tem a cerveja mais barata entre grandes cidades do mundo. Por isso, aproveite e vá até o House of Beer (bem no centrinho da Old Town) ou até o Ursa Maior (no bairro Kazimierz) e prove uma Rowing Jack, Browar Amber APA, Zywiec Jasne Palne, Kziazece Ciemme Lagodne ou uma Grand Imperial Porter.

Outras bebidas apreciadas pelos locais: Podpiwek (cerveja de pão-preto com baixo teor alcoólico) e Wino Proste (várias bebidas alcoólicas feitas de sucos de frutas).

RESTAURANTES
IMG_8944.JPG

CRACÓVIA – POLÔNIA

  • Introligatornia Smaku (comida polonesa elogiada; encontre a localização aqui);
  • Zielona Kuchnia (gastronomia contemporânea em ambiente aconchegante; encontre a localização aqui);
  • Bottiglieria 1881 (wine bar com comida europeia refinada; encontre a localização aqui);
  • Od Jajka Do Jablka (mistura da cozinha internacional com pratos poloneses; um dos preferidos do TripAdvisor; encontre a localização aqui);
  • Garden Restaurant (bom custo-benefício, ambiente tranquilo e pratos internacionais; encontre a localização aqui);
  • Polakowski (restaurante retrô com ingredientes colhidos e preparados na hora; gastronomia predominantemente judaica; fica no bairro Kazimierz; encontre a localização aqui).
  • Pod Aniotami (edifício secular, com decoração medieval, onde é servida comida polonesa sofisticada; um dos mais caros entre os listados, mas um dos preferidos em aniversários de casais; encontre a localização aqui)
  • Pod Wawelem (comida típica farta e cerveja grande e barata; encontre a localização aqui)

Querendo gastar pouco para comer pratos tradicionais, procure algum “bar mleczny“, originalmente voltados para o preparo de comidas à base de laticínios, mas que servem carnes e outros lanches adorados pelos poloneses. Outra concentração de lanchonetes e restaurantes baratos é na Praça Nowy, que fica no bairro judeu Kazimierz.

20170602_180224.jpg

CASTELO WAWEL E RIO VÍSTULA (O MESMO QUE CORTA VARSÓVIA) – CRACÓVIA, POLÔNIA

COMPRAS

Lindos produtos artesanais de todos os tipos (cerâmicas, porcelanas e vidros principalmente, além de tecidos, vodkas e produtos em madeira e cristal) são vendidos em lojas avulsas nas ruas da Old Town/Stare Miasto, sobretudo nas ruas Florianska e Grodzka, na Praça do Mercado (Rynek Glowny) e na praça Maly Rynek.

Também aproveite para conhecer: Mercado de Tecidos/Cloth Hall/Sukiennice (no térreo do edifício renascentista que se espalha pela praça principal fica o melhor centro de compras de souvenirs da cidade); Passage 13 (lojas de boas marcas com produtos de qualidade concentradas no sul da Praça do Mercado); Galeria Krakowska (maior shopping de Cracóvia, fica ao lado da estação de trem e ônibus Krakow Glowny); Galeria Kazimierz (no bairro judeu, pertinho das sinagogas e do Museu Galicja, entre as pontes Powstancow Slaskich e Kotlarski).

20170602_105825.jpg

RUA GRODZKA – CRACÓVIA, POLÔNIA

VIDA NOTURNA

Por ser uma cidade universitária e bastante turística no leste europeu, não faltam festas, pubs e baladas em Cracóvia.

Para começar a noite, vá a algum Pijalnia de Wodki Piwa, que significa restaurante onde pode beber vodka e cerveja polaca. Entre eles, procure ir no Carpe Diem II (cervejaria e casa noturna com ambiente medieval; encontre a localização aqui).

A região da Old Town (em especial a Rua Florianska e a Praça do Mercado) e o bairro Kazimierz (bairro judeu) são as principais pedidas para quem procuras boates e bares para curtir a noite na cidade. Caminhe por lá e entre no local animado que mais combina com você.

