NOVA DELHI

Capital e principal porta de entrada de um dos países mais fascinantes, ecléticos e controversos do mundo, Nova Delhi é um excelente cartão de visita para quem pretende conhecer a Índia e seus encantos naturais e culturais.

Repleta de monumentos, super populosa, muito barata para turistas, rica em história e cheia de contrastes (miséria absoluta a poucas ruas de distância de arranha céus e centros tecnológicos), a cidade mais importante do 7º maior país do planeta vem passando por um processo de crescimento econômico consistente e estabilidade política que se aprimora, sendo cada vez mais atrativo para turistas reticentes.

Continue a leitura pelos tópicos seguintes para desvendar todas as dicas e informações sobre essa cidade que deixa marcas em quem a visita.

Continuar lendo

VARSÓVIA

A cidade desse post carrega a fama de ter uma energia pesada e sofrida, muito em virtude de sua história na II Guerra Mundial, tendo sido palco de profunda destruição no embate entre nazistas e soviéticos palmo a palmo.

Todavia, embora – indiscutivelmente – não tenha a vibe festiva e relaxada de Cracóvia, a capital da Polônia surpreende pelo seu espírito de resiliência, pelo envolvimento dos jovens nos espaços públicos e pelos investimentos turísticos crescentes que realiza, conciliando como poucas cidades no Leste Europeu uma beleza arquitetônica clássica revitalizada com construções modernas e uma satisfatória produção cultural e comercial efervescente.

Sem sombra de dúvidas, uma grata surpresa para quem viaja até a Europa Oriental e tem alguns dias sobrando no roteiro pela região que integrava a Cortina de Ferro até o início da última década do século XX.

Confira todas as dicas e informações úteis sobre a cidade de Chopin e Marie Curie nos tópicos adiante.

Continuar lendo

MACHU PICCHU, CUSCO E LIMA

Dessa vez vamos fazer diferente. O post será 3 em 1, abordando os três locais mais visitados por estrangeiros que desejam viajar ao Peru, com ênfase em Machu Picchu, uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo, famosa por sua energia diferente e pela complexidade das construções dos incas, entre montanhas que misturam o relevo andino com a vegetação amazônica.

Confira nos tópicos seguintes informações mais diretas e sucintas para montar seu roteiro passando por esses pontos.

Continuar lendo

LIVERPOOL

Para se ter uma ideia do tamanho dos Beatles, a melhor banda de todos os tempos, é só dar uma olhada no fluxo de turistas na cidade natal de seus quatro integrantes: Liverpool.

A cidade portuária ao norte da Inglaterra sabe utilizar esse fato, quase tematizando seus pontos turísticos principais em torno dos Fab Four, e tornando-se um dos 5 mais agradáveis e divertidos destinos ingleses depois de Londres, adequado inclusive como um bate-volta saindo cedo da capital inglesa.

Se você é fã de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr e da sua obra atemporal (nós somos muito), não deixe de visitar as ruas que eles frequentavam, as casas dos primeiros shows deles, as casas onde cresceram e os museus construídos para eternizar o respectivo legado – tudo isso sem contar as revitalizadas Docas (Albert Dock) e as ruas comerciais e boêmias concentradas em uma área a uma curta caminhada da moderna estação de trem.

Para tanto, continue a leitura nos tópicos abaixo para descobrir todas as informações úteis sobre a cidade de Strawberry Fields e Penny Lane.

Continuar lendo

PETRA

A Cidade Rosa parece ser cenário criado para filmes de mistério e aventura – como Indiana Jones e a Última Cruzada -, mas vai muito além dessa aparência.

O fascínio turístico de Petra, tombada como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1985, deve-se ao fato de sua impressionante história e beleza: foi erigida há milhares de anos pela civilização dos nabateus, esculpida nas pedras rosadas e alaranjadas, após uma sequência de canyons, com sistema avançado de canalização de água, em uma área desértica, sendo utilizada como importante ponto de passagem de rotas comerciais árabes antes da dominação romana.

Confira nos tópicos abaixo todas as informações úteis para fazer seu roteiro gratuito a uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo. 

Continuar lendo

RIGA

Nesse post trataremos da principal porta de entrada dos Países Bálticos, com um belíssimo acervo histórico no seu preservado centro antigo de casario colorido, parques, praças e igrejas. Tudo isso perfeitamente “visitável” com pouco tempo em uma excursão mais longa que inclua a Rússia ou a Escandinávia, gastando-se muito menos que nesses vizinhos mais famosos, sem abrir mão de belas paisagens.

Continue a leitura e descubra como chegar, quando ir, onde se hospedar, quanto tempo ficar, como sair do aeroporto, o que fazer/conhecer, bons restaurantes, opções para a vida noturna, culinária típica, sugestão de roteiro com a nossa experiência, algumas dicas e curiosidades sobre a agradável capital da Letônia.

Continuar lendo

SHARM EL SHEIKH

O balneário egípcio às margens do lindíssimo Mar Vermelho, delimitado pelas montanhas do Sinai, com resorts, parques, mesquitas e centros comerciais nababescos (e até artificiais) são um ótimo convite para conhecer uma bela região, cheia de atrações, que contrasta com a insegurança, a bagunça e o assédio característicos do Cairo.

A “Cancun dos russos” (há placas em cirílico tamanha a quantidade de russos que visitam Sharm el Sheikh) é excelente para quem deseja paz, vida confortável e paisagens naturais incríveis (os corais ao longo do mar e nas ilhas vizinhas obrigam qualquer turista a alugar, no mínimo, um snorkel), além de alguns dias a mais no país dos faraós.

Tudo isso sem contar a posição geográfica privilegiada para conhecer parte do litoral de Israel, da Arábia Saudita e da Jordânia – inclusive ponto de partida viável para conhecer Petra, uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo.

Continue a leitura para descobrir as informações mais importantes que ajudarão você a organizar seu roteiro por esse lugar incrível.

Continuar lendo