NOVA YORK

A cidade mais cosmopolita do mundo! Vibrante, cheia de gente com várias histórias/origens/talentos, arranha-céus, museus excelentes (muitos gratuitos), restaurantes, lojas, parques… Um universo em uma ilha e 3 bairros continentais. Feita para turistas dos mais diversos gostos, com paisagens e alternativas que mudam de acordo com as estações do ano, permitindo conhecer o lugar de formas diferentes. Com certeza, uma megalópole que merece várias visitas e com novidades que não param de surgir.

Com tantas opções, é impossível fazer um post completo sobre a Big Apple, mas a gente se esforçou bastante para preparar dicas e informações para facilitar seu planejamento de viagem. Confira logo abaixo como chegar, quando ir, onde ficar, o que conhecer, onde comer, como se deslocar e mais sobre Nova York.

20170516_171346~2.jpg

PONTE DO BROOKLYN – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

COMO CHEGAR

A cidade conta com 3 aeroportos: La Guardia, JFK e Newark. A maioria dos voos que chegam do Brasil pousam no JFK. Vamos falar mais a respeito dos aeroportos no tópico COMO SAIR DO AEROPORTO, que você encontra abaixo.

Há voos diretos saindo do Rio de Janeiro e de São Paulo (duração aproximada de 10 horas). É preciso ter cuidado na hora de escolher o seu voo. Isso porque existem voos de até 19 horas, considerando as conexões. Se você está viajando com crianças ou gosta de conforto, isso pode ser um problema.

As principais companhias aéreas que operam com voos para NY são: LATAM, American, Delta, Copa (esta com conexão geralmente no Panamá) e Avianca. As opções variam da cidade de onde partirá seu voo. O que pode baratear bastante seu voo é comprar uma passagem saindo de São Paulo ou Rio de Janeiro, que geralmente oferecem melhores tarifas e comprar uma passagem nacional da cidade que você mora até a cidade de partida do voo internacional. Se for por esse caminho, cuidado com a diferença de horário entre voos, é preciso comprar com um intervalo grande de horas para diminuir o risco de perder o voo internacional.

Sugerimos sempre que você procure seus voos através do Decolar ou Skyscanner para localizar o melhor valor. No Melhores Destinos você acompanha as promoções que surgem ao longo do ano.

20170516_140813~2

WASHINGTON SQUARE PARK – MANHATTAN, NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

QUANDO IR

Assim como em outras badaladas/turísticas cidades do Hemisfério Norte, os meses de maio, junho, setembro e outubro são os que, particularmente, consideramos melhores para conhecer Nova York. São meses de transição (primavera e outono, respectivamente), fora da alta temporada, com menos aglomerações nas ruas e preços mais acessíveis de hospedagens e serviços. Dentre eles, cabe destacar que junho e outubro são estatisticamente os menos chuvosos.

Outra época aconselhável, especialmente para quem quer curtir o romantismo da neve e as festas de final de ano (com lojas e estabelecimentos lindamente decorados), é o mês de dezembro. É lá que acontece uma das viradas de ano mais tradicionais e concorridas do mundo.

20170516_181720~2.jpg

SKYLINE DO SUL DE MANHATTAN VISTO DO BROOKLYN – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

Registrada essa opinião pessoal, abaixo separamos as características de cada época para que você possa escolher de acordo com suas preferências e se preparar adequadamente.

PRIMAVERA –  Começando em  21 março e indo até  20  de junho, NY está saindo do frio! No geral, as temperaturas são consideradas agradáveis, esquentando ao longo dos meses. Junho já é considerado o mês quente.

VERÃO –  De 21 de junho até 22 de setembro são ideais para quem procura o calor. Há muitos relatos de sensação de “abafado”, o que pode prejudicar longas caminhadas. Mas isso não chega a ser um problema, os estabelecimentos contam com ar condicionado e isso não vai atrapalhar sua viagem.

OUTONO –  Início em 23 de setembro e término em 20 de dezembro. Como estação de transição, o outono começa com clima incerto, podendo ter dias ainda quentes, mas que vão amenizando com o passar dos dias. É uma estação considerada agradável, mas com bastante frio no final de novembro e dezembro.

INVERNO –  De 21 de dezembro a 20 março. O frio na cidade é rigoroso nesta estação, principalmente em janeiro e fevereiro em que a neve pode gerar transtornos à sua viagem e impedir passeios. Dezembro e março o frio é menos rigoroso. Chamamos atenção para dezembro em que a cidade está toda produzida para o Natal tanto no quesito decoração quanto espetáculos. É preciso uma preparação mais cuidadosa caso escolha o inverno para visitar a cidade, mas sem dúvida, a neve é um grande atrativo (principalmente para turistas originários de países sem neve, como o Brasil.)

Se preferir conferir por mês as informações na tabela abaixo. Chamamos atenção para o frio, existem meses em que as temperaturas ficam bastante rigorosas e a sensação térmica fica consideravelmente abaixo das temperaturas. Assim como a sensação térmica em relação ao calor, pode ser mais expressiva que a temperatura registrada.

 Meses do ano  Temperatura média em  ºC  Chuva em mm
janeiro -0.6 84
fevereiro 0.5 78
março 4.9 98
abril 10.6 103
maio 16.5 107
junho 21.5 90
julho 24.5 106
agosto 23.8 102
setembro 19.5 95
outubro 13.5 84
novembro 7.9 104
dezembro 2.2 93
20170516_154433~2.jpg

BATTERY PARK (DE ONDE SAEM VÁRIOS FERRIES PARA A ESTÁTUA DA LIBERDADE) – NY

Quer saber a temperatura registrada na cidade neste momento? Clique aqui.

Ah! Sugerimos o aplicativo Weather Channel para conferir tudo sobre o clima da cidade.

VISTO

O famoso visto americano. Exigido para viagens e conexões que param ou passam por lá, com poucas exceções.

Se você não atende aos requisitos do Programa de Isenção de Visto Americano (VWP) – que aceita viajantes com passaportes eletrônicos de ingressarem nos EUA sem visto para lazer ou negócios por, no máximo, 90 dias -, você precisará adquirir um visto para chegar naquele país. Trata-se de uma autorização de entrada e permanência provisória exigida como medida de segurança e controle em algumas nações para evitar imigrações ilegais.

Para conseguir o visto, é necessário cumprir as seguintes etapas:

1) acessar o site oficial da representação norte-americana;

2) identificar o tipo de visto necessário para viajar aos EUA (normalmente o de turismo é o “B”);

3) preencher com atenção (sem erros, brincadeiras ou rasuras) e, ao final, imprimir o formulário online do governo americano “DS-160”;

4) ir ao site oficial do Departamento do Estado Americano e criar um conta de usuário (com seus dados corretos, que servirão de referência para o futuro envio do visto ao seu endereço por SEDEX), emitir o boleto para pagamento da taxa de solicitação do visto (MRV), agendar seu comparecimento ao CASV e também seu comparecimento à entrevista no consulado norte-americano;

20170516_144752

NOVA YORK – ESTADOS UNIDOS

5) comparecer ao CASV no dia agendado, levando seu passaporte novo e os antigos que tiver, a confirmação do formulário “DS-160” (aparece ao concluir o preenchimento do citado formulário) e a confirmação de agendamento (aparece após a confirmação de pagamento do boleto mencionado). Leve esses documentos sem anotações escritas de caneta ou rasuras. Esses documentos deverão ser devolvidos para você. São 7 CASVs no Brasil (Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e 2 em São Paulo). Lá no CASV, será tirada uma foto 3×4 e serão colhidas impressões digitais;

6) ir até a entrevista no Consulado dos EUA na data e horário agendado (ela só pode ser feita em Brasília, Recife, Rio de Janeiro ou São Paulo; você escolhe em qual irá ser entrevistado presencialmente). Leve para o consulado seu passaporte novo e os antigos que tiver, a confirmação do formulário “DS-160” e a confirmação de agendamento (tudo sem anotações e rasuras). Leve também os documentos que comprovem seu vínculo com o Brasil (carteira de trabalho; comprovante de residência atual; comprovante de imóvel, terreno, automóvel em seu nome; comprovante de estar cursando faculdade no Brasil; comprovante de filhos que ficarão no Brasil durante sua viagem). Nessa ocasião, seu passaporte ficará retido no consulado para análise e posterior envio do visto nele inserido;

7) entrar no site oficial de Agendamento (mencionado na etapa 4) e aguardar seu passaporte chegar com o visto dentro ao seu endereço. Caso tenha optado por pegar o passaporte com visto americano no próprio CASV, basta entrar na conta de agendamento e marcar o dia em que pretende retirar o passaporte com o visto (neste caso, deverá ficar atento ao site de agendamento todos os dias para saber quando a opção “Retirar Documento” estará habilitada).

IMG_6666~2

ESTÁTUA DA LIBERDADE – NY, EUA

Atendidos todos esses passos, o passaporte com o visto americano estará pronto em até 10 dias úteis após a entrevista no consulado (na prática, costuma chegar entre 5 e 7 dias depois da entrevista).

As etapas listadas acima foram organizadas utilizando como orientação o site oficial do Departamento do Serviço de Visto dos EUA. Acesse-o por aqui e cumpra os passos constantes nele. Caso não tenha entendido como proceder, entre em contato conosco através do nosso e-mail ou por comentário ao final deste post.

Para informações específicas e atualizadas, confira os endereços, telefones e horários de funcionamento dos 7 CASVs brasileiros neste link ou nesse aqui. Outra excelente fonte de informações sobre o visto é através do contato com a Embaixada ou com os consulados por este atalho.

FUSO HORÁRIO

GMT-5. Isso significa que são duas horas atrasadas em relação ao horário de Brasília (desconsiderando o horário de verão). Assim, quando em Brasília o relógio marca 10h30 da manhã, em Nova York são 8h30 da manhã.