Se não quiser pensar muito, recomendamos que faça o Pub Crawl. Dessa maneira, você segue com um grupo e um “guia/animador” que te levará a alguns pubs e clubs famosos, com direito a algumas bebidas incluídas numa noite bem divertida. Sugerimos a empresa Krawl Through Krakow (ponto de encontro ao lado da estátua de Adam Mickiewicz, na Praça do Mercado/Rynek Glówny; guia com placa cor de rosa) e a Krakow Pub Crawl (ponto de encontro em frente à Basílica St. Mary, na Praça do Mercado/Rynek Glówny; guia com placa verde).

20170602_103146

BANDA NA ENTRADA DA RUA FLORIANSKA – CRACÓVIA, POLÔNIA

Listamos a seguir algumas boas alternativas:

  • Frantic Club (considerada a melhor boate da cidade, recebendo DJs internacionais famosos e com uma carta de drinks elogiada e barata; encontre a localização aqui);
  • U Louisa (galeria onde funciona uma balada, um café e um bar; também entre os preferidos dos locais; encontre a localização aqui);
  • Prozak 2.0 (balada super famosa em Cracóvia, com clima descontraído e música eletrônica de qualidade; encontre a localização aqui);
  • Klub Pauza (fica na animada Rua Florianska e abre todas as noites; encontre a localização aqui);
  • Propaganda (pub com decoração retrô que remete aos tempos do comunismo; serve bebidas baratas; encontre a localização aqui);
  • La Habana (boate que toca salsa e outros ritmos latino-americanos; encontre a localização aqui);
  • Komisariat (encontre a localização aqui);
  • Alchemia (pub decorado em estilo judaico; localizado no bairro de Kazimierz; encontre a localização aqui);
  • Forum (bar que funciona como boate no bairro de Kazimierz; encontre a localização aqui);

Para programas noturnos mais tranquilos, porém muito elogiados, não deixe de ir ao Piec Art (casa noturna que, às quartas-feiras, recebe apresentações de jazz com entrada gratuita; encontre a localização aqui) ou no Harris Piano Jazz Bar (fica localizado na Praça do Mercado) ou a alguma apresentação cultural no Parque Planty e na Praça Jana Nowaka (fica pertinho da estação central de trem e da rodoviária). Outra excelente opção é visitar o Teatro Juliusz Slowacki (lindíssima casa de espetáculos, em estilo barroco, com um lindo jardim na frente; localizada no Parque Planty, pertinho da entrada do Portão Barbican; confira a programação de peças e shows aqui).

IMG_8915.JPG

TEATRO SLOWACKI NO PARQUE PLANTY – CRACÓVIA, POLÔNIA

NOSSA EXPERIÊNCIA

Estivemos em Cracóvia no início de junho de 2017, em um dia de sol e clima ameno. Ficamos um dia na cidade, chegando lá de trem a partir de Varsóvia.

Percorremos os pontos principais da Old Town, passando pelo Portão Barbican e Torre St. Florian, pela Rua Florianska, pela Praça do Mercado/Rynek Glówny, pela Rua Grodzka, pela colina do Castelo Wawel. Todo esse deslocamento foi feito a pé e na maior segurança possível (não houve qualquer sinal de ameaça). Caminhamos pelas margens do Rio Vístula, de onde tivemos belas vistas panorâmicas da cidade.

IMG_9055.JPG

NA PONTE GRUNWALDZKI – CRACÓVIA, POLÔNIA

Voltamos e fomos até uma agência de turismo na Rua Florianska. Lá contratamos o passeio até os campos de concentração de Auschwitz/Birkenau, em uma experiência inesquecível e, a nosso ver, fundamental para quem visita Cracóvia. É uma excursão tão impressionante que será tratada em um post específico.

