VARSÓVIA

A cidade desse post carrega a fama de ter uma energia pesada e sofrida, muito em virtude de sua história na II Guerra Mundial, tendo sido palco de profunda destruição no embate entre nazistas e soviéticos palmo a palmo.

Todavia, embora – indiscutivelmente – não tenha a vibe festiva e relaxada de Cracóvia, a capital da Polônia surpreende pelo seu espírito de resiliência, pelo envolvimento dos jovens nos espaços públicos e pelos investimentos turísticos crescentes que realiza, conciliando como poucas cidades no Leste Europeu uma beleza arquitetônica clássica revitalizada com construções modernas e uma satisfatória produção cultural e comercial efervescente.

Sem sombra de dúvidas, uma grata surpresa para quem viaja até a Europa Oriental e tem alguns dias sobrando no roteiro pela região que integrava a Cortina de Ferro até o início da última década do século XX.

Confira todas as dicas e informações úteis sobre a cidade de Chopin e Marie Curie nos tópicos adiante.

Continuar lendo

AUSCHWITZ e BIRKENAU

“Embora seja difícil de acreditar que hoje tantas pessoas queiram visitar um cenário que causava desespero, sofrimento e ojeriza às vítimas aqui concentradas há mais de 70 anos, a importância e responsabilidade de recebermos turistas ainda é incalculável e se justifica para mostrarmos a todos que esse complexo não foi criado por extraterrestres ou outra forma de vida, mas foi feito por humanos contra humanos, o que revela até onde a nossa natureza pode chegar e, assim, a todo custo, devemos lembrar disso e estarmos alertas para que não se repita”.

Iniciamos esse post com essas inesquecíveis palavras narradas por nossa guia e que explicam o por quê, embora triste e carregada, a visita emocionante aos mais famosos campos de concentração nazista deva ser incluída no roteiro de quem visita a Polônia, sobretudo aos que passam pela linda cidade de Cracóvia.

Leia nos tópicos abaixo como chegar e outras informações úteis para conhecer esse símbolo da história contemporânea.

Continuar lendo

CRACÓVIA

Considerada uma das cidades mais bonitas da Europa, Cracóvia alia um centro histórico belíssimo (inscrito como Patrimônio Mundial pela UNESCO, em 1978) com um povo bastante animado (foi a capital cultural europeia em 2000) e uma diversidade de atrações nas suas praças, parques e arredores.

Diferentemente de Varsóvia, Cracóvia teve vários pontos de sua história gótica, renascentista e barroca poupados dos bombardeios nazistas durante a II Guerra Mundial. Talvez por isso seja tão perceptível a energia mais festiva da cidade em comparação com a da citada capital polonesa.

Confira a seguir como chegar, quando ir, onde se hospedar, atrações turísticas, dicas de restaurantes e de onde aproveitar a vida noturna, entre outras informações úteis sobre essa vibrante cidade do leste europeu, parada obrigatória para quem pretende conhcer os campos de concentração de Auschwitz e Birkenau.

Continuar lendo