20170516_100628~2

CENTRAL PARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

MOEDA

Dólar. Para saber a cotação atualizada, confira o link de conversão de moeda do Banco Central do Brasil.

Viaje com dólares comprados (com exceção de alguns bancos, não é tão fácil encontrar quem converta reais brasileiros por lá) e com cartão de crédito habilitado para uso internacional. Com o cartão, dirija-se a algum caixa eletrônico ATM (nos aeroportos é bem fácil achar) e saque seus dólares sem precisar pagar tantas taxas quanto nas casas de câmbio.

Considerando que você pagará o hotel com cartão de crédito, leve 60 dólares por dia por pessoa. Essa quantia diária é suficiente para fazer as três refeições em bons restaurantes ou lanchonetes famosas, além de pagar para visitar ótimas atrações e seus deslocamentos por metrô e para táxis a distâncias de menos de 10 km.

Caso precise de mais dinheiro, você encontra casas de câmbio e bancos facilmente nos aeroportos e nos pontos turísticos mais famosos (Wall Street, arredores do Central Park, Times Square, Town Hall perto da ponte do Brooklyn, One World Trade Center, Estátua da Liberdade).

IMG_6550~2

TRUMP TOWER – 5ª AVENIDA, NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

IDIOMA

Inglês. Se você não domina ou tem insegurança, muitos aplicativos podem te ajudar. Sugerimos o bom e conhecido Google Tradutor, o Lexifone (capaz de gerar áudios no idioma escolhido e traduzir áudios) e Wordlens (traduz placas e textos mediante a foto tirada por seu celular, o aplicativo traduz para você o que está escrito).

QUANTO TEMPO FICAR

Esse é sempre o tópico mais complicado para nós. A gente sempre acha que a viagem vale a pena mesmo que por pouquíssimo tempo. Você sempre pode adaptar as horas ou dias que você tem para conhecer um novo destino.

Mas Nova York realmente é um lugar que demanda uma temporada maior. Uma vida não é o bastante para conhecer todas as opções de lá. Sem contar que sempre tem coisas novas acontecendo na “cidade que não dorme”)! É um lugar para ir e repetir.

Mesmo assim, para não ficarmos “em cima do muro”, sugerimos uma semana – no mínimo – para visitar o que há de mais legal na cidade sem pressa.

IMG_6598~2

BIBLIOTECA PÚBLICA (AO LADO DO BRYANT PARK) – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

COMO SAIR DO AEROPORTO

Preparamos opções de como sair do aeroporto JFK, LaGuardia e Newark.

Do aeroporto JFK para Manhattan:

  • Táxi – Essa opção pode não ser a melhor em relação ao custo se você considerar o trânsito da cidade. Sem trânsito o percurso do aeroporto até Manhattan dura em torno de 45 minutos. Se quiser saber o valor, neste site você calcula o valor atualizado cobrado pelos taxímetros de NY.

Em qualquer um dos oito terminais do aeroporto você encontrará placas que direcionam para os postos de táxis. Geralmente há fila, basta aguardar sua vez e informar o local de destino, uma ficha será preenchida com os dados do táxi e entregue a você. Todo o procedimento é bastante simples.

Cuidado! Táxis não oficiais são sempre um risco. Se a intenção é economizar, escolha outras alternativas para sair do aeroporto.

  • Airtrain – É a opção que te direciona para o metrô, a mais econômica e mais rápida em dias de trânsito, mas talvez, a menos confortável. A opção também está disponível nos 8 terminais do JFK.

Para chegar em Manhattan, compre o ticket nas máquinas que ficam próximas as catracas (placas no aeroporto vão te direcionar), pegue o AirTrain  e desça na estação Jamaica ou Howard Beach.

Após, compre um MetroCard nas máquinas disponíveis de acordo com o endereço da sua hospedagem. Para isso, é necessário entender as linhas de metrô. Vamos falar mais sobre isso, no tópico abaixo “Deslocamento pela Cidade”.

20170516_132606~2

NOVA YORK – ESTADOS UNIDOS

  • Ônibus – A NYCAIRPORTER é a empresa que opera nos 8 terminais com destino a Manhattan. Trata-se de um ônibus confortável e de fácil acesso. É uma ótima opção se houver interesse em economia e caso esteja sozinho (sem opção de dividir o valor do táxi). Não indicamos caso você tenha pouco tempo na cidade e não possa perder tempo no possível trânsito.

Os ônibus saem de 30 em 30 minutos com destino a 3 paradas em Manhattan:  Grand Central Station (rua 42 esquina Park), Penn Station (rua 33 entre 6a. e 7a.) e na rodoviária Port Authority (rua 42 entre 8a. e 9a.) O valor fica em torno de 20 dólares. Essa opção está disponível à partir das 5 da manhã até às 23:30. Os guichês da empresa ficam na calçada externa de todos os terminais do aeroporto, existem placas indicativas.

Consulte valor atualizado, detalhes das paradas e outras informações no site da empresa clicando aqui.

  • VAN (SHUTTLE) – Essa opção também se enquadra para os que querem economizar e não tem preocupação com tempo de duração do trajeto em virtude do trânsito. você tem duas opções, a SuperShuttle e a Go Airport. O valor atualizado você pode conferi clicando nos links destacados, mas já adiantamos que está em torno de 20 dólares. Você pode reserva pela internet.

Trata-se de deslocamento realizando em vans com capacidade de até 10 pessoas que você localiza também na calçada externa do aeroporto. O problema é que pode ocorrer de você precisar esperar outros passageiros para completar a capacidade do veículo, se você der azar pode ter que esperar bastante. Fora que, você pode ser o último passageiro a ser deixado no destino, atrasando um pouco mais a sua chegada.

Do aeroporto LaGuardia para Manhattan:

  • Táxi – O aeroporto LaGuardia está a 16 km da Times Square. Como é o aeroporto mais próximo, táxi pode ser uma boa alternativa. O valor é calculado através do taxímetro e a estimativa você terá através de tabelas que são fornecidas, com o valor médio das corridas.
  • VAN (SHUTTLE) – Essa opção também se enquadra para os que querem economizar e não tem preocupação com tempo de duração do trajeto em virtude do trânsito. você tem duas opções, a SuperShuttle e a Go Airport. O valor você pode conferir atualizado clicando nesse links informados e o tempo médio de deslocamento está em torno de 30 minutos.

Trata-se de deslocamento realizando em vans com capacidade de até 10 pessoas que você localiza também na calçada externa do aeroporto. O problema é que pode ocorrer de você precisar esperar outros passageiros para completar a capacidade do veículo, se você der azar pode ter que esperar bastante. Fora que, você pode ser o último passageiro a ser deixado no destino, atrasando um pouco mais a sua chegada.

  • Ônibus – A NYCAIRPORTER é a empresa que opera com destino a Manhattan, com deslocamento médio de 30 minutos. Trata-se de um ônibus confortável e de fácil acesso. É uma ótima opção se houver interesse em economia e caso esteja sozinho (sem opção de dividir o valor do táxi). Não indicamos caso você tenha pouco tempo na cidade e não possa perder tempo no possível trânsito.

Os ônibus saem de 30 em 30 minutos com destino a 3 paradas em Manhattan:  Grand Central Station (rua 42 esquina Park), Penn Station (rua 33 entre 6a. e 7a.) e na rodoviária Port Authority (rua 42 entre 8a. e 9a.) O valor fica em torno de 20 dólares. Essa opção está disponível à partir das 5 da manhã até às 23:30. Os guichês da empresa ficam na calçada externa de todos os terminais do aeroporto, existem placas indicativas.

Consulte valor atualizado, detalhes das paradas e outras informações no site da empresa clicando aqui.

  • Ônibus + metrô: Para essa opção, compre nas bancas de jornal do aeroporto o MetroCard (sobre o metrô, leia nosso tópico mais abaixo sobre COMO SE DESLOCAR NA CIDADE) e pegue no aeroporto o ônibus M60 e desça na estação Astoria/Hoyts Ave. do metrô. Na estação você as opções de linha Q e N que seguem em direção a Manhattan.
20170516_144914~2

MEMORIAL DO 11 DE SETEMBRO – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

Do aeroporto Newark para Manhattan :

  • Táxi – Essa opção pode não ser a melhor em relação ao custo se você considerar o trânsito da cidade. É o aeroporto mais afastado de Manhattan. Se quiser ter uma ideia de valor, neste site você calcula o valor  cobrado pelos taxímetros de NY.

No aeroporto você encontrará placas que direcionam para os postos de táxis. Geralmente há fila, basta aguardar sua vez e informar o local de destino, uma ficha será preenchida com os dados do táxi e entregue a você. Todo o procedimento é bastante simples.

Cuidado! Táxis não oficiais são sempre um risco. Se a intenção é economizar, escolha outras alternativas de como sair do aeroporto.

  • AIR TRAIN + TREM – O AirTrain interliga os 3 terminais do aeroporto, pegue-o no sentido Rail Link e desça no terminal C onde você comprará a passagem até a New York Penn Station. Assim, chegando na Penn Station (de Nova York, cuidado para não confundir as paradas), estará próximo a 8ª avenida e de lá pode seguir em direção a sua hospedagem. É o meio mais rápido de chegar a NY, afinal, você não enfrenta trânsito!
  • Ônibus – A NYCAIRPORTER é a empresa que opera com destino a Manhattan. Trata-se de um ônibus confortável e de fácil acesso. É uma ótima opção se houver interesse em economia e caso esteja sozinho (sem opção de dividir o valor do táxi). Não indicamos caso você tenha pouco tempo na cidade e não possa perder tempo no possível trânsito, a duração média varia entre 1 hora e 1 hora e 30 minutos.