IMG_8916.JPG

DENTRO DA OLD TOWN – CRACÓVIA, POLÔNIA

Na volta, almoçamos um delicioso/recomendadíssimo Pierogi em um dos vários restaurantes típicos na Rua Florianska, olhamos as lojas da Praça do Mercado, divertimo-nos com os artistas de rua na Rua Grodzka.

Adoramos o que vimos de Cracóvia. A energia da cidade é incrível. Parece que todo mundo está em festa ou que está em uma sexta-feira depois do expediente. As pessoas são comunicativas e há muitas opções de lazer em um espaço facílimo para caminhar, com muitos monumentos, belas igrejas, restaurantes de todos os tipos com mesas nas calçadas e passeios extraordinários para fazer por perto. Além disso, o custo da hospedagem e das refeições é muito barato, e é muito tranquilo ir e voltar até Varsóvia ou a cidades de países vizinhos.

20170602_104051.jpg

NA RUA FLORIANSKA COM A BASÍLICA DE ST. MARY AO FUNDO – CRACÓVIA, POLÔNIA

Sugestão de roteiro: dedique seu primeiro dia para conhecer a Old Town (principalmente as ruas Florianska e Grodzka e a Praça do Mercado) e o Castelo Wawel. No dia seguinte, circule pelo Parque Planty, visite a Fábrica Oscar Schindler, caminhe às margens do Rio Vístula com vista para o Castelo e passe o fim de tarde e noite no bairro Kazimierz. Nos dias seguintes, visite os campos de concentração de Auschwitz/Birkenau e faça uma excursão até as Montanhas Tatra.

DICAS

⇒ Hospede-se no centro histórico (Old Town/Stare Miasto). É onde as coisas acontecem na cidade; região que concentra quase todos os pontos turísticos e a mais animada de Cracóvia.

Querendo conhecer a cidade com neve, viaje para lá no Natal. A cidade se enfeita demais, com muitas tradições (feiras de artesanato e comidas nas ruas) e luzes coloridas. 

⇒ Compre um chip SIM para ter Internet o tempo todo no seu celular. Isso facilita, principalmente, para chamar o Uber, baixar mapas e postar fotos e vídeos a qualquer hora e em qualquer lugar.

⇒ Leve seu cartão de crédito/débito habilitado para uso internacional e prefira sacar seu dinheiro (Zloty) nos caixas eletrônicos ATM (há vários no aeroporto). Ele trabalha com a cotação oficial e você não paga as comissões geralmente cobradas nas casas de câmbio.

20170602_105334.jpg

TORRE DA PREFEITURA NA PRAÇA DO MERCADO – CRACÓVIA

Alugue um carro para conhecer Auschwitz/Birkenau e para visitar as Montanhas Tatra. É a melhor forma de ficar nesses locais pelo tempo que você quiser. As estradas são excelentes e bem sinalizadas, com pouco tráfego. Para dar maior tranquilidade, baixe o Google Maps e o aplicativo Waze ou similar (Drive Awake/Fuelio/Econoflex/Car Dashdroid) leve um GPS e mapa físico com as estradas detalhadas.

 ⇒ Antes de viajar, marque os pontos turísticos principais (algumas sugestões estão na seção “O que conhecer”) no Google Maps, que funciona off-line, reduzindo bastante o risco de se perder.

⇒ Para não correr o risco de ficar sem fotos, leve um adaptador universal para tomadas. O padrão lá é do tipo C ou E, com dois pinos redondos paralelos. A voltagem é 230v.

⇒ Filmes para entrar no clima da viagem: A Lista de Schindler (meu filme preferido de Steven Spielberg) e Negação, com muitas cenas gravadas em Cracóvia.

20170602_110416.jpg

CASTELO NA COLINA WAWEL – CRACÓVIA

CURIOSIDADES

→ A praça principal de Cracóvia (Rynek Glowny) já foi a maior praça medieval da Europa e nela foi instalado um dos mais antigos “shoppings” do mundo, que é a sequência de lojas localizada no Sukiennice. Em 2013, o site de turismo Lonely Planet elegeu essa praça como a mais bonita do mundo. Também surpreende o fato de que ela foi inteiramente poupada dos ataques nazistas durante a II Guerra.