Os ônibus saem de 30 em 30 minutos com destino a 3 paradas em Manhattan:  Grand Central Station (rua 42 esquina Park), Penn Station (rua 33 entre 6a. e 7a.) e na rodoviária Port Authority (rua 42 entre 8a. e 9a.) O valor fica em torno de 16 dólares.  Os guichês da empresa ficam na calçada externa do aeroporto, existem placas indicativas.

Consulte valor atualizado, detalhes das paradas e outras informações no site da empresa clicando aqui.

20170516_102624~2

BOW BRIDGE, NO CENTRAL PARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • VAN (SHUTTLE) – Essa opção também se enquadra para os que querem economizar e não tem preocupação com tempo de duração do trajeto em virtude do trânsito. você tem duas opções, a SuperShuttle e a Go Airport. O valor você pode conferir atualizado clicando nesse links informados, mas já adiantamos que está em torno de 20 dólares. Você pode reserva pela internet.

Trata-se de deslocamento realizando em vans com capacidade de até 10 pessoas que você localiza também na calçada externa do aeroporto. O problema é que pode ocorrer de você precisar esperar outros passageiros para completar a capacidade do veículo, se você der azar pode ter que esperar bastante. Fora que, você pode ser o último passageiro a ser deixado no destino, atrasando um pouco mais a sua chegada.

HOSPEDAGEM

Missão complicada quando o assunto é NY e você não pretende gastar muito. Os preços surpreendem muitos viajantes desavisados (costumam ser bem salgados), mas a cidade conta com muitas opções.

Faça o possível para se hospedar em Manhattan (a parte mais famosa de Nova York), principalmente ao sul do Central Park. Essa é a região mais completa e turística da cidade. Como segunda opção, hospede-se no Brooklyn, em algum quarteirão pertinho do East River e de alguma estação de metrô.

Seguem aqui dicas e opções para gostos e bolsos diferenciados:

20170516_123037~2

IMAGINA A QUANTIDADE DE ESCRITÓRIOS E APARTAMENTOS QUE EXISTEM NESSES ARRANHA-CÉUS – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Broadway Hotel & HostelBroadway Hotel & Hostel (fica pertinho dos musicais da famosa Broadway; nota 7,1 no Booking);
  • Rostel (pertinho do Central Park, já na parte norte de Manhattan; considerado de baixo custo em comparação com outras alternativas; nota 6,3 no Booking)
  • U.S. Pacific Hotel (um dos mais baratos indicados pelo Booking para Manhattan; no ta 6,2);
  • 1 Hotel Brooklyn Bridge (um dos melhores do Brooklyn, de frente para o parque com vista para Manhattan; nota 9,2 no Booking);
  • New York Marriott at the Brooklyn Bridge (4 estrelas com linda vista no Brooklyn, pertinho da estação de metrô; nota 8,5 no Booking);
  • Feather Factory Hotel (bom custo-benefício no Brooklyn – pertinho da estação de metrô, cuja linha 7 leva até a Times Square em 15 minutos; nota 8 no Booking);
  • Illumination Bed & Breakfast (mais barato ainda no Brooklyn e pertinho de duas estações de metrô; nota 8,3 no Booking).

Evidente que essa é uma minúscula amostra da infinidade de pousadas, apartamentos e hotéis que existem em Nova York. Para mais opções, consulte no Booking, Trivago, Tripadvisor, Hoteis.com e Airbnb.

O QUE CONHECER
  • Estátua da Liberdade – símbolo maior de Nova York; presente da França (projetada por Frédéric Bartholdi com inspiração no Colosso de Rhodes, e construída por Gustave Eiffel) em comemoração à independência dos Estados Unidos, e inaugurada no final de outubro de 1886; fica na Liberty Island (encontre a localização aqui). Há diferentes tipos de ingresso (para ver o museu; para ver o pedestal da estátua; para subir na coroa da estátua – este ficou um bom tempo sem acesso liberado, vale consultar se, quando você for, será permitido essa entrada). Confira os preços de cada tipo de ingresso neste link. Se você pretende fazer esse tour, procure comprar seu ingresso com antecedência pelo site da Statue Cruises. Se for comprar presencialmente, dirija-se ao guichê de ingressos da Statue Cruises que fica no Castelo Clinton no Battery Park (exatamente aqui); não aceite ingresso de nenhum vendedor autônomo, nem de nenhum outro lugar que não seja no balcão da Statue Cruises (essa é uma recomendação do próprio site oficial da Estátua da Liberdade). Para chegar até lá: ferry ou lancha que saem do píer no Battery Park ou no terminal de balsas “Píer 11/Wall Street” (para quem sai de Manhattan) ou da Ellis Island (este para quem vai de New Jersey);
20170516_153425~2

ESTÁTUA DA LIBERDADE (ATRÁS DO POSTE) VISTA DO BATTERY PARK – NOVA YORK, EUA

  • Times Square – cartão-postal que melhor retrata o agito e dinamismo da “cidade que nunca dorme”. Repleto de painéis de led coloridos, propagandas, lanchonetes, empresariais, restaurantes e teatros, é parada obrigatória para quem visita NY. É nesse cruzamento movimentado de ruas que as pessoas concentram-se para assistir à Virada do Ano com a bola prateada descendo (um dos eventos mais famosos do mundo). Encontre a localização aquiPara chegar lá (na região dos musicais) de transporte público: metrô das linhas linhas D, F e M/cor laranja – estação 47-50 Streets Rockefeller Center OU linhas N, R e W/cor amarela – estação 49 St Subway Station; ônibus da linha M104/lilás – parada 7Av/w 47 St OU linhas M5/vermelha e M7/azul – parada Av. of the Americas/w 47 St.
IMG_6588~2

TIMES SQUARE – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Central Park – o parque mais famoso de Nova York, cenário de inúmeros filmes. A área verde e sossegada da cidade frenética. Conta com vários lagos, jardins, restaurantes, além de zoológico e áreas de convivência. Sua área é bem grande, mas a mais frequentada/querida é do museu Metropolitan para baixo/o sul). Destaque para a Bethesda Fountain, Bow Bridge e para o Imagine, obra desenhada no chão em homenagem a John Lennon. Encontre a localização aqui. Para chegar lá de transporte público: metrôs (linha azul/A e C, linha laranja/B e D – paradas 81 Street Museum of Natural History e 86 St OU linha vermelha/1 e 2 – parada 66 St Lincoln Center OU linha verde/4, 5 e 6 – paradas 86 St Lexington Av, 96 Street, 103 Street); ônibus (linhas M1, M2, M3, M4 – parada “5 Av/w 59 St” OU linhas M66, M72 – parada 5 Av/w 67 St OU linha M10 – parada “Central Park w/w 66 St”), entre várias outras.
20170516_101953~2

CENTRAL PARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Top of The Rock (no Rockefeller Center)/Empire State Building – os arranha-céus com as vistas mais tradicionais e fotografadas de Manhattan. O Top of the Rock fica no Rockefeller Center, o qual possui um infraestrutura muito bacana, com vários restaurantes por perto, além de sediar o rink/a pista de patinação no gelo super concorrida com a famosa árvore de Natal logo à frente (ideal para conhecer no final do ano).  A subida até o terraço é feita em um elevador com uma entrada específica para turistas, passando por várias lojas e por um mini museu que conta a história da construção do prédio e da cidade, além de ter um elevador super bacana, cheio de luzes e sons para preparar o visitante. O Empire State Building foi por muito tempo (entre 1931 e 1970) o maior edifício do mundo e é atualmente o 2º mais alto de NY (atrás apenas do One World Trade Center), o 5º maior dos EUA e o 29º do mundo. Também conta com vários restaurantes e lojas dentro e fora do prédio. Se tiver que escolher um dos dois pra subir até o terraço, sugerimos a visita à cobertura do Top of The Rock. Para chegar até o Top of The Rock de transporte público: metrô (linha laranja/B, D, F ou M – parada 47-50 Streets Rockefeller Center Station); ônibus (linhas QM1, QM5 e QM6 – parada 6 Av/w 49 St OU linhas M2, M3, M5, X68 – parada 5 Av/w 50 St). Para chegar até o Empire State de transporte público: metrô (linha laranja/D, F, M ou linha amarela/N, Q, R, W – 34 Street-Herald Square Station); ônibus (linhas BxM9, BxM10, BxM11, X27, X28, X37, X38 OU linhas M5, M7, M55, X1, X7, X9).
20170516_112132~2

TOP OF THE ROCK (UMA DAS VISTAS PANORÂMICAS MAIS EMBLEMÁTICAS DE NOVA YORK)

  • 5ª Avenida –  a via mais famosa da cidade, cruzando diversos pontos turísticos, muitos monumentos, lojas, igrejas (destaque para a Catedral de St. Patrick, localizada aqui) e edifícios imponentes. Se tiver que escolher apenas um local para caminhar além do Central Park, ande pela 5ª Avenida. A gente aconselha o sentido norte/sul (Central Park/Washington Square Park). Para chegar lá de transporte público: há várias estações de metrô e paradas de ônibus pelo extenso caminho. Considerando que você vai começar a caminhada ao sair do Central Park, a estação de metrô “5 Av Subway” (linhas amarelas/N, R, W) ou a estação de metrô “5 Av/ 53 St” (linha laranja/M ou linha azul/E) são as mais indicadas; parada de ônibus “5 Av/w 59 St” (linhas M1, M2, M3, M4) OU parada de ônibus “5 Av/w 42 St” (linhas M1, M2, M3, M4, M5, M55, Q32).
20170516_111955~2

CATEDRAL DE ST. PATRICK, NA 5ª AVENIDA – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Ponte do Brooklyn (Jane’s Carousel + Brooklyn Bridge Park) – para nós, a atração mais bonita da cidade, pela sua arquitetura, pelo simbolismo e pela vista extraordinária do skyline/silhueta dos edifícios de Manhattan a partir do Brooklyn. Há uma faixa exclusiva para ciclistas e uma mais larga para pedestres, em um caminho que fica acima de onde os carros trafegam. Vale muito a pena atravessar caminhando no sentido Manhattan-Brooklyn para assistir ao por do sol e as luzes dos prédios acendendo pertinho do Jane’s Carousel (funciona todos os dias, exceto às terças-feiras; quando aberto, rende ótimas fotos) ou do Brooklyn Bridge Park, voltando para Manhattan de metrô ou táxi. Para chegar na “extremidade Manhattan” da ponte por transporte público: metrô (linha amarela/N, R, W – estação City Hall OU linha verde/ 4, 5, 6 – estação Brooklyn Bridge City Hall Station, de frente para o belo edifício neoclássico da Prefeitura da cidade OU linhas vermelha/2, 3 – estação Wall Street ou estação Fulton Street); ônibus (linhas M9, M103 – parada Park Row/Beekman St OU linhas QM7, QM8, QM11, QM25 – parada Park Row/Ann St OU linha M22 – parada Centre St/Chambers St OU linhas X17, X19 – parada Broadway/Reade St). Para chegar na “extremidade Brooklyn” da ponte por transporte público: metrô (linha azul/A, C – estação Hight Street Brooklyn Bridge Station OU linha vermelha/2, 3 – estação Clark Street Subway Station OU linha laranja/F – estação York Street Subway Station); ônibus (linha B25 – parada Old Fulton St/ Prospect St OU  linhas B67 e B69 – parada Sands St/Jay St).
20170516_180017~2

PONTE DO BROOKLYN E VISTA PARA MANHATTAN – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • One World Trade Center + Memorial às Vítimas do 11/9 – o maior edifício da cidade, com fachada espelhada de design moderno (triângulos ou cones complementares) erguido ao lado da cascata que escorre por um fosso sem fundo aparente, um monumento muito tocante por estar ladeado de placas com a inscrição dos nomes das vítimas e várias flores por perto. Vale a pena passar por lá para sentir como aquela data é tocante para a cidade e para o país, com muito silêncio e respeito em toda a área (a sensação é totalmente diferente da correria das ruas e bairros vizinhos). Trata-se de uma região com muitos prédios bonitos e construções diferenciadas, inclusive sendo encontrada parte do Muro de Berlim (encontre a localização exata aqui). Para chegar lá de transporte público: metrô (linha amarela/N, R, W – estação Cortland St); ônibus (linhas BxM18, QM7, QM8, QM11, QM25 – parada Church St/Vesey St OU linhas X7, X9, X10, X10B – parada West St/Carlisle St).
IMG-20180602-WA0003_3

ONE WORLD TRADE CENTER – NOVA YORK, EUA

  • Museus: destaque para o Metropolitan/MET (é um dos mais visitados do mundo e o mais indicado para quem tem pouco tempo na cidade; abriga várias pinturas famosas dos séculos XII ao XX, além de esculturas e obras de arte antigas e de importantes seções dedicadas a instrumentos musicais, armas e indumentária; localiza-se na parte leste/direita do Central Park, exatamente aqui; só não abre às segundas-feiras; funciona, normalmente, das 9h30h às 17h30, exceto sábado e domingo, quando o horário vai até 21h; o preço do ingresso você encontra clicando no link destacado; para chegar lá de transporte público: metrô da linha verde/4, 5, 6 – estação 77 St ou estação 86 St Lexington Av OU metrô da linha azul/C ou da linha laranja/B – estação 81 St Museum of Natural History; ônibus das linhas M1, M2, M3, M4 – parada 5 Av/East 84 St); o Museu de Arte Moderna/MoMA (um dos mais famosos e importantes no mundo no que diz respeito a obras conceituais e contemporâneas; a fachada dessa galeria de arte já vale uma parada para fotos e para relaxar; fica entre o sul do Central Park e o edifício do Top of The Rock, bem pertinho da escultura LOVE, precisamente no número 11 da West 53rd St; horários de funcionamento e preços atualizados dos ingressos, você encontra aqui; para chegar lá de transporte público: metrô da linha azul/E ou da linha laranja/M – estação 5 Av/53 St; ônibus das linhas X10, X10B, X12, X14, X17, X17J, X30, X42 – parada 5 Av/w 54 St OU das linhas BxM2, X9 – parada 6 Av/W 53 St); o Museu de História Natural (mundialmente famoso pela vasta coleção de fósseis e esqueletos de dinossauros, além de vegetais e minerais e cenários e bonecos que representam a evolução humana e sua ocupação no mundo, com destaque para o território norte-americano; é o maior do tipo no planeta e foi cenário do primeiro filme da franquia Uma Noite no Museu; localiza-se no lado oeste/esquerdo do Central Park, exatamente aqui; abre diariamente, das 10h às 17h45; o valor do ingresso você encontra atualizado no destaque; para chegar lá de transporte público: metrô metrô da linha azul/C ou da linha laranja/B – estação 81 St Museum of Natural History; ônibus das linhas M7, M11, M79-SBS – parada Columbus Av/w 80 St OU linha M10 – parada Central Park w/w 79 St); e o Museu Guggenheim (famoso pela fachada branca com linhas curvas arredondadas, abriga uma importante coleção de arte moderna; localiza-se no número 1071 da 5ª Avenida, pertinho do MET/Metropolitan, à leste/direita do Central Park, exatamente aqui; o preço do ingresso e o horário de funcionamento atualizado você encontra neste link; para chegar lá de transporte público: metrô da linha verde/4, 5, 6 – estação 86 St Lexington Av; ônibus das linhas M1, M2, M3, M4 – parada Madison Av/East 89 St OU parada 5 Av/East 90 St).
IMG-20180602-WA0005_2

EMPIRE STATE BUILDING E 5ª AVENIDA – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Grand Central Station/Grand Central Terminal – outro famoso marco arquitetônico da cidade, cenário de vários filmes famosos, sobretudo o enorme salão com os painéis com horários de partidas e o relógio de ponteiro. É desse local que partem os trens de NY e onde encontram-se várias linhas de metrô. Se você não pretende usá-lo para ir de trem a Filadélfia, Boston, Washington ou até estações na fronteira com o Canadá, dê uma passada rápida só para fotos ou para lanchar em alguma cafeteria/lanchonete/restaurante barato que tem aos montes por lá. Fica ao lado do belo edifício pontiagudo da Chrysler e bem pertinho do Bryant Park e da Biblioteca Pública, exatamente no endereço 89 E 42nd St; encontre a localização precisa aqui. Para chegar lá de transporte público: metrô da linha verde/4, 5, 6 e da linha violeta/7 – estação Grand Central-42 St; ônibus das linhas X63, X64, X68 – parada Madison Av/E 42 St OU das linhas 200, 250, 300, 500, M42, X30 – parada 42nd St & 5th Av OU das linhas M1, M2, M3, M4, M5, M55, Q32 – parada 5 Av/w 42 St.
  • Flatiron Building – mais um edifício ícone de Nova York. Um dos primeiros arranha-céus construídos  na cidade. Destaca-se pelo seu formato que faz lembrar um ferro de passar roupa, sendo super alto e bem fino, ficando na esquina da Broadway com a 5ª Avenida, exatamente aqui. Para chegar lá de transporte público: metrô da amarela/N, R, W – estação East 23rd Street; ônibus das linhas X10, X10B, X12, X27, X28 – parada West 23 St/ 5 Av OU das linhas M23-SBS, X1, X7, X9, X12, X14 – parada East 23 St/Broadway.
20170516_133314~2

FLATIRON BUILDING – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Broadway – é a avenida diagonal onde são encenados os famosos musicais, as peças de teatro mais concorridas e diversas manifestações culturais de rua. Disputa com a 5ª Avenida o título de via mais turística de NY. Ela é bem extensa, indo desde o Columbus Circle (grande rotatória com a estátua de Cristóvão Colombo na ponta sudoeste do Central Park), cruzando Times Square, a gigantesca loja de departamento Macy’s, o Flatiron Building, a Prefeitura/City Hall até o encontro entre a região de Wall Street e o Battery Park. Há inúmeras casas de espetáculo ao longo das ruas que cruzam a Broadway, mas a maior concentração fica entre as ruas West 45 St e a West 41 St (na West 44 St costumam rolar os musicais mais famosos), caminhando de preferência pela Times Square e pela 7ª Avenida. Para chegar lá (na região dos musicais) de transporte público: metrô das linhas linhas D, F e M/cor laranja – estação 47-50 Streets Rockefeller Center OU linhas N, R e W/cor amarela – estação 49 St Subway Station; ônibus da linha M104/lilás – parada 7Av/w 47 St OU linhas M5/vermelha e M7/azul – parada Av. of the Americas/w 47 St.
20170516_114104

INGRESSO PARA O TOP OF THE ROCK – NY, EUA

  • Washington Square Park – depois do Central Park, foi a área verde que a gente mais gostou de visitar. Ele é bem menor e é repleto de coisas legais: artistas de rua (pintores, músicos), chafariz, Arco do Triunfo, estátuas, uma galeria de arte vizinha e a Universidade logo ao lado (o que explica a grande quantidade de grupos de jovens transitando por lá), além de muita gente brincando com cachorros, casais fazendo piquenique e vendedores de cachorro-quente e pipoca. Fica na extremidade sul da 5ª Avenida, exatamente aqui. Para chegar lá de transporte público: metrô da linha amarela/N, R, W – estação 8 Street OU da linha vermelha/1, 2 – estação Christopher St; ônibus da linha M8 – parada West 8 St/ 5 Av OU das linhas M1, M2, M3, M55 – parada East 8 St/ 5 Av.
20170516_152201~2

CHARGING BULL – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Wall Street/Charging Bull – centro financeiro/bancário da cidade e, provavelmente, a região onde localiza-se a Bolsa de Valores mais importante do mundo. Simbolizando a pujança econômica dos EUA, você encontra na região uma enorme estátua de um touro dourado. Ao chegar lá, você verá muitos turistas se enfileirando para tirar uma foto segurando os testículos do touro (dizem que isso atrai dinheiro/riqueza). Fica no sul de Manhattan, perto do Battery Park e da extremidade oeste da Ponte do Brooklyn, exatamente aqui. *OBS: A estátua do touro não fica na Wall Street, mas sim no encontro da Broadway com a Morris Street; Wall Street é a rua onde fica a Bolsa de Valores de NY (com a enorme bandeira dos EUA logo na entrada, exatamente aqui). Para chegar lá de transporte público: metrô da linha vermelha/2, 3 ou da linha verde/4, 5 – estação Wall Street OU da linha amarela/N, R, W – estação Rector St; ônibus das linhas X1, X3, X4, X27, X28 – parada Broadway & Exchange Alley OU das linhas BxM18, M55 – parada Broadway/Morris St.