→ Existe uma estátua de um dragão que cospe fogo de verdade na Colina Wawel. Ela simboliza uma antiga lenda local de que havia um dragão em uma caverna na colina. A cidade teria sido salva depois que um sapateiro (rei Krak) colocou um cordeiro envenenado perto da caverna, fazendo com que o dragão bebesse água do Rio Vístula e acabasse explodindo.

→ Um dos melhores quadros do gênio renascentista Leonardo da Vinci, Dama com Arminho (para muitos mais bonito e misterioso que a Monalisa), pintado em 1485, está no Castelo Wawel, em Cracóvia.

IMG_8933.JPG

PRAÇA DO MERCADO/RYNEK GLÓWNY – CRACÓVIA, POLÔNIA

→ Cracóvia foi a capital da Polônia por grande parte da história do país. A mudança para Varsóvia se deu após o incêndio ocorrido no Castelo Wawel em 1596.

→ A cada hora um trompetista toca do alto da Basílica de St. Mary quatro melodias para os quatro cantos do mundo. O curioso é que as melodias se encerram subitamente. Trata-se de uma homenagem ao trompetista que só teve tempo de alertar os defensores das muralhas para proteger a cidade contra a iminente invasão dos tártaros, tendo sido atingido por uma flecha durante esse alerta sonoro.

→ Os poloneses adoram a Páscoa. Há várias celebrações familiares durante essa época. Há inclusive a tradição de cada família pintar os ovos de Páscoa e distribuir entre as pessoas queridas, após serem abençoados nas igrejas.

→ A Polônia é o terceiro maior produtor de carvão do mundo e um dos país europeus com maior concentração de lagos (9.300).

→ Trata-se de um dos países que mais sofreram perdas na II Guerra Mundial: mais de 6 milhões de mortos.

IMG_8943.JPG

CRACÓVIA – POLÔNIA

→ Dentro da Basílica de St. Mary fica o maior altar gótico europeu, o Viet Stoss, com mais de 200 itens esculpidos a partir de árvores milenares.

→ A Universidade Jaguelônica é uma das mais antigas do mundo (a segunda mais antiga da Europa Central), fundada em 1364. Já foi chamada de Academia Cracóvia e lá estudaram Nicolau Copérnico (responsável por desenvolver o heliocentrismo) e o Papa João Paulo II.

SEGURO VIAGEM

 

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

 

IMG_9051.JPG

CASTELO WAWEL E RIO VÍSTULA – CRACÓVIA, POLÔNIA

IMG_8961.JPG

PRAÇA RYNEK GLÓWNY E MERCADO-MUSEU SUKIENNICE – CRACÓVIA, POLÔNIA

 

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

16 comentários sobre “CRACÓVIA

  1. Herculano disse:

    Surpreso com tantas atrações que Cracóvia oferece. Excelentes dicas, mais ainda por se tratar de opção fora dos roteiros mais usuais.
    Ao que parece o leste europeu tem muitas surpresas a serem descobertas.
    Parabéns!

    Curtir

  2. Maria Antônia disse:

    Meu sonho é visitar a Polônia e vendo este post de Cracóvia com fotos lindíssimas , as comidas típicas (pierogi) e tantas informações que aumentaram minhas expectativas. ❤❤❤
    Parabéns pelo blog , vocês são demais !

    Curtir

    • conhecendolugaresblog disse:

      Muito obrigada! Nossa maior preocupação é justamente ajudar para estimular os leitores a viajarem para qualquer lugar. A gente quer diminuir os medos na elaboração de roteiros e evitar deslizes como, por exemplo, ir a uma praia numa época historicamente chuvosa. Muito obrigada mesmo pelo reconhecimento.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s