Com mais tempo na cidade, passeie pelo High Line (parque sobre a antiga ferrovia elevada; ótimo para caminhadas e lanches durante o dia, bem como para curtir o happy hour no por do sol; localizado aqui; metrô perto: linha azul/C, E – estação 23 St OU linha violeta/7 – estação 34th Street-Hudson Yards; ônibus perto: linha M11 – parada 10 Av/w 23 St OU linha M23-SBS – parada West 23 St/10 Av)  e pelo Battery Park (localizado no extremo sul de Manhattan, no encontro entre o Rio Hudson e o Rio East; a melhor vista para a Estátua da Liberdade para quem não pretende fazer o tour até ela; agradável para descansar ou comer alguma besteira vendo o final de tarde; encontre a localização aqui; metrô perto: linha vermelha/1, 2 – estação South Ferry OU linha amarela/N, R, W – estação Whitehall St OU linha verde/4, 5 – estação Bowling Green; ônibus perto: linhas BxM18, X1, X3, X4, X10, X11, X12, X15, X17A, X19 – parada Greenwich St/Battery Pl OU linhas BM1, BM2, BM3, BM4 – parada Streetate Street at Bridge Street), visite a sede da ONU (edifício principal da entidade diplomática internacional mais importante do mundo; fica na zona leste, banhado pelo Rio East, pertinho do Chrysler Building e da Grand Central Station, exatamente aqui; metrô perto: linha verde/4, 5, 6 ou linha violeta/7 – estação Grand Central-42 St; ônibus perto: linha X21 – parada East 42 St & 1 Av ou linhas M15, M15-SBS – parada 2 Av/East 42 St); veja algum jogo de basquete, hockey, luxa de boxe ou show no Madison Square Garden (fica poucas ruas ao sul da Times Square, bastando caminhar pela 7ª Avenida por uns 6 a 8 quarteirões ao sul; encontre a localização aqui; metrô perto: linha vermelha/1, 2, 3 ou linha azul/A, C, E – estação 34 St-Penn Station; ônibus perto: linhas M7, M20 – parada 7Av/w 31 St OU linhas M34-SBS, M34A-SBS – parada W 34 St/7 Av); visite o Whitney Museu de Arte Norte-Americana (museu de arte contemporânea com fachada branca como caixotes sobrepostos; para preços de ingressos e horários de funcionamento, clique neste link; fica na zona oeste de Manhattan, entre o West Village e Chelsea, ao lado da extremidade sul do High Line, exatamente aqui; metrô perto: linha azul/A, C, E – estação 14 St/8 Av; ônibus perto: linhas M11, M12, M14A – parada Hudson St/Horatio St)  e o Intrepid Sea, Air & Space Museum (museus com embarcações e aeronaves, que demonstram um pouco da potência militar norte-americana; fica na zona oeste, às margens do Rio Hudson, ao lado do Píer 84; metrô perto: linha azul/E – estação 50 Street OU linha violeta/7 – estação Times Square/42 Street; ônibus perto: linhas M12, M50 – parada 12 Av/w 46 St).

20170516_104336~2

STRAWBERRY FIELDS – CENTRAL PARK, NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

*Deu para perceber que demos ênfase aos pontos turísticos de Manhattan – que é a NY dos filmes clássicos que os turistas costumam ver. Para opções de atividades no Brooklyn (o bairro descolado/hipster e de interesse crescente para quem pretende passar uma temporada maior ou morar na Big Apple), sugerimos a leitura da Sugestão de Roteiro que está na seção “Nossa Experiência”.

**Adquira o New York Pass, para ter entrada liberada ou com descontos nas atrações acima citadas e muitas mais, além de acesso a mapas (turístico, do metrô e do ônibus hop-on hop-off).

***Para mais dicas de atrações (para Manhattan e muito além), tenha em mãos “O Melhor Guia de Nova York“, escrito por Pedro Andrade.

DESLOCAMENTO DENTRO DA CIDADE

Por ser bastante segura, Nova York é ótima para ser conhecida a pé, de metrô, de ônibus (turístico ou de linha), de táxi/Uber. O modal que você vai escolher depende do tempo que você terá disponível na Big Apple e do tamanho do percurso.

Com pouco tempo na cidade (1 ou 2 dias), reserve as horas disponíveis para transitar pelo ônibus turístico/hop-on hop off, o qual segue um itinerário ideal para quem quer conhecer os pontos turísticos mais famosos. Para quem tem mais dias por lá, leia os dois próximos parágrafos.

Em Manhattan, se você não tem problema de locomoção, recomendamos caminhadas para deslocamentos até 15 quarteirões. Se a distância é entre 16 a 30 quarteirões, aconselhamos o uso do táxi tradicional amarelo/Uber (para quem não se incomoda em gastar um pouco mais para ver a cidade de um jeito mais confortável OU para quem pode dividir as corridas com outros passageiros) ou metrô e ônibus (para quem quer economizar). Outra ótima forma de conhecer o centro turístico de Nova York é de bicicleta. Há vários locais para alugá-las, conforme adiante melhor explicado.

Para circular entre Manhattan-Brooklyn, Manhattan-Queens/Bronx, a melhor forma é de metrô (para não gastar muito) ou de táxi.

c9e494e258c0e7cf78298144318ed13b.jpg

MAPA DOS PONTOS TURÍSTICOS DE MANHATTAN (DESTAQUE PARA OS ACESSOS) NY, EUA

Deu para perceber que carro é a última opção. Totalmente desnecessário numa cidade enorme, de trânsito intenso, com muitas ruas e cruzamentos, e diversas alternativas de transportes eficientes.

Além disso, tenha em mãos um New York Pass, para ter descontos nos transportes públicos integrados e em acesso a várias atrações culturais, com desconto total ou parcial.

A pé – É a melhor forma de conhecer NY, na nossa opinião (evidente que é preciso disposição e boas condições físicas). A cidade é plana e fácil de se orientar, já que segue uma lógica de várias ruas e avenidas com número (linguagem mais universal que logradouros com nomes), em uma lógica parecida com a de Brasília.

Explicando melhor: em que pese existam algumas Avenidas/Avenues e inúmeras Ruas/Streets indicadas por nomes (ex. avenida Broadway, avenida Bowery, avenida das Américas; Broome Street, Fulton Street, Wall Street, etc.), no centrinho de Manhattan as Avenidas/Avenues são bastante extensas e mais largas, cortando a cidade no sentido vertical. A contagem delas é crescente de leste para oeste. Assim, a 2ª Avenida está mais a leste (à direita de quem olha o mapa/mais perto do Brooklyn) do que a 7ª Avenida (à esquerda de quem olha o mapa/mais perto de New Jersey). Já as Ruas/Streets são mais estreitas e cortam a cidade no sentido horizontal. A contagem delas é crescente de sul para o norte. Desta maneira, a E 1st Street está mais ao sul (mais perto do Washington Square Park e da Wall Street, só para fins de referência) do que a E 42nd Street (mais perto da Times Square e do Top of The Rock).

Outra coisa importante a saber é que as ruas costumam indicar em que metade da cidade você está. Basta observar nas placas em verde – suspensas próximas aos semáforos ou das esquinas – se elas iniciam com a letra E (east/leste/metade direita de Manhattan) ou se começam com a letra W (west/oeste/metade esquerda de Manhattan). Por exemplo: a 5ª Avenida, que corre no sentido vertical, divide a Rua 11 em duas partes, a) E 11th Street (que segue o sentido horizontal leste) e b) W 11th Street (que segue o sentido horizontal oeste). Essas letras são importantíssimas para quem vai andar de ônibus ou metrô, já que apontam o sentido do deslocamento e onde será a parada.

Parece difícil pela falta de costume, mas não é. Em pouco tenho você pega o jeito. Todavia, para facilitar ainda mais, se for andar de forma independente, antes de viajar, baixe o Google Maps e destaque as atrações turísticas que você pretende conhecer/priorizar.

Querendo otimizar seu tempo e interagir com outras pessoas, faça um free walking tour (você passa pelos locais mais fotografados da cidade, acompanhado por um grupo com interesses semelhantes, todos orientados por um guia que conta, de forma descontraída, as histórias e curiosidades sobre cada ponto). Há várias empresas e roteiros diferentes para essas caminhadas guiadas – sugerimos as opções da Free Tours By Foot, e as bem avaliadas nessa página do TripAdvisor. A seguir, um mapa com as atrações de Manhattan:

mapa-turistico-nova-york

MAPA ILUSTRATIVO DE MANHATTAN – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

De bicicleta – Excelente opção se você tiver domínio/experiência neste tipo de transporte. Isso porque, embora as avenidas (que cortam a cidade no sentido vertical, como falamos acima) tenham ciclofaixas de cor verde bem indicadas, sejam mais largas e algumas vezes respeitadas pelos carros, as ruas (sentido horizontal) costumam ter as ciclofaixas bloqueadas por carros estacionados e pelo tráfego. Por isso, não é demais alertar que em Manhattan você irá pedalar cortando/costurando automóveis (isso acontece menos no Brooklyn/Williamsburg e nos distritos mais afastados do centro-sul de Manhattan.

Os roteiros mais frequentes para turistas que querem pedalar são: a volta pelo Central Park (super seguro, sem carros passando, com ciclovias bem definidas) e o percurso Lower Manhattan-Brooklyn (passando perto dos arranha-céus famosos e atravessando a linda Ponte do Brooklyn).

Há uma imensa variedade de pontos de aluguel de bicicletas e até o sistema das bicicletas compartilhadas (Citi Bike – são 30 minutos para você ficar com uma bicicleta até ter que devolver em uma das estações cadastradas, caso não queira pagar quase 20 dólares por hora adicional; há diferentes planos, como o Day Pass e o 3-Day Pass, mas você só pode usar a bike por meia hora caso não queira pagar multa) em Nova York.

Caso você queira pedalar de forma independente, você encontrará várias lojas que alugam bicicletas de diferentes tipos. Para adiantar, alugue com antecedência pela Bike Rent ou pela Bike Tours & Rental ou em uma das opções bem avaliadas disponíveis nesse link.

Agora, se quiser fazer um passeio guiado/tour com alguém que conhece bem a cidade e por vários roteiros diferentes (com pontos famosos e outros bem interessantes menos conhecidos, inclusive com passeios noturnos), escolha uma das alternativas listadas aqui.

nyc-bike-map-thumbnail-1

MAPA DE CICLOVIAS – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

De metrô – a maneira mais barata e rápida para deslocar-se em longas distâncias. É pontual e você não enfrenta trânsito. O subterrâneo de NY não é tão fácil como o de Paris e muito menos o de Londres, tampouco é bonito como o de Moscou. São inúmeras linhas e super extensas, em estações escuras e sujas.

Para ir de metrô, você deve comprar o cartão do MTA em qualquer estação – com atendentes nos guichês de vidro ou nas máquinas de autoatendimento. Com o cartão, você deve comprar a quantidade de créditos: pode ser o avulso/para cada vez que você entrar em uma estação/Single Ride (custa US$ 3,00, aproximadamente) OU em combos de viagens ilimitadas por período (de 7 dias; de 30 dias; integrado com o ônibus de linha ou com o ônibus expresso; com acesso ao AirTrain do aeroporto JFK; entre outros). Confira os preços e tipos de passagens.

As estações mais próximas dos pontos turísticos principais você encontra na seção “O que conhecer”. Para saber as que ficam próximas ao seu hotel ou dos restaurantes e baladas que pretende conhecer, baixe o Google Maps e localize o M escrito em branco com o fundo azul.

Importantíssimo:

  • tenha em mãos o mapa físico da rede do metrô (todas as estações disponibilizam gratuitamente, bem como os aeroportos e pontos turísticos ou bancas de jornais). O mapa eletrônico você acessa aqui; fique à vontade para imprimir;
  • confirme se a estação que você está entrando tem a linha do metrô para onde você pretende chegar (normalmente indicada por placas na entrada ou dentro da estação) e – tão ou mais importante – se vai na direção que você pretende ir (para isso fique atento no letreiro do primeiro vagão do metrô se ele vai no sentido W/oeste ou E/leste; Dowtown/para o sul ou Uptown/para o norte). Se estiver em dúvida, não deixe de perguntar para algum funcionário ou passageiro na estação antes de entrar no veículo.
Mapa-Metro-de-Nova-York.png

MAPA RESUMIDO DO METRÔ COM AS CORES/LETRAS/NÚMEROS – NOVA YORK, EUA

Ônibus – há inúmeras linhas de ônibus, bem como ônibus expressos (com menos paradas e caminhos exclusivos). Caso queira entrar nesse veículo barato e interessante para quem quer ver as paisagens da cidade – já que o metrô é rápido e pontual, mas no escuro sob a terra -, confira as linhas que passam perto de cada atração turística principal na seção “O que conhecer”. Para ver as paradas de ônibus e linhas que param perto de restaurantes e baladas, passe o cursor do mouse em cima do ícone do ônibus de cor branca com fundo azul no Google Maps.

Para comprar a passagem, as orientações são basicamente as mesmas do metrô (utilidade do cartão MTA comprado com antecedência em estações de metrô, em pontos turísticos, lojas de conveniência ou bancas de revistas + compra de créditos, seja com passagens avulsas ou com combos de passagens ilimitadas por determinado período).

Além disso, reforçamos as mesmas orientações importantes acima citadas: tenha um mapa físico da cidade em mãos ou baixe o Google Maps com as atrações destacadas que você quer conhecer. Outra coisa…fique atento ao letreiro do ônibus para saber a direção que ele está tomando (W/oeste ou E/leste; Dowtown/para o sul ou Uptown/para o norte).

Sem sombra de dúvida, para quem tem pouco tempo na cidade ou prioriza o visitar o checklist dos pontos turísticos principais, a melhor alternativa é ir no ônibus turístico hop on hop off de dois andares (operados por várias empresas, principalmente a City Sightseeing/cor vermelha e a Big Bus/cor vinho e salmão) que passa pelos locais mais famosos e permite subidas e descidas ilimitadas pelo tempo que valer sua passagem (normalmente 24 horas, mas há também de 48h e 72h, e opções combinadas com passeios de barco, inclusive com circuitos noturnos), com audioguia em diferentes línguas que conta histórias e curiosidades sobre cada parada do circuito predefinido.

*Acesse os links destacados para conferir os preços, horários de funcionamento e rotas.

**Há inúmeros passeios de barco/ferry/lancha numa cidade que é cortada pelo Rio Hudson e Rio East. O roteiro mais procurado é o que leva até a Estátua da Liberdade e à Ilha Ellis (onde fica o Museu da Imigração), mas há outros diurnos e noturnos (românticos e com baladas) que navegam entre Manhattan e Brooklyn, bem como entre Manhattan e New Jersey/Jersey City, saindo perto do Battery Park, bem como do terminal de balsas em Chelsea (zona oeste de Manhattan) ou do porto North Cove (perto do One World Trade Center). Recomendamos os da New York City Sightseeing, da New York Media Boat, da Classic Harbor Line ou os listados aqui.

IMG-20180602-WA0015_2

ÔNIBUS TURÍSTICO NA TIMES SQUARE – NOVA YORK, EUA

CULINÁRIA LOCAL

A cidade é um resumo da culinária mundial. Nela você encontra opções de restaurante com culinária de todos os países, notadamente a italiana, a francesa, a chinesa e a japonesa. Opções não faltam, inclusive para quem não vive sem um feijão e caipirinha.

Levando em conta que lá você quer provar um pouco do que as pessoas do local consomem no dia a dia, separamos abaixo algumas opções populares:

Famoso cachorro-quente nova-yorkino – Bem básico e fácil de encontrar, o pão com a salsicha e tempero é bastante querido pelos moradores e frequentadores da cidade. Uma opção muito conhecida é o Gray’s Papaya.

Sanduíche de Lagosta (Lobster roll) – Essa opção deliciosa também é facilmente encontrada pelas ruas de NY. Pode ser considerada uma variação do cachorro quente, mas que inclui lagosta.

Cheesecake – a tortinha de queijo crocante embaixo e com cobertura doce  no estilo da cidade inclui generoso recheio. Vale a pena experimentar.

Pastrami – Trata-se de um prato típico judaico, mas que se popularizou na cidade e é bastante consumido. Um corte de carne temperada que é cozida no vapor ganhando uma textura ótima.

Cupcakes – O bolinho doce já se popularizou pelo mundo, mas em NY ele ganha muito mais espaço. Você vai encontrar muitas opções de sabores e recheios que agradam os moradores da cidade e turistas como nós.

IMG-20180602-WA0007_2

TRINITY CHURCH – NOVA YORK, EUA

RESTAURANTES

Opções não faltam em Nova York, separamos algumas indicações, separadas por categorias. Para achar as estações de metrô e paradas de ônibus próximas, procure no “aqui” em destaque o ícone do M ou do ônibus em branco com fundo azul.

  • Fast Food

Nathan’s Famous (várias unidades; encontre as localizações aqui) e Gray’s Papaya (encontre a localização aqui) são opções famosas para experimentar o cachorro quente nova-iorquino e outras opções de fast food.

Shake Shack – Empresa especializada em hambúrguer! Apesar das muitas opções e opiniões, muitos consideram o melhor da cidade. São várias unidades (encontre as localizações aqui).

  • Cafés

Little Collins – Perfeito para lanchar e curtir um ambiente agradável. Está na lista dos melhores cafés de NY. Oferece opções para veganos. Encontre a localização aqui.

Andrew’s Coffee Shop – O cardápio tem muitas opções para pequenos lanches e refeições completas. A parte de doces é fantástica. Encontre a localização aqui.

Mille-Feuille Bakery & Café – Com lindos doces, cozinha europeia e opções vegetarias, o estabelecimento é muito bem recomendado. Encontre a localização aqui.

Veniero’s Pasticceria & Caffe – Opções de chás e cafés, cozinha italiana, é uma opção também bastante bem avaliada. Encontre a localização aqui.

Paris Baguette Bakery Cafe – Ótimas opções com a inspiração francesa. O lugar conta com opções vegetarianas. Várias unidades (localizações aqui).

Two Hands – Influência da culinária australiana. Opções vegetarianas e veganas. Encontre a localização aqui.

  • Frutos do Mar

AQUAGRILL – Muito bem recomendado, restaurante com ótimas opções para quem procura frutos do mar. O cardápio inclui segmento para vegetarianos e opções sem glútem. Encontre a localização aqui.

The Lobster Place – Com lagosta como carro chefe e também opções sem glútem, o restauntante está entre os mais bem conceituados no segmento frutos do mar. Encontre a localização aqui.

Ocean Prime – O lugar além de frutos do mar, tem opções de culinária americana e carnes. As sobremesas também são elogiadas. Encontre a localização aqui.

IMG-20180602-WA0016_2

NOVA YORK – ESTADOS UNIDOS

  • Pizzaria (além das inúmeras casas de massas no bairo Little Italy e Nolita)

Sottocasa Pizzeria – Muito bem avaliada e bastante recomendada. Considerada por muitos a melhor pizza fora da Itália.  Encontre a localização aqui.

Bleecker Street Pizza – O destaque da pizza é a consistência crocante. O lugar é simples e o preço razoável, o destaque é o sabor. Encontre a localização aqui.

Famous Amadeus Pizza – O lugar conta com delivery e não costuma ter fila de espera. Pra quem está sem tempo, é uma boa opção. Encontre a localização aqui.

  • Comida oriental (há muitas opções a preços acessíveis nos bairros do Soho e Chinatown)

Guan Fu Sichuan – onde um peixe frito com vegetais picados e tofu não é tão simples quanto parece. O primeiro restaurante chinês a receber 3 estrelas pelo New York Times.  Fica no distrito de Queens. Encontre a localização aqui.

Atoboy – comida coreana sofisticada, super elogiada e premiada. Pescados e carnes com molhos e preparos inusitados você encontra neste local minimalista. Encontre a localização aqui.

Ugly Baby – comida tailandesa e indiana, com aquele tempero apimentado e, ao mesmo tempo adocicado, que é uma febre entre os jovens. Cenário de arquitetura industrial hipster. Fica no Brooklyn, pertinho do Prospect Park, mais precisamente aqui.

  • Os considerados melhores restaurantes, preços mais elevados

Empire Steak House East 50th Street – Culinária americana e steakhouse. Restaurante com decoração e cardápios sofisticados. Encontre a localização aqui.

The Modern – Culinária americana, preços elevados de modo proporcional a qualidade dos pratos, atendimento e ambiente. Encontre a localização aqui.

Gabriel Kreuther – Culinária europeia, com pratos sofisticados e com apresentação impecável. Encontre a localização aqui.

Daniel – Culinária francesa, considerado uma ótima experiência gastronômica. O atendimento também é um ponto forte. Encontre a localização aqui.

Almayass – Culinária libanesa, mediterrânea e do oriente médio em geral. Encontre a localização aqui.

  • Restaurantes com vista incrível

The River Cafe – Culinária americana e internacional, varanda com vista incrível para a Ponte do Brooklyn e o skyline de Manhattan! Ambiente romântico e surpreendente. Encontre a localização aqui.

Rainbow Room e Bar Sixty Five – Lindíssimo, preços elevados, vista sensacional no 65º andar. Encontre a localização aqui.

Asiate – Vista para o Central Park, do 35ª andar. Lugar agradável e com cardápio incrível. Com opções vegetarianas e sem glúten. Encontre a localização aqui.

***Para mais restaurantes, confira o guia dos melhores pela Time Out ou o guia do New York Times.

IMG-20180602-WA0014_2

NOVA YORK – ESTADOS UNIDOS

COMPRAS

Nova York é perfeita para compras! Você encontra de tudo!

Se você tem pouco tempo e procura encontrar de tudo em um lugar só, as melhores opções são as lojas de departamento. As maiores e mais famosas são: Bloomingdale’sSaks Fifth AvenueMacy’s. Nas duas primeiras você encontra artigos de luxo e produtos de alta qualidade. Sobre a  Macy’s, a loja na 34th St é considerada a maior do mundo e vende desde roupas e acessórios até móveis. São muitas opções, a loja parece mais um shopping. Leve seu documento se quiser aproveitar o desconto de 10% para estrangeiros.

Se você procura luxo,  na 5a avenida você encontra lojas famosas como a Tiffany, Prada Louis Vuitton e outros.

A Madison Avenue concentra as grandes e famosas marcas citadas acima e outras também de valor elevado que tem filial na 5ª avenida, mas também agrega lojas com valor mais acessível. O público local faz compras nessa avenida.

Para produtos eletrônicos, uma opção bastante procurada é a Best buy e a Apple Store.

Para maquiagem, as lojas mais recomendas e procuradas são a SephoraMac, Inglot e Rick’s.

Se você realmente quer comprar e quer pagar menos, pode procurar o outlet Woodburry Common que fica há 1 hora de NY, mas não acreditamos que seja uma boa opção.

MapaComprasNY.jpg

MAPA DOS MELHORES LOCAIS DE COMPRAS – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

VIDA NOTURNA

A cidade tem vida noturna animada e uma grande diversidade de opções. Separamos algumas das atrações pelos seguintes seguimentos: Musicais,  bares e clubes e tour por casas noturnas.

  • Musicais

Muitos consideram imperdível assistir a uma das famosas produções da Broadway. E não é sem motivo. Na Broadway, que é uma avenida de NY que corta Manhattan de norte a sul, conta com espetáculos como O Rei Leão, Mamma Mia, O Fantasma da Ópera e outros muitos (principalmente entre as ruas West 45th Street e a West 41th Street. Garanta seu ingresso com antecedência, a procura é grande!

Existem diversos sites que oferecem venda antecipada de ingressos, separamos algumas opções: NYC.com‎, viator.com‎ e o site oficial da Broadway.

20170516_153737

BATTERY PARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Bares e clubs

230 FIFTH ROOFTOP BAR NYC – Um lugar com vista incrível, no sábado há necessidade de reserva. Encontre a localização aqui.

Bar 54 – Vista do 54º andar, com muitas luzes e com decoração de bom gosto. Um ótimo lugar para curtir um final de dia em NY. Fica pertinho da Times Square e ao lado dos musicais famosos da Broadway. Encontre a localização aqui.

Comedy Cellar – Considerada uma casa de comédia, com shows, concertos e jogos. Fica pertinho do Washington Square Park, poucas ruas ao sul, e ao lado da tradicional casa de jazz Blue Note. Encontre a localização aqui.

The Carnegie Club – Uma boa opção para voltar no tempo, apreciar concertos e fumar charuto. Uma experiência bastante diferente. Fica ao lado da lendária casa de espetáculos Carnegie Hall, a poucas ruas ao sul do Central Park, perto do Columbus Circle. Encontre a localização aqui.

O’Lunney’s Times Square Pub – Preço bastante atrativo, boas opções de refeições e drinks. Encontre a localização aqui.

Terra Blues – Opção perfeita para quem gosta de Blues. Fica na Bleecker Street, a poucas quadras ao sul do Washington Square Park. Encontre a localização aqui.

IMG_6704~2

PONTE DO BROOKLYN COM VISTA PARA MANHATTAN – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

  • Baladas

Cielo – música eletrônica super elogiada e uma das preferidas de quem mora em NY. Encontre a localização aqui.

Marquee – ambiente espetacular, que mistura bar e boate intimista. Encontre a localização aqui.

Provocateur – semelhante ao anterior, com uma pegada mais burlesca. Encontre a localização aqui.

Le Bain At The Standard – daqueles lugares caros que justificam o sacrifício. Fica num andar elevado de um arranha-céu com vista para o Rio Hudson. Local incrível para virar a noite e ver o sol nascendo. Dê uma olhada no site (que está em destaque) só para ter uma noção de como é espetacular. Encontre a localização aqui.

Output – uma das melhores baladas  do Brooklyn, rivalizando de igual para igual com as famosas de Manhattan. Encontre a localização aqui.

  • Tour por casas noturnas (ideal para quem quer otimizar o pouco tempo na cidade)

Take Me Out NYC – Várias opções compartilhadas e privativas de excursões noturnas por NY.  Uma forma prática e divertida de conhecer várias estabelecimentos e pessoas na noite da cidade.

Urban Oyster Tours – Passeios organizados para bares ou pubs e outros. A empresa tem opções diversas de tour, você pode encontrar a opção que mais se adapte ao seu gosto para curtir a noite em NY.

Big Apple Jazz Tours – Para os que amam jazz, aqui você encontra boas opções para curtir um tour organizado a noite por estabelecimento de Jazz de NY.

* Como já dissemos acima, se quer curtir a noite de uma maneira diferente, não deixe de ir à balada que rola no passeio de barco da Hornblower/Rock The Yacht.

** Para mais alternativas para curtir a noite na cidade nas melhores baladas, consulte a lista da Culture Trip e o guia da Time Out.

20170516_144515~2

ARRANHA-CÉUS DE MANHATTAN – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

NOSSA EXPERIÊNCIA

Ficamos em NY um dia inteiro (stopover para Londres) em meados de maio de 2017. Chegamos no aeroporto JFK, voando pela American Airlines e encaramos um lindo dia de sol.

Deixamos nossas malas no aeroporto, pagando um locker e saímos de airtrain até a estação/terminal Jamaica, de onde pegamos o metrô com destino a Manhattan. Nossa primeira parada foi o Central Park, demos uma volta à procura da Bow Bridge, o monumento Imagine/Strawberry Fields, a Bethesda Fountain e curtimos a natureza.

De lá, seguimos pela 5ª avenida a pé. Passamos pela Trump Tower, Times Square (onde paramos pra lanchar), St. Patrick’s Cathedral, Rockefeller Center, subimos o Top Off de Rock para ver a cidade de cima e seguimos em direção ao sul da ilha. Um destaque foi o Flatiron Building, um prédio de esquina um um formato curioso, bastante fino. Outra grande surpresa foi a Washington Square (praça cheia de artistas de rua, gente fazendo piquenique, Arco do Triunfo, chafarizes e jardins). O Memorial 11 de setembro também chamou muito nossa atenção. Nele constam os nomes dos mortos no ataque terrorista que destruiu as famosas torres gêmeas no ano de 2001. No centro financeiro, tiramos fotos com o touro de Wall Street, chamado Charging Bull e entramos na Trinity Church. De lá, fomos para o Battery Park de onde podemos apreciar a famosa Estátua da Liberdade e o rio Hudson. A visita à estátua ficou para a próxima por conta do tempo corrido.

20170516_102215~2

NO CENTRAL PARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

Sobre o Top Off de Rock os ingressos podem ser comprados com antecedência, garantindo seu horário e evitando filas. Clique aqui para conferir os detalhes, no site da atração. O mesmo vale para o Rockefeller Center, clique aqui.

Finalizamos o dia atravessando a famosa e linda Brooklyn Bridge. Pegamos um lindo e agradável final de tarde, conhecendo o Brooklyn Bridge Park e o Jane Carousel (fechado às terças-feiras). O visual é incrível e há opções de restaurantes bastante interessantes. Pegamos o metrô nas redondezas e voltamos pro aeroporto para continuar a viagem.

Fizemos tudo isso a pé. Foi corrido e cansativo, mas adoramos a cidade. Prédios enormes e com arquitetura moderna e diferenciada, muitas opções de museus, restaurantes e coisas pra ver. Nossa surpresa foi a quantidade de parques e árvores, o ritmo da cidade e a ótima sensação de se estar nela. Queremos voltar o quanto antes e assim que isso acontecer, compartilhamos aqui com vocês.

20170516_125558~2

NA TIMES SQUARE – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

Sugestão de roteiro: A nosso ver, sua ordem de prioridades deve ser conhecer a Midtown (região da Times Square, Broadway, Flatiron Building, 5ª Avenida), o Central Park, atravessar a Ponte do Brooklyn para ver o skyline da cidade (sobretudo iluminado à noite) e passear pelo Lower Manhattan e Tribeca (transição entre as ruas residenciais e de restaurantes da Little Italy e Soho com os arranha-céus e o centro financeiro da região do One World Trade Center e Wall Street),

Tendo isso em conta, considerando uma média de 4 dias completos na cidade, sugerimos:

1º dia) Passear pela Midtown, alternando quando possível a 5ª Avenida com a Broadway (conhecer a Times Square, subir no Top of The Rock, ver o Flatiron Building, a St. Patrick’s Cathedral, o Empire State e o Madison Square Garden, bem como entrar no Bryant Park, na loja de departamento Macy’s e no Museu de Arte Moderna/MoMA; terminar o dia em algum musical ou restaurante na região da Broadway).

2º dia) Caminhar pela Lower Manhattan e Tribeca, começando pelo Washington Square Park, passando por Little Italy, Soho, Chinatown, até chegar no sul da ilha (conhecer o One World Trade Center, o Memorial do 11/9, Wall Street/Charging Bull e descansar no Battery Park; se tiver fôlego e estiver em um horário cedo, aproveite para ir de ferry até a Estátua da Liberdade e ao Museu da Imigração, em Ellis Island; termine o dia em algum restaurante ou balada em Chelsea ou na Bleecker Street).

20170516_180242~2

NO BROOKLYN (EM FRENTE AO JANE’CAROUSEL) – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

3º dia) Visitar a Estátua da Liberdade – se não tiver ido no dia anterior -, atravessar a Ponte do Brooklyn e curtir algumas atrações desse que é o maior dos distritos de Nova York. SE ESTIVER COM CRIANÇA E MUITO TEMPO LÁ, comece o tour do Brooklyn pelo parque de diversões da Coney Island; em seguida, vá ao Jardim Botânico/Prospect Park, principalmente em março; vá ao mercado de pulgas em Williamsburg. SE TIVER POUCO TEMPO sua prioridade deve ser ficar perto da margem do Rio East, caminhando pelo Brooklyn Heights Promenade, pelo Brooklyn Bridge Park e continuando até o Jane’s  Carousel; lá perto, passe pelo cruzamento entre a Washington Street e a Water Street para tirar a foto de cartão-postal; feito isso, aguarde o por do sol na região do DUMBO e veja as luzes de Manhattan se acenderem ao anoitecer. É inesquecível. Se voltar à noite para Manhattan, prefira ir de táxi/Uber ou de metrô (se for na hora do rush).

4º dia) Relaxar no Central Park (principalmente no meio do parque, passando pela Bethesda Fountain, pela Bow Bridge, pela obra Strawberry Fields/Imagine, bem como pelo Turtle Pond com o Castelo Belvedere e o Anfiteatro) e no museu Metropolitan/MET (com crianças, também vale a pena visitar o Museu de História Natural). Se tiver tempo sobrando, faça suas compras nas lojas ao sul do Central Park, perto da Times Square.

*Com mais um dia, caminhe pelo parque suspenso do High Line, caminhe pelas ruas dos bairros de Greenwich Village e Chelsea e faça as compras que faltou fazer nos dias anteriores.

20170516_101524~2

MAIS UMA DO CENTRAL P ARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

DICAS

⇒ Fique atento às temperaturas que você vai encontrar na época escolhida para viagem. O frio na cidade é rigoroso no inverno.

⇒ Aplicativos sempre ajudam (fundamental comprar um chip SIM para ter acesso a Internet em qualquer lugar da cidade). Mencionamos durante o post e aqui resumimos alguns que podem facilitar sua viagem:

Para saber sobre o clima Weather Channel, para ajuda no idioma o conhecido Google Tradutor, o Lexifone (capaz de gerar áudios no idioma escolhido e traduzir áudios) e Wordlens (traduz placas e textos mediante a foto tirada por seu celular, o aplicativo traduz para você o que está escrito). Ah! Não deixe de baixar o Google Maps, com os pontos que pretende conhecer já destacados.

⇒  Para mais dicas de atrações (para Manhattan e muito além), tenha em mãos “O Melhor Guia de Nova York“, escrito por Pedro Andrade.

20170516_133656~2

FLATIRON BUILDING – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

⇒ Tenha em mãos um New York Pass, para ter descontos nos transportes públicos integrados e em acesso a várias atrações culturais, com desconto total ou parcial.

⇒ Não deixe de apreciar a vista da cidade do alto, é uma nova perspectiva e uma experiência marcante. Existem ótimas opções para contemplar a vista conhecendo um pouco da história e dos fatos da cidade e para jantar apreciando a vista ou curtir uma balada do alto de um prédio com visual incrível. Você encontra opções nos nossos tópicos de “Restaurantes”, “Vida Noturna” e “O Que Conhecer”.

⇒ Apreciar o pôr do sol no Battery Park, no Brooklyn Bridge Park ou Riverside Park também é uma experiência que você merece ter. Se der, inclua no seu roteiro.

É proibido carregar bebidas alcoólicas sem embrulho pela cidade, assim como beber na rua. Apesar de haver quem não respeite a regra, é bom saber da proibição.

⇒ O horário de maior movimento, acontece por volta das 5 horas da tarde. É bom evitar depender de táxi ou pegar metrô nesse horário.

Se você estiver em NY em um dia chuvoso e sua programação acabar não sendo possível, uma dica é passar o tempo na  Macy’s, a loja na 34th St é considerada a maior do mundo (parece mais um shopping). Lá você encontra roupas, acessórios, maquiagem, móveis e diversas outras opções, desta forma, pode ocupar seu tempo. Ah! Estrangeiros têm desconto de 10%, leve seu documento.

20170516_120512~2

NO TOP OF THE ROCK (VISTA PARA O EMPIRE STATE) – NOVA YORK, EUA

CURIOSIDADES

→ Nova York é a cidade mais populosa dos Estados Unidos e a terceira mais populosa da América, atrás de São Paulo e Cidade do México.

→  A cidade é composta por Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island.

Existem mais suicídios do que assassinatos em Nova Iorque.

→ A cidade foi fundada em 1624 por colonos neerlandeses de religião calvinista/protestante, recebendo o nome de Nova Amsterdã, em 1626.

→ Há uma história cada vez mais forte da estreita ligação entre Recife e a origem de Nova York. Isso porque judeus pernambucanos que mantinham uma próspera relação comercial com os holandeses durante a ocupação neerlandesa na capital pernambucana (1630 a 1654), acabaram saindo de Recife e parando em Nova York (então Nova Amsterdã) para manter esse contato mercantil lucrativo e lá acabaram desenvolvendo a cidade.

20170516_102116~2

CENTRAL PARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

O Central Park é artificial e foi construído durante 20 anos sobre um depósito de lixo.

→Nova York ganha o título de centro global de negócios e também de comércio internacional juntamente com Londres e Tóquio.

→ Outro fato interessante é que não é ilegal fazer topless em Nova Iorque.

A famosa Estátua da Liberdade foi um presente da França aos Estados Unidos, no ano de 1885. Você pode encontrar uma pequena réplica nas margens do Rio Sena, bem próximo à Torre Eiffel.

SEGURO VIAGEM

 

Para viajar tranquilo, só curtindo as paisagens e desfrutando de todos os pontos turísticos e passeios, recomendamos o conforto (a preços justos) do seguro viagem pela empresa Real Seguro. Ela indica a seguradora mais confiável e adequada – muitas vezes a mais barata – para a cobertura dos sinistros que você quer evitar. Confira!

 

20170516_112536~2

TOP OF THE ROCK/ROCKEFELLER CENTER – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

20170516_101722~2

BETHESDA FOUNTAIN – CENTRAL PARK, NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

IMG_6592

TIMES SQUARE – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

20170516_102135~2

CENTRAL PARK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

20170516_153644

ESTÁTUA DA LIBERDADE – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

20170516_112051

CATEDRAL DE ST. PATRICK – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

20170516_104243

STRAWBERRY FIELDS – CENTRAL PARK, NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

 

⇒Gostou do blog? Clique AQUI e siga nossa fanpage do Facebook!

11 comentários sobre “NOVA YORK